Trajetos de sete linhas do transporte coletivo são alterados em Goiânia

sábado, 29 de outubro de 2011

Sete linhas do sistema de transporte coletivo de Goiânia vão ser alteradas neste sábado (29) pela Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC). As mudanças acontecem em função da obra realizada pela Agência Municipal de Trânsito (AMT) na Praça Dom Prudêncio, entre os setores Cidade Jardim e Rodoviário.

As linhas que sofrerão mudanças são:
005
- T. Bandeiras / Campinas – Eixo Pio XII
052 - Vera Cruz / Campinas / Centro
151 - T. Dergo / São Francisco
153 - T. Dergo / Pq. Ind. João Braz
164 - T. Gyn Viva / Centro / St. Universitário
307 - T. Vera Cruz / T. Gyn Viva / T. Dergo
607 - Maysa / Campinas / Centro

Segundo a AMT, o projeto visa dar mais fluidez ao trânsito. Para isso, a Praça Dom Prudêncio foi cortada ao meio, e a intenção é interromper o giro feito pelos veículos na praça, seguindo o mesmo modelo adotado na Praça do Cruzeiro, no Setor Sul. As linhas do transporte que tinham como itinerário o giro da praça passarão a utilizar ruas paralelas próximas ao local. De acordo com a CMTC, Pontos de Embarque e Desembarque (PEDs) serão desativados e outros ativados para que o usuário não tenha mais transtornos.

Confira como fica o trajeto das linhas com as mudanças:
Linha 005 - T. Bandeiras / Campinas – Eixo Pio XII (Foto: Divulgação/CMTC)
Linha 005 - T. Bandeiras / Campinas – Eixo Pio XII (Foto: Divulgação/CMTC)
Linha 052 - Vera Cruz / Campinas / Centro (Foto: Divulgação/CMTC)
Linha 052 - Vera Cruz / Campinas / Centro (Foto: Divulgação/CMTC)
Linha 151 - T. Dergo / São Francisco (Foto: Divulgação/CMTC)
Linha 151 - T. Dergo / São Francisco (Foto: Divulgação/CMTC)
Linha 153 - T. Dergo / Pq. Ind. João Braz (Foto: Divulgação/CMTC)
Linha 153 - T. Dergo / Pq. Ind. João Braz (Foto: Divulgação/CMTC)

Linha 164 - T. Gyn Viva / Centro / St. Universitário (Foto: Divulgação/CMTC)
Linha 164 - T. Gyn Viva / Centro / St. Universitário (Foto: Divulgação/CMTC)
Linha 307 - T. Vera Cruz / T. Gyn Viva / T. Dergo (Foto: Divulgação/CMTC)
Linha 307 - T. Vera Cruz / T. Gyn Viva / T. Dergo (Foto: Divulgação/CMTC)
Linha 607 - Maysa / Campinas / Centro (Foto: Divulgação/CMTC)
Linha 607 - Maysa / Campinas / Centro (Foto: Divulgação/CMTC)


Fonte: G1 GO

READ MORE - Trajetos de sete linhas do transporte coletivo são alterados em Goiânia

Recife: Linhas Vila do Ipsep e Vila da Sudene não vão para o Terminal Integrado Tancredo Neves

Que o sistema estrutural integrado de transporte (SEI) é almejado por muitas comunidades isso não temos dúvidas, e com o avanço do serviço com a construção de vários terminais vão possibilitar o acesso de muitas comunidades a este serviço que permite o usuário chegar a muitos lugares da região metropolitana pagando apenas uma tarifa, porém informações repassadas ao Blog Meu Transporte dão certo que as linhas Vila do IPSEP e Vila da SUDENE não vão ser beneficiadas com o novo Terminal Tancredo Neves que será inaugurado nos próximos meses e conseqüentemente não farão parte do SEI. Segundo informes, apenas as comunidades do Ibura serão ouvidas pelo GRCT nos próximos dias.

Mais informações sobre as futuras linhas deste terminal em breve aqui no Blog. 

Share |
READ MORE - Recife: Linhas Vila do Ipsep e Vila da Sudene não vão para o Terminal Integrado Tancredo Neves

Rio tem a melhor mobilidade urbana do Brasil

O Rio de Janeiro é a cidade brasileira que apresenta os melhores indicadores de mobilidade urbana sustentável. É o que aponta um estudo realizado a partir da coleta de dados de nove capitais nacionais pelo Mobilize Brasil. Com base em informações de órgãos governamentais, institutos de pesquisa, universidades e entidades independentes, a pesquisa tem o objetivo de fomentar o debate e estimular a criação de políticas públicas sustentáveis nas metrópoles brasileiras.

