Prefeito de Curitiba destaca melhorias para motoristas e cobradores

quarta-feira, 30 de março de 2011

Os 97 novos ônibus entregues pelo prefeito Luciano Ducci, no dia do aniversário da cidade, 29 de março, vão melhorar não apenas a vida para os usuários do transporte coletivo da capital. Os trabalhadores do setor, motoristas e cobradores, também terão mais conforto para trabalhar. O prefeito destacou a importância dos servidores para o bom funcionamento do transporte coletivo da cidade.

"São ônibus modernos, confortáveis e mais ecológicos. Tenho certeza que nossos motoristas estão bem capacitados e com os novos ônibus terão mais conforto para trabalhar. Os funcionários realizam um trabalho vital, pois transportam as famílias curitibanas pela cidade", disse o prefeito Luciano Ducci, que fez questão de tirar uma foto com todos os motoristas que participaram da entrega dos novos veículos.

Até julho a cidade vai ganhar 544 ônibus zero quilômetro. Isso representa quase 29% dos 1.915 veículos da frota operante da Rede Integrada de Transporte. Os novos ônibus têm uma melhor visibilidade que os antigos, pois possuem uma maior parte envidraçada na frente. Os veículos também são equipados com ventilador e exaustor, para manter a temperatura interna agradável, mesmo nos dias frios e quentes.

Para o motorista Hamilton da Silva dos Santos, os novos ônibus são um grande investimento para a cidade. "Vai melhorar bastante o nosso trabalho com esses novos ônibus. Também vai ficar melhor para os usuários. Os carros são bonitos e bem confortáveis. Esse novo Ligeirão vai transportar mais pessoas, será bom para os horários de pico", contou o motorista.

O presidente da Urbs, Marcos Isfer, também destaca a utilização de combustíveis mais ecológicos nos veículos. "Estamos avançando com novos veículos e com a utilização do biocombustível. O Ligeirão fará viagens mais rápidas, pois irá parar menos durante o trajeto", definiu.

Ao todo são 12.266 funcionários que trabalham na Rede Integrada de Transporte (RIT). Destes, 6.710 são motoristas e 5.556 cobradores.


Fonte: Prefeitura de Curitiba

READ MORE - Prefeito de Curitiba destaca melhorias para motoristas e cobradores

São Paulo: Mudanças em mão de direção de algumas ruas altera itinerários de ônibus na Zona Oeste

A SPTrans informa que em função das alterações  e mudanças de mão direção em algumas ruas no bairro Alto da Lapa, Zona Oeste da Cidade, no próximo dia 2 de abril, sábado, nove linhas municipais e três intermunicipais terão os seus itinerários alterados.

Para informações sobre os trajetos de linhas de ônibus consulte itinerários ou ligue 156.

Linhas e itinerários:


8060/10 Vila Piauí – Terminal Lapa
Ida:
sem alteração.
Volta: normal até a Av. Mercedes, R. Brig. Gavião Peixoto, R. Monte Pascal, R. Barão de Itaúna (à esquerda), R. Belmonte, R. Guaipá, prosseguindo normal.

847J/10 City Jaraguá – Jaguaré
957T/10 COHAB Taipas – Itaim Bibi
Ida:
normal até a R. Laurindo de Brito, R. Brig. Gavião Peixoto, R. Monte Pascal, R. Barão de Itaúna (à esquerda), R. Belmonte, R. Guaipá, prosseguindo normal.
Volta: sem alteração.

178T/10 Metrô Santana – CEASA
278A/10 Penha – CEASA
Ida:
normal até a Av. Mercedes, R. Brig. Gavião Peixoto, R. Monte Pascal, à R. Barão de Itaúna (à esquerda), R. Belmonte, prosseguindo normal.
Volta: sem alteração.

