Idosos são desrespeitados no transporte público

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Dentro de um ônibus lotado, um idoso de 81 anos teve que ficar em pé durante a viagem. Com a bengala na mão, ele tentava se equilibrar para não cair. Ninguém se levantou para ele sentar. No assento reservado para esse público, duas mulheres nem olharam para o outro passageiro.
No Recife, uma idosa de 67 anos que foi operada no joelho diz que também tem que viajar em pé. "É muito sacrifício. Mas o que é que a gente vai fazer? Precisa educação, começar de agora, com as crianças, para quando ficarem adultos terem consciência no tratamento com idosos", diz ela.
Em Belém, as câmeras flagraram mais desrespeito. Uma senhora de 80 anos fez sinal para o ônibus parar, mas o motorista passou direto. "O que a gente pode fazer? Tem que esperar outro", afirma ela.
Um motorista disse que recebeu ordem da empresa para não atender idosos, porque eles não pagam passagem e não dão lucro.
O idoso passou a ter uma participação mais ativa na sociedade, mas a população não se preparou para lidar com a velhice. A psicóloga Sandra Farias diz que a sociedade precisa se preparar para tratar melhor os idosos e os mais velhos também devem assumir um papel diferente, para mudar a forma como são vistos.
"Nós fazemos parte da sociedade. Já construímos esse país, então temos que ter o respeito bem merecido por aquilo que já fizemos pelo nosso país. Somos idosos, somos cidadãos e todo cidadão tem o seu direito constitucional garantido", disse o aposentado Emídio Rebelo Filho.
Reportagem exibida pelo Jornal Hoje da Rede Globo mostra o desrespeito ao idoso até mesmo dos próprios passageiros que ficam sentados nos lugares reservados.


READ MORE - Idosos são desrespeitados no transporte público

Dia de Futebol, dia terror nos ônibus de Recife

População do Recife está atemorizada com os dias de jogos no futebol, pessoas que estão sofrendo ameaças nos coletivos de marginais travestidos de torcedores impuseram terror nos coletivos da cidade na ultima quarta feira, eles viram animais dentro dos ônibus, eles arrancam os bancos, quebram os vidros, são uns monstros relata a aposentada Denice Leandro, segundo dados preliminares do Consórcio Grande Recife, cerca de 90 ônibus foram depredados somente nesta quarta, e esta rotina vem aumentando a cada ano e a população reclama das autoridades competentes em não tomar nenhuma ação para resolução do problema, para o Profº Paulo Petrônio, vai ficar difícil dar aulas em dias de jogos, pois não quero mais passar o que eu passei, eu e muitos usuários tivemos que descer do ônibus para nossa própria segurança, disse.
READ MORE - Dia de Futebol, dia terror nos ônibus de Recife

Passagem de ônibus do Rio sobe para R$ 2,35 no sábado


A partir deste sábado (6), a tarifa dos ônibus municipais no Rio vai passar a custar R$ 2,35. O decreto assinado pelo prefeito Eduardo Paes foi publicado nesta quinta-feira (4), no Diário Oficial.
O reajuste da passagem, que atualmente custa R$ 2,20, será de 6,18%. Segundo o decreto, a Secretaria municipal de Transportes vai definir a tabela com os aumentos das demais tarifas na mesma proporção, arredondando, para cima, quando a fração for de R$ 0,06 ou maior, ou, para baixo, quando for menor do que esse valor.

Daremos outras informações sobre esse aumento.
READ MORE - Passagem de ônibus do Rio sobe para R$ 2,35 no sábado

São Paulo: Metrô e CPTM anunciam manutenção de reforço de frota em dias de muita chuva


O Metrô e a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) informaram nesta quinta-feira (4) que irão manter reforço na frota além do horário de pico – momento em que as linhas têm maior demanda de passageiros – em dias de muita chuva.
O intuito é atender todos os passageiros, segundo as empresas. Na manhã o horário de pico vai das 6h às 9h. À tarde, é realizado das 17h às 20h.
As duas linhas de maior demanda, a 1-Azul e 3-Vermelha, recebem 42 trens cada. Fora dos horários de pico, a linha 1-Azul opera com 37 trens, e a linha 3-Vermelha, com 33. A linha 2-Verde opera com 12 composições fora dos horários de pico, e com 18 no horário de maior demanda.
Além de estender o horário de atendimento, as empresas informaram ainda que poderão adotar medidas para conter o fluxo de passageiros.
Fonte: R7
READ MORE - São Paulo: Metrô e CPTM anunciam manutenção de reforço de frota em dias de muita chuva

