CPTM informa alteração da circulação em linhas devido a obras de melhoria dos sistemas

sexta-feira, 10 de setembro de 2010


Neste fim de semana [11 e 12 de setembro], a CPTM [Companhia Paulista de Trens Metropolitanos] promoverá intervenções de manutenção e obras de melhoria do sistema, modificando os intervalos em quatro linhas. As intervenções são programadas para o fim de semana, a fim de minimizar os impactos, uma vez que nesses dias há uma significativa queda na demanda de usuários:

Linha 7-Rubi [Luz-Jundiaí]
A partir das 16h00 do sábado [11], até as 3h30 da segunda-feira [13], por conta de serviços de substituição de trilhos na região de Várzea Paulista, os trens circularão com maiores intervalos entre Francisco Morato e Jundiaí.

Linha 8-Diamante [Julio Prestes - Itapevi]
Das 20h00 de sábado [11] às 3h30 de domingo [12], obras de remodelação da Estação Engenheiro Cardoso aumentarão os intervalos entre os trens.

Linha 10-Turquesa [Luz - Rio Grande da Serra]
Das 8h00 às 18h00 de domingo [12], haverá obras de substituição de trilhos na região de Ribeirão Pires. Dessa forma, os trens partirão da Estação da Luz com destino a Mauá e Rio Grande da Serra, alternadamente.

Linha 11-Coral [Luz - Estudantes] - Expresso Leste
No domingo [12], do início da operação até às 20h00, devido às obras de melhorias na rede de alimentação elétrica dos trens, no trecho entre Tatuapé e Brás, os trens circularão com maiores intervalos.

Fonte: CPTM

READ MORE - CPTM informa alteração da circulação em linhas devido a obras de melhoria dos sistemas

Obras deixarão estação Jandira moderna e acessível, mas causam interferências durante sua execução


A Estação Jandira, na Linha 8-Diamante [Julio Prestes-Itapevi], da CPTM [Companhia Paulista de Trens Metropolitanos], passa por obras de reforma e modernização, para melhorar suas condições de conforto e acessibilidade. As intervenções vêm causando interferências na operação da Linha 8-Diamante, em especial nos fins de semana e feriados [confira no site www.cptm.sp.gov.br como fica o esquema de circulação de trens nesses dias]. Os arredores também sofrem algum impacto, devido a obras e interdição dos viários e calçadas.

A CPTM solicita a compreensão dos usuários e da população local, considerando que os benefícios serão muito maiores que os desconfortos ocasionais, os quais deverão se estender até outubro deste ano, quando a estação será entregue.

Para dar a Jandira o mesmo padrão de qualidade das unidades recém-inauguradas, a CPTM irá modificar o layout interno do prédio original, construído no início da década de 1980 pela antiga Fepasa. Serão feitas melhorias nos acessos, instalação de equipamentos de acessibilidade [elevador, banheiro exclusivo, piso e rota táteis, comunicação em Braille, adequação de corrimãos e rampas, etc], implantação de SSO [Sala de Supervisão Operacional] e demais salas técnicas e operacionais.

Segundo o presidente da CPTM, Sérgio Avelleda, executar obras como a de Jandira, sem interromper a prestação de serviços, exige medidas que minimizem os impactos e permitam o cumprimento dos cronogramas. "Estamos trabalhando dia e noite, principalmente nos fins de semana e feriados, para causar o menor transtorno possível à população. Esse esforço se justifica, porque teremos aqui uma estação moderna e adequada às necessidades dos nossos usuários".

Novos equipamentos

A estação terá passarela de transposição às vias, em área não-paga e aberta 24 horas. O acesso às plataformas se dará por meio de escadas fixas, rolantes e elevador [no caso de pessoas com mobilidade reduzida]. As bilheterias serão blindadas. A CPTM também implantará nova infra-estrutura para sistemas elétricos, eletrônicos, hidráulicos, sonorização, iluminação geral e de emergência, circuito fechado de TV, comunicação visual com painéis luminosos eletrônicos, detecção de incêndio, mapa tátil com botoeira, rota tátil e piso tátil de alerta, telefonia, entre outros.

Nos arredores da estação, serão realizadas obra de paisagismo e urbanização e adequações no viário, em caso de necessidade. Atual bicicletário, que hoje conta com 48 vagas, será revitalizado e ampliado para 160 vagas.

