Teresina: Ônibus adaptados beneficiarão deficientes físicos

sábado, 28 de fevereiro de 2009


A partir da próxima semana, dois ônibus adaptados para portadores de necessidades especiais estarão circulando junto com os coletivos de Teresina. A Secretaria de Transportes e Trânsito – STRANS, apresentará os veículos na próxima segunda-feira (02). A adaptação obedece a Lei Federal nº 10.098, de 19 de dezembro de 2000, que estabelece normas gerais e critérios básicos para promoção da acessibilidade desse público.
Com a vigência da Lei, as empresas fabricantes de transporte coletivo ficam obrigadas a introduzir itens essenciais à acessibilidade de portadores de deficientes físicos como elevadores, cinto de segurança e portas especiais. Os dois ônibus, que serão apresentados pela STRANS, já obedecem às normas e deverão ser os primeiros de outros que deverão circular na cidade.


O diretor de transportes públicos da STRANS, Sebastião Ferraz, ressalta a importância desse tipo de transporte. “É muito justo que as pessoas portadoras de necessidades especiais também tenham os mesmos direitos de acessibilidades que as demais. Oferecer esse serviço é uma obrigação dos órgãos públicos e privados”, pontua.
Inicialmente, os ônibus adaptados contemplarão usuários da zona Sul, região onde apresenta o maior número de cadeirantes cadastrados juntos à Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e Assistência Social – SEMTCAS. Os veículos farão a mesma rota de coletivos convencionais e serão reconhecidos através de selos colocados no pára-brisa dianteiro e na lateral dos ônibus.

READ MORE - Teresina: Ônibus adaptados beneficiarão deficientes físicos

Recife: Vândalos depredam 461 coletivos durante o carnaval


O vandalismo praticado contra o transporte público de passageiros cresceu no carnaval deste ano. Balanço divulgado pelo Grande Recife Consórcio de Transportes apontou um aumento de 63% no número de ônibus depredados durante os quatro dias de folia em Pernambuco e de 9,5% na quantidade de itens avariados.

Este ano, os “foliões” que foram para as ruas com o objetivo de depredar e não brincar conseguiram avariar um total de 461 coletivos, quebrando 812 peças. O prejuízo estimado é de R$ 63.146, o equivalente a 34 mil tarifas do tipo “A”.

Em 2008, os vândalos foram responsáveis por avarias em 282 ônibus, depredando 741 itens e causando um prejuízo material de R$ 55.300.

De acordo com o diretor de operações do Grande Recife, Manoel Marinho, o prejuízo maior é dos consumidores, já que os veículos quebrados vão para as garagens até serem consertados, diminuindo a oferta da frota. Além disso, os custos com a aquisição de novas peças será repassado no cálculo das novas tarifas.

A boa notícia é que boa parte desses crimes foi filmada pelas câmeras de segurança instaladas em cerca de 90% dos ônibus. As imagens estão sendo editadas para serem enviadas para a Secretaria de Defesa Social (SDS) que deve identificar e tentar prender os responsáveis.

READ MORE - Recife: Vândalos depredam 461 coletivos durante o carnaval

São Bernardo-SP: Novos ônibus começam a circular

Os usuários do transporte público de São Bernardo contarão com 25 novos ônibus a partir da próxima segunda-feira. Além destes, outros sete veículos híbridos reformados irão reforçar a frota do município. Os veículos foram entregues oficialmente nesta quarta-feira pelo Consórcio SBCTrans, concessionário do sistema de transportes da cidade.
Os 25 novos ônibus, que possuem capacidade para 100 passageiros cada, vão substituir veículos antigos e serão integrados a linhas que atendem bairros com maior demanda, como Represa, Riacho Grande, Taboão, Esperança e Vila São Pedro, beneficiando cerca de 20 mil usuários.
Foram investidos cerca de R$ 12 milhões na compra dos 25 ônibus. Os veículos serão adaptados para deficientes físicos, cumprindo a lei federal que estabelece a adaptação de 100% do transporte público para deficientes até o ano de 2014.
De acordo com a Scania, fabricante dos veículos, os ônibus são os mais modernos na indústria. Todos possuem câmbio automático, suspensão pneumática e pisos baixos, que facilitam o acesso no embarque e desembarque de passageiros.
A SBCTrans também apresentou outros sete veículos híbridos (com motor elétrico), que já estavam em operação na cidade, mas foram reformados e completaram a frota.

