Grande Vitória: Estudantes se manifestam contra o aumento da passagem

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

"Nós não vamos pagar nada". Essa era frase ecoava pela Avenida Vitória na manhã desta quinta-feira (02). As vozes eram dos estudantes que se manifestaram contra o aumento da passagem dos ônibus de linhas municipais e do Sistema Transcol, que deve acontecer entre este mês e o começo do ano que vem por causa do reajuste salarial de 10% concedido aos rodoviários. O protesto começou em frente ao Ifes e terminou na Praça Oito, no Centro da capital.
Para manter o ideal durante o protesto, os estudantes foram de um ponto ao outro da cidade de ônibus sem pagar nada. Eles alegaram achar justo a greve dos motoristas e cobradores de ônibus, mas que eram contra a decisão dos empresários em repassar o reajuste salarial às tarifas de transporte público.
"Não somos contra greve. Acreditamos que as categorias têm o direito de reivindicar melhorias, mas não concordamos em sermos prejudicados por causa da manifestação dos rodoviários. Além disso, não temos transporte público de qualidade e a decisão do Conselho Tarifário é realizada sem a participação da comunidade", afirmou o presidente da Uinão Estadual de Estudantes Secundaristas, André Lopes.
De acordo com a Cetrub-GV ainda não há previsão de quando será realizada a assembléia do Conselho Tarifário da Grande Vitória e que o reajuste do valor da passagem dependerá dos custos com salário e benefícios dos rodoviários, além de outros fatores. Além disso, há de se considerar a taxa que o Governo do Estado vai reservar ao transporte coletivo, mantendo a quantia atribuída às gratuidades de estudantes e ao passo livre de idosos, gestantes e deficientes.
No mesmo período do ano passado, foi realizado o último reajuste do Sistema Transcol e do transporte coletivo de Vitória. Na época, a passagem custava R$1,85 e sofreu um reajuste de 8,11% , aumentado para o valor atual de R$2 e no Sistema Transcol, o reajuste foi de 7,5 %, que custava R$2 e passou para R$2,15.

Fonte: ES Hoje

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960