Tarifa de ônibus em Campo Grande aumenta para R$ 2,70

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

A Prefeitura de Campo Grande confirmou hoje que a tarifa de transporte coletivo urbano passa de R$ 2,50 para R$ 2,70 a partir do dia 28 de fevereiro, conforme já tinha sido antecipado pelo jornal Correio do Estado nesta semana. A planilha definindo o valor para reajuste foi elaborada pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) e Agência Municipal de Regulação, chegando ao valor de R$ 2,68, que foi arredondando para R$ 2,70.
O valor do 'fresquinho' passa de R$ 3 para R$ 3,20. os valores da passagem de Campo Grande para Anhanduí e para o Bairro Chácara das Mansões também têm valores diferenciados, mas esses aumentos ainda não foram informados.

READ MORE - Tarifa de ônibus em Campo Grande aumenta para R$ 2,70

Validação do cartão de transporte escolar no Rio segue até dia 2 de março

Estudantes da rede municipal do Rio poderão para ativar os cartões de transporte até 2 de março. As máquinas validadoras estão em 20 postos instalados em ônibus devidamente identificados espalhados pela cidade. Até ontem, 45 mil dos 300 mil alunos da rede municipal já tinham feito a ativação. Os ônibus só ativam os cartões de quem estuda em escola municipal no Rio.
O estudante deverá comparecer pessoalmente, munido do cartão. Não é preciso marcar hora. Depois de 2 de março, o procedimento só poderá ser feito em um dos postos RioCard existentes na cidade.
Quem não tiver ativado o cartão não poderá usá-lo nos ônibus nem registrar presença na escola, pois o RioCard Escolar passará a ser utilizado também para este fim.
Márcia Gabrieli de Jesus, 14 anos, procurou o posto móvel instalado na Avenida Presidente Vargas, esquina com a Rua de Santana. Em menos de um minuto, a jovem validou o cartão.
- Demorei para vir porque não tinha sido informada que precisava atualizá-lo. Agora, poderei pegar o ônibus tranquilamente – comentou.
A listas de postos está disponível em cartazes afixados dentro dos 8.600 ônibus urbanos, nas 1.069 escolas municipais, nos postos RioCard e també no site http://www.riocard.com/.


READ MORE - Validação do cartão de transporte escolar no Rio segue até dia 2 de março

BRT: Tempo de espera de ônibus em Salvador cairá 83%

Com a Copa do Mundo em 2014, Salvador busca implementar um sistema de transporte público de massa mais eficiente. O principal projeto refere-se ao BRT (Bus Transit Rapid), um corredor exclusivo para ônibus, com duas faixas, que cortará a cidade do Aeroporto até o Acesso Norte, permitindo a ligação com o metrô. O investimento está estimado em R$ 570 milhões e é inspirado no sistema de transporte de Bogotá, capital da Colômbia. 

Com corredores exclusivos, o tempo de espera média dos ônibus será reduzido em 83%, saindo de 18 para apenas 3 minutos. Segundo a Secretaria dos Transportes e Infraestrutura da Prefeitura de Salvador (Setin), também haverá uma redução no tempo das viagens.

Os passageiros ingressarão no sistema com o bilhete já pago, o que agilizará o acesso
Dados do BRT de Bogotá apontam que ônibus convencionais que tinham uma velocidade média de 8 a 10 km/h circulam hoje com 28 km/h, afirma Carlos Rada, diretor comercial da Transmilênio, sistema público que coordena sete empresas que operam no BRT. São os corredores exclusivos que reduzem o tempo. Com uma cidade de 7,2 milhões de habitantes, o desafio hoje de Bogotá é estender o sistema, que só atende 16% da população.

Velocidade 
Em Salvador, somente no trecho Aeroporto-Acesso Norte, o governo do estado vai gastar R$ 570 milhões, sendo que as licitações já estão previstas para começar entre março e abril. A novidade é que a prefeitura pleiteia mais R$ 400 milhões para construir o trecho que ligará a Estação Iguatemi até a Lapa e a Calçada. Francisco Ulisses, chefe do setor de planos e projetos da Setin, confirma que o prefeito João Henrique já esteve em Brasília, há duas semanas, encaminhando a nova proposta.

O projeto BRT em Salvador, inicialmente, terá 42 quilômetros. Mas, o projeto total atinge 127 quilômetros de corredores. Quando questionado sobre a possibilidade de metrô, em vez dos ônibus, Ulisses sintetiza: “Sem dinheiro, a solução é esta. Temos que melhorar os modelos que já existem”. Segundo a Transmilênio, em Bogotá, foram investidos R$ 30 milhões para a construção de um quilômetro de BRT, enquanto o metrô seria R$ 120 milhões.


Problemas
É a demanda um dos maiores problemas do sistema. Mesmo com 10 ônibus biarticulados, que chegam a levar 260 passageiros na hora de maior trânsito, Bogotá sofre com a alta demanda, e o presidente da Transmilênio, Jairo Mendieta, também informa que a população reclama dos ônibus cheios.