DF: Confusão e muita dúvida na fila do passe livre

Falta uma semana para o início das aulas nas escolas públicas, mas ninguém consegue sair com o benefício totalmente garantido. Tem gente que terá que pagar a primeira parcela do passe livre, como mostra a Repotagem do DFTV 2ª Edição.
READ MORE - DF: Confusão e muita dúvida na fila do passe livre

Caos no transporte coletivo do Acre


Além da situação de sucateamento dos ônibus que fazem o trabalho de transporte coletivo em Rio Branco, os usuários reclamam de outras deficiências do serviço e cobram providências por parte da prefeitura, como a sujeira dos veículos, condições de segurança para evitar acidentes, tarifa, tratamento dos cobradores e motoristas com os passageiros e o tempo de espera nos pontos de ônibus.
“Vejo muitas notícias de que vão trocar a frota, que estão investindo em capacitação para os trabalhadores e etc. Mas, sei bem que isso vai refletir na tarifa, é sempre assim não há uma melhoria feita na empresa que o usuário não pague a conta. Temos em Rio Branco uma das tarifas mais cara do Brasil, tendo em vista o tempo das viagens que, na maioria das linhas, não ultrapassa 15 minutos”, relata o acadêmico Antônio Rodrigues.Para ele a prefeitura deve conter os excessos cometidos pelas empresas de transporte coletivo, na capital, que não oferecem um serviço de qualidade compatível ao preço cobrado nas passagens de ônibus. “ Com o monopólio dessas empresas, só nos resta reclamar e no fim aceitar as imposições ou o péssimo serviço oferecido , do contrário pagar mais caro no taxi ou andar a pé. Novas concessões talvez resolveria o problema, pois com a concorrência cada um iria brigar para oferecer sempre o melhor”, argumenta.
A funcionário pública, Luciana Pontes, diz que em algumas situações o tratamento de alguns cobradores e motoristas é desrespeitoso o que para ela agrava a situação de caos que se encontra o sistema de transporte coletivo de Rio Branco. “ O serviço não é público, tão pouco de graça e alguns funcionários nos tratam como se tivessem fazem um favor e a contra gosto, muitos não respeitam os direitos dos idosos, dirigem em alta velocidade por vias urbanas, param o ônibus para quem bem entende colocando a vida de muita gente em risco”, afirma.
Outro problema apontado pelos usuários e a super lotação do Terminal Urbano em horários de pico. Para muitos a única vantagem do local é a possibilidade de pagar apenas uma passagem mesmo trocando de linha. Com o aglomerado até o trabalho de fiscalização da PM é dificultado e vândalos aproveitam a falha para praticar furtos.

Fonte:Página 20
READ MORE - Caos no transporte coletivo do Acre

EMTU/SP emitiu mais de 100 mil carteiras para passageiros especiais em 2009.