Em uma escala de zero a dez, o Rio obteve uma pontuação de 7,9, e se destacou pela baixa parcela de deslocamentos com veículos individuais. De acordo com a pesquisa, apenas 13 % dos cariocas usam carro ou moto para se locomover, e cerca de  65 % das viagens são feitas através do transporte coletivo. Além disso, outro fator decisivo para a pontuação foi o programa de implantação de ciclovias, que já somam 240 km de vias no município. A segunda cidade colocada, Curitiba, marcou 7.0 pontos.

A pesquisa levou em consideração os seguintes aspectos: a porcentagem de vias adaptadas à circulação de bicicletas; as razões entre a renda média mensal e a tarifa simples de ônibus urbano, e entre os deslocamentos individuais motorizados e o número total de viagens; porcentagem de ônibus municipais adaptados para deficientes; e a proporção anual de acidentes para cada 100 mil habitantes.



Informações da SETRANS Rio

READ MORE - Rio tem a melhor mobilidade urbana do Brasil

No Recife e Jabotão, Mesmo com desvio, trânsito flui na Estrada da Batalha

Flui normalmente, na manhã deste sábado (29), o trânsito no desvio da Estrada da Batalha, na divisa entre os municípios de Jaboatão dos Guararapes e Recife, onde o alagamento de um túnel que está sendo construído afundou o pavimento da via, na quinta-feira (27). Num final de semana prolongado por causa do feriado do Dia do Funcionário Público, na sexta (28), muitos motoristas optaram por rotas alternativas para chegar às praias do Litoral Sul. O Departamento de Estradas e Rodagens (DER) deve divulgar, ainda nesta manhã, o prazo para que o conserto da obra seja concluído.

"O calculista da obra teve um problema de voo, só chegou ontem à tarde. Estamos aguardando o calculista para discutir o plano de ataque, darmos um cronograma e fazermos a liberação das vias o mais rápido possível para facilitar a vida da população", informou o diretor de operações do DER, José Carlos Antunes. A previsão é de que a reunião termine por volta das 10h.

Responsabilidade
O secretário de Transporte de Pernambuco, Isaltino Nascimento, afirmou, na sexta, que a construtora Camargo Corrêa vai se responsabilizar pelos prejuízos em decorrência do alagamento do túnel, que resultou no afundamento do asfalto.
Em nota divulgada também nesta sexta, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) informou que a construtora havia reparado o cano após um acidente com uma retroescavadeira, mas que o reparo não suportou a pressão elevada da água do Sistema Pirapama, que está em fase de testes operacionais.
"Essa tubulação ainda não estava funcionando devido às obras de Pirapama. Houve esse incidente e foi feita uma retificação na tubulação. Quando a água chegou de Pirapama, houve o rompimento da tubulação", explicou Nascimento.

Vias de acesso
A Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) orienta aos condutores utilizarem outras rotas para chegar ou sair do Recife com destino a Jaboatão dos Guararapes.

Quem estiver vindo dos bairros de Piedade ou Candeias deve utilizar a Avenida Boa Viagem e a Avenida Conselheiro Aguiar. Outra opção é sair por Prazeres e pegar a BR-101. Já os motoristas que estiverem vindo de Boa Viagem deverão optar pela Avenida Domingos Ferreira e Avenida Visconde de Jequitinhonha.

Aqueles que estiverem na Avenida Recife com destino a Piedade, Candeias e Cabo podem pegar a Avenida Dois Rios e, na sequência, a BR-101. Quem estiver na Mascarenhas de Morais e quiser acessar Boa Viagem para também chegar a Piedade e Candeias deve utilizar a Rua Joaquim Bandeira, que faz binário com a Rua Antônio Falcão, logo depois pegar a Rua Félix de Brito e Melo e girar à direita na Avenida Desembargador José Neves (canal do Jordão) ou seguir em frente e pegar a Avenida Fernando Simões Barbosa (canal de Setúbal).