“Há uma alta ocupação dos ônibus e, por isso, estamos construindo uma terceira fase de trechos”, acrescenta Medienta. A fase três do BRT em Bogotá corta outro corredor em paralelo, e Medienta explica que há necessidade de mais corredores exclusivos no centro da cidade, por causa da alta demanda de passageiros.

Estações 
Assim como em Bogotá, o sistema em Salvador contará  com estações exclusivas para a parada dos ônibus, e os passageiros já ingressarão no transporte com bilhete pago, o que agiliza o acesso do público para 20 segundos em cada estação. Também há a previsão de três tipos de ônibus para compor o sistema: o expresso (que cruzará do Aeroporto ao Acesso Norte sem parar em nenhum ponto); o semiexpresso (que parará  em estações alimentadoras para pegar mais passageiros) e as paradoras (responsáveis por pegar os passageiros em São Rafael, por exemplo, e deixar na estação BRT da Paralela).

O BRT conta com corredores exclusivos, que proporcionam a redução de espera
O fato de ter duas faixas permitirá o convívio dos três sistemas sem atrapalhar a operacionalidade, já que o expresso não será interrompido quando o semiexpresso e os paradores estiverem nas estações.

A possibilidade de levar mais passageiros também aumenta. Os ônibus em Salvador, que transportam hoje 70 pessoas, passarão a transportar 160 e até 240 passageiros. Porém, Ulisses também enfatiza a requalificação urbana que a Transmilênio fez em Bogotá em cada fase, como a construção de praças e estacionamentos para bicicletas, o que torna Bogotá a cidade da América Latina com maior quilometragem de ciclovias (340 quilômetros).

Linhas do BRT

Mussurunga - Iguatemi
Mussurunga - Retiro
Mussurunga - Lapa
Retiro - CAB
Pituba - CAB
Lapa - Pituba
Lapa - CAB
Retiro – Pituba

Outra questão é o preço da tarifa. Medienda não nega que há uma dificuldade entre oferecer um bom serviço a um baixo custo, como deseja a população. As pessoas que saem da periferia pagam 1.400 pesos colombianos (o que equivale a menos de R$ 1,40).
Ônibus transportam até 260 passageiros durante picoBogotá, capital da Colômbia, possui 10 ônibus biarticulados, que transportam cerca de 260 passageiros sendo 54 deles sentados. Os ônibus só circulam das 5h às 10h e das 17h às 21h, ou seja, a hora de pico do trânsito. Não há em outro país tamanha frota de ônibus biarticulados segundo a Transmilênio, empresa que coordena o sistema.
Furto na capital colombianaMesmo com todo o sistema de segurança existente na capital da Colômbia, onde é comum presenciar o próprio Exército nacional nas ruas, na terça-feira um dos jornalistas baianos que visitavam o sistema BRT foi furtado na Zona Rosa, tradicional área turística de Bogotá. O incidente aconteceu em um bar, durante a hora de almoço, quando um rapaz levou a mochila de Chico Vasconcellos, com todos os seus documentos e pertences, sem ninguém perceber. Interessante foi  encontrar pouca compreensão na própria Embaixada brasileira, cujos funcionários se preocuparam apenas em liberar documentação para o jornalista viajar na manhã seguinte.
Até R$ 2,4 bi do PACSalvador poderá receber até R$ 2,4 bilhões do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) Mobilidade Grandes Cidades. O governo federal colocou ontem à disposição das 24 maiores cidades do país R$ 18 bilhões a serem distribuídos para bancar a realização de obras de infraestrutura de transportes públicos. A capital baiana está no grupo das nove cidades que receberão maior volume de recursos e poderá apresentar até quatro propostas.

A condição para o início dos repasses é a apresentação de projetos executivos, mais detalhados do que o projeto que será avaliado pelo governo até junho. A depender da relevância do projeto, o governo poderá, inclusive, financiar a produção do projeto.

Salvador tem investimentos certos de pouco mais de R$ 1 bilhão. Além dos R$ 570 milhões previstos para a primeira fase do BRT, também estão garantidos mais R$ 300 milhões para obras de acessibilidade no entorno da Arena da Fonte Nova e mais R$ 240 milhões para a segunda fase da primeira etapa do metrô, estendendo a linha do Acesso Norte até Pirajá.

O prefeito João Henrique esteve ontem em Brasília, e participou do lançamento do PAC Mobilidade, que será gerido pelo Ministério das Cidades, liderado pelo baiano Mário Negromonte. João afirmou que o município apresentará outros projetos, além dos já existentes, para melhoria do sistema viário de Salvador. As obras previstas pelo programa serão realizadas com recursos do governo federal e contrapartida do  governo baiano.


