Prefeitura lança edital de licitação para 16 linhas de ônibus da Zona Oeste, entre elas, o uso de ônibus articulados para o Centro

terça-feira, 5 de janeiro de 2010


Para tentar melhorar o transporte público na Zona Oeste do Rio de Janeiro, a Prefeitura do Rio de Janeiro lançou nesta segunda-feira (4) o edital para exploração de 16 linhas de ônibus da região. A Secretaria municipal de Transportes espera que em 60 dias as linhas já estejam sendo operadas pelos vencedores da licitação.

Das 16 linhas, três são novas e outras 13 eram operadas pela Viação Oriental, que teve a permissão cassada no fim de dezembro. As empresas terão que cumprir várias exigências. Entre elas, o uso de ônibus articulados para o Centro e de GPS em todos os veículos, para que a Secretaria monitore itinerários e o número de passageiros.

Com um controle maior das regras, a Prefeitura do Rio espera que o serviço melhore na região. Especialistas em transporte público acham que pode haver falta de interesse na licitação. “A tecnologia que nós adicionamos é simples também. Ônibus articulado não é coisa do outro mundo. GPS também não é uma coisa tão cara assim. Já há um interesse por essas linhas, tanto é que essas linhas estão sendo operadas hoje e as empresas que operam não estão reclamando", afirmou o secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão.

O RioÔnibus informou que só vai se pronunciar depois que analisar os detalhes da licitação.


READ MORE - Prefeitura lança edital de licitação para 16 linhas de ônibus da Zona Oeste, entre elas, o uso de ônibus articulados para o Centro

Grande Recife: Passageiros satisfeitos no primeiro dia útil do TI do Cabo de Santo Agostinho


O novo Terminal do Cabo oferece banheiros, lanchonete, sinalização e conta com dez linhas de ônibus que abastecem o local
Uma novidade para quem usa ônibus nos municípios do Litoral Sul: o Terminal de Integração do Cabo de Santo Agostinho foi oficialmente aberto aos passageiros no último sábado (2). No primeiro dia útil, esta segunda-feira (4), os passageiros estavam satisfeitos com o tempo de espera entre os ônibus.“Ficou melhor a localização das paradas para pegar ônibus”, avalia o pintor Reginaldo Araújo.
A satisfação tem vários motivos: o novo Terminal do Cabo oferece banheiros, lanchonete, sinalização e conta com dez linhas. Do total, oito são alimentadoras, ou seja, partem das comunidades: Ipojuca, Camela, Porto de Suape, Garapu, Circular, Charneca, Paiva e Gaibu.
As outras duas ligam o Cabo ao Recife com dois destinos: Cais de Santa Rita ou Shopping Recife via Aeroporto. “Antes eu pegava três ônibus, agora com uma passagem eu chego em casa”, comenta a cabeleireira Lua Freitas.
De acordo com o Grande Recife Consórcio, o Terminal representa uma série de vantagens para os 25 mil passageiros que devem usar o sistema por dia. “O Terminal garante mais agilidade nas viagens e economia para os passageiros”, explica a gerente de Operações, Taciana Ferreira.
Fonte:PE360graus
READ MORE - Grande Recife: Passageiros satisfeitos no primeiro dia útil do TI do Cabo de Santo Agostinho

PAC da Mobilidade será lançado em janeiro, Governo dará prioridade a VLT e corredores; metrô de Porto Alegre e Curitiba ficam fora do pacote


