São Paulo: Sistema BRT será implantado nas Avenidas Bandeirantes e 23 de Maio

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Importantes eixos de deslocamento do transporte individual na cidade de São Paulo, as avenidas dos Bandeirantes e 23 de Maio devem ganhar nos próximos anos corredores de ônibus expressos (com espaço para ultrapassagens e maior distância entre paradas). A intenção da Prefeitura é facilitar a mobilidade entre as regiões da capital. Se o cronograma oficial for mantido, a licitação sairá ainda neste ano e as obras começarão em 2014.

Partindo do Terminal Bandeira, no centro, o futuro corredor da 23 de Maio também passará pelas avenidas Rubem Berta, Moreira Guimarães, Washington Luís, Interlagos e Teotônio Vilela e terminará no Largo do Rio Bonito, na zona sul. O percurso total, de cerca de 20 quilômetros, será feito em um modelo de corredor chamado de BRT - na sigla em inglês, transporte rápido de ônibus -, que já funciona há vários anos em Curitiba e Bogotá, na Colômbia.

Os corredores expressos preveem áreas restritas para que os coletivos possam fazer ultrapassagens, permitindo que alcancem uma boa média de velocidade. Além disso, a distância entre as paradas costuma ser maior que a dos corredores convencionais, o que igualmente contribui para a fluidez.

O secretário municipal dos Transportes, Jilmar Tatto, disse na segunda-feira (05) ao jornal O Estado de S. Paulo que também estuda alterar a forma como as pessoas pagarão a passagem nesse ramal, que ocupará o canteiro central das vias. "A ideia é fazer a bilhetagem antes de elas embarcarem." As catracas devem ficar fora dos ônibus, nas paradas.

Bairro a bairro

Outro corredor que deve sair do papel, o da avenida dos Bandeirantes, vai ter 16 km e ligar a região da Marginal do Pinheiros, na zona sul, ao Terminal Vila Prudente, na zona leste. Será o principal eixo de transporte público a unir essas duas regiões de forma perimetral, o que significa ir de um bairro a outro sem passar pela região central, desafogando-a.
Especialista em engenharia de tráfego, Alexandre Zum Winkel avalia que o governo municipal demorou muito para integrar as vias do minianel viário - do qual a Bandeirantes faz parte - ao transporte público de qualidade. "Pesquisas mostram que a quantidade de usuários da zona leste se dirigindo à zona sul é muito grande. Mas, como a conexão hoje é difícil, essa ligação será fundamental para a cidade."

Outra avenida do minianel que, no plano de Tatto, passará a ter um corredor perimetral é a Salim Farah Maluf, na região do Tatuapé, zona leste. Com 8 km de comprimento, ele sairá de perto da Rodovia Presidente Dutra e desembocará no Terminal Vila Prudente, onde há uma estação do Metrô, na Linha 2-Verde. Outra, de monotrilho, deve começar a funcionar no ano que vem.

O engenheiro Sergio Ejzenberg, mestre em Transportes pela Universidade de São Paulo (USP), aposta que a construção de corredores e terminais é uma saída para melhorar as condições do transporte coletivo. Mas acredita que um corredor na avenida dos Bandeirantes talvez não seja prioridade. "Esse benefício tem de atender a um corredor com forte demanda, onde vale a pena investir. Só que não se vê tanto ônibus hoje por ali."

Crescimento

São Paulo tem atualmente 130 km de corredores e 29 terminais. A meta da gestão Fernando Haddad (PT) é fazer 150 km de corredores de ônibus e 13 terminais até o fim de 2016. O corredor da 23 de Maio deve ser entregue em três anos. 

As informações são do jornal O Estado de S.Paulo
READ MORE - São Paulo: Sistema BRT será implantado nas Avenidas Bandeirantes e 23 de Maio

No Recife, Expresso da Folia opera em cinco shoppings com 42 ônibus

Durante os quatro dias de carnaval, quem for ao Bairro do Recife pode usar o Expresso da Folia, 42 ônibus que  vão levar passageiros de cinco shoppings da cidade até um local mais próximo ao foco da festa. Nesta terça-feira (5), o serviço fez sua viagem inaugural no Recife, animado pelo bloco lírico O Bonde.
Foto: Reprodução TV Globo
O serviço já era oferecido há 11 anos a partir de quatro locais – os shoppings Recife, Plaza, Tacaruna e Boa Vista – e esse ano o shopping RioMar entra na lista de pontos de partida. “Garantimos ao folião chegar ao polo no Bairro do Recife, utilizando o serviço expresso, pagando uma tarifa de R$ 4 e deixando, com tranquilidade, o veículo nos estacionamentos”, explica Taciana Ferreira, presidente da Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU).