 

READ MORE - BRT: Tempo de espera de ônibus em Salvador cairá 83%

Curitiba: Motoristas e cobradores podem entrar em greve na terça-feira

O Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região, Sindimoc, definiu nesta quinta-feira (17) que a categoria pode entrar em greve na próxima terça-feira (22). A decisão foi tomada após reunião com o sindicato patronal na tarde desta quinta-feira, na qual os empregadores recusaram a proposta dos sindicalistas de 38% de aumento salarial.
Além do aumento exigido pelos trabalhadores, a categoria reivindica a troca da cesta básica pelo vale alimentação e também plano de saúde. Nesta sexta-feira (18) o Sindimoc irá se reunir com o patronal às 14h na Delegacia Regional do Trabalho para definir se a categoria fará ou não a paralisação.

A negociação dos trabalhadores com o patronal iniciou no dia 21 de janeiro. A contraproposta dos patrões é de reajuste salarial de 8% sobre o salário, já incluso a atualização do INPC.
Tarifa de ônibus
Dependendo da negociação do patronal com os motoristas e cobradores, a Urbanização de Curitiba S/A, Urbs, poderá alterar o valor da tarifa de ônibus em Curitiba. De acordo com a assessoria da Urbs um novo valor da passagem do transporte coletivo não foi definido, pois este valor depende da negociação salarial entre os motoristas e cobradores com as empresas de transporte.
No começo da tarde desta quinta-feira cerca de 150 manifestantes protestaram em frente à Câmara Municipal contra o possível aumento da tarifa do transporte. Os protestantes cogitam que o preço da passagem deva mudar de R$ 2,20 para R$ 2,50 ou R$ 2,90. A Urbs afirma que não há valor definido para o aumento do preço.


Fonte: Gazeta do Povo

Share |
READ MORE - Curitiba: Motoristas e cobradores podem entrar em greve na terça-feira

No Rio, Corredor exclusivo para ônibus será divulgado através de folhetos

A secretaria municipal de Transportes decidiu liberar o uso da faixa exclusiva para ônibus da Avenida Nossa Senhora de Copacabana para táxis adaptados aos portadores de necessidades especiais e veículos destinados ao transporte escolar. A utilização será restrita a embarque e desembarque de passageiros. Com a implantação do BRS de Copacabana, foram criadas 21 linhas a partir do seccionamento das antigas. Câmeras de fiscalização eletrônica estão sendo colocadas no bairro para flagrar motoristas que burlarem as regras.
Os passageiros devem ficar atentos porque parte das linhas antigas também terão sua circulação limitada por horários. É o caso de: 441 (Caju - Lido, via Sao Cristóvão); 442 (Mare - Copacabana, via Praça Mauá); 443 (Mare - Leblon, via Central); 444 (Mare - Copacabana, via Túnel Santa Barbara); 445 (Morro do Alemão - Copacabana, via Túnel Santa Barbara); SP455 (Engenho Novo - Copacabana, via Parque do Flamengo); SPA 484 (Bonsucesso - Copacabana); SPB 484 (Parque Oswaldo Cruz - Copacabana).

Dois mil folhetos, inclusive bilíngues, serão distribuídos no bairro explicando as novas rotas e os pontos de parada. A alteração na regra da faixa exclusiva não vale para táxis comuns. Eles só poderão embarcar ou desembarcar passageiros no lado esquerdo das vias ou nas ruas transversais. O corredor de Copacabana terá duas faixas exclusivas para coletivos. As linhas foram dividas em três grupos, que terão 15 pontos.

CARTAZES

Prevendo confusões entre os passageiros, a Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor) mudou a comunicação visual dentro dos ônibus. Cartazes de alerta e de utilidade pública também serão afixados. Um deles é uma nova versão para um aviso bem conhecido: “Este motorista foi treinado a não parar fora do ponto. Fale apenas o necessário”.

Para os moradores de Copacabana, o corredor é bem-vindo. “É uma mistura muito grande. Com a faixa só para ônibus vai dar uma organizada no trânsito. Aqui, no bairro, tem excesso de ônibus. Essa diminuição deixará o trânsito fluir melhor”, antecipa a dentista Dionísia Cataldo, de 55 anos.