O ministro das Cidades, Márcio Fortes, afirmou (3/1) ontem que o PAC da Mobilidade Urbana, pacote de financiamento para agilizar a circulação nas cidades-sede da Copa 2014, será lançado na primeira quinzena de janeiro. Segundo Fortes, já há R$ 5 bilhões assegurados por meio de empréstimos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), montante que pode aumentar conforme a relevância dos projetos das prefeituras e governos estaduais.
“O número de referência inicial foi de R$ 5 bilhões para financiamento, mas esse número será ultrapassado porque há muitos projetos de maior importância que deverão ser apoiados”, disse Fortes em entrevista ao site “JB Online”.
Segundo o ministro, o governo priorizará obras que facilitem o fluxo e a circulação de torcedores e turistas durante a Copa, interligando arenas, hotéis, aeroportos, rodoviárias e portos. Além disso, obras com licença ambiental garantida e projeto básico ou executivo concluídos terão chances maiores de aprovação.
A construção dos metrôs de Porto Alegre e Curitiba foi praticamente descartada por Fortes no PAC da Mobilidade Urbana. O governo, diz ele, trabalhará com uma margem de segurança em projetos que possam ser concluídos até 2014. O foco será no transporte coletivo, principalmente na construção dos Veículos Leves sobre Trilhos (VLTs) e corredores de ônibus.
O ministro, porém, não descartou intervenções viárias para facilitar o acesso aos estádios e a adaptação de vias. “Vamos ver as questões viárias que sejam necessárias, porque nós privilegiamos o transporte coletivo, mas temos muitas vezes que verificar a necessidade de obras de adaptação, de vias, para que a gente possa até mesmo ter o corredor ou pelo menos ter o VLT. E também para acesso a estádios”, disse.
Com relação às obras ferroviárias, São Paulo é a única exceção. Fortes disse que já está programado o financiamento para a construção do monotrilho que conectará o Aeroporto de Congonhas às linhas de trem e metrô da cidade, passando pelo estádio do Morumbi, onde acontecerão os jogos do Mundial. “Já estamos com um cronograma definido para São Paulo”, afirmou.
READ MORE - PAC da Mobilidade será lançado em janeiro, Governo dará prioridade a VLT e corredores; metrô de Porto Alegre e Curitiba ficam fora do pacote

João Pessoa: Passagem de ônibus passa a custar R$ 1,90


Entrou em vigor ontem uma nova tarifa para o sistema de transporte público de João Pessoa. A passagem dos ônibus passará de R$ 1,80 para R$ 1.90. O valor foi homologado pelo prefeito da Capital, Ricardo Coutinho.O aumento na tarifa de ônibus foi concedido após a análise do estudo elaborado pela equipe técnica da Superintendência de Trânsito e Transportes (STTrans) e aprovado pelo Conselho Municipal de Transportes e Trânsito no último dia 27 de dezembro. O Conselho havia definido o valor de R$ 1.95, mas a PMJP optou por deixar o reajuste em R$ 1,90.
Para o reajuste da tarifa foram levados em consideração dados operacionais e no índice de passageiro equivalentes do sistema. Outro aspecto considerado na hora de calcular o reajuste foi o Termo de Compromisso, celebrado entre a STTrans e as empresas operadoras do sistema de transportes públicos, sendo elas Boa Viagem, Marcos da Silva, Reunidas, São Jorge e Transnacional. Nele, Poder Público e empresas se comprometem a promover melhorias para os usuários de transportes coletivos.
O Termo estabelece parâmetros para renovação da frota, onde as empresas operadoras devem adquirir, no mínimo, 70 ônibus novos, todos adaptados para facilitar o acesso ao seu interior das pessoas com necessidades especiais. Também ficou acordada a implantação pelas empresas de 150 abrigos em paradas de ônibus e colocação de piso nos abrigos que ainda não o possui.O Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de João Pessoa (Sintur), segundo o termo, ficará responsável pelo pagamento da contrapartida da Prefeitura Municipal de João Pessoa, destinada ao desenvolvimento de estudos e projetos para a implantação de um sistema BRT (Bus Rapid Transit) envolvendo a área central e a Epitácio Pessoa.
O BRT significa em Português ônibus de trânsito rápido. O sistema lembra um metrô de superfície que oferece um transporte público que melhora o trânsito e reduz a poluição a um custo muito menor do que a construção de novas linhas de metrô. Nesse sistema há a priorização dos transportes públicos coletivos tanto no sistema viário quanto na circulação.
READ MORE - João Pessoa: Passagem de ônibus passa a custar R$ 1,90

Fortaleza está com trânsito no limite


Na Capital, o impacto do aumento na frota é maior. O trânsito em Fortaleza já está no limite, lembram os especialistas. ``E a solução para o problema vai ficando cada vez mais cara``, alerta o professor de planejamento urbano e projeto urbanístico da Universidade de Fortaleza (Unifor), Amando Costa. Até novembro de 2009, a frota de carros na Capital era de 392.204, 24.315 a mais do que em 2008.

O crescimento foi de 6,6%, o maior percentual de aumento dos últimos dez anos. Como uma das soluções, Amando aponta o investimento em transporte público. ``O crescimento da frota de carros indica que, cada vez mais, o transporte está sendo pensado de forma individual. O transporte coletivo carece de investimento há muito tempo.`` O especialista lembra que a frota reduzida de ônibus e a má qualidade do serviço afastam os usuários. ``É desconfortável. Tem que melhorar pra atrair as pessoas``, diz. Sempre que é questionada sobre o assunto, a Prefeitura de Fortaleza cita as obras do Programa de Transporte Urbano (Transfor).