Uma via exclusiva será separada para a circulação do veículo. “O padrão de intervalos é o mesmo para todos os shoppings. Dez minutos entre viagens são ofertados do domingo até a terça-feira, das 15h até as 5h. No sábado o serviço vai das 18h até as 5h. No Sábado, devido ao Galo da Madrugada, o Shopping Boa Vista não oferece o serviço.

“Ao longo desses 11 anos nunca tivemos qualquer problema com relação à segurança”, diz Taciana. Segundo ela, a Secretaria de Defesa Social garante a tranquilidade dos foliões. Além disso, os 42 veículos envolvidos na operação são equipados com plataforma elevatória veicular para dar acesso a pessoas com mobilidade reduzida.

Taciana Ferreira também lembrou que a CTTU vai reforçar a fiscalização de estacionamento em locais proibidos. “A Prefeitura também está ofertando cerca de 1.200 vagas gratuitas no Bairro do Recife, para que as pessoas não parem indevidamente seus veículos”, afirmou.

A parceria entre os shoppings, empresas de ônibus e CTTU estabelece ainda que não será cobrada tarifa fracionada dos usuários do Expresso Folia. “Para isso basta que o folião apresente sua pulseirinha e ele terá a liberação, ou seja, ele paga uma só tarifa para usar durante todo o período”, esclarece. As viagens são expressas, sem paradas. Os usuários do transporte vão receber pulseiras identificadoras.

Itinerário Shopping RioMar
Ida - Av. República do Líbano; Rua Manuel de Brito; Av. Antônio de Góes; Cais José Estelita; Viaduto das Cinco Pontas; Ponte Giratória e Madre de Deus.
Volta - Madre de Deus; Ponte Giratória; Viaduto das Cinco Pontas; Cais José Estelita; Av. Herculano Bandeira; Rua Nogueira de Souza; Av. Repúplica Árabe Unida e Av. República do Líbano.

Itinerário Shopping Recife
Ida - Av. Felix de Brito; Av. Boa Viagem; Av. Antônio de Góes; Cais José Estelita; Viaduto das Cinco Pontas; Ponte Giratória; Madre de Deus.
Volta - Madre de Deus; Ponte Giratória; Viaduto das Cinco Pontas; Cais José Estelita; Av. Herculano Bandeira; Av. Domingos Ferreira; Av. Antônio Falcão; Shopping Recife.

Itinerário Shopping Plaza
Ida -AV. 17 de Agosto; Av. Parnamirim; Rua Cônego Barata; Av. Norte; Ponte do Limoeiro e Cais do Apolo
Volta - Cais do Apolo; Ponte do Limoeiro; Av. Norte; Rua Dr. José Maria; Av. Rosa e Silva; Rua Padre Roma; Shopping Plaza.

Itinerário Shopping Tacaruna
Ida -Av. Cruz Cabugá; Ponte do Limoeiro e Cais do Apolo.
Volta -Cais do Apolo; Ponte do Limoeiro; Av. Cruz Cabugá; Shopping Tacaruna.

Itinerário Shopping Boa Vista (No sábado não haverá operação)
Ida - Rua Corredor do Bispo; Rua Bispo Cardoso Ayres; Rua Pedro Afonso; Av. Cruz Cabugá; Av. Arthur Lima Cavalcante; Ponte do Limoeiro; Cais do Apolo e Rua Álveres Cabral.
Volta - Rua Álveres Cabral; Cais do Apolo; Ponte do Limoeiro; Rua da Aurora; Rua dos Palmares; Rua Gervásio Pires e Rua Corredor do Bispo.

READ MORE - No Recife, Expresso da Folia opera em cinco shoppings com 42 ônibus

Em São Paulo, Bilhete único poderá ser debitado em conta

Quem vive esquecendo de colocar crédito no bilhete único ou não aguenta mais encontrar máquinas de recarga quebradas no Metrô pode ter ainda neste ano uma nova opção para abastecer o bilhete. Isso porque a Secretaria Municipal dos Transportes quer fazer com que os usuários não tenham mais de recarregar o cartão constantemente. Em vez disso, o passageiro poderá utilizá-lo debitando o gasto direto da conta bancária.