READ MORE - No Rio, Corredor exclusivo para ônibus será divulgado através de folhetos

No Recife, Interdição no Cais da Alfândega altera paradas e itinerários de 11 linhas

Em decorrência interdição do Cais da Alfândega  para montagem das estruturas do Carnaval 2011, o Grande Recife Consórcio de Transporte irá alterar provisoriamente, a partir do próximo sábado (19/02), os itinerários e pontos de embarque e desembarque de 11 linhas. A alteração de tráfego será realizada pela Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU).
Das 11 linhas envolvidas na operação, cinco terão apenas mudanças de itinerário e seis terão
mudanças de itinerário e de paradas (veja lista de detalhamento abaixo). Com a alteração, os
ônibus trafegarão pela Rua 1º de Março e seguindo pela Rua do Imperador Dom Pedro II.
Depois disto, poderão seguir para o Cais de Santa Rita ou pela Av. Nossa Senhora do Carmo até a Martins de Barros, dependendo do itinerário da linha.
A divulgação está sendo feita por meio de cartazes, nos ônibus das linhas envolvidas na operação e nos tapumes que irão cercar a área interditada. Outras informações sobre a alteração de itinerário e mudança de parada podem ser obtidas na Central de Atendimento ao
Cliente, através do telefone 0800 081 0158 ou pelo site www.granderecife.pe.gov.br.
DETALHAMENTO DA OPERAÇÃO:
Listas de linhas que sofrerão apenas mudança de itinerário:
Linhas :
117–CIRCULAR (PREFEITURA)
612–MORRO DA CONCEIÇÃO
Alteração de itinerário
Sentido: Ponto de Retorno/Terminal
...Cais do Apolo, Ponte Maurício de Nassau, Rua 1º de Março, Rua Imperador Pedro II, Rua da
Praia, Travessa Arsenal de Guerra, Cais Santa Rita, Terminal de Passageiros Santa Rita...

Linha: 333–TOTÓ (BACURAU)
Alteração de itinerário
Sentido: Ponto de Retorno/Terminal
...Ponte Buarque de Macedo, Cais do Apolo, Ponte Maurício de Nassau, Rua 1º de Março, Rua Imperador Pedro II, Rua da Praia, Travessa Arsenal de Guerra, Cais Santa Rita, Terminal de   Passageiros Santa Rita...

Linhas:
136–UR-05 – VIA PCR
411–ESTRADA DOS REMÉDIOS
Alteração de itinerário
Sentido: Ponto de Retorno/Terminal
...Cais do Apolo, Ponte Maurício de Nassau, Rua 1º de Março, Rua Imperador Pedro II, Rua da
Praia, Travessa Arsenal de Guerra, Cais Santa Rita...
Listas de linhas que mudança de itinerário e de pontos de embarque/desembarque:

Linhas:
331–TOTÓ (JD. PLANALTO) - VIA PCR
622–VASCO DA GAMA (CABUGÁ)
642–GUABIRABA (CÓRREGO DO JENIPAPO)
722–CAMPINA DO BARRETO
Alteração de itinerário
Sentido: Ponto de Retorno/Terminal

...Ponte Buarque de Macedo, Av. Cais do Apolo, Ponte Maurício de Nassau, Rua 1º de Março, Rua Imperador Pedro II, Av. Nossa Senhora do Carmo, Av. Martins de Barros (Parada Provisória – Lado oposto ao Fórum Tomáz de Aquino)...

Linha:
611–ALTO JOSÉ DO PINHO
Alteração de itinerário
Sentido: Ponto de Retorno/Terminal
...Av. Cais do Apolo, Ponte Maurício de Nassau, Rua 1º de Março, Rua Imperador Pedro II, Av.
Nossa Senhora do Carmo, Av. Martins de Barros (Parada Provisória – Lado oposto ao Fórum Tomáz de Aquino)...

Linha:
133-TRÊS CARNEIROS (IMIP)
Alteração de itinerário
Sentido: Subúrbio/Centro/Subúrbio

...Rua 1º de Março, Rua Imperador Pedro II  (parada provisória – Ao lado da Igreja do
Espírito Santo), Av. Nossa Senhora do Carmo, Av. Dantas Barreto, Av. Sul...

Fonte: CGRT 
READ MORE - No Recife, Interdição no Cais da Alfândega altera paradas e itinerários de 11 linhas

Motoristas não encontram vagas de estacionamento nas grandes cidades do Brasil

O descompasso entre o aumento do número de carros e a falta de espaço nas grandes cidades faz com que seja cada vez mais difícil conseguir um lugar para estacionar. O resultado se reflete diretamente no bolso dos motoristas. Se para andar na rua já não tem lugar, na hora de parar então aí é que fica mais difícil. É preciso circular muito antes de achar uma vaga.
“É complicado, muito complicado. Rodei meia hora para encontrar uma vaga, só agora consegui achar”, conta o vigia Luís Gustavo dos Santos Nascimento.
A dificuldade maior é mesmo nas vagas de rua, mais baratas. “Para quem tem dinheiro e pode pagar os estacionamentos fechados é fácil, agora, para quem não tem dinheiro,fica difícil”, lamenta o vendedor Sérgio de Souza.
“Você estaciona duas, três horinhas e paga R$ 20. Quem aguenta? É impossível”, reclama a autônoma Sônia Domingues.
Parece mesmo um contrassenso, mas em algumas das grandes cidades brasileiras atualmente já é mais barato ficar com o carro circulando do que parado no estacionamento.
Um carro popular, por exemplo, a 60km/h, pode gastar quatro litros de combustível durante uma hora. Isso é menos do que se ele ficar parado uma hora em um estacionamento no centro do Rio, que cobra R$ 14.
Segundo dados do IBGE, a inflação do estacionamento foi recorde no ano passado: chegou a 18,58% em Belo Horizonte e 14,48% no Rio. E, segundo o engenheiro de trânsito Fernando Mac Dowell, o estacionamento deve ficar ainda mais caro, porque a frota de carros cresce muito mais rapidamente do que a oferta de vagas.
“O que cresce? O preço para poder trabalhar com as vagas que tem. O que vai acontecer é que a tendência é dos automóveis irem ficando em casa e tendo que utilizar transporte de massa. E, por isso, o governo tem que realmente caprichar nesses investimentos de transporte de massa”, explica.
Enquanto isso não acontece, o motorista vai continuar se assustando na hora de pagar a conta.