O projeto inclui corredores exclusivos para o transporte coletivo e novos modelos de ônibus. O plano possui ainda vários projetos de alargamento, duplicação de avenidas, construção de viadutos, melhoria de vias e interligação de outras. ``O Transfor é importante, sem dúvida nenhuma. Até porque privilegia o transporte público. Mas ninguém pode achar que isso vai resolver o problema no trânsito da Cidade. Essas obras são coisas pontuais, em algumas vias``, adverte o professor da Unifor.
READ MORE - Fortaleza está com trânsito no limite

Zona Oeste do Rio terá três novas linhas de ônibus


Em até dois meses, a população da Zona Oeste deverá estar circulando nos ônibus que substituirão as linhas que pertenciam à Viação Oriental. A prefeitura publicou nesta segunda-feira no Diário Oficial o edital de concorrência para a escolha das empresas que vão operar 16 linhas de ônibus na região. Treze delas já existem e pertencem à empresa Oriental, substituída pela prefeitura desde setembro por um pool de empresas. As outras três linhas serão criadas.
(Leia mais: Em balanço de seu primeiro ano, Paes diz que transporte é o maior desafio)
O edital determina que algumas linhas utilizem ônibus articulados para o Centro. As empresas terão ainda a obrigação de implantar sistema GPS e elevador em todos os 280 veículos. A implantação do GPS permitirá que a Secretaria municipal de Transportes saiba se os veículos estão cumprindo os itinerários e os horários. As linhas deverão transportar cerca de 50 mil passageiros por dia.
- Estamos exigindo um padrão de qualidade não só por causa da Copa do Mundo e das Olimpíadas, mas também por exigência da própria população - disse o subsecretário de Transportes, Rômulo Orrico.
O prazo de concessão das 16 linhas é de cinco anos, prorrogáveis por mais cinco. A licitação será feita em três lotes e os interessados terão que oferecer um lance mínimo de R$ 7 milhões, no total, pelas linhas. As três novas linhas são as seguintes: 363 (Roque Barbosa-Tiradentes), 364 (Gericinó-Tiradentes) e 802 (Taquaral-Bangu - Circular).

Fonte: OGlobo
READ MORE - Zona Oeste do Rio terá três novas linhas de ônibus

Sistema de Bilhetagem Eletrônica é lançado em Foz do Iguaçu


Sistema de Bilhetagem Eletrônica de Foz do Iguaçu foi lançado oficialmente hoje de manhã pelo prefeito Paulo Mac Donald Ghisi, pelo superintendente do Foztrans Ailton José Farias, pelo presidente do Sistema Único/Foz Edir Rafagnin e por empresários concessionários do transporte público do município. Também participaram da solenidade secretários municipais, empresários e representantes de classes.

O novo sistema funciona através de um cartão inteligente onde são armazenados os valores correspondentes que o cliente adquiriu. Basta que o usuário apresente o cartão em um equipamento chamado validador, instalado junto a catraca, para que haja o débito da tarifa respectiva e a liberação da passagem.Para o prefeito Paulo Mac Donald a implantação do novo sistema é muito importante trazendo benefício para todos. “Nós vamos fazer uma verdadeira revolução no sistema de transporte coletivo da cidade. Que tem que ser um transporte racional, rápido, barato e confortável. E essa implantação do cartão magnético é um passo importantíssimo para isso”, explicou.

O prefeito disse acreditar que o novo modelo terá grande aceitação tanto por parte dos usuários quanto das empresas que vão ter suas receitas aumentadas. Hoje o vale-transporte se tornou uma moeda que as vezes é usadas em negócios espúrios. Estão comprando até droga com vale-transporte e isso vai acabar. Esse sistema vai dar uma versatilidade muito grande para o transporte coletivo no município”, assegurou.

A implantação do Único visa possibilitar maior praticidade, conforto e segurança e vai substituir gradativamente os atuais passes de papel que terão validade de 60 dias.

O sistema eletrônico foi implantado em toda frota de ônibus do município, e utiliza tecnologia avançada que fornece dados estatísticos diário sobre as viagens realizadas, o número de passageiros transportados e de gratuidades concedidas. Além disso, a arrecadação automática de tarifas reduz consideravelmente os valores dos custos de transporte, diminui a ação do transporte clandestino e inibe os assaltos, aumentando a segurança dos passageiros.

