No Recife, Passageiros reclamam de maus tratos de motoristas e cobradores de ônibus

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009


Quem depende de transporte público reclama que além de muitas vezes ser obrigado a enfrentar ônibus lotado, ainda tem que aguentar grosserias de cobradores e de motoristas. A insatisfação é tanta, que só nos últimos dois anos o Disque-Denúncia registrou 54 ligações de passageiros denunciando a ação de motoristas e cobradores.Entre as queixas que chegaram à Secretaria de Defesa Social, 44% reclamaram de motoristas que não param nos pontos determinados e 56% foram referentes as agressões e maus-tratos cometidas por motoristas e cobradores. As principais vítimas são crianças, idosos e deficientes físicos.

Até os próprios motoristas admitem que há colegas que se excedem e partem para a grosseria. “Tem muitos que ainda agem desta maneira, mas para o que era antes, hoje já está muito melhor”, disse um motorista de transporte público.

O preocupante é que as grosserias as vezes são tão graves que acabam colocando em risco a vida dos passageiros. Esse foi o caso da dona de casa Maria Josefa Lima, que foi atropelada junto com a neta Gabriela Ramos, 14 anos, quando voltavam para casa, no final de novembro. De acordo com a dona de casa, o acidente aconteceu quando elas tentavam subir em um ônibus da linha Candeias/Dois Irmãos, da empresa Borborema.

O motorista teria dado partida e elas foram arrastadas por cerca de dez metros, no bairro da Imbiribeira, Recife. Josefa Lima foi socorrida no Hospital da Restauração.Ela fraturou a perna esquerda, precisou ser operada e agora necessita de uma cirurgia plástica. A neta dela foi atendida no Hospital Otávio de Freitas, onde permanece internada. A roda do veículo passou por cima do pé da adolescente. A dona de casa espera que a empresa de ônibus preste alguma assistência. “A empresa não nos procurou em momento nenhum”, reclamou. A empresa Borborema disse que se for confirmada a responsabilidade do motorista, as vítimas vão receber assistência.
READ MORE - No Recife, Passageiros reclamam de maus tratos de motoristas e cobradores de ônibus

Fortaleza: Usuários sentem falta de paradas de ônibus


Apesar de a Etufor afirmar que existem duas paradas de ônibus na avenida, cidadãos dizem que estão desativadasNo corredor de lojas da Avenida Monsenhor Tabosa, entre a Avenida Dom Manuel e a Rua João Cordeiro, quem frequenta o local e funcionários que trabalham no comércio sentem falta de paradas de ônibus. A denúncia foi feita pelo comerciante e morador do local, Carlos Cysne, 28 anos, ao Alô Redação.Segundo o comerciante, existiam duas, uma em frente ao Shopping Monsenhor Tabosa, e outra em frente ao Banco do Brasil, que estão desativadas. "Ainda restam estruturas metálicas, mas o abandono é evidente". O ponto em frente ao shopping serve de acúmulo de lixo.Carlos Cysne lembrou que nesta época de grande movimento no comércio a necessidade de paradas aumenta. "Funcionários e turistas que utilizam transporte coletivo são obrigados a andar cerca de oito quadras para a mais próxima".
READ MORE - Fortaleza: Usuários sentem falta de paradas de ônibus

Tarifa de ônibus vai aumentar em Jacareí


A tarifa do transporte coletivo será reajustada para R$ 2,50 a partir do dia 13. Este ano o transporte coletivo de Jacareí recebeu investimentos como a implantação do sistema de bilhetagem eletrônica e renovação da frota com mais 13 novos ônibus adaptados. Devido a esses investimentos feitos pela concessionária do serviço público de transporte coletivo e ao aumento dos preços dos insumos, especialmente os derivados de petróleo e da remuneração da mão-de-obra na prestação do serviço, foi definido o novo valor da tarifa.

A empresa deve afixar no para-brisa frontal e no local onde se encontra o cobrador um aviso legível informando aos usuários sobre o novo valor da tarifa e a data do início do reajuste. Quanto à recarga dos Superpasses vale-transporte e escolar, bem como do bilhete eletrônico, até o dia 12 continua com o valor atual, de R$ 2,30. O último reajuste de tarifa de ônibus ocorreu em 29 de novembro de 2008.
READ MORE - Tarifa de ônibus vai aumentar em Jacareí

