Em Ipatinga, Tarifa de ônibus podem aumentar para R$ 3,20

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Os usuários do transporte público pagarão mais caro pela passagem dos ônibus urbanos, provavelmente a partir do mês de dezembro. A Autotrans, concessionária do transporte público no município, protocolou no dia 22 de novembro o pedido de reajuste de 34,04%. Se a solicitação for acatada a passagem subirá dos atuais R$ 2,40 para R$ 3,22, mas o valor ainda está em negociação.

De acordo com o gerente da Autotrans, Anivair Dutra, esse pedido de aumento da tarifa ocorre em função do aumento dos custos que a empresa tem para operar em Ipatinga. “Entendemos que é uma tarifa alta, mas ela ocorre em função de todo esse desequilíbrio que ocorre no Vale do Aço. O elevado número de gratuidades concedidas nos acarreta queda da arrecadação”, explicou.

Os insumos formam outro fator de pesa na necessidade de aumento no valor da tarifa, segundo Anivair. “No protocolo há uma planilha com a diluição dos custos pelo Índice de Passageiros por Quilômetro Rodado. É esse índice que gera o valor da tarifa. O pleito para 2012, que deve ser reajustado ainda em dezembro de 2011, chega R$ 3,22 e foi para a análise da prefeitura”, enfatizou.
 
O gerente da Autotrans ressaltou que, em função da quantidade de gratuidade concedida no transporte coletivo de Ipatinga, a população vai arcar com esse ônus.

“Quando se cria uma lei para dar essa gratuidade para uma determinada classe é muito bonito, um belo papel social. Mas, o resultado disso é que se torna um desastre. Seria necessário estabelecer critérios. Neste caso da gratuidade quem vai pagar os custos são os usuários pagantes do transporte municipal. Essas pessoas têm que estar cientes disso. Um exemplo na nossa cidade são as pessoas de 60 a 65 anos, em plena condição de trabalhar. São pessoas saudáveis e que têm um benefício de gratuidade independentemente da sua renda”, ressaltou.

Prefeitura

Em nota, a Prefeitura de Ipatinga informou que não concorda com o aumento da tarifa do transporte coletivo proposto pela empresa, uma vez que existe em tramitação na Justiça uma ação de cobrança por excesso de “passe livre”. “O prefeito Robson Gomes da Silva (PPS) pretende agendar uma reunião com a diretoria da empresa concessionária para deliberar sobre o assunto, pois, não acha justo a população arcar com mais essa despesa”, disse a nota.


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960