Durante o ano de 2009, a EMTU/SP emitiu 100.180 mil Carteiras de Identificação do Passageiro Especial – CIPES, nas três Regiões Metropolitanas do Estado de São Paulo: São Paulo (87.315), Baixada Santista (7.173) e Campinas (5.692). Esse benefício garante a isenção do pagamento da tarifa às pessoas com deficiência nas linhas de ônibus metropolitanos.
Vale lembrar que, conforme resolução conjunta das Secretarias de Estado dos Transportes Metropolitanos e da Saúde (outubro de 2003), a gratuidade não pode ser concedida às pessoas que têm vínculo empregatício. É um direito das pessoas com deficiência que têm sua capacidade de trabalho comprometida, estendendo-se também aos maiores de 16 anos.
Como obter a CIPES na Região Metropolitana de São Paulo e Campinas
Para receber a CIPES (Carteira de Identificação do Passageiro Especial) o interessado deve procurar o posto de saúde credenciado no seu município, cuja lista pode ser conhecida no site www.emtu.sp.gov.br, e obter o laudo médico padrão da EMTU/SP, no qual consta o CID – Código Internacional de Doença. Depois do laudo emitido e aprovado, o solicitante é encaminhado ao CISPE pela unidade de saúde mediante o agendamento do seu atendimento para análise e aprovação da sua solicitação, em caso de aprovação do benefício, o passageiro retira a carteira especial na hora.
Na Baixada Santista
Na Baixada Santista o processo é parecido ao das demais regiões, porém o laudo é encaminhado para EMTU/SP, junto com cópia do RG e comprovante de residência. Se a documentação estiver correta, é agendado um dia para tirar a foto dos solicitantes no posto de saúde credenciado, para onde também são enviadas as CIPES emitidas.
Em caso de dúvidas sobre os procedimentos para emissão da CIPES, o interessado pode consultar o endereço www.emtu.sp.gov.br.
Também pode enviar mensagem pelo mesmo site para a Ouvidoria da EMTU/SP ou ainda, ligar para 0800 724 05 55. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h.
Fonte:EMTU-SP
READ MORE - EMTU/SP emitiu mais de 100 mil carteiras para passageiros especiais em 2009.

Três linhas de ônibus terão novo itinerário em Fortaleza a partir de sábado

Para reduzir o tempo de viagem dos usuários de ônibus da Capital, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) irá alterar, a partir de sábado (6), o itinerário de três linhas. Cartazes contendo explicações acerca da mudança já estão fixados nos ônibus e nos terminais.
Confira os trechos que serão modificados:
  • 312 (Dias Macedo/Parangaba) - Será utilizado um trecho novo, que compreende as vias Rita Farias, Iraci de Sousa e Ademar Paula.
  • 225 (João Arruda) - Os veículos deixarão de passar nas vias Santo Amaro, Pernambuco, Planalto do Pici, Alagoas e Tenente Lauro. Essas ruas serão atendidas pela linha 243 (Parque Universitários/Antônio Bezerra). Os ônibus circularão também pela rua Franco Rocha, atendendo à população do Conjunto Habitacional Planalto do Pici.
  • 243 (Parque Universitários/Antônio Bezerra) - Os ônibus passarão nas vias Pernambuco, Estado do Rio, Piauí, Gonçalves Alves Rodrigues, Álvaro Maciel e Domingos Lopes. A medida visa servir à comunidade Parque Universitários, interligando a região ao terminal Antônio Bezerra.
  • Além da mudança de itinerário, a linha 394 (Parque Universitários I e II) terá o nome modificado, passando a ser chamada Parque Universitários/ Lagoa I e II.

Fonte:ETUFOR

READ MORE - Três linhas de ônibus terão novo itinerário em Fortaleza a partir de sábado

Vitória da Conquista: Prefeitura inicia a reorganização do sistema de transporte coletivo

A reorganização do sistema deverá contar, inclusive, com a operação de novas empresas
O sistema de transporte coletivo urbano de Vitória da Conquista passará por mudanças em breve. O Governo Municipal deu início à reorganização do sistema que deverá contar, inclusive, com a operação de novas empresas.
O contrato com as atuais prestadoras do serviço vence no dia 31 de maio e uma nova concessão será realizada por meio de licitação.
Estudos operacionais e econômicos já estão sendo elaborados para a reorganização do sistema. Uma empresa com experiência internacional na área foi contratada pela Prefeitura para fazer os levantamentos necessários e organizar o processo de licitação.
A reorganização do sistema prevê uma novidade: a integração tarifária. A medida vai permitir que um usuário possa fazer, por exemplo, dois deslocamentos sem pagar duas tarifas.
Reordenamento de linhas para atender as demandas da população de forma mais eficiente também será realizada com a remodelação do sistema. Todo o processo, que é amparado por lei, terá a participação da população por meio de audiências públicas.
READ MORE - Vitória da Conquista: Prefeitura inicia a reorganização do sistema de transporte coletivo

Empresas de ônibus são multadas por tentar driblar bilhete único


Cinco empresas de ônibus foram multadas nesta quarta-feira por tentar driblar o uso do bilhete único. Durante todo o dia, equipes do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) estiveram em Niterói, São Gonçalo, Duque de Caxias e Rio de Janeiro fiscalizando o cumprimento da grade de horários estabalecida belo benefício, que começou a funcionar na segunda-feira. Foram aplicadas dez multas por descumprimento do horário (no valor de R$ 625,39, cada), além de outras quatro por irregularidades diversas.