Fonte: CPTM

READ MORE - Obras deixarão estação Jandira moderna e acessível, mas causam interferências durante sua execução

Porto Alegre: Trensurb anuncia aumento recorde no número de passageiros


A Trensurb registrou no mês de agosto a maior demanda mensal de sua história, onde foram transportados 4.463.560 usuários. O recorde anterior havia sido estabelecido em agosto de 2004 com 4.462.022 passageiros.

No mês de agosto também foi estabelecido novo recorde referente a média de passageiros transportados em dias úteis, com 171.269 passageiros. O recorde anterior ocorreu em novembro de 2004 com o transporte de 170.763 passageiros.

Já no dia 8 de setembro, quarta-feira, foi alcançado o 2º melhor registro da Empresa relativo ao número máximo de passageiros transportados/dia no sistema, excluindo o evento Expointer, com 186.315 usuários no metrô. O dia recorde foi estabelecido em 8 de novembro de 2004, uma segunda-feira, com 188.597 passageiros.

Fonte: Trensurb

READ MORE - Porto Alegre: Trensurb anuncia aumento recorde no número de passageiros

VLTs dimuirão tráfego nas ruas de Santos


O veículo leve sobre trilhos, também conhecido como metrô leve foi projetado para interligar diversos municípios da Baixada Santista. O veículo partirá de São Vicente e percorrerá o trajeto paralelo ao porto de Santos em uma viagem rápida, confortável e funcional, já que haverá a integração do VLT com as linhas metropolitanas e municipais.

O transporte, orçado em mais de meio bilhão de reais, tem capacidade para transportar até 300 passageiros e vai permitir o desafogamento do trânsito de São Paulo, que atualmente dispõe de 500 ônibus que compõem a frota da cidade. O projeto será feito por meio de parceria público-privada e o VLT deverá entrar em operação em 2012

A cidade opera bondes restaurados, que cortam o centro de Santos, principal cidade do litoral paulista, circulando em meio aos prédios históricos que, revigorados, abrigam bares e restaurantes.

Fonte: CBTU

READ MORE - VLTs dimuirão tráfego nas ruas de Santos

No Estado do Rio, bilhete único é mais barato do que em São Paulo


O Estado do Rio de Janeiro, além do bilhete único intermunicipal, terá a partir do dia primeiro de outubro próximo, o bilhete único no município, que permanecerá com o mesmo valor do bilhete entre municípios: R$2,40. O bilhete possibilita o pagamento de uma só viagem entre dois transportes públicos se for usado em até duas horas.

Ele será trinta centavos mais barato do que o bilhete único usado na capital paulista, que desde maio de 2004 passou a ser usado em ônibus, sendo o primeiro no País. De acordo com a assessoria da secretaria de Transportes de São Paulo (Sptrans), a integralização de todos os veículos de transportes públicos na capital (metrô, ônibus e trem), ocorreu em setembro de 2006.

No entanto o estado de São Paulo ainda não possui bilhete único intermunicipal - o que o estado do Rio usa desde fevereiro deste ano.

A secretaria de Transportes do Rio de Janeiro afirmou que os usuários que quiserem adquirir o benefício deverão fazer um cadastro no site do bilhete único , onde já é realizado o cadastro para o bilhete usado em viagens entre municípios. No entanto o cadastramento para o bilhete municipal ainda não está disponível. De acordo com a secretaria, a data de abertura para a solicitação deverá ser divulgada até o dia 17 desse mês.

O bilhete intermunicipal não terá o mesmo uso do municipal, ou seja: quem já tiver o intermunicipal (que possibilita duas viagens, sendo um fora da capital do Rio, em período determinado), e quiser adquirir o bilhete para duas viagens dentro da capital do Rio, deverá fazer outra solicitação do bilhete.

Nada impede que o usuário possua os dois ou use os dois no mesmo dia.

Os consórcios Internorte, Intersul, Transcarioca e Santa Cruz vão assumir a operação do transporte de passageiros por ônibus na capital fluminense. Os contratos serão assinados no dia 17.