Fonte: G1.com

READ MORE - Motoristas não encontram vagas de estacionamento nas grandes cidades do Brasil

Metrô é alternativa para evitar trânsito em Nova York

Na porção mais valorizada de Nova York, a ilha de Manhattan, os custos fazem com que pouca gente opte por manter um carro. Mas lá existe uma das maiores redes de metrô do mundo.
Na ilha de Manhattan, espaço é luxo. Por isso, a cidade cresce na direção que dá. Já na parte de baixo, não tem jeito. As ruas são estreitas, há centenas de sinais de trânsito e a preferência é sempre dos milhares de pedestres que atravessam as ruas sem parar.
Em um fim de tarde, o motorista pode levar até uma hora e meia para cruzar os cinco quilômetros que separam o lado leste do oeste. É mais rápido usar uma das maiores redes de metrô do mundo, que corre por debaixo dos congestionamentos e que funciona dia e noite.
O morador não tem dúvidas: “Não vale a pena ter carro na cidade”, diz. “O metrô leva as pessoas para qualquer lugar”.
Ao todo, são 468 estações, 340 quilômetros de trilhos, 24 linhas e um sistema online que informa o tempo todo se há problema ou atraso nos trens e ainda indica alternativas. Por isso, não é surpresa descobrir que só um em cada três moradores da ilha usa o próprio veículo para ir para o trabalho.
Quem insiste, paga caro. Para se ter uma ideia do que é a falta de espaço para automóveis em Manhattan, em muitos estacionamentos, os carros ficam empilhados uns sobre os outros.
Midtown, onde fica a Times Square, é considerado o lugar mais caro dos Estados Unidos para se parar um carro. Uma vaguinha pode custar até US$ 31, cerca de R$ 53, por hora.
E quem é de fora precisa pôr a mão no bolso também na hora de entrar em Manhattan. Os pedágios nos túneis que dão acesso à ilha custam até US$ 13, mais ou menos R$ 22.
Satisfeito, o funcionário de um estacionamento revela: “Guardar carros em Nova York é uma mina de ouro”.


Fonte: G1.com

READ MORE - Metrô é alternativa para evitar trânsito em Nova York

EUA querem investir R$ 88,5 bi em alta velocidade

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, está defendendo um programa de investimentos calculado em R$ 88,5 bilhões para projetos de alta velocidade. O programa faz parte dos esforços do governo americano de utilizar as infraestruturas de transporte para criar postos de trabalho. Obama pedirá inicialmente uma verba de R$ 18,2 bilhões no orçamento que será conhecido na semana que vem.

Se o dividido Congresso dos Estados Unidos aprovar o orçamento de Obama, as despesas iniciais com transporte ferroviário se concentrarão no desenvolvimento ou na melhoria das linhas para permitir uma velocidade de até 241 km/h e a interligação das linhas ferroviárias existentes com os novos projetos. É muito provável que os republicanos, que controlam a Câmara dos Deputados e são favoráveis aos cortes econômicos, se oponham a estas propostas. Os democratas possuem a minoria das cadeiras no Senado.

Três tipos de projetosO vice-presidente da Amtrak, Joe Biden, resumiu os três tipos de projetos do plano de investimentos. No item de projetos centrais se desenvolvem trens elétricos, aptos para atingir velocidades entre 200 e 300 km/h, que circularão em linhas exclusivas de passageiros.

Outro projeto será direcionado a serviços, especificamente regionais, com velocidades entre 145 km/hora e 200 km/hora. O terceiro projeto prevê serviços ferroviários confiáveis em zonas com pouca cobertura ferroviária, o que vai melhorar o acesso a mais extensa rede ferroviária intermunicipal nacional de passageiros.

Parcerias público-privadasTodos os programas ferroviários de alta velocidade e intercity serão unificados em dois novos itens para simplificar a aplicação do processo federal de financiamento. Ambos os itens receberão algo em torno de R$ 6,8 bilhões durante o primeiro ano.