READ MORE - No Recife e Jabotão, Mesmo com desvio, trânsito flui na Estrada da Batalha

Corredores de ônibus são opção para mobilidade em Fortaleza

Qual a solução para melhorar a qualidade do transporte público da Capital? Para Otávio Vieira da Cunha, presidente da Associação Nacional das Empresas de Transporte Urbano (NTU), a alternativa que parece ser a mais viável são os corredores exclusivos de ônibus. "Priorizar o transporte público em detrimento do transporte individual". O especialista acredita que dessa forma será possível resolver a crise de mobilidade urbana brasileira, já que o prazo de implantação desses corredores é de no máximo dois anos.

Em Fortaleza, três corredores serão fixados. Um deles interliga os terminais do Antônio Bezerra ao Papicu. A obra está em andamento desde maio de 2008, incluindo alargamentos e restaurações de vias. Contudo, três anos depois, ainda não foi concluído.

De acordo com o Programa de Transporte Urbano de Fortaleza (Transfor), responsável pela intervenção, a expectativa é que obra seja finalizada até o fim de 2012, totalizando quatro anos de duração, o dobro do prazo máximo estimado por Otávio Cunha para construções dos corredores.

Mais dois corredores estão previstos: interligando a Avenida Augusto dos Anjos a Avenida José Bastos; e Avenida Senador Fernandes Távora a Avenida Expedicionários. Segundo o Transfor, o processo de licitação deverá ocorrer ainda este ano.

Velocidade
De acordo com o presidente da NTU, a velocidade média do trânsito de Fortaleza é de 13 Km/h. Com a execução desses corredores, a velocidade deverá passar para 30 Km/h. "Se Fortaleza conseguir dobrar isso, ou seja, passar 26 Km/h, já vamos ter um ganho considerável no tempo de viagem. A meta é redução". Com isso, a viagem que, hoje, dura uma hora, passará a ser feita em 30 minutos.

Com a proximidade da Copa do Mundo de 2014, uma série de projetos e investimentos estão sendo feitos no sentido de resolver a crise da mobilidade urbana dos grandes centros. O presidente da NTU cita que, nos últimos 30 anos, o Governo Federal não fez nenhum investimento em infraestrutura urbana, mas agora está disponibilizando R$ 30 bilhões para as cidades acima de 700 mil habitantes, o que beneficia não apenas as cidades-sede da Copa. Cunha alerta que esse recurso tem que ser aproveitado em investimentos que deixem um legado para a população.

VLT
Uma das obras de mobilidade urbana em Fortaleza para a Copa do Mundo de 2014 será a implantação de Veículos Leves sobre Trilhos (VLT), que ligará o Mucuripe à Parangaba. A conexão ferroviária possui 12,7 quilômetros de extensão, sendo 11,3 Km em superfície e 1,4 Km em elevado. A previsão é que o transporte seja utilizado, diariamente, por 90 mil passageiros.

Segundo a Secretaria de Infraestrutura do Estado (Seinfra), em torno de 2.700 famílias serão atingidas. Na comunidade Aldacir Barbosa, moradores estão apreensivos quanto ao futuro de suas vidas. Eles estão preocupados com o valor das indenizações, que segundo afirmam, quase sempre são avaliados abaixo do valor de mercado.

Segundo a assessoria de imprensa da Seinfra, imóveis avaliados em até R$ 40 mil, a família receberá, em dinheiro, o valor da indenização, mais um apartamento quitado pelo programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal. Nos imóveis acima de R$ 40 mil, a família recebe a indenização em dinheiro, mais o apartamento. Contudo, ele terá que se cadastrar no Minha Casa Minha Vida II e precisará pagar, por mês, uma quantia que pode variar de R$ 50,00 a R$ 150,00, dependendo da renda familiar.

De acordo com o órgão, no início do ano, moradores da comunidade Aldacir Barbosa não permitiram que o governo entrasse na comunidade. E, como o projeto de construção do VLT já foi aprovado pelo Conselho Estadual de Meio Ambiente (Coema), o governo já pode ir novamente nas casas apresentar as propostas.

PROTAGONISTA
Resistência
A educadora Elizabeth Santos Oliveira, 43 anos, que nasceu e se criou na comunidade Aldacir Barbosa, reclama que não houve diálogo entre o governo e os moradores.