O bilhete intermunicipal já beneficiou cerca de 1,2 milhão de usuários. A secretaria de transportes do Rio não divulgou uma estimativa de quantas pessoas serão beneficiadas com o bilhete municipal, mas sem dúvida, serão os moradores da zona oeste da cidade que demoram quase duas horas para chegar ao centro do Rio.

Bilhete Único em São Paulo já beneficiou quase 15 milhões de usuários

Desde que na capital paulista foram integrados ônibus, Metrô e Trem, cerca de 14,3 milhões de passageiros por dia utilizam o bilhete, dos quais cerca de 1,1 milhão usam a integração entre ônibus, metrô e ferrovia.

A partir de julho do ano passado, o Bilhete Único Comum passou a valer por três horas. Os demais Bilhetes: Vale Transporte, Bilhete Estudante e Mãe Paulistana valem por duas horas.

Em março de 2008, a Prefeitura criou o "Bilhete Amigão", no qual os usuários podem fazer até quatro integrações em um período de oito horas aos domingos e feriados, pagando somente uma tarifa, de R$ 2,70.

O Bilhete Único é municipal e aceito em toda a frota de 15 mil onibus da cidade, concessionários (empresas) e permissionários(cooperativas).

Fonte: Ultimo Segundo

READ MORE - No Estado do Rio, bilhete único é mais barato do que em São Paulo

SP: acidente entre trem e ônibus deixa 9 mortos e 17 feridos


Pelo menos nove pessoas morreram e 17 ficaram feridas, entre elas seis em estado grave, no acidente entre um ônibus e um trem da América Latina Logística (ALL), por volta das 23h30 de quarta feira em Americana, a 125 km de São Paulo. A colisão aconteceu no cruzamento da linha férrea com a rua Carioba, a cerca de 100 m do Terminal Urbano. O ônibus da Viação Cidade de Americana (VCA) foi arrastado pela composição por cerca de 150m. As vítimas ficaram presas nas ferragens. Entre os mortos está o cobrador e passageiros.

A retirada dos corpos e atendimento a vitimas se estendeu por toda a madrugada por unidades do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Corpo de Bombeiros. Os feridos foram levados para o Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi. Segundo os bombeiros, uma das vítimas fatais chegou a ser socorrida com vida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital. As demais mortes ocorreram ainda no local do acidente.

Segundo a Secretaria Municipal de Trânsito da cidade, o ônibus prefixo 1.41 fazia o trajeto Unisal (Universidade Salesiana) e bairro Antonio Zanaga quando acessou a passagem sobre os trilhos sem respeitar o sinal de parada de um vigilante. O trem da ALL era composto por 70 vagões e levava soja.

Os peritos vão iniciar investigação e ouvir relatos de outros passageiros e funcionários do terminal. No cruzamento de passagem dos veículos que corta a linha de trem, há uma luminária e um gerador de sinal sonoro, além de placas indicativas. O cruzamento conta ainda com um viaduto e uma passarela para pedestres.

Redação Terra

READ MORE - SP: acidente entre trem e ônibus deixa 9 mortos e 17 feridos

Pássaro Verde compra Alprino e funcionários esperam melhorias


Segundo o presidente do sindicato dos trabalhadores em transporte rodoviário de Montes Claros e do Norte de Minas, Antônio Roberto Guedes, o Peu, em entrevista a O NORTE, na manhã de ontem, a venda da Alprino - Auto lotação Princesa do Norte, uma das empresas que explora o serviço de transporte coletivo urbano de Montes Claros, para o grupo Pássaro Verde, pertencente ao empresário Nenê Constantino Oliveira, da Gol Linhas Aéreas e de 38 empresas de transporte rodoviário do Brasil, repercutiu positivamente entre os funcionários.

Antônio disse que há rumores de que o valor do negócio não chega a R$ 40 milhões, sendo que a dívida da empresa seria de R$ 24 milhões. Disse ainda que a empresa Saritur, de Belo Horizonte, também demonstrou interesse pela compra da Alprino, mas o grupo Pássaro Verde veio a Montes Claros e fechou o negócio.

- De acordo com os trabalhadores, pior do que estava não tem condições de ficar mais. A expectativa de agora em diante é de melhores condições de trabalho - afirma o presidente.
Ainda segundo o sindicalista, há expectativa quanto ao dissídio coletivo para a categoria, que já se arrasta desde outubro de 2009. Os trabalhadores pedem aumento de 18,66% no salário, cesta básica de R$ 220 e plano de saúde estendido à família.

