Imagem dos ônibus em SP melhoram segundo pesquisa

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

A imagem da população sobre os ônibus municipais na cidade de São Paulo melhorou entre 2008 e 2009, segundo pesquisa divulgada nesta quinta-feira (27) pela Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), mas a avaliação do serviço como excelente ou bom ainda é de 50%. Outros seis setores do transporte público na região metropolitana foram avaliados, e todos apresentaram ganhos de imagem, com exceção do Metrô, avaliado como excelente ou bom nos dois anos por 82% dos entrevistados, a maior aprovação registrada. O maior ganho foi registrado nos ônibus metropolitanos – a aprovação subiu de 41% para 55%.
A avaliação foi feita com 3.376 pessoas em novembro de 2009 por meio de pesquisa domiciliar na qual os entrevistados não precisavam ser usuários do transporte e intencionais, com cotas por sexo, idade, classe social e linhas utilizadas – nas quais as pessoas precisavam ser usuárias do transporte. Além dos ônibus municipais e do Metrô, também foram avaliados os trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), os corredores de ônibus, os micro-ônibus municipais, os ônibus metropolitanos e os ônibus nos outros municípios da Grande São Paulo. Em todos os casos, a percepção do transporte como ruim ou péssimo caiu – mas em alguns casos, ainda continua alta.
Nos ônibus municipais, por exemplo, enquanto a aprovação subiu de 40% para 50%, a imagem ruim ou péssima foi de 30% para 24% entre 2008 e 2009. A menor avaliação como ruim ou péssimo foi encontrada no Metrô – mudança de 8% para 5%. Na CPTM, a variação foi de 48% para 50% na aprovação e 29% para 26% na imagem ruim; nos micro-ônibus municipais, de 40% para 51% e de 31 para 26%, respectivamente; os ônibus nos corredores variaram de 53% para 58% nas avaliações positivas e de 28% para 21% nas negativas; os ônibus metropolitanos, nos mesmos quesitos, foram de 41% para 55% e de 29% para 21%; e nos ônibus de outras cidades da Grande São Paulo a aprovação cresceu de 42% para 51% e a reprovação diminuiu de 35% para 28%.
O secretário municipal de Transportes, Alexandre de Moraes, disse que os resultados da pesquisa mostram que o esforço da prefeitura no investimento nos transportes públicos têm dado resultado. “Ela mostra que é necessário que a prefeitura volte a investir no Metrô, que são necessários corredores de ônibus, uma fiscalização mais forte e troca de veículos, a pesquisa mostra que a população se sente mais confortável em veículos mais novos”, disse ele.


Apesar de os números deste ano serem abaixo dos encontrados na mesma pesquisa no início da década, o secretário reforçou que eles são positivos. “Em 1999 tínhamos 830 mil pessoas que usavam os ônibus por dia. Hoje já chegamos a 11 milhões de ‘catracadas’ diárias. A medida que o serviço vai para todas as regiões da cidade, ele tem que aprimorar. Como agora ele vai mais longe, temos mais desafios. ”

A manutenção da aprovação do Metrô em 82% foi vista como natural para o diretor de planejamento do órgão, Marcos Kassab. “É um número bastante elevado, que conseguimos manter mesmo com o aumento significativo no número de passageiros”, afirmou. No caso da CPTM, a companhia vê a pequena elevação na imagem – levando-se em consideração os investimentos recentes – como reflexo da má imagem anterior do sistema, sendo preciso tempo para que as melhorias sejam absorvidas pela população.
READ MORE - Imagem dos ônibus em SP melhoram segundo pesquisa

Mais de 20 mil passageiros já fizeram cadastro do bilhete único


Mais de 20 mil passageiros já fizeram o cadastro com a Secretaria estadual de Transportes e poderão utilizar o bilhete único a partir de sábado (30) nos transportes intermunicipais do estado do Rio. Segundo a secretaria, nesta quinta-feira (28) foram feitos cerca de mil cadastros, elevando o número para 20.629 usuários aptos para inaugurar o serviço.
Além dos cadastrados, outros 1,7 milhão de usuários do vale-transporte migraram para o serviço do bilhete único.
Quem não tem computador ou tem dificuldade de navegar na internet pode recorrer ao Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio (Proderj) para receber o bilhete único.
Em todo o estado foram colocados 85 Centros de Internet Comunitária (CIC) para atender a população gratuitamente. Monitores treinados vão ajudar quem precisa fazer o cadastramento.

