São Paulo: Comissão define uso de corredor de ônibus por táxis

sábado, 1 de outubro de 2011

Terminou o prazo para a Secretaria Municipal dos Transportes decidir se renova ou não a autorização para circulação de táxis e carros de passeio nos corredores de ônibus. A decisão deveria ter sido tomada em março, mas foi adiada por causa da criação de uma comissão que avalia a medida.

O grupo apura o impacto do uso das faixas pelos 30 mil táxis e se eles atrapalham os coletivos e contribuem para diminuir a velocidade média nos corredores exclusivos.

A permissão para o tráfego nessas faixas existe desde 2005 e era renovada automaticamente até este ano, quando foi criada a comissão.

Com a autorização, os taxistas trafegam na faixa desde que estejam transportando passageiros e não tenham película de escurecimento no vidro, para não dificultar a fiscalização. Veículos de passeio podem usar o corredor todos os dias, das 23h às 4h.

O presidente do Sindicato dos Taxistas de São Paulo, Natalício Bezerra, espera a renovação. “O taxista precisa do corredor, mas a população muito mais, porque, com o táxi na faixa, ela chega mais rápido ao destino. Também gasta menos, já que o trânsito está sempre parado.”

Pelas regras, o taxista não pode sair e voltar para o corredor – ação conhecida como “costurar”. Mas, para o especialista em transporte Jaime Waisman, é isso que eles fazem. O consultor explica que conduzir dessa forma atrapalha os motoristas nas faixas de rolamento, complica o trânsito e potencializa o risco de acidentes. “Era a favor da medida, mas agora não mais, porque há mau uso do corredor pelo táxi. Falta educação”, afirma.



Fonte: Band


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960