Governo federal vai na contramão da mobilidade urbana e reduz mais uma vez o IPI dos automóveis

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

O novo regime tributário do setor automotivo, criado no Plano Brasil Maior, vai vigorar por um prazo de cinco anos. Segundo a medida provisória (MP) 540, publicada nesta quarta-feira no Diário Oficial da União, o governo vai fazer reduções do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para as montadoras instaladas no país de acordo com seus investimentos em inovação tecnológica, produção local e agregação de conteúdo nacional.

De acordo com a MP, o regime vai valer até julho de 2016. Os critérios para a redução do IPI ainda serão fixados por meio de decreto presidencial.

Lideradas pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), as montadoras prepararam um estudo comparando os custos de produção, que comprovam a desvantagem do Brasil em relação a outros competidores como China e México.

A direção da Anfavea avalia que com a medida anunciada nesta terça permitirá a preparação do programa de uma nova política industrial para o setor, cuja elaboração levará ainda algum tempo. Não se trata, portanto, de uma redução imediata de impostos nos carros.

O fortalecimento da engenharia local é uma das principais preocupações dos dirigentes das montadoras no Brasil, que tentam frear o aumento das importações de veículos e a chegada de novas fábricas não comprometidas com índice de nacionalização.
 
Vendas de carros batem recorde

Apesar das medidas do governo para tentar conter a expansão do crédito e o fim da isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI, que vigorou até março passado), a venda de veículos manteve a trajetória de alta ao longo do primeiro semestre do ano, quando foram emplacados 1.638.082 unidades. Esse resultado representou um aumento de 9,52% em relação aos seis primeiros meses de 2010.

Em julho - mês de férias e,tradicionalmente, fraco para o setor -, as vendas alcançaram 306.202 unidades, novo recorde histórico para o setor, levando o acumulado no ano para um total de 2,043 milhões. Os dados são da Fenabrave, que representa as concessionárias de veículos, e considera automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus.

A previsão da Anfavea, entidade mantida pelas montadoras instaladas no país, é alcançar 3,69 milhões de veículos até o final do ano. Até ontem, a Anfavea dizia que não iria rever essa estimativa.
 
Inclusão digital
O governo também deu um benefício fiscal aos fabricantes de máquinas e equipamentos incluídos no programa de inclusão digital que estejam localizado nas áreas da Sudam e da Sudene.

Segundo a medida provisória (MP) 530, publicada nesta quarta-feira, essas empresas terão isenção do Imposto de Renda (IR) sobre o lucro que seja decorrente da venda dos produtos quando eles forem destinados ao programa.

Segundo o coordenador de Tributação da Receita, Fernando Mombelli, a medida resultará numa renúncia de R$ 25,3 milhões em 2011. Em 2012, ela será de R$ 79,42 milhões e, em 2013, R$ 82,99 milhões.

Fonte: O Globo

 
READ MORE - Governo federal vai na contramão da mobilidade urbana e reduz mais uma vez o IPI dos automóveis

Consórcio Grande Recife tem novo presidente

Durante visita ao canteiro de obras do Terminal Integrado Tancredo Neves, na manhã desta quarta-feira (3), o governador Eduardo Campos anunciou o nome do engenheiro Nelson Menezes como novo presidente do Grande Recife Consórcio de Transporte.

O novo presidente do Grande Recife Consórcio de Transporte, Nelson Menezes, é engenheiro civil e inspetor de obra do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco desde 1991. Formado pela Universidade Federal do Estado, com especialização em auditoria de obras públicas e gerenciamento de projetos, Nelson, 46 anos, assume hoje a função de secretário Executivo de Planejamento e Monitoramento da Secretaria das Cidades. No executivo, ele também trabalhou na secretaria de Educação coordenando o projeto EDUCAR – um financiamento com o Banco Mundial. No TCE, atuou ainda como Gerente de Planejamento (2004-2010), Diretor de Planejamento, Desenvolvimento Organizacional e Controle Interno (2007 - 2009).

Nelson falou sobre o seu novo desafio e ressaltou que a continuidade das ações. “Temos a responsabilidade de gerenciar o sistema, dando atenção aos Terminais Integrados e fortalecendo o SEI, sobretudo, à comunicação direta com as comunidades, analisando os pleitos como a implantação de linhas de ônibus, mudanças de itinerário e implantação de miniterminais” disse o Presidente.