Esses fundos serão utilizados para cobrir melhorias na rede, como a construção de novas infraestruturas, assim como a renovação e a manutenção. Está previsto que os projetos centrais sejam desenvolvidos por meio de parcerias público-privadas, nas quais participarão o Departamento de Transportes, os Estados, grupos que atuam no ramo de transportes ferroviários e outras empresas privadas do setor.

Fonte: Via Libre

READ MORE - EUA querem investir R$ 88,5 bi em alta velocidade

Manifestantes contra aumento na tarifa dos ônibus são reprimidos com violência em São Paulo

A polícia dispersou com cacetadas e bombas de gás lacrimogênio, no início da noite de hoje (17), um grupo de cerca de 400 pessoas que protestava em frente à prefeitura de São Paulo contra o aumento do valor da passagem do transporte público.

O confronto começou após os manifestantes tentarem romper o cerco feito por soldados da Polícia Militar e homens da Guarda Civil Metropolitana para proteger o prédio da administração municipal. No saguão do edifício estão acorrentados, desde o meio-dia, seis integrantes do Movimento Passe Livre.

Durante a confusão, o vereador José Américo (PT), que tentava conter a ação da polícia contra os manifestantes, a maioria estudantes, foi atingido por gás pimenta. Um estudante foi detido. Mais cedo, os estudantes chegaram a ser recebidos por um representante da Secretaria de Transporte do município, mas não houve acordo.

O protesto de hoje faz parte de uma série de atos para tentar reverter o aumento do preço das passagens do transporte público de ônibus, que passou de R$ 2,70 para R$ 3 . Essa não foi a primeira vez que acaba em violência as manifestações contra o aumento do preço do transporte na capital paulista. No último dia 25 de janeiro, uma briga entre seguranças da prefeitura e estudantes do Movimento Passe Livre causou tumulto na cerimônia de reabertura da Biblioteca Municipal Mário de Andrade.

O preço da passagem de ônibus subiu no último dia 5 de janeiro de R$ 2,70 para R$ 3. O reajuste de 11,11% foi definido no fim do ano pela prefeitura. Com o aumento, São Paulo passou a ser uma das cidades com o transporte coletivo mais caro do país, segundo a organização não governamental (ONG) Rede Nossa São Paulo.

De acordo com a SPTrans, empresa municipal que administra o transporte coletivo de São Paulo, o reajuste compensa o aumento dos custos acumulado desde janeiro de 2010, data do último reajuste. O percentual, entretanto, é quase o dobro da inflação do ano passado na cidade que, segundo a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), foi de 6,4%.

Fonte: DCI

READ MORE - Manifestantes contra aumento na tarifa dos ônibus são reprimidos com violência em São Paulo

Fortaleza solicita R$ 442 mi para mobilidade

Projetos serão analisados pelo Governo Federal. Prefeitura diz que começa as obras este ano, logo após o dinheiro ser liberado. Contudo, prevê entrega de duas intervenções somente para 2014
Seis projetos estão em fase de finalização na Prefeitura de Fortaleza tendo como foco a mobilidade urbana da Capital. Ao todo, serão R$ 442 milhões vindos do Tesouro da União e financiamentos.

A proposta será apresentada ao Ministério das Cidades, que deu início ontem à seleção de projetos com foco na melhoria da infraestrutura do transporte público coletivo das 24 maiores cidades do País. Juntas, elas poderão utilizar R$ 18 bilhões. Projeta-se benefícios para 39% da população brasileira.

É o chamado PAC da Mobilidade, fatiado pelo Governo Federal em três grupos. Fortaleza integra o Mob 1, do qual fazem parte as nove cidades e regiões metropolitanas com mais de três milhões de habitantes.

Do Mob 2, participam os municípios que tenham entre um e três milhões de moradores, enquanto o Mob 3 é direcionado a localidades de 700 mil a um milhão de habitantes. Dentre as beneficiadas, 11 são subsedes da Copa de 2014. Somente Cuiabá (MT) ficou de fora. (veja mapa ao lado)

Na Capital cearense, a intervenção de maior monta será feita em dois corredores de transporte e dois terminais. As melhorias no eixo Conjunto Ceará-Centro e Siqueira-Centro somadas à ampliação e reforma dos pontos de integração da Parangaba e Siqueira custarão R$ 370 milhões.

Os outros dois projetos chegam a R$ 72 milhões. São a construção do sistema viário que liga a ponte da Sabiaguaba à avenida Manoel Mavignier; e o sistema viário da Praia do Futuro, que prevê melhorias em todas as ruas de suporte às principais vias do bairro (as avenidas Zezé Diogo e Dioguinho).

