São Paulo chega a marca de 1,2 mil ônibus utilizando 20% de biodiesel como combustível

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

A cidade de São Paulo terá a partir desta sexta-feira 1.200 ônibus circulando com 20% de biodiesel, combustível menos poluente. A medida faz parte das ações da Prefeitura para diminuir a emissão de gases na atmosfera.
Chamada de Ecofrota, os veículos com biodiesel emitem 2% menos dióxido de carbono, gás causador do efeito estufa. Todos os ônibus que fazem parte do programa terão um selo indicando a adesão.
Existe um estudo da USP que mostra que a perspectiva de vida do paulistano diminui um ano e meio em função de problemas de poluição veicular - explica Márcio Schettino, assessor de assuntos ambientais da São Paulo Transporte (SPTrans).
Apesar de o biodiesel ser mais caro, a Prefeitura garante que não haverá repasse para o consumidor.
- Isso não vai acontecer, é um investimento da Prefeitura exatamente para reduzir os custos da saúde, que hoje são muito caros na cidade de São Paulo - disse Schettino.
Atualmente, a cidade tem uma frota de 15 mil ônibus. A lei de mudança do clima prevê que até 2018 toda a frota circule com combustível mais limpo.
A Prefeitura também testa outras tecnologias de combustíveis mais limpos. Em novembro de 2010, foi anunciada a compra de 50 ônibus movidos a etanol. Em março serão realizados novos testes com o ônibus híbrido, que tem motor a diesel e também é movido a energia elétrica.


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960