Fonte: CGRT

READ MORE - Consórcio Grande Recife tem novo presidente

São Paulo: Corredor Diadema-Brooklin completa um ano, porém os carros não respeitam a faixa exclusiva para ônibus

O corredor que liga Diadema, no ABC, ao Brooklin, Zona Sul de São Paulo, completou um ano no último domingo (31). Entretanto, moradores da região e passageiros dizem que não há motivos para comemoração. Isso porque ninguém respeita a faixa exclusiva para ônibus.
Por dia passam pelo corredor 165 mil pessoas em 19 linhas. Para os passageiros, é gente demais para pouco ônibus.

Fazer os 12 km do corredor levou 20 anos. Quando ficou pronto, decepcionou alguns passageiros. Era para ele agilizar a viagem, mas Joana Soares leva hoje quase o mesmo tempo de antes para ir do ABC até a Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini. Os ônibus vão em fila, um atrás do outro, sem chance de ultrapassar.

A grade divide os dois sentidos do corredor e serve para evitar que os pedestres atravessem fora da faixa. A responsabilidade de conservá-la é da EMTU, mas em alguns pontos há buracos. A EMTU diz que faz a conservação, mas os próprios moradores abrem os buracos. Ao longo do corredor, também passam 12 linhas da SPTrans, mas fora da faixa exclusiva. Mas quando os ônibus têm que ultrapassar vão por qualquer uma.

Para diminuir a lotação, a EMTU pretende colocar ônibus articulados e biarticulados no corredor até o final do ano e estuda a construção de faixas de ultrapassagem.


Fonte: G1.com.br

READ MORE - São Paulo: Corredor Diadema-Brooklin completa um ano, porém os carros não respeitam a faixa exclusiva para ônibus

Greve do transporte público em Pinda entra no segundo dia

A greve do transporte público de Pindamonhangaba entrou hoje (03) no segundo dia. A empresa Viva Pinda contratou novos funcionários para tentar normalizar o serviço, e mesmo assim, o tempo de espera nos pontos de ônibus continua grande.

Para os moradores, a quarta-feira foi mais um dia para testar a paciência. Alguns ônibus circularam pelas ruas, mas nem todos os passageiros tiveram a sorte de embarcar com facilidade. "Ficamos uma hora e meia no ponto esperando, e nada do ônibus passar", diz uma moradora.

A greve no transporte público de Pinda começou na terça-feira (2), e durante todo o dia, somente metade da frota circulou. Hoje, a empresa Viva Pinda afirma que o serviço está operando praticamente em sua totalidade, e que só não está com todos os ônibus nas ruas porque 18 veículos teriam sido depredados nessa terça-feira.

Alguns dos carros ainda estão na manutenção, para a troca de vidros. Além disso, a Viva Pinda diz que faz a contratação de 30 motoristas e cobradores para reforçar a equipe. "Ontem alguns funcionários tiveram que prolongar sua jornada de trabalho por conta dos que acabaram parando, mas já estamos contratando funcionários para que possamos atender a população de Pinda", afirma o gerente da empresa, João Machado Júnior.

Pelo menos quatro boletins de ocorrência foram registrados pela empresa.
A polícia indiciou dois sindicalistas por danos materiais, e mesmo assim a categoria nega envolvimento nos ataques aos ônibus. "O sindicato não fez isso, nós negamos isso. O papel do sindicato é defender os direitos e o salário dos trabalhadores, não é fazer baderna e vandalismo", afirma José Carlos de Souza, presidente do Sindicato dos Condutores.

Os funcionários reivindicam reajuste salarial de 10% e melhorias dos benefícios. A Viva Pinda chegou a oferecer 7,3% de aumento, mas a proposta não foi aceita.

O problema só deve ser resolvido mesmo amanhã em uma audiência já marcada no Tribunal Regional do Trabalho em Campinas, entre a empresa e o sindicato. Enquanto isso, quem precisa do transporte público na cidade busca alternativas para não ficar à toa no ponto. "Se não tiver ônibus, eu vou de van. Não dá para ficar esperando, o trabalho não espera", diz um morador.

Josimar não quis esperar muito e optou mesmo pelo serviço complementar.
Quem não conta com essa opção, já planeja como voltar pra casa hoje. "Eu estou pensando em ir a pé, porque vou chegar mais rápido do que ficar esperando o ônibus", finaliza uma moradora.


Fonte: VNews

READ MORE - Greve do transporte público em Pinda entra no segundo dia

Na Grande Recife, Motoristas aguardam conclusão de obra na Pan-Nordestina

Os motoristas que passam pela avenida Pan-Nordestina, uma das principais vias de acesso a Olinda, Paulista e Igarassu, ainda esperam a conclusão de uma obra que deveria  melhorar o trânsito no local. A placa faz o alerta: ‘atenção, homens trabalhando’, mas, no canteiro de obras, nenhum funcionário. O material está encostado, expostos ao tempo e todas as máquinas paradas.

A avenida tem uma circulação de 50 mil veículos por dia, segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Mas, quem circula pelo local já começa a ficar impaciente com a demora na conclusão da obra. "Isso está parado há algum tempo e a gente não vê ninguém por aqui", diz a professora Olga.

Numa outra placa: o prazo. A obra começou em novembro de 2009 e deveria ter ficado pronta em dezembro do ano passado. Não foi o que aconteceu./ Equanto isso, o mecânico Paulo César do Nascimento sofre com a mudança do itinerário dos ônibus que, há quase dois anos, param bem na porta da oficina dele. "Fica uma fila de ônibus ali e o cliente que poderia parar acaba passando direto. Diminuiu 70% o nosso movimento."

Em fevereiro deste ano, o Governo do Estado informou que até o fim do mês passado, julho, o corredor exclusivo para ônibus e as pistas locais que passariam ao lado do viaduto do Complexo de Salgadinho estariam prontos.

O novo prazo também não foi cumprido. O aposentado Edvaldo Castro Soares conta que conversou com um funcionário da obra que teria dito por que os trabalhos pararam. "Ele me disse que estava parado porque falta o pagamento na obra que o governo não fez."

A secretária executiva de Projetos Especiais da Secretaria das Cidades, Juliana Souza Leão, negou a informação e disse que o atraso teria dois motivos. Um seria a chuva que começou mais cedo e impediu os trabalhos de drenagem e terraplanagem. O outro seria uma adequação do projeto para a Copa de 2014.

O corredor passaria a fazer parte do sistema de Transporte Rápido de Ônibus, o TRO, ligando a Pan-Nordestina a avenida Agamenon Magalhães. "O projeto Norte/Sul, que é um grande projeto do corredor de ônibus rápido, o TRO, eles vão ser no nível de embarque e desembarque e vão ter a parte de acessibilidade. Isso vai trazer um ganho enorme para a população. Então, realmente é esperar essas adequações, que já estão prontas e sendo compatibilizadas, para voltar a execução da obra após esse período de chuva e entregar definitivamente essa obra da Pan-Nordestina até dezembro de 2011”, explicou.



READ MORE - Na Grande Recife, Motoristas aguardam conclusão de obra na Pan-Nordestina

Treze novos ônibus desembarcaram em Manaus nesta terça

Treze novos ônibus, do tipo convencional, desembarcaram na tarde desta terça-feira (02) no porto da empresa Bertolini, no bairro da Ponta Negra, zona Oeste de Manaus.Os veículos pertencem a empresas de transporte coletivo aprovadas na licitação lançada pela Prefeitura de Manaus, com o objetivo de renovar a frota de ônibus na capital.
Os veículos saíram de fábricas do sul do país e seguiram por estrada até Belém (PA). Da capital paraense até Manaus, a viagem de balsa-conteiner durou quatro dias.
"A meta é receber ônibus zero quilometro todos os dias. Até o final de agosto teremos cerca de 400 veículos novos que serão entregues à população de Manaus", adiantou o titular da Superintendencia Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), Marcos Cavalcante, que tem acompanhado as operações de desembarque dos veículos que vão compôr a frota de Manaus.
Ele informou que dos treze ônibus, sete pertencem a empresa São Pedro; cinco são da Viação Coroado e um, da Líder Transportes.
Antes de irem às ruas, os novos ônibus vão passar por revisão mecânica, expedição de documentos e registro junto ao Detran e SMTU. Após esses procedimentos, serão divulgadas as linhas e áreas da cidade beneficiadas com os novos veículos.



Fonte: D24 AM


READ MORE - Treze novos ônibus desembarcaram em Manaus nesta terça

Mais da metade das estações de metrô de Fortaleza já está em construção

Seis das onze estações previstas para o Metrô de Sobral, na Região Norte, começaram a ser construídas. A previsão do Governo do Estado é concluir a obra até o fim de 2012. O valor total do empreendimento é de R$ 70 milhões.

O Metrô de Sobral terá 12,2 quilômetros de extensão e contará com dois ramais. O primeiro deles, com 6,4 km, vai compartilhar a linha de cargas já existente, sob responsabilidade da Transnordestina Logística.

Das seis estações em obras, quatro são desse ramal. De acordo com a Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos (Metrofor), as estações Cohab II e Sumaré já contam com fundação, pilares e plataforma da estação prontos. Na Cohab II, está sendo iniciada a montagem da estrutura metálica da estação. Na Dom José, os trabalhos de escavações foram finalizados. A estação Dom Expedito está em fase de construção da plataforma.

O outro ramal a ser implantado, com 5,7 km, vai ligar a região da indústria Grendene à região da Cohab III, passando pelo Centro de Convenções e o bairro Dr. José Euclides, o mais populoso de Sobral. Nesse ramal, a estação Grendene está em fase de montagem da estrutura metálica. A estação Alto da Brasília está com a plataforma sendo construída.
Volta dos trens
Na avaliação do assessor da presidência do Metrofor, Fernando Mota, as obras estão em ritmo acelerado. “À medida que a obra for avançando, as outras estações vão ser construídas com prazo de entrega no fim de 2012”, projeta.

Mota destaca que a volta da construção de trens no Brasil começou pelo Ceará. “Depois de 20 anos sem se construir nenhum trem no País, os trens que rodam no Cariri e que rodarão em Sobral foram construídos em Barbalha. É um fator que deve encher os cearenses de orgulho”, avalia. Os metrôs das duas regiões contam com Veículos Leves sobre Trilhos (VLTs), que podem ser movidos a biodiesel.

De acordo com Mota, o Metrô de Sobral funcionará com cinco VLTs, já adquiridos pelo Governo do Estado. A previsão do Metrofor é atender 8 mil passageiros por dia em Sobral, somando os dois ramais.



Informações: O Povo Online


READ MORE - Mais da metade das estações de metrô de Fortaleza já está em construção

No Recife, Para melhora o Trânsito, vereadores aprovam lei que muda horários das escolas e dos fucionários públicos

Foi aprovado nesta segunda-feira (01), em primeira instância, na Câmara Municipal, o projeto do vereador Maré Malta, do PPS, que propõe o deslocamento de pico no trânsito da cidade do Recife, como uma alternativa para viabilizar a mobilidade urbana.

O projeto prevê a obrigatoriedade de todos os estabelecimentos educacionais, públicos e privados, iniciarem seu funcionamento até as 7 horas da manhã, enquanto os órgãos públicos devem iniciar o seu expediente apenas a partir das 9 horas da manhã. Dessa forma, haverá uma alternância no horário de deslocamento destes  usuários de transporte, o que ocasionará um alivio natutal do fluxo de veículos.

“Diante dos problemas instalados no trânsito da nossa cidade, esta é uma medida para combater o caos. Vamos promover o rodízio dos grandes grupos, como o dos estudantes, que contribuem com o fluxo de 200 mil veículos, e o dos funcionários públicos, que chegam a cerca de 2 mil, separando-os ainda dos comerciantes, que também transitam no mesmo horário. Uma alternativa inteligente que combate os problemas do descaso, de tantos anos, para com as obras viárias e o transporte publico”, degendeu Maré Malta.

Depois de sancionado pelo prefeito do Recife, a implantação desses horários deverá ser efetivada de forma gradativa, num período máximo de três meses, a partir da vigência da lei.


Fonte: Blog do Jamildo

READ MORE - No Recife, Para melhora o Trânsito, vereadores aprovam lei que muda horários das escolas e dos fucionários públicos

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960