Governo de São Paulo entrega novos trens para frota da CPTM

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

O governador do estado Geraldo Alckmin e o secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, entregaram na quinta-feira, 24, três novos trens para a operação da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), na Estação Júlio Prestes, na Linha 8-Diamante (Júlio Prestes-Itapevi). O evento também contou com a presença do presidente da CPTM, Mário Bandeira, e do Metrô, Sérgio Avelleda, e diretores das duas companhias.

Recentemente, a Companhia Paulista já havia adquirido 103 novas composições, todas equipadas com tecnologia de ponta como ar condicionado, câmeras de vigilância, sistema de informação audiovisual (monitores de vídeo e displays). Com essas três unidades, o número de novos trens entregues chega a 43. No total, o número de composições adquiras é 105 unidades.

São 24 carros novos para operar na linha 8 que vai para a região oeste, da estação Júlio Prestes até Itapevi. "É uma alegria poder investir no transporte de alta capacidade e de qualidade para a população. Hoje, CPTM e Metrô transportam juntos quase 6,5 milhões de pessoas por dia, o que representa 75% do transporte metroferroviário de todo o Brasil", enfatizou o governador Alckmin por ocasião da cerimônia de entrega das unidades.

Além da aquisição de trens, as seis linhas da CPTM vem passando por processo de revitalização, acrescida de modernização de estações e da infraestrutura (sinalização, telecomunicações, energia, rede aérea, via permanente e construção de passarelas).
Segundo o governador, até o mês de junho estarão operando mais 15 trens (oito carros cada), isto é, 120 carros a mais e até o ano que vem 62 trens a mais. "São quase 500 carros a mais. Na linha 8, que é de sete minutos no horário de pico, o intervalo entre trens deverá ser reduzido para quatro minutos", destacou.

A Linha 8-Diamante, que abrigou o evento da quinta-feira, é um exemplo desse processo, com investimentos totalizando R$ 600 milhões. Atualmente, a linha atende a mais de 420 mil usuários por dia, a maioria proveniente das cidades de Itapevi, Jandira, Barueri, Carapicuíba e Osasco.

Além de Itapevi e Engenheiro Cardoso, cujas obras foram concluídas no ano passado, as seguintes estações da Linha 8 passam por modernização: Jandira, Barueri, Carapicuíba e Osasco. Construídas na década de 1980, essas estações terão novos acessos, mezanino, passarela, equipamentos de acessibilidade (elevador, banheiro exclusivo, piso e rota táteis, comunicação em braile, adequação de corrimãos, rampas, etc.), Sala de Supervisão Operacional (SSO), salas técnicas e operacionais.

Novos sistemas de sinalização e controle de tráfego, telecomunicações, energia, rede aérea e via permanente também estão sendo implantados na Linha 8.

Novo visual
O design arrojado na parte externa dos três novos trens faz parte nova da nova comunicação visual da CPTM, com predominância das tonalidade vermelha, mais as cores cinza e branco. A parte interna também tem layout moderno e funcional. Os trens são totalmente acessíveis para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. As câmeras externas no primeiro e último carro mostram a movimentação na plataforma da estação.

A manutenção e renovação da frota da Linha 8 - Diamante faz parte de um acordo entre CPTM com Parceria Público-Privada, firmado no ano passado, com periodicidade der 20 anos. Além da incorporação gradativa de 36 novas composições a partir deste ano. Todas as intervenções estão em andamento. Com o incremento da frota, a Linha 8 - Diamante oferecerá mais regularidade e conforto aos usuários.

Fonte: DCI

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960