Rio Grande contará com quatro estações de transbordo


O sistema de transporte coletivo deverá sofrer alterações significativas durante os próximos dois anos. O plano que prevê a integração das linhas de ônibus no Município foi apresentado à comunidade no final da tarde da última segunda-feira.Segundo o secretário municipal da Segurança, dos Transportes e do Trânsito, Enoc Guimarães, atualmente cerca de um milhão e meio de pessoas utiliza mensalmente o serviço em Rio Grande , com uma média de 50 mil passagens por dia. Com isso, a necessidade de mudar alguns trajetos se faz cada vez mais necessária. “Existem linhas que possuem uma demanda quase irrisória, enquanto outras regiões da cidade encontram-se em ascensão. Por isso, é preciso reformular o sistema de transporte público”, afirma.
Conforme o secretário, uma pesquisa aplicada junto aos usuários do sistema no ano passado resultou no levantamento de dados sobre embarque/desembarque e origem/destino utilizado pelos mesmos, quando foi notado que cerca de 70% das viagens têm início ou fim na Praça Tamandaré. “O estudo também mapeou os principais desejos de deslocamento dos passageiros, o que permitirá a criação de novas linhas, garantindo a mobilidade pelo transporte coletivo a qualquer parte da cidade”, fala.
Para que o usuário possa se deslocar por mais de um trajeto pagando apenas uma passagem, a Prefeitura Municipal pretende instalar quatro Estações de Transbordo: na Barra (junto ao trevo das BRs 392 e 604), no balneário Cassino, no bairro Trevo e na Vila da Quinta. “Ao chegar a uma destas estações, o usuário poderá se deslocar a qualquer outra sem pagar por mais uma passagem. O tempo que o passageiro terá para garantir tal benefício ainda está em estudo, mas a princípio será de uma hora entre um trajeto e outro”, explica Enoc Guimarães.
Segundo ele, o projeto será iniciado imediatamente através da instalação da primeira estação de integração das linhas, na Vila da Quinta. “A cada nova temporada de verão, o Executivo cria uma linha especial a fim de atender os usuários da Quinta que se direcionam ao Cassino, mas o número de horários é sempre restrito. Por isso, a ideia é dar início ao plano a partir desta localidade: os passageiros descerão no trevo e, sem pagar outra tarifa, poderão seguir para o balneário”, fala. O objetivo é liberar a Estação da Vila da Quinta até o final do ano.
Para implantar o projeto, de acordo com o secretário, a Prefeitura está buscando financiamento através do programa federal denominado Pró-transporte, o qual prevê recursos do FGTS. Enquanto isso, as áreas onde serão construídas as estações estão sendo negociadas - uma vez que algumas pertencem ao Estado -, mas o projeto arquitetônico encontra-se em andamento.
READ MORE - Rio Grande contará com quatro estações de transbordo

Envelopes de licitação serão abertos hoje em Mogi das Cruzes

Após inúmeras contestações judiciais, a Prefeitura de Mogi realiza hoje a abertura dos envelopes do processo licitatório para a concessão de metade das linhas do transporte coletivo da cidade. O clima, porém, é de incerteza, já que, no último dia 3, a empresa Transportes Coletivos Novo Horizonte S/A protocolou uma nova representação no Tribunal de Contas do Estado (TCE) contra o edital e ameaça recorrer ao Tribunal de Justiça (TJ) caso seja dado andamento à contratação da empresa vencedora.O diretor-operacional da Novo Horizonte, Marcos Agoston, informou ontem que a empresa contratou uma firma especializada na análise de editais para a elaboração da representação. De acordo com ele, o documento aponta mais de 30 itens supostamente irregulares. "Existem vários erros no edital. A Novo Horizonte não teria como participar de uma licitação de igual para igual com os critérios estipulados pela Prefeitura".
READ MORE - Envelopes de licitação serão abertos hoje em Mogi das Cruzes

Campo Grande: Para atender demanda do fim de ano, Agetran reforça linhas de ônibus


O horário do comércio para as compras do final de ano foi estendido até 22 horas, até o próximo dia 23, e para atender aos consumidores que dependem do transporte coletivo para fazer as compras, a Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) solicitou às concessionárias do serviço, reforço de ônibus nas linhas principais.
A partir desta quinta-feira (10), até sábado (12), as linhas que possuem veículos articulados irão circular até a 20 horas, horário em que a demanda de passageiros é maior. Nos sábados que antecedem o Natal (12 e 19), os veículos articulados ou complemento (rabicho) vão circular até às 19 horas.
Já nos dias 21, 22 e 23, os ônibus vão circular até a meia-noite para atender comerciantes e vendedores do comércio da região central e do Shopping Campo Grande, que ficarão abertos até este horário.

Abaixo a lista dos que terão horário estendido:
205 – Nova Bahia
209 – Jardim Anache
214 – Campo Novo
219 – Otávio Pécora
228 – Marabá
231 – Otávio Pécora
237 – Oscar Salazar
240 – Santa Luzia
072 – Morenão
080 – Aero Rancho
081 – Nova Bahia
103 – Itamaracá
105 – Paulo Coelho
108 – Los Angeles
110 – Parque do Sol
112 – Aero Rancho
120 – Aero Rancho
121 – Marcos Roberto
126 – Moreninhas III
061 – Moreninhas
182 – Aero Rancho
187 – Guaicurus
507 – Pioneiros
406 – Aeroporto
415 – Jardim Imá
416 – Santa Luzia
420 – Jardim Petrópol
421 – Carioca
070 – General Ozório
086 – Júlio de Castilho/Shopping
502 – Jardim das Hortências
511 – Albuquerque
515 – Arnaldo Estevão de Figueiredo
518 – Vivenda do Parque Shopping
301 – Caiobá303 – Bonança
304 – Oliveira308 – Santa Emília
311 – Coophavila
313 – Tarumã
323 – Guanandi
051 – Bandeirantes
081 – Nova Bahia/Bandeirantes
082 – Aero Rancho/Shopping.
READ MORE - Campo Grande: Para atender demanda do fim de ano, Agetran reforça linhas de ônibus

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960