READ MORE - São Bernardo-SP: Novos ônibus começam a circular

Ribeirão Preto - SP: Reajuste de tarifas de ônibus é maior que inflação da cidade nos últimos 5 anos


As tarifas de ônibus em Ribeirão Preto aumentaram 37,5% nos últimos cinco anos, um reajuste 15 pontos percentuais maior do que a inflação acumulada no período, de 22,7% segundo o IPC/Fipe Moura Lacerda. Em 2003, o bilhete simples no transporte público da cidade custava R$ 1,60. Depois do último aumento, em junho do ano passado, a passagem foi para R$ 2,20.

Para a economista Rosalinda Chedian Pimentel, mesmo com a planilha de custos, as empresas de ônibus deveriam reajustar a passagem num percentual mais próximo ao da inflação. “Mas, por causa desses custos, os reajustes são feitos acima da inflação para que as empresas possam trabalhar em uma margem maior”, disse.


Ribeirão está entre as 19 cidades do Brasil, com mais de 500 mil habitantes, que possuem maior valor de tarifas de transporte coletivo urbano, segundo levantamento da Agência Nacional de Transportes Públicos (ANTP). E o presidente da Transurb, Roque Felício, não descarta a possibilidade de um novo aumento nos bilhetes neste ano. “Tivemos um aumento no diesel no final do ano passado e os custos para as empresas cresceram”, disse. Para muitos passageiros, o valor das tarifas não é equivalente aos serviços prestados. “Acho que o preço está um pouco alto pelo que temos disponível no transporte urbano. O atraso é um dos principais problemas”, disse a auxiliar de cobrança Thais Cristina Carnio, 21 anos. O eletricista Carlos Bertes Fagundes, 36, disse que o serviço é razoável, mas a tarifa á alta. “Cidades com mais habitantes como São José dos Campos, têm tarifas mais baixas. Esse aumento nos últimos cinco anos foi exagerado em Ribeirão.” (RS)
READ MORE - Ribeirão Preto - SP: Reajuste de tarifas de ônibus é maior que inflação da cidade nos últimos 5 anos

Campo Grande: passa a ter ônibus mais caro no País a partir de domingo


Campo Grande passará a ter a tarifa de transporte coletivo mais cara do País a partir deste domingo, 1º de março. O valor terá reajuste de 9,5% para quem usa o cartão, de R$ 2,10 para R$ 2,30, e de 8,8% para quem paga em dinheiro, de R$ 2,30 para R$ 2,50. O anúncio foi feito pelo prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) na véspera de Carnaval, sexta-feira, e após três do pedido ter sido protocolado pelas empresas. Esta manobra foi condenada e repudiada pelo deputado estadual Pedro Kemp (PT), que ocupou a tribuna para falar sobre o aumento do custo com o transporte coletivo em meio a mais grave crise econômica mundial das últimas décadas. Ele disse que o prefeito recorreu a velha manobra de usar um feriado prolongado para anunciar uma medida impopular. Na sua avaliação, o aumento onerará ainda mais as empresas e a classe trabalhadora. Com o reajuste, o preço da tarifa em Campo Grande passa a ser o mais cara do País, superando valores cobrados em grandes capitais, como São Paulo (R$ 2,30), Brasília (R$ 2,10) e Curitiba (R$ 2,20). Em relação a Cuiabá (MT), que disputa com Campo Grande para ser subsede de um dos jogos da Copa do Mundo de Futebol de 2014, o valor será 21% mais caro. Os cuiabanos pagam R$ 2,05 pelo transporte coletivo.