No próximo dia 13, no tribunal regional do trabalho, em Belo Horizonte, acontece audiência que discutirá o dissídio coletivo, quando o sindicato da categoria pretende ter o primeiro contato com representantes do grupo Áurea.

- Em decorrência das mudanças no transporte coletivo urbano que aconteceram no início deste ano, houve queda no número de passageiros. Cerca de 300 mil usuários/mês deixaram de utilizar o transporte coletivo urbano, acarretando um prejuízo considerável, tanto para a Alprino quanto para a Transmoc - diz.

O dirigente sindical reclama o fato de o sindicato da categoria não ter acesso ao edital de licitação do transporte.

- Não sabemos, por exemplo, os valores dos salários que devem ser pagos aos trabalhadores e que consta no edital, afirma.

HISTÓRICO

A compra da Alprino pelo grupo Áurea acaba com uma história de mais de 39 anos, protagonizada pelo empresário Djalma Martins Freitas, que criou a empresa em 1971. Os herdeiros continuarão na área de transportes, mas apenas no setor de turismo, através da empresa Turino. Desde o assassinato de Djalma, em 2004, a empresa passa por problemas gerenciais. Os ex-proprietários da Alprino apontam a licitação do transporte coletivo urbano de Moc, em 2007, como principal causa da situação crítica da empresa, pois tiveram que pagar R$ 4,3 milhões pela concessão, em 10 parcelas. Uma das exigências da licitação fez a Alprino perder a sua principal característica: os ônibus da cor amarela. Todos os veículos passaram a ser na cor verde-claro.

O transporte coletivo urbano de Moc tem um fluxo mensal de 1,7 milhão de passageiros. O Grupo Áurea possui empresa homônima - Princesa do Norte – no Paraná. (Com informações: A Província)

Fonte: O Norte de Minas

READ MORE - Pássaro Verde compra Alprino e funcionários esperam melhorias

Passageiro de ônibus pode perder dinheiro em Mauá


O usuário do transporte público de Mauá corre sério risco de ser prejudicado se a Prefeitura levar adiante decisão de colocar a Leblon no sistema da cidade. Mesmo amparada por despacho do ex-presidente do STJ, a empresa entrará em funcionamento lesando o passageiro, já que não tem sistema de bilhetagem em conformidade com o que exige o edital de licitação.

O imbróglio judicial, com recursos e mandados de segurança impetrados, tem por consequência o prejuízo ao morador de Mauá. Isso porque a Leblon, de origem paranaense, não atende o que determina o certame, ou seja, não lê a tarja magnética dos bilhetes eletrônicos dos passageiros, já acostumados ao sistema. Mauá adota a tecnologia Prodata.

A vitória em despacho do ex-presidente do STJ, Cesar Asfor Rocha, que deixou o cargo sexta-feira, deu-se em razão de solicitação direta da Prefeitura, que alegou caos no sistema por conta do impasse na concorrência. Só que há mais de um ano a Viação Januária vem operando sem tropeços o lote 2 (em conformidade ao edital, que prevê a manutenção da operadora anterior quando em situação de indefinição do certame). Aliás, a Januária opera há 20 anos no município.

A complexidade do imbróglio afeta diretamente o usuário do transporte público já a própria Leblon fornece garantias de utilização do sistema. Ele, aliás, não tem qualquer documento da Prodata que assegura a bilhetagem eletrônica. Por conta disso, a concorrente foi desclassificada em 2008.

Fora do páreo, ela não contestou essa decisão, mas recorreu à Justiça para desclassificar as demais participantes, Estrela e Cidade de Mauá, quanto ao atestado de experiência. Embora a comissão licitatória tenha avalizado tais documentos, a Justiça determinou a desclassificação de ambas.

Mudado o governo municipal, em razão de nova gestão, outra comissão de licitação foi formada e ignorou a desclassificação da Leblon, oficializando seu retorno ao certame e declarando-a vencedora, mesmo não tendo bilhetagem eletrônica, que irá provocar prejuízo financeiro aos usuários do transporte público da cidade.