Na cidade, existem 29 CICs, distribuídos em locais como a Central do Brasil, no Centro; o 19º BPM (Copacabana), na Zona Sul; o Colégio estadual José Leite Lopes, na Tijuca, na Zona Norte do Rio; e o Retiro dos Artistas, em Jacarepaguá, na Zona Oeste. Há também postos na Baixada Fluminense e no interior do estado. Eles vão funcionar de segunda a sexta, das 9h às 17h. Para o credenciamento, os usuários têm que apresentar o número do CPF.

Segundo o secretário estadual de Transportes, Júlio Lopes, inicialmente previsto para começar no dia 1º de fevereiro, o sistema foi antecipado para o próximo sábado (30), quando o número de passageiros é menor. Segundo o secretário, a antecedência da inauguração foi feita para evitar possíveis imprevistos no primeiro dia útil de utilização do cartão.
READ MORE - Mais de 20 mil passageiros já fizeram cadastro do bilhete único

Obras do VLT são suspensas no Distrito Federal

Liminar barra tanto a construção quanto as negociações de empréstimos internacionais para a implementação do veículo leve sobre trilhos. Governo vai recorrer da decisão judicial.
A obra do veículo leve sobre trilhos (VLT) está novamente interrompida. No último dia 19, o juiz Antonio Fernandes da Luz, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), concedeu liminar determinando a suspensão imediata da construção
A decisão agrange ainda as negociações do Governo do Distrito Federal com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) para a implementação do sistema de transporte público.
O pedido em caráter provisório chegou ao tribunal como ação civil pública proposta pelo Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) ainda em 2009.
Ontem, o juiz encaminhou à promotoria sua decisão, que foi cumprida pelo governo. Mas o GDF promete que vai recorrer.
O Ministério Público alega que a obra do VLT fere a Constituição, a lei de responsabilidade fiscal e a lei das licitações. Segundo o órgão, o GDF teria aberto a licitação antes de concluir o projeto básico do metrô leve, como o VLT será chamado.
READ MORE - Obras do VLT são suspensas no Distrito Federal

Projeto Leitura no Ônibus estimula leitura aos passageiros de Porto Velho


Com o objetivo de incentivar o hábito da leitura nas pessoas que diariamente fazem uso do transporte coletivo em Porto Velho, o Grupo de Educação Fiscal da Secretaria Estadual de Finanças, desenvolveu o Projeto Leitura no ônibus.

Projeto pretende distribuir, em diversos coletivos da cidade, livros com temas variados de acordo com o coordenador do GEFE/SEFIN, Orlando Pereira da Silva Júnior, no último sábado de cada mês a equipe do GEFE, distribuirá em diversos coletivos da cidade, livros com temas variados.
A medida serve como distração e ainda proporciona a ampliação de conhecimento do passageiro até chegar ao destino desejado. “O Passageiro leitor poderá ler o livro encontrado no banco do ônibus e o deixará no mesmo local após finalizar a leitura, para que outra pessoa também possa lê-lo. Caso não dê tempo de concluir a leitura o usuário poderá levar para casa com o compromisso de devolver no próximo coletivo a utilizar”, destacou o coordenador do GEFE.

Pesquisa aponta que os brasileiros não têm hábito de ler
Uma pesquisa realizada em 311 municípios do país, onde 5.012 pessoas foram entrevistadas no período de 29 de novembro de 2007 a 14 de dezembro do mesmo ano, revelou que 45% dos entrevistados foram classificados como não leitores, o que representa 77 milhões de pessoas. A classificação para os outros 55% dos entrevistados foi de leitores. O método adotado para definir o leitor ou não-leitor foi a declaração do entrevistado de ter lido ao menos um livro nos últimos três meses.
READ MORE - Projeto Leitura no Ônibus estimula leitura aos passageiros de Porto Velho

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960