Circulação de trens na zona oeste de SP é restabelecida

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

A circulação de trens das linhas 7-rubi e 8-diamante da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) nas estações Lapa e Barra Funda, zona oeste de São Paulo, foi restabelecida no final da tarde deste domingo. A forte chuva que caiu hoje na cidade deixou as estações alagadas.

Segundo a CPTM, a linha 7 foi interrompida às 15h55, uma via voltou a circular às 17h07 e a outra às 18h50. Já a linha 8 parou às 15h05 e retornou às 19h30
Durante a interrupção, a CPTM acionou o sistema Paese (Plano de Apoio entre Empresas em Situação de Emergência), com transporte gratuito feito por ônibus entre as duas estações.

CHUVA
A forte chuva que atingiu São Paulo neste domingo deixou toda a cidade em estado de atenção. A região da Subprefeitura de Pinheiros e Butantã, na zona oeste de São Paulo, chegou a ficar por uma hora em estado de alerta --das 16h10 às 17h10--, depois de o rio Pinheiros transbordar nas proximidades da Cidade Universitária.
A escala usada pelo CGE passa por observação (condições normais), atenção (possibilidade de alagamentos), alerta (transbordamento de rios e córregos) e alerta máximo (estado de calamidade pública).

Os bombeiros foram chamados para atender a várias ocorrências de alagamento, sobretudo na zona oeste. De acordo com os bombeiros, uma pessoa ilhada foi resgatada de um ônibus tipo lotação na avenida Pompeia, na zona oeste, e passa bem.

Uma mulher ilhada entrou em trabalho de parto dentro de seu carro, na marginal Pinheiros, e teve que ser socorrida pela equipe do helicóptero Águia, da PM. Ela foi levada ao Hospital São Camilo, em Pompeia (zona oeste), a tempo, segundo a PM.

O estacionamento e a portaria da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), que fica na região oeste, ficaram inundados. Segundo funcionários do local, o estoque de frutas e verduras não foi atingido.

O aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, está aberto para pousos e decolagens, mas opera com uso de instrumentos desde as 15h20, por causa da visibilidade ruim.
O barracão da escola de samba Pérola Negra, que fica sob o Viaduto Mofarrej, na Vila Leopoldina, zona oeste da cidade, ficou inundado. A chuva estragou fantasias e algumas esculturas de carros alegóricos.

Cidades da Grande São Paulo também sofreram com a chuva, de acordo com os bombeiros. As que mais solicitaram serviços dos bombeiros foram Osasco e Barueri --que ficam a oeste de São Paulo.
Uma estação automática do CGE, instalada no Butantã, mostrou, em números ainda não consolidados, que em duas horas choveu 84 milímetros na região oeste --mais do que um terço da média mensal de fevereiro, de 217 milímetros. Os relatórios consolidados sobre a chuva deste domingo ficarão prontos na segunda (28) pela manhã.


Fonte: Folha.com

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960