Agora e em 2014
A execução dos projetos será responsabilidade do Programa de Transporte Urbano de Fortaleza (Transfor). Segundo o coordenador do órgão, Daniel Lustosa, as obras começam ainda este ano, tão logo a verba seja liberada. “Algumas já estão sendo discutidas desde 2007. Então já estão bem maduras e com sinalizações positivas”, diz.No caso dos terminais, Sabiaguaba e Praia do Futuro, a previsão de entrega é até dezembro de 2012, quando encerra o mandado da prefeita Luizianne Lins (PT). Já a estruturação dos dois corredores de transporte durariam mais tempo. Bem mais tempo.
Pelas contas de Daniel, pelo menos três anos. Com isto, as vias só estariam prontas em 2014, ano da Copa. Um ano, portanto, após a Copa das Confederações, uma espécie de “teste” para o Mundial. “Tudo está dentro de um planejamento sistêmico; de um contexto de continuação do plano de mobilidade da cidade e de requalificação da nossa orla”, argumenta Lustosa.

Por quê
ENTENDA A NOTÍCIA
A mobilidade urbana é a temática mais batida pela Fifa para a realização da Copa do Mundo. Ao lado dos estádios públicos, esta é a única área em que o Governo Federal promete ajuda financeira para o Mundial.

NÚMEROS

370
MILHÕES
serão utilizados em dois corredores de transportes e dois terminais de integração

SAIBA MAIS

O Ministério diz que vai priorizar projetos voltados para áreas com população de baixa renda.

O processo de seleção começou ontem, mas as inscrições no site do Ministério das Cidades só iniciam no próximo dia 21. Um manual também vai ser disponibilizado no portal, que tem o seguinte endereço: http://www.cidades.gov.br/

A Prefeitura diz ter assegurado R$ 261,5 milhões no PAC da Copa para obras nas avenidas Dedé Brasil, Alberto Craveiro, Paulino Rocha, Raul Barbosa e Via Expressa.


READ MORE - Fortaleza solicita R$ 442 mi para mobilidade

Recife: Mudança provisória de paradas na Avenida Guararapes

A partir do próximo sábado (19/02), Grande Recife Consórcio de Transporte irá alterar provisoriamente o ponto de embarque e desembarque de sete linhas que trafegam na Avenida Guararapes. A mudança ocorrerá em virtude da interdição da pista lateral da via, em frente ao antigo Trianon e aos correios, para a montagem dos Camarotes do Carnaval 2011. A alteração se estenderá até o desmonte das estruturas, após o período momesco. A mudança no trânsito no local será executada pela Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU).

As sete linhas afetadas estão divididas em dois grupos e possuem pontos provisórios de embarque e desembarque distintos. O primeiro engloba os veículos que param na pista lateral, em frente ao antigo Trianon. As linhas 313-San Martim (Abdias de Carvalho), 315-Bongi, 321-Jardim São Paulo (Abdias de Carvalho), 324-Jardim São Paulo (Piracicaba) e 437-Caxangá (Conde da Boa Vista) serão relocadas provisoriamente para o ponto de embarque já existente no canteiro Central da Avenida Guararapes, em frente ao antigo Trianon.

Já o segundo grupo engloba os ônibus que param na pista lateral da via, em frente aos Correios. As linhas 645-Av. Norte Macaxeira e 977-Paulista (Conde da Boa Vista) terão como ponto provisório de embarque e desembarque a parada já existente no canteiro central da Avenida Guararapes, em frente aos Correios.

A divulgação está sendo feita por meio de cartazes nos coletivos das linhas envolvidas na operação e nas paradas interditadas, além de divulgadores que estarão informando aos usuários sobre as mudanças. Outras informações sobre a alteração de parada podem ser obtidas na Central de Atendimento ao Cliente, através do telefone 0800 081 0158 ou pelo site http://www.granderecife.pe.gov.br/.

Fonte: CGRT

Share |
READ MORE - Recife: Mudança provisória de paradas na Avenida Guararapes

Monotrilho de Manaus ainda sem previsão

A licitação do monotrilho, mais uma das obras para a Copa do Mundo de 2014, está atrasada há mais de sete meses e não tem previsão para ser retomada. Segundo o coordenador da Unidade Gestora da Copa, Miguel Biango, o Governo do Estado decidiu paralisar a concorrência pública para ajustar as determinações feitas pela Controladoria Geral da União (CGU) e prevenir problemas futuros. A obra está orçada em R$ 1,3 bilhão.

Em agosto do ano passado, a Comissão Geral de Licitação (CGL) lançou o edital da concorrência para empresas interessadas em executar as obras do monotrilho em Manaus. Do total de 46 empresários que retiraram o edital de licitação, dois consórcios formados por três empresas concorreram na disputa. Na ocasião, o Governo do Estado prometeu divulgar o resultado em 30 dias. A licitação já havia sido paralisada por cinco vezes devido a irregularidades apontadas pelo Ministério Público Federal (MPF/AM) e Ministério Público do Estado (MPE), em maio de 2010.