Os cartões serão implantados gradativamente por tipo: o primeiro cartão será o Vale Transporte, seguido do Estudante, Isento, Cidadão, Sênior e Turista.
READ MORE - Sistema de Bilhetagem Eletrônica é lançado em Foz do Iguaçu

Em Fortaleza, Integração Temporal agora é para todos os bairros.


A Prefeitura de Fortaleza, através da Etufor, ampliou a Integração Temporal para a totalidade da área coberta por transporte coletivo do município. Os usuários de ônibus de todas as regiões poderão pegar até dois veículos para realizarem seus deslocamentos pagando apenas uma passagem.

O objetivo da Integração Temporal é otimizar o tempo e os gastos com viagens dos passageiros. Ao invés de precisar ir até um terminal de integração para trocar de ônibus, o usuário pode trocar de veículo nas próprias vias, com a garantia de que ele não precisará pagar pelo segundo ônibus. Para isso, basta apenas que o passageiro respeite o tempo de integração temporal e que ele possua um vale-transporte eletrônico vermelho ou cinza, ou ainda a carteira de estudante emitida a partir de 2007. É necessário que o passageiro conheça também as combinações da sua linha de ônibus, ou seja, quais as linhas que estão integradas com o primeiro ônibus que ele pegou.

O vale-transporte eletrônico ou a carteira de estudante são importantes por que são os equipamentos que controlam o tempo de integração temporal do usuário. O tempo é composto de 30 minutos fixos – que é o que todos ganham quando passam o cartão no validador do ônibus – mais um tempo que varia de acordo com o tempo total de viagem da linha de ônibus em que o passageiro está. Ou seja, o passageiro terá sempre, no mínimo, meia hora para trocar de veículo e subir no segundo ônibus sem pagar uma nova passagem.

Com isso, os usuários conseguem economizar, muitas vezes, até 40 minutos nos seus deslocamentos, de acordo com observações já feitas pela Etufor nas primeiras etapas de funcionamento do projeto.A Integração Temporal, desde 2007, vinha sendo implantada por etapas em diferentes regiões do município. Os moradores de mais de 50 bairros, como Messejana, José Walter, Mondubim, Vila União e Lagoa Redonda, foram os primeiros a aproveitar esse benefício. Agora, com a conclusão da implantação do projeto, mais de 5.400 combinações de integração temporal estão disponíveis para toda a população.
READ MORE - Em Fortaleza, Integração Temporal agora é para todos os bairros.

Aumentam linhas de ônibus em Três Lagoas-MS


O transporte coletivo em Três Lagoas (cidade distante 334 quilômetros a leste da Capital) já opera com mudanças. As mudanças entraram em vigor no dia 1º.A viação Três Lagoas, empresa responsável pela frota de ônibus da cidade, já começou a fazer novas linhas. Isso, ampliou a disponibilidade dos veículos.São nove linhas ao todo, três a mais após a empresa assumir a concessão.

Os ônibus passaram a fazer as linhas dos seguintes bairros: distrito Industrial, Jardim das Violetas e Chácara Imperial; além das outras que já tinha o transporte. Os veículos também percorrem a avenida Filinto Müller até a avenida Ranulpho Marques Leal.(Com informações da Rádio Caçula)
READ MORE - Aumentam linhas de ônibus em Três Lagoas-MS

Bilhete Único Intermunicipal poderá ser utilizado já em fevereiro


A partir de fevereiro, o Bilhete Único Intermunicipal já poderá ser utilizado pelos usuários do transporte coletivo entre os municípios da Região Metropolitana e o Rio de Janeiro. Segundo o governador Sérgio Cabral, em entrevista na manhã desta segunda-feira (4/1) a uma emissora de rádio, com a implantação do novo sistema, o usuário poderá utilizar duas conduções ou modais de transporte durante o prazo de duas horas. O valor relativo ao período é de R$ 4,40.

- Esta vai ser a primeira experiência de bilhete único no país administrado pelo governo estadual. Em duas horas, o usuário do sistema vai poder pagar R$ 4,40 para circular em dois modais, em qualquer região metropolitana do estado - destacou o governador.

O Bilhete Único Intermunicipal inclui o transporte de passageiros pelo período de duas horas ao preço estabelecido de R$ 4,40 utilizando os modais barcas, ônibus, vans, trens e metrô.
READ MORE - Bilhete Único Intermunicipal poderá ser utilizado já em fevereiro

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960