Bastará passar o cartão no validador, o aparelho que debita o valor da passagem, para a Prefeitura enviar automaticamente ao banco a informação de quantas passagens foram usadas por aquele bilhete em um certo período. Podem ser dias, uma semana ou um mês. A medida, porém, deverá funcionar apenas nos corredores de ônibus, que o secretário de Transportes, Jilmar Tatto, planeja deixar separados do ambiente urbano. Ou seja, a pessoa paga sua viagem ao entrar em uma parada, logo ao sair da calçada, não na catraca, já dentro do veículo. É o que se chama de pré-embarque.

O dono do bilhete escolherá o número de passagens por período, garante o Tatto, que também quer reduzir os pagamentos da tarifa em dinheiro - notas ou moedas - na rede de ônibus. "Hoje, ainda há 8% de dinheiro (sendo empregado) no sistema. Isso é um problema", afirma. Segundo ele, uma parte dos recursos desaparece em evasões.

Outra questão é a segurança, já que a existência de dinheiro no caixa dos coletivos atrai assaltantes. "Não vai poder haver dinheiro nesse sistema. Aí, você bota um esquema de maquininhas (de arrecadação do lado de fora), como existe na Europa." Em Curitiba, isso já é assim.

Cobradores. E o que vai acontecer com os cobradores nesses corredores de ônibus? Desaparecer? "Em tese, sim. Se bem que o cobrador ainda tem uma função, do ponto de vista da biometria", avalia Tatto.

Como a gestão Fernando Haddad (PT) planeja passar a oferecer o bilhete único mensal - que possibilitará viagens ilimitadas de ônibus por um preço fechado -, no segundo semestre, será preciso adotar um meio de identificar de forma mais precisa e segura o usuário do cartão, para evitar fraudes. A leitura biométrica, com scanners que "leem" a digital, é a tecnologia escolhida para isso. Eles serão instalados nos validadores de todos os ônibus da cidade. A frota atual é de 15 mil veículos. Tatto diz que a troca desses aparelhos será neste ano.

Ele estima que a produção dos validadores deve demorar quatro meses. "Então, a instalação, no nosso planejamento, vai acontecer no segundo semestre. Vamos obrigar as cooperativas e as empresas a comprar no primeiro semestre." Essa obrigação é necessária porque os contratos de concessão do serviço vencem em julho e nem todas as empresas que operam hoje podem compor a próxima gestão.

A mudança dos validadores por aparelhos mais modernos também permitirá o envio de dados da São Paulo Transporte (SPTrans) aos bancos. / C.V.

READ MORE - Em São Paulo, Bilhete único poderá ser debitado em conta

No Dist. Federal, 11 novas empresas de ônibus apresentaram propostas para participar da licitação

A Secretaria de Transportes recebeu nesta segunda-feira (4) propostas de 11 novas empresas apresentaram propostas para participar da licitação que definirá quem vai operar as linhas de ônibus das bacias 1, 3 e 4 do Distrito Federal.

Nesta segunda-feira (4) os envelopes foram abertos, assinados e em seguida lacrados novamente. Entre as candidatas, pelo menos cinco empresas são de fora do DF.

Só passarão para a próxima etapa da licitação as empresas que tiverem a documentação aprovada pela Comissão Especial de Licitação. Não há prazo para que a comissão avalie as propostas.

Mesmo depois de seguidas derrotas na Justiça, a Viplan apresentou nova proposta. Na sexta-feira (1º) trabalhadores da empresa fecharam acessos da Rodoviária do Plano Piloto em protesto contra a decisão judicial.

As três bacias que estão nesta licitação são a 1, que inclui Brasília, Sobradinho, Planaltina, Lago Norte e Sudoeste, 3, que engloba Samambaia e Recanto das Ema, e a 4, que cobre as regiões de Ceilândia, Guará e Águas Claras.

Somando todas as cinco regiões, cerca de 3 mil novos ônibus circularão pelo Distrito Federal.

READ MORE - No Dist. Federal, 11 novas empresas de ônibus apresentaram propostas para participar da licitação

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960