Em Curitiba, Grandes obras para a Copa começam neste semestre

sábado, 24 de março de 2012

Nos próximos três meses vai começar em Curitiba uma série de obras viárias e estruturais que preparam a cidade para a Copa do Mundo de 2014. No pacote, estão as reformas da Rodoferroviária e do terminal Santa Cândida, o início das obras da Linha Verde Sul, da segunda etapa da avenida Marechal Floriano Peixoto e do viaduto estaiado, além do edital de consulta pública para as obras do metrô.

O anúncio do início das obras foi feito na manhã da quinta-feira pelo prefeito Luciano Ducci em reunião com mais de 200 empresários na Associação das Empresas da Cidade Industrial de Curitiba (AECIC). “São grandes obras que vão modernizar a cidade e melhorar a qualidade de vida dos curitibanos”, disse o prefeito.

O prefeito disse que muitas das licitações estão em fase final, como a da Rodoferroviária. Serão investidos cerca de R$ 34,5 milhões, para a requalificação da Rodoferroviária e seus acessos.
Entre as mudanças está prevista a construção de 16 conjuntos sanitários, fraldário, 560 assentos na área de embarque, praça de alimentação climatizada, restaurante para 56 lugares e novos estacionamentos.
— A parte debaixo da rodoviária terá salas de espera climatizadas, para dar mais conforto para quem espera o ônibus ou está chegando de viagem, observou o prefeito. Também está prevista a instalação de painéis indicativos com informações de chegada e saída dos ônibus, similares aos existentes em aeroportos.

Santa Cândida
Outra melhoria anunciada foi a reforma e ampliação do terminal Santa Cândida, que receberá R$ 12 milhões para a modernização da estrutura e mais conforto aos passageiros. Uma das principais partes da obra é a construção de uma nova plataforma de embarque e desembarque para receber o Ligeirão (Azul) Norte, que fará a ligação Santa Cândida/Praça do Japão. “Vai ser assinado na segunda-feira o desalinhamento das estações-tubo entre o terminal Santa Cândida e a Praça do Japão”, disse.

Viaduto estaiado
O prefeito disse também que nos próximos meses serão iniciadas as obras do viaduto estaiado e de mais uma trincheira na rua Guabirotuba, por baixo da Avenida das Torres, integrando o corredor Aeroporto/Rodoferroviária.
O viaduto, suspenso por 21 cabos de aço, passará por cima da avenida das Torres no cruzamento com a rua Francisco H. dos Santos. Os cabos, 10 de um lado e 11 no sentido contrário, serão ancorados num pilar de 69 metros de altura. O novo viaduto vai melhorar a ligação viária entre os bairros Boqueirão, Hauer, Xaxim, Uberaba e Jardim das Américas, Cajuru e BR 277, beneficiando cerca de 300 mil moradores dos seis bairros, além de turistas.
Com o início das obras do viaduto estaiado, vão começar os trabalhos da nova trincheira da rua Guabirotuba. “Esta trincheira vai completar o binário Chile/Guabirotuba, que será entregue neste fim de semana”, disse o prefeito. A trincheira permitirá que a rua Guabirotuba passe por baixo da avenida das Torres. A obra é importante também para interligação entre os bairros Jardim Botânico, Prado Velho e Rebouças.

Licitação do Metrô
Em sua palestra para os empresários, o prefeito disse que será lançado nos próximos três meses o edital de consulta pública do metrô Curitibano. “Este é um dos passos do processo de licitação, que é complexo e envolve o governo federal, o estadual, Prefeitura e iniciativa privada”, disse o prefeito. A nova linha de metrô vai interligar o CIC à Santa Cândida. Serão 13 estações desde a CIC-Sul, próximo à rua Nicola Pelanda, até a Rua das Flores, no Centro. A frota terá 18 trens, com capacidade de transportas 1.450 passageiros.

Sistema viário
No encontro com empresários, Luciano Ducci também anunciou a revitalização de importantes ruas de Curitiba, no valor de R$ 23,5 milhões, com recursos do governo estadual. Vão ser recuperadas nas ruas São Francisco, Padre Ladislau Kula, Carlos de Carvalho, Avenida Batel, Augusto Stresser e Fagundes Varela. “A assinatura do convênio para estas obras será feita também na segunda-feira, com o governador Beto Richa”, disse.
Além destas obras, foram destacados na palestra os investimentos na área de transporte, na ampliação da malha cicloviária, implantação do Sistema Integrado de Mobilidade, melhorias na segurança pública.
O prefeito lembrou que, além dos investimentos em infraestrutura, Curitiba tem registrado importantes índices sociais, como a queda da mortalidade infantil, redução da pobreza, aumento da renda per capita, crescimento do PIB e melhor capital com nota no IDEB. Também participou do encontro com os empresários da CIC, o vereador Dirceu Moreira.


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960