READ MORE - Campo Grande: passa a ter ônibus mais caro no País a partir de domingo

Sorocaba - SP : Oito linhas do transporte coletivo sofrem alterações

Começa a valer a partir deste domingo as mudanças no transporte coletivo implantadas pela Urbes – Trânsito e Transportes. As alterações serão em oito linhas e segundo a urbes, têm o objetivo de otimizar a frota e beneficiar os usuários.
As alterações e criação de horários e itinerários seguem abaixo:
Linha 45 - Retiro São João: serão alterados dois horários nesta linha aos domingos e feriados. Partindo Terminal Santo Antonio, de 23h40 para 24h e partindo do ponto final, de 23h para 23h10.
Linha 301 - Interbairros I – Ipiranga / Campolim: serão criados mais horários nesta linha aos domingos e feriados. Partindo da Área de transferência do Ipiranga, às 5h30 e 6h30 e partindo do Campolim, às 5h58 e 6h58.
Linha 304 - Interbairros IV – Éden / Brigadeiro: o novo itinerário será partindo da Área de Transferência de Brigadeiro Tobias, segue normal até a Área de transferência do Éden, depois segue pela rua Bonifácio de Oliveira Cassú, passando a realizar ponto final na frente do número 750. E partido do novo ponto final na rua Bonifácio de Oliveira Cassú, segue por esta mesma via até a Área de transferência do Éden retornando a seu itinerário normal até a Área de Transferência de Brigadeiro Tobias.
Alterações a partir de segunda-feira
Linha 05 - Vila Carvalho / Vila Fiori: será criado o atendimento ao Condomínio Ibiti Royal Parque nas viagens de 5h10 e 6h50 partindo do terminal Santo Antoni,o e 17h50 partindo do ponto final em frente ao condomínio. O itinerário sofrerá mudanças. Partindo do Terminal Santo Antonio segue o itinerário normal até o ponto final do atendimento a General Motors, onde manobra e retorna pelas avenidas Victor Andrews e Fernando Steca (via de acesso ao Cond. Ibiti Royal), realizando ponto final próximo à portaria do Condomínio. E partindo do ponto final, sai da avenida Fernando Steca (próximo à portaria do Condomínio), e vai pelas avenidas Victor Andrews e Camilo Júlio, retornando ao seu itinerário normal até o Terminal Santo Antonio.
Linha 14 - Santa Rosália: serão criados mais horários de atendimento ao Proex de segunda a domingo. De segunda a sexta-feira, partindo do Terminal Santo Antonio às 18h07, 19h04, 19h55, 20h45, 21h45, 22h45 e 23h20. E partindo do ponto final, às 18h34, 19h25, 20h15, 21h15, 22h15 e 23h15. Aos sábados, partindo do Terminal Santo Antonio, às 6h30, 7h30, 8h30, 9h25, 10h45, 11h45, 12h55, 14h, 15h15, 16h15, 17h15, 18h15 e 19h20. E partindo do ponto final às 6h30, 7h40, 8h20, 9h15, 10h15, 11h15, 12h25, 13h30, 14h45, 15h45, 16h45, 17h45 e 18h50. Já aos domingos e feriados, partindo do Terminal Santo Antonio, serão criados atendimentos às 7h35, 8h35, 9h55, 10h55, 11h55, 12h55, 13h55, 15h05, 16h05, 17h05, 18h05, 19h05 e 20h05, e partindo do ponto final, às 7h05, 8h05, 9h25, 10h25, 11h25, 12h25, 13h25, 14h35, 15h35, 16h35, 17h35, 18h35 e 19h35.
Linha 36 - Porcel: será alterado um horário de segunda a sexta-feira, partindo do ponto final, de 6h10 para 6h.
Linha 58/1 - Vitória Régia / Sorocaba Park / Jd. Cardoso: serão alterados alguns horários nesta linha de segunda a sexta-feira. Partindo do Terminal Santo Antonio às 20h28, 21h08, 21h58, 22h38, 23h08 e 23h48, e partindo do ponto final às 19h48, 20h28, 21h18, 21h58, 22h38 e 23h18.
Linha 74 - Caputera: serão criados mais dois horários de atendimento à escola de Brigadeiro Tobias de segunda a sexta-feira. Partindo do Terminal São Paulo às 7h e partindo do ponto final às 8h.
READ MORE - Sorocaba - SP : Oito linhas do