Campinas: Prefeitura e empresas entregam mais 51 ônibus acessíveis

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Campinas recebeu nesta quinta, dia 28 de outubro, mais 51 ônibus novos e acessíveis. A nova frota, que conta com 10 ônibus articulados e 41 convencionais, foi apresentada pelo prefeito Dr. Hélio de Oliveira Santos, pelo secretário de Transportes, Gerson Luis Bittencourt; e representantes da empresa VB1 e do Consórcio Urbcamp, no Parque Universitário de Viracopos.

Dos 51 veículos, 30 foram comprados pela VB-1, incluindo os 10 articulados; e 21 pelo Consórcio Urbcamp; sendo 20 pela empresa VB-3 e um pela Coletivos Pádova. Juntas, as empresas investiram cerca de R$ 14,5 milhões na renovação. A maioria dos veículos será para substituição da frota.

Os ônibus da VB-1 serão alocados em linhas da Vila União, Vida Nova, Ouro Verde, DIC e Campo Belo. Já os do Consórcio Urbcamp vão beneficiar os usuários das linhas do Parque Prado, Carlos Lourenço, Jardim Amazonas e Parque Cidade; e o único veículo da Coletivos Pádova será alocado na região de Sousas.

Os novos ônibus vão beneficiar, aproximadamente, 30,5 mil usuários em toda a cidade. Com a chegada desses veículos, a idade média da frota do sistema InterCamp caiu de 4,32 para 3,95 anos.

Atualmente, a frota do transporte público conta com 1260 ônibus e miniônibus. Desse total, 384 ônibus são acessíveis, o que representa 30% da frota.

“A acessibilidade no transporte coletivo de Campinas já está acima do que é preconizado pela legislação federal e vamos continuar investindo nisso. É com o estímulo para o transporte coletivo que garantimos o direito constitucional de ir e vir das pessoas e reduzimos o transporte individual nas ruas, contribuindo também para a melhoria do trânsito”, disse o prefeito Dr. Hélio.

Outro dado de destaque no processo de modernização da frota em Campinas é que, desde o início da implantação do InterCamp, a cidade já recebeu 990 veículos O Km.

“Faltam apenas dez ônibus para chegarmos à marca de 1000 veículos zero quilômetro entregues na gestão do prefeito Hélio. Proporcionalmente, é a maior renovação de frota feita do país”, disse o secretário Gerson Bittencourt.

A marca de 1000 veículos novos entregues no Sistema InterCamp, por sinal, será atingida ainda em 2010 porque novos veículos já foram adquiridos pelas concessionárias e estarão nas ruas até o final do ano.

Capacitação dos operadoresCom a crescente ampliação da frota acessível da cidade, a EMDEC tem investido na capacitação de motoristas e cobradores para que os operadores de todo o Sistema InterCamp estejam aptos a operar os veículos acessíveis e a atender de maneira adequada às pessoas com deficiência.

Desde janeiro de 2005, a EMDEC já capacitou 3.007 operadores das concessionárias e cooperativas do InterCamp pata atuarem com o transporte acessível e, em agosto deste ano, o treinamento atingiu todos os motoristas e cobradores que atuam em veículos acessíveis na cidade.

No momento, a EMDEC realiza os treinamentos para atender a profissionais recém-contratados pelas concessionárias e cooperativas; aqueles que passaram a operar veículos acessíveis recentemente; e também aqueles que hoje atuam com veículos comuns, mas já começam a ser preparados para a transição aos veículos acessíveis – a legislação federal determina que toda a frota deverá ser acessível até 2014.

No treinamento oferecido pela EMDEC, os operadores aprendem a utilizar os equipamentos do veículo acessível e também passam por uma “sensibilização” para entender as dificuldades enfrentadas pela pessoa com deficiência e quais os cuidados que deverão ser observados no atendimento.

O treinamento tem carga horária de oito horas e é realizado semanalmente, para turmas com cerca de 25 operadores.

Com o objetivo de ampliar o alcance do trabalho, a partir de novembro a EMDEC convocará, no Diário Oficial, todos os operadores que ainda não realizaram o treinamento. Desta forma, todos os operadores, independentemente de trabalharem ou não com veículos acessíveis, estarão capacitados para fazê-lo.

Fonte: EMDEC

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960