Elisabeth conta que a maior preocupação dos moradores é com a proposta de habitação que está sendo imposta pelo governo. "Estão querendo colocar a gente num programa habitacional lá no José Walter, que é um bairro distante, e nesse conjunto habitacional vão morar todas as 11 comunidades atingidas. A gente não vai ter mais os mesmos vizinhos". Elizabeth Santos Oliveira



LUANA LIMAREPÓRTER

Informações do Diário do Nordeste

Share |

READ MORE - Corredores de ônibus são opção para mobilidade em Fortaleza

Juiz de Fora: Vinte e uma linhas passam a circular com ônibus adaptados em novembro

A partir da próxima terça-feira, 1º de novembro, a Secretaria de Transporte e Trânsito (Settra) inclui mais 21 linhas de transporte coletivo urbano no sistema adaptado. Com a medida, 212 das 260 linhas que atendem à cidade passam a circular com ônibus adaptados, atingindo a marca de 81,5% de abrangência. Da frota de 567 veículos, 278 são deste modelo, o que representa 49% do volume total.

Confira quais são as novas linhas atendidas
 
Dois veículos adaptados todos os dias
- 501 – Padre Café / Jardim Glória
- 511 – Dom Bosco / Borboleta
- 512 – Dom Bosco / Borboleta
- 522 – Teixeiras
- 524 – São Mateus
- 532 – São Pedro / Via Caiçaras
 
Um veículo adaptado todos os dias
- 110 – Recanto dos Lagos
- 129 – Previdenciários
- 136 – Bandeirantes / Santa Efigênia
- 150 – Grama
- 523 – Monte Verde
- 529 – Torreões / Via Mascate – Monte Verde
- 542 – Lagoa
- 543 – Santa Córdula
- 560 – Avenida Independência / Via Shopping
- 724 – Santa Lúcia / Distrito Industrial
 
Um veículo adaptado nos dias úteis
- 114 – Granjas Betânia / Sagrado Coração de Jesus
- 126 – Eldorado / Jardim América
- 536 – São Pedro
- 545 – Universidade
- 555 – Universidade



READ MORE - Juiz de Fora: Vinte e uma linhas passam a circular com ônibus adaptados em novembro

Em Araraquara, Prefeitura entrega 10 novos ônibus adaptados

O prefeito Marcelo Barbieri fez a entrega dos dez ônibus novos da CTA (Companhia Troleibus Araraquara) para a população de Araraquara nesta sexta-feira, na sede da companhia. Estiveram presentes no evento a diretoria e colaboradores da CTA, secretários municipais, vereadores, entre outras autoridades.

Segundo Marcelo, a aquisição dos dez veículos significa a retomada dos investimentos em transporte público em Araraquara, que devem ser ampliados no próximo ano, com a compra de mais dez ônibus.

A nova aquisição irá ampliar a acessibilidade de pessoas deficientes. Cada ônibus possui elevador e duas vagas reservadas para cadeirantes e acompanhantes, além de assentos exclusivos para obesos e deficientes visuais e dispositivo para evitar a chamada rabeira. Outra novidade é o “anjo da guarda”, um mecanismo que impede que os ônibus andem com portas abertas.

O valor da aquisição foi de R$ 2,6 milhões, sendo 20% a vista e o restante será pago em 60 meses. Os veículos possuem motores eletrônicos Mercedes-Benz, mais econômicos, e carroceria Caio/Induscar.

Eles irão circular nas linhas América/Iguatemi, Rodorib/TCI, Vale do Sol/Parque São Paulo, Campus/Vila Xavier, Melhado/Imperador, São José/Santa Angelina, Santana/Pinheirinho, Maria Luiza/Victório De Santi, Hortências/Águas do Paiol e Morumbi/Gramado. A escolha das linhas foi feita entre a CTA e a Udefa (União dos Deficientes Físicos de Araraquara) e levou em consideração a demanda de passageiros cadeirantes nos bairros.

Valorização – O prefeito Marcelo ressaltou a política municipal de valorização do transporte público e citou a necessidade de se criar corredores de ônibus. “Transporte público de qualidade é fundamental para uma sociedade mais justa e a solução para o problema de trânsito que as cidades brasileiras vêm enfrentando”.


Nova frota de ônibus da CTA

 O prefeito destacou as medidas já tomadas nesse sentido, como a reativação do Conselho de Usuários do Transporte Coletivo, aprovado recentemente na Câmara Municipal e a recuperação de 15 ônibus da frota, graças ao trabalho dos colaboradores da oficina e funilaria da empresa.

“A CTA voltou a focar somente o transporte público da cidade e deixou de administrar o Terminal de Passageiros e o pedágio da vicinal Araraquara-Matão”, afirmou Marcelo.

Informações da Prefeitura de Araraquara
Share |
READ MORE - Em Araraquara, Prefeitura entrega 10 novos ônibus adaptados

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960