Obras viárias do Capibaribe Melhor ligarão Zona Norte e Oeste do Recife

sábado, 24 de março de 2012

Zona Norte e Oeste do Recife vão receber, dentro de 18 meses, uma série de obras viárias do programa Capibaribe Melhor. Dentre as obras que visam melhorias na mobilidade urbana, a elevação da Ponte Semiperimetral e três subsistemas viários ao redor. O total de investimento será de R$ 43 milhões. O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira (23) pelo prefeito João da Costa, em coletiva de imprensa na sede da Prefeitura do Recife (PCR).

Com os novos sistemas, o trânsito de muitos bairros do Recife melhorará, a exemplo de Monteiro, Iputinga, Parnamirim e Casa Forte. Algumas vias da cidade também serão beneficiadas, segundo o prefeito. Avenida Agamenon Magalhães, Rui Barbosa, Real da Torre e Conde do Irajá são as principais. "Garantiremos a mobilidade e até mesmo a auto-estima das pessoas que não têm acesso fácil à muitos lugares", afirmou João da Costa.

A Ponte Semiperimetral será o eixo principal de ligação entre as duas regiões da cidade, construída sobre o Rio Capibaribe e com extensão de 280 metros e 20 metros de largura. O elevado contará com duas faixas no sentido Monteiro-Iputinga e outras duas no sentido inverso. Na parte Norte, a ponte terminará na Rua Pinto Campos. Já na área oeste, na Rua Maria de Fátima Soares. Todo o projeto será realizado no trecho da bacia do Rio Capibaribe, entre a BR-101 e a Avenida Agamenon Magalhães.

O marco inicial da intervenção é a pavimentação da Rua Jornalista Possidônio Cavalcante, na Iputinga. A via faz parte de um dos subsistemas viários criados (A, B e C). Dividido em três partes, os subsistemas ligam a nova ponte aos bairros próximoss, dos dois lados do Rio Capibaribe. Os sistemas serão importantes para a criação de outros percursos. "As obras interessarão àqueles que precisam criar uma rota alternativa entre a zona norte e zona oeste", ressaltou o prefeito. Para João da Costa, as obras viárias também trarão benefícios para a Copa 2014. A ideia é ligar algum dos sistemas ao Corredor Leste-Oeste, na Caxangá, fazendo o trajeto para o Terminal Integrado de Camaragibe.

Outras intervenções serão feitas paralelas à construção dos sistemas viários. Ações de drenagem, iluminação e pavimentação estão no projeto. Além da construção de três parques, com obras já em andamento, com o objetivo de criar uma estrutura de parque linear, ao longo das margens do Rio Capibaribe. O bairro de Apipucos, Caiara e Santana serão os contemplados. De acordo com a presidente da Empresa de Urbanização do Recife (URB), Débora Mendes, uma ciclovia também será construída. "Ao entorno dos sistemas, a ciclovia será construída, também visando melhorar a infraestrutura de acesso ao rio".

Os serviços do Projeto Capibaribe Melhor receberam recursos da Prefeitura do Recife e do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD). No total, foram investidos 46 milhões de dólares. Do montante, quase R$ 30 milhões já foram usados. Os recursos do PAC Drenagem (R$ 23 milhões), PAC 2 (R$ 198,7 milhões) também farão parte do orçamento, para a urbanização de assentamentos precários.

Do NE10

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960