As ouvidorias do Detro e da Secretaria estadual de Transportes vêm recebendo denúncias de que empresas estariam substituindo os ônibus convencionais, com duas portas e roleta, pelos rodoviários, os chamados frescões, que não estão incluídos no sistema do bilhete único. Os frescões, além de não aceitarem o benefício, operam com tarifa mais cara e não transportam as gratuidades previstas em lei - estudantes, idosos e deficientes físicos - por serem um serviço seletivo.



Fonte:OGlobo
READ MORE - Empresas de ônibus são multadas por tentar driblar bilhete único

Em Palmas, motoristas são vítimas de stress a destratam passageiros


Finda ano, entra ano, e as reclamações da população em torno do sistema de transporte público da capital se repetem: demora nos terminais, veículos lotados, necessidade de novas linhas e o alto valor da tarifa. Insatisfação é o que não falta, mas segundo o presidente da Agência de Trânsito, Transporte e Mobilidade (ATTM), Sílvio Portilho, o poder público está “esforçando-se ao máximo para conseguir atender todas as reclamações”.
Mas além dessas já conhecidas reclamações, uma outra está chegando nos ouvidos das autoridades. A pressa dos motoristas para cumprir os horários estabelecidos pela empresa e pela prefeitura vem gerando problemas para quem utiliza o sistema: estressados, os motoristas acabam maltratando os passageiros. Os maus tratos denunciados ao jornal O GIRASSOL vão desde ao não atendimento da solicitação de parada nos pontos, a xingamentos.
“Sempre vejo coisas absurdas. Eles andam muito rápido e perdem a paciência facilmente. Não sei para que tanta pressa!”, reclama Gleyda Miranda, que utiliza o transporte público diariamente.
O motivo para tanta correria, segundo os motoristas é o BDO – Boletim Diário de Ocorrência. “Se atrasarmos três minutos somos cobrados e recebemos uma advertência. O fiscal chega a entrar no ônibus para chamar nossa atenção na frente dos passageiros”, disse um motorista da empresa Miracema que preferiu não se identificar.
Os motoristas contam que sofrem uma grande “pressão”, e que por isso, é quase impossível – nos horários de pico – não pular alguns pontos. “A gente acaba perdendo a paciência com alguns passageiros. As escalas são péssimas e o salário é ruim”, desabafa outro.
Silvio Portilho diz que o tempo estabelecido para fazer o percurso de uma estação à outra é fruto de um estudo detalhado e minucioso. “Nós não abrimos mão do motorista cumprir os horários, pois se um ônibus atrasa, os passageiros serão afetados e eles são nossa prioridade”, declara o presidente da ATTM.
O presidente do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores de Transporte Rodoviário e Operadores de Máquinas do Estado do Tocantins (Sintromet), Antonio Carlos, conta que após a mudança do sistema, os motoristas tiveram que assumir várias funções, o que acabou sobrecarregando-os. “Não tem como não se estressar, depois de assumir a função de cobrador eles têm que verificar o cartão e auxiliar os deficientes físicos por apenas R$ 16,27 por mês. Muitos motoristas estão adoecendo com tanto desgaste”, indigna-se Antonio, que também reclama das péssimas condições de trabalho: “Não tem um banheiro e nem um lugar descente para se beber água”, completa. Esta previsto para este ano, a criação de um quiosque com banheiros e lanchonete na estação Javaé, que será administrado pelo sindicato.
Sobre o acumulo de funções, Sílvio diz que “nada está em experimentação”, e que esse modelo de sistema já funcionava em Curitiba (PR). “Nada foi inventado. Isso já existe e é normal que seja assim”, arremata.
fonte: O Girassol
READ MORE - Em Palmas, motoristas são vítimas de stress a destratam passageiros

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960