748R/41 Jd. Boa Vista – Lapa
748R/51 COHAB Raposo Tavares – Lapa
Ida:
sem alteração.
Volta: normal até a Av. Mercedes, R. Brig. Gavião Peixoto, R. Monte Pascal, R. Barão de Itaúna (à esquerda), R. Belmonte, R. Guaipá, prosseguindo normal.

8615/10 Pq. da Lapa – Term. Pq. D. Pedro II
Ida:
sem alteração.
Volta: normal até a Av. Mercedes, R. Brig. Gavião Peixoto, R. Monte Pascal, R. Barão de Itaúna (à esquerda), R. Belmonte, prosseguindo normal.

8038/10 Pq. Continental – Lapa
Sentido único:
normal até a Av. Mercedes, R. Brig. Gavião Peixoto, R. Monte Pascal, R. Barão de Itaúna (à esquerda), R. Belmonte, R. Guaipá, prosseguindo normal.

LINHAS INTERMUNICIPAIS:


C052-TRO Osasco (Jd. Elvira) – São Paulo (Lapa)
C085-TRO Santana de Parnaíba (Pq. Santana) – São Paulo (Lapa)
C228-TRO Barueri (Alphaville 2) – São Paulo (Lapa)
Ida:
sem alteração.
Volta: normal até a Av. Mercedes, R. Brig. Gavião Peixoto, R. Monte Pascal, R. Barão de Itaúna (à esquerda), R. Belmonte, R. Guaipá, prosseguindo normal.

Fonte: SPTrans

READ MORE - São Paulo: Mudanças em mão de direção de algumas ruas altera itinerários de ônibus na Zona Oeste

Volvo apresenta os primeiros lotes dos 383 ônibus para Curitiba e região metropolitana

A Volvo apresentou o primeiro lote de 53 ônibus da marca de um total de 383 chassis que a empresa está fornecendo para o sistema de transporte coletivo urbano de Curitiba e cidades da região metropolitana.

Os veículos são dos modelos B340M biarticulado, B340M articulado e B290R, todos produzidos na fábrica da Volvo localizada em Curitiba, sede sul-americana da marca. “É uma das maiores vendas já realizadas pela Volvo para a capital paranaense, dona de um dos maiores, mais eficientes e mais avançados sistemas de transporte coletivo organizado da América Latina”, declara Luis Carlos Pimenta, presidente da Volvo Bus Latin America.

Os ônibus foram adquiridos pelos consórcios Pontual, Transbus e Pioneiro, grupos que congregam 11 empresas de transporte coletivo urbano na RIT (Rede Integrada de Transporte) de Curitiba e região metropolitana.

As entregas se prolongam no primeiro semestre deste ano. “Essa venda reafirma a posição da Volvo como o mais importante parceiro dos operadores de transporte de Curitiba, principalmente em função da grande capacidade de transporte e a eficiência dos chassis da marca no BRT da capital”, afirma Euclides Castro, gerente de ônibus urbanos da Volvo Bus Latin America. BRT (Bus Rapid Transit) é a sigla em inglês para sistemas organizados de transporte coletivo urbano.

Segundo ele, os chassis adquiridos pelos operadores da RIT destacam as tradicionais vantagens competitivas dos chassis da Volvo, como alta tecnologia, baixo custo por passageiro transportado e menor consumo de combustível. Freio a disco, controle de tração, ABS e suspensão eletrônica são alguns dos itens integrados aos ônibus da marca.

Os ônibus B340M biarticulados terão a cor azul e serão chamados “Ligeirões”, pois vão parar apenas nos terminais de ônibus, tornando as viagens muito mais rápidas. Sensores garantirão ao Ligeirão prioridade nos semáforos ao longo de toda a chamada Linha Verde, por onde rodarão.

Com o deslocamento algumas mudanças, a Prefeitura conseguiu implantar o sistema Ligeirão, com parada apenas nos terminais. O Ligeirão Boqueirão, por exemplo, fará apenas três paradas.