A comissão se baseou em documento sem validade, onde a Leblon apresentou carta de funcionário da Prodata, que argumenta existir um adaptador às catracas. Documento desmentido em carta entregue aos licitadores pela própria direção da empresa tecnológica.

O atual presidente do STJ, ministro Ari Pargendler, já tem em mãos recursos das duas concorrentes a Leblon pedindo revisão da sentença anterior. Se ele revogar a decisão de Asfor Rocha,competirá ao colegiado do Superior Tribunal analisar a questão.

Fonte: Diário do Grande ABC

READ MORE - Passageiro de ônibus pode perder dinheiro em Mauá

DF: Frota de ônibus de Brasília será reduzida


Menos ônibus irão fazer o transporte de passageiros pelo Distrito Federal. Segundo a Secretaria de Transportes, o novo ciclo de licitações para que empresas atuem no sistema de transporte público coletivo é o pontapé inicial para a redução e remanejamento da frota de ônibus. Após a conclusão das licitações e dos demais projetos do novo sistema de locomoção integrado, a frota passará por um enxugamento. Hoje são quase 3 mil veículos. Depois do corte, calcula-se que serão apenas 2,2 mil. O projeto Brasília Integrada prevê o bilhete único. Com apenas uma passagem, o usuário poderá pegar várias conduções

Segundo a Secretaria de Transportes, a redução do número de veículos não irá prejudicar a qualidade do serviço. De acordo com técnicos, o corte será acompanhado por um reordenamento da frota. O atual modelo baseia-se em muitas linhas que fazem grandes trajetos, sendo a maior parte para a Rodoviária do Plano Piloto. O novo modelo terá foco em um grande número de linhas de embarque dentro das cidades associadas a corredores especiais de ligação com Brasília e a outros meios de transporte.

Com a mudança, a pasta de transportes calcula que o número de ônibus circulando por linha dobre, passando de três para seis. Já está prevista a publicação de editais para 760 veículos. Outros 140 Veículos Leves sobre Pneus (VLP), que farão a ligação do Gama até Brasília, deverão ser colocados em licitação. Além deles, existem 300 veículos cuja licitação está sendo analisada pelo Tribunal de Contas do DF. Todas as licitações serão para permissões de uso, o que dará o poder para o governo suspender os contratos caso as empresas não cumpram o serviço. Os contratos serão de sete a dez anos, com possibilidade de prorrogação.

Fonte: Clica Brasília

READ MORE - DF: Frota de ônibus de Brasília será reduzida

Novo binário já está em operação na zona norte da cidade de Sorocaba

A Urbes – Trânsito e Transportes implantou um binário que compreende as ruas Ubirajara e Pedro Álvares Cabral, na Vila Progresso, que fica na zona norte da cidade. O complexo entrou em funcionamento na manhã desta quinta-feira, dia 9.

A mudança nas proximidades da avenida Arthur Bernardes visa oferecer mais segurança e fluidez. A rua Ubirajara agora é mão única da rua Bernardino José de Barros para a rua Paschoal Leite Paes. E a rua Pedro Álvares Cabral só tem o trânsito permitido no sentido contrário, ou seja, da rua Paschoal Leite Paes para a Bernardino José de Barros.

Outras alterações

Com a implantação desse binário, algumas vias das adjacências também sofreram mudanças na mão de direção. É o caso da rua Paschoal Leite Paes, que teve o sentido invertido e passou a operar somente da rua Ubirajara para a Pedro Álvares Cabral nesse trecho.

Já as ruas Bernardino José de Barros e Dr. Fernando Santos agora têm mão única a partir da Ubirajara. E no trecho entre as ruas Pedro Álvares Cabral e Ubirajara, a rua Bernardino José de Barros passou a ser mão dupla.

O local recebeu 60 placas de regulamentação e advertência e a sinalização de cerca de 550 metros quadrados de solo, com legendas do tipo PARE, DEPRESSÃO, LOMBADA, ÔNIBUS e DEVAGAR.

A Urbes volta a recomendar aos condutores para que tenham atenção à sinalização que será implantada e, principalmente, à nova forma de circulação.

Fonte: URBES

READ MORE - Novo binário já está em operação na zona norte da cidade de Sorocaba

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960