A partir das denúncias dos órgãos fiscalizadores, a GGU apontou deficiências no projeto básico em relação ao custo da obra maior que o previsto, como o valor da tarifa a ser cobrada. O preço médio da tarifa nas outras cidades do mundo é de R$ 7, enquanto a estimada pelo governo estadual é de R$ 2,50. Outra irregularidade detectada pela Controladoria é o tempo previsto pra entrega da obra, considerado curto.

Unidade GestoraO Governo do Estado montou uma unidade gestora para administrar o andamento das obras para a Copa 2014 em Manaus, anteriormente de competência da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan).

A Comissão de Gestão de Serviços Públicos da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) também anunciou a criação de uma subcomissão para acompanhar os projetos. O grupo agendou uma reunião para a próxima segunda-feira (21), para detalhar informações sobre as obras do Mundial, como a do monotrilho e Arena da Amazônia.

FiscalizaçãoO presidente da Comissão, deputado estadual Chico Preto (PMDB) destacou o acompanhamento de todas as obras públicas na capital e interior do Estado, inclusive, com a visita in loco, em breve, dos deputados. “A Assembleia precisa estar subsidiada de informações para ter um debate mais enriquecido e conseguir melhor fiscalizar o andamento dessas obras”, disse.

Fonte: Portal Amazônia

READ MORE - Monotrilho de Manaus ainda sem previsão

Valor da tarifa de ônibus permanece o mesmo em Palmas

Por doze votos a três, os membros do Conselho Municipal de Trânsito, Transportes e Mobilidade decidiram manter o valor da tarifa de ônibus em R$ 2,20. A votação ocorreu na tarde desta quarta-feira, 16, no Auditório da Secretaria Municipal de Segurança, Trânsito e Transportes. O tema foi único na pauta que atraiu, inclusive, a atenção dos deputados estaduais Wanderley Barbosa, Marcelo Lélis, Solange Duailibi e Luana Ribeiro, bem como diversos estudantes, que ocuparam as cadeiras no local.

Durante as três horas de reunião para apreciação das propostas, tanto o Sindicato das Empresas de Transporte Coletivo - Seturb, quanto os relatores do Conselho Municipal de Transportes, apresentaram planilhas e sugestões de valores. O relator, Dr. Waldir Yuri Daher, chegou a sugerir a tarifa a R$ 1,91 e o Seturb solicitou preço do bilhete a R$ 2,40. O pedido de manter o valor atual (R$ 2,20) partiu do Conselho Municipal.

Tinham direito à votação os representantes legais das 16 instituições e entidades que integram o Conselho, com um total de vinte votos. Além de manter o preço da tarifa, o Conselho estabeleceu que dez novos ônibus deverão ser adquiridos pelo Seturb ainda esse ano, o que elevará a frota para 200 veículos. A empresa Miracema tem a maioria, 149, a Via Capi, 35 e a Palmas, seis.

Qualidade
O secretário de Segurança, Trânsito e Transportes, Coronel Antônio Joaquim Benvindo, destacou que a Prefeitura vai continuar a fiscalizar e rever as condições dos ônibus usados no transporte coletivo. “Também vamos trazer profissionais de fora para dar treinamento ao nosso pessoal no que diz respeito aos estudos do setor e suas necessidades. Trabalhamos para garantir a qualidade dos serviços à população”, assegurou.

A estudante Natali Souza Dias, saiu satisfeita da reunião. “É a decisão mais acertada e isso beneficia a população”, disse.

A decisão do Conselho será encaminhada esta semana para o prefeito Raul Filho.

Fonte: Jornal Stylo

READ MORE - Valor da tarifa de ônibus permanece o mesmo em Palmas

Tarifa dos ônibus circulares de Valinhos passa a custar R$ 2,85

A tarifa dos ônibus circulares de Valinhos passa a custar R$ 2,85 a partir de domingo (20). O aumento de R$ 0,25 equivale a 9,6 % sobre os R$ 2,60 cobrados atualmente. A proposta de aumento apresentada pela empresa Rápido Luxo Campinas, permissionária do transporte coletivo, ao Conselho Municipal de Transportes Coletivos era de R$ 3,05. O último reajuste ocorreu em 3 de fevereiro de 2010. O decreto que regulamenta a nova tarifa será publicado na edição desta sexta-feira, dia 18, do Boletim Municipal.
O transporte coletivo em Valinhos é integrado com todos os bairros atendidos pelo sistema municipal, que são 22 linhas, e também com as linhas metropolitanas com destino a Campinas e Vinhedo, mediante pagamento de uma única tarifa, ou seja, o passageiro para se deslocar a essas cidades ou bairros paga somente uma passagem, desde que o embarque ocorra no interior do Terminal Rodoviário. Somente nas linhas municipais são transportados em média, por mês, 350 mil passageiros.

Fonte: EPTV

READ MORE - Tarifa dos ônibus circulares de Valinhos passa a custar R$ 2,85

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960