Agetransp investiga problema que causou fechamento de estações do metrô no Rio

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

A Agetransp abriu boletim de ocorrência para apurar a paralisação de oito estações do Metrô Rio, por volta das 7h55 desta segunda-feira. Técnicos estiveram na estação Botafogo acompanhando as providências tomadas para a normalização da circulação dos trens, que aconteceu mais de duas horas depois.

Também pela manhã, fiscais da Agetransp estiveram na Central do Brasil onde uma composição da SuperVia, que não realizava serviço de passageiros, descarrilou, por volta dás 5h45, provocando atrasos nas partidas da estação para Santa Cruz e Japeri.
Foto: Felipe Freire / Agência O Dia
Passageiros relatam confusão e caos em estações do metrô

A semana não começou nada bem para os usuários do metrô. Um problema eletromecânico em uma composição causou a desenergização dos trilhos e o fechamento de oito estações. Passageiros das linhas 1 e 2 que seguiam em direção à Zona Sul eram obrigados a desembarcar na Estação Glória.

Segundo a Metrô Rio,  passageiros de três trens foram retirados pelos trilhos com a ajuda de agentes de segurança das estações. A concessionária não informou quais eram as estações.

Passageiros que estavam no último vagão da composição que saiu de Botafogo por volta das 7h45 disseram que o trem parou e a luz se apagou antes de chegar no Flamengo. Alguns gritavam que estava pegando fogo e havia fumaça no local. Bombeiros do Quartel do Humaitá foram acionados, mas ninguém foi atendido.

De acordo com usuários, eles ficaram cerca de 1h15 minutos dentro de composição, que tinha uma grávida e uma idosa de 85 anos entre os passageiros. Agentes da concessionária auxiliaram no resgate de quem estava na composição com uma escada e eles andaram pelos trilhos até a estação.

Na estação Siqueira Campos, passageiros esperaram de 7h45 às 8h um trem. Após dar partida e ficar 40 minutos parada entre as estações Siqueira Campos e Cardeal Arcoverde, a composição retornou.
Passageiros do metrô lotam pontos de ônibus próximos da Estação Glória | Foto: Carlos Moraes / Agência O Dia
Os passageiros também usaram as redes sociais para mostrar indignação com a falta de informação. "Pessoas presas nos vagões, estações lotadas, tudo sem informação, e ainda dizem "Use o transporte público", disse @pettysantos. 

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960