Mais eficiência

“A opção por adquirir os chassis Volvo reafirma uma visão moderna por parte dos operadores de Curitiba e cidades do entorno. O uso desses veículos representa excelente opção para ampliar o atendimento ao usuário, diminuir o tempo de deslocamento e ainda aumentar o número de passageiros”, observa Marco Portes, representante regional de ônibus da Volvo Bus Latin America. “Veículos com maior capacidade de transporte significam menos ônibus nas ruas e menos emissões de poluentes”, diz.

Informações: Volvo do Brasil

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Volvo apresenta os primeiros lotes dos 383 ônibus para Curitiba e região metropolitana

Em Goiânia, Passagem de ônibus deve chegar a R$ 2,50

A pas­sa­gem do tran­spor­te co­le­ti­vo na re­gi­ão me­tro­po­li­ta­na de Go­i­â­nia de­ve pas­sar pa­ra R$ 2,50 a par­tir do pró­xi­mo mês. A pla­ni­lha com o re­a­jus­te de 11,11% (em re­la­ção ao va­lor atu­al de R$ 2,25) já foi fei­ta pe­los em­pre­sá­rios e o va­lor es­ta­ria abai­xo dos cus­tos ope­ra­ci­o­nais – o va­lor ide­al se­ria R$ 2,68, se­gun­do a mes­ma pla­ni­lha.
As em­pre­sas já te­ri­am até mes­mo a ar­te dos no­vos pan­fle­tos pa­ra se­rem afi­xa­dos nos ôni­bus pron­ta. O au­men­to se­ria me­nor do que os 12,5% con­ce­di­dos em 2009, épo­ca em que as ta­ri­fas fo­ram re­a­jus­ta­das pe­la úl­ti­ma vez – o con­tra­to en­tre as con­ces­sio­ná­rias e a Com­pa­nhia Me­tro­po­li­ta­na de Tran­spor­te Co­le­ti­vo (CMTC) pre­vê re­a­jus­tes anua­is, sem­pre em abril. 

O au­men­to não in­clui o va­lor do bi­lhe­te do Ei­xo Anhan­gue­ra, que é con­tro­la­do pe­la Me­tro­bus (em­pre­sa do go­ver­no do Es­ta­do). Po­rém, nos úl­ti­mos anos, to­da vez que as em­pre­sas pri­va­das ma­jo­ra­ram as pas­sa­gens, a Me­tro­bus acom­pa­nhou. A pas­sa­gem ho­je no Ei­xo é sub­si­di­a­da e cus­ta R$ 1,15.
Po­rém, as par­tes en­vol­vi­das ne­gam o va­lor do re­a­jus­te. A Com­pa­nhia Me­tro­po­li­ta­na de Tran­spor­te Co­le­ti­vo (CMTC) diz que ain­da não ini­ciou es­tu­do so­bre o re­a­jus­te da pas­sa­gem de ôni­bus, que é fei­to só pe­lo ór­gão. A Re­de Me­tro­po­li­ta­na de Tran­spor­te Co­le­ti­vo (RMTC), que re­pre­sen­ta as em­pre­sas, diz que só a CMTC re­a­li­za o re­a­jus­te e não par­ti­ci­pa de ne­go­ci­a­ções a es­te res­pei­to. A Câ­ma­ra De­li­be­ra­ti­va de Tran­spor­te Co­le­ti­vo (CDTC), que re­ce­be o es­tu­do da CMTC e de­li­be­ra as mo­di­fi­ca­ções, afir­ma que na­da ain­da foi dis­cu­ti­do. 

O contrato ain­da ga­ran­te que o cál­cu­lo da ta­ri­fa se­rá com­pos­to por au­men­to re­al de 15% até 2013. No úl­ti­mo au­men­to, 5% se­ria des­te re­a­jus­te re­al. De acor­do com o con­tra­to, o re­a­jus­te é ba­se­a­do em al­guns ín­di­ces, co­mo a va­ri­a­ção do pre­ço dos com­bus­tí­veis, in­di­ca­do­res in­fla­cio­ná­rios, de­man­da de pas­sa­gei­ros, qui­lo­me­tra­gem, equi­pa­men­tos dos ve­í­cu­los e ou­tros. Tam­bém pe­lo do­cu­men­to, a de­li­be­ra­ção de­ve a­con­te­cer até o úl­ti­mo dia de abril. 
Se­gun­do in­for­ma­ções da CMTC, o re­a­jus­te ain­da não foi de­fla­gra­do na com­pa­nhia e o es­tu­do ain­da não foi ini­ci­a­do por­que ou­tras de­man­das es­ta­ri­am sen­do dis­cu­ti­das com mai­or im­por­tân­cia no mo­men­to, co­mo pro­ble­mas re­la­ti­vos às re­for­mas dos ter­mi­nais e a fi­na­li­za­ção do pro­je­to pa­ra re­a­de­qua­ção do ve­í­cu­lo le­ve so­bre tri­lhos (VLT) no ei­xo les­te-oes­te.
 

Fonte: O Hoje

Share |
READ MORE - Em Goiânia, Passagem de ônibus deve chegar a R$ 2,50

Em Maceió, CBTU confirma circulação do VLT para o dia 10 deste mês

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) confirmou para o dia 10 de abril o início da operação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). A direção da companhia estabeleceu que o VLT circulará em horários pré-determinados, até o dia 30 do próximo mês, sem nenhum custo para o usuário. A iniciativa visa criar o ambiente de confiabilidade e de conforto para a população que utiliza diariamente o meio de transporte ferroviário de passageiros.

A partir desta quarta-feira (30), a CBTU inicia os testes e ensaios finais para que o novo meio de transporte entre definitivamente em operação. A primeira viagem está marcada para as 8h30, quando técnicos da CBTU e da empresa Bom Sinal, fabricante do primeiro VLT no Brasil, irão proceder os testes de aceleração e frenagem, além de aferir a estabilidade do equipamento.

Os testes, que acontecem durante mais uma semana (a partir desta quarta-feira), servirão para avaliar a instalação de equipamentos eletrônicos e aferir a eficácia de todos os procedimentos operacionais. Esses procedimentos serão realizados diariamente no trecho compreendido entre as estações Central de Maceió e Utinga, correspondendo a toda área em operação da CBTU e, tão logo seja liberado o trecho, a empresa realizará a viagem experimental.

A Prefeitura de Maceió é parceira no projeto e vem cumprindo todos os prazos acordados para a implantação do VLT. Várias pequenas obras que foram exigidas nas estações ferroviárias foram executadas. A previsão é de que, até dezembro deste ano, todas as oito composições estejam funcionando. Cada uma delas terá três carros, com capacidade para transportar 562 passageiros.

Fonte: Gazeta.web

READ MORE - Em Maceió, CBTU confirma circulação do VLT para o dia 10 deste mês

Começam a circular na Grande Cuiabá coletivos sem a figura do cobrador

Linhas do transporte público urbano consideradas rápidas e com pouco número de passageiros, especialmente os que pagam com dinheiro, estão funcionando sem a presença do tradicional cobrador de ônibus em Cuiabá e Várzea Grande. A mudança é possível a partir do uso do cartão transporte, mas causa polêmica, pois pode vir a gerar desemprego, conforme prevê o sindicato dos trabalhadores que atuam no transporte coletivo local. E isso também significa o motorista ter que receber a passagem e ainda dar troco, quando necessário.

Na Capital, a experiência já ocorre em seis linhas, entre elas uma expressa, que sai do terminal do CPA III e vai até o Centro, e as alimentadoras que atendem Barreiro Branco, Sucuri e outra que fica na região do Alto da Glória. Já na Cidade Industrial seriam pelo menos oito linhas sem cobrador, conforme o secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Urbano, Ledevino da Conceição. Entre elas estão a as alimentadoras da Sadia, Limpo Grande e Bonsucesso. “São linhas curtas e com poucos usuários”.

A grande preocupação do Stett é quanto ao fato da iniciativa gerar desempregos. Por isso, conforme Conceição, em fevereiro passado foi feito um adendo ao acordo coletivo da categoria firmado em 2010. Esse acréscimo busca resguardar a categoria prevendo a estabilidade por um período de 13 meses. “O sindicato está acompanhando essa mudança, que precisa ser feita com cautela para não causar transtornos para os trabalhadores ou para a população”, disse.

Além disso, os profissionais dos carros que deixaram de ter cobradores passaram por cursos de capacitação e foram promovidos. Já os motoristas, que passarão a receber o dinheiro da passagem, vão ganhar comissão que vai de 5% a 10% sob o salário hoje de R$ 1.345.

A figura do cobrador não existe mais em municípios mato-grossenses como Rondonópolis e Sinop e em cidades como Campo Grande (MS) e Goiânia (GO). “Esta é uma situação que vai acontecer gradativamente e conforme o usuário for adquirindo o cartão transporte. Hoje, ainda há muitos usuários pagantes”, frisou. Como são linhas curtas e rápidas, tanto Ledevino Conceição como o diretor de Transportes de Cuiabá, Gabriel Muller, afirmam que a iniciativa não tem gerado transtornos para os motoristas, que além de responsáveis pela condução correta do veículo, também terão que ficar ligados nas pessoas que passam pela catraca.

Conforme Muller, na linha expressa do CPA III/Centro o motorista não cobra, já que os passageiros pagam antes para entrar no terminal e ônibus só para o desembarque das pessoas. Situação semelhante ocorre nas demais linhas. “São linhas que não tem muita demanda e com pouco movimento. No caso do CPA, o pessoal embarca no terminal e o motorista não pega mais ninguém”, afiançou. Na Capital, aproximadamente 200 mil pessoas utilizam o transporte coletivo diariamente. A estimativa é que metade (50%) use o cartão.

Fonte: 




Diário de Cuiabá
READ MORE - Começam a circular na Grande Cuiabá coletivos sem a figura do cobrador

Metrô do Cariri está entre os três finalistas do Prêmio GreenBest 2011

Após uma intensa votação pela Internet, o Metrô do Cariri alcançou a marca de ficar entre os três finalistas Prêmio GreenBest 2011, na categoria Transporte. A eleição, promovida pela empresa Greenvana, reconhece empresas, instituições, projetos, produtos e serviços em seus setores que mais se destacaram no consumo ou em iniciativas sustentáveis. A votação é feita por júri popular e por um júri de especialistas. Pelo júri popular, a votação é online através do site www.greenbest.com.br.

Na primeira etapa da eleição, eram dez finalistas. Após a apuração, além do Metrô do Cariri, seguem na disputa dois projetos do ônibus movidos a hidrogênio, um do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-graduação e Pesquisa de Engenharia (Coppe), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); e outro da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU/SP).

A segunda fase da eleição começou nesta terça-feira, 29, e segue até o dia 4 de maio. O vencedor da disputa será conhecido no dia 17 de maio e receberá o troféu GreenBest e diploma. O prêmio possui outras 15 categorias, cujos vencedores passarão a ser reconhecidos como os melhores do país em sua área de sustentabilidade, tornando-se ainda mais referências nacionais em relação a este importante tema.

O Prêmio GreenBest 2011 será um reconhecimento ao projeto do Governo do Estado do Ceará que requalificou o transporte ferroviário de passageiros no interior do Estado. O VLT do Cariri foi inaugurado no dia 1º de dezembro de 2010 e liga Juazeiro do Norte ao Crato ao longo de 13,6 quilômetros. É operado com veículos leves sobe trilhos (VLTs), que estão ganhando o mundo como uma solução inteligente na área de transporte e de menor impacto ambiental. Os VLTs que operam no Cariri usam uma tecnologia local, visto que são fabricados pela Empresa Bom Sinal de Barbalha. A fabricação das composições estimulou a indústria ferroviária nacional, que não produzia novos trens desde a década de 1970.

Fonte: Governo do Ceará

READ MORE - Metrô do Cariri está entre os três finalistas do Prêmio GreenBest 2011

Manaus: SMTU sugere tarifa do transporte coletivo em R$ 2,75

A Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU) confirmou, nesta terça-feira (29), a sugestão da tarifa de R$ 2,75 para ônibus. O valor é R$ 0,05 menor que o apresentado como ideal pelo Fórum de Debates e Estudos Técnicos sobre Valor da Tarifa do Transporte coletivo na capital, há cerca de duas semanas atrás.

O valor proposto pelo superintendente da SMTU, Marcos Cavalcante, ainda não foi recebido oficialmente pela Prefeitura de Manaus. Antes de entrar em vigor, o reajuste ainda deverá ser aprovado pelo prefeito Amazonino Mendes. 

A tarifa deve ser confirmada até junho, quando a nova frota de coletivos começará a circular. O valor, segundo proposto no Fórum, deverá custear a quilometragem dos ônibus, quantidade de passageiros, manutenção dos veículos, fora outros dos requisitos usados no estudo.

No estudo que teria embasado o aumento, ficou definido a tarifa de ônibus a R$2,71 com o acréscimo do custo da manutenção dos ônibus e o plano de saúde dos funcionários o valor técnico definido no fórum foi de R$2,80.



Fonte: Portal da Amazonia

READ MORE - Manaus: SMTU sugere tarifa do transporte coletivo em R$ 2,75

Corredor de transporte coletivo em Arapiraca beneficia motoristas e pedestres

A Prefeitura de Arapiraca, por meio da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), segue realizando mudanças para melhorar o tráfego de automóveis e a circulação de pedestres em Arapiraca.
A pedido do prefeito Luciano Barbosa (PMDB) foi implantado e já está funcionando o novo sistema de corredor exclusivo para transportes alternativos no centro da cidade.
O corredor funciona na Rua São Francisco, sendo iniciado no cruzamento com a Rua Boa Vista e encerrado na Rua Dom Vital. Com a mudança, os motoristas não poderão percorrer, parar ou estacionar na via situada ao lado direito (corredor). Esta será a primeira fase da implantação, já que a intenção é colocar corredores de transporte coletivo em outros pontos da cidade.
O superintendente Severino Lúcio explicou que, mesmo com pouco tempo de funcionamento, o corredor já está melhorando o fluxo do tráfego naquele ponto e provendo reflexos positivos em outros trechos.
Rua XV de Novembro
Outra mudança significativa ocorreu entre as ruas Marechal Deodoro, XV de Novembro e Nossa Senhora de Fátima, no centro da cidade.
O motorista que estiver descendo com o veículo pela Rua Marechal Deodoro, sentido Rua XV de Novembro, agora terá de entrar à direita, pela Rua Geraldo Lira.
A mudança tem como objetivo desobstruir o trânsito na subida da ladeira da Rua Nossa Senhora de Fátima. Com isso, os condutores não serão obrigados a esperar o fluxo de veículos que antes vinham da Rua Marechal Deodoro.
“Temos que colocar mais velocidade no trânsito, atendendo a população de forma em geral, como pedestres e motoristas. Na Rua São Francisco, colocamos agentes da SMTT para fiscalizar diariamente o corredor. Precisamos que todos tenham consciência e nos ajudem a melhorar o trânsito”, disse.

Fonte: Prefeitura de Arapiraca

READ MORE - Corredor de transporte coletivo em Arapiraca beneficia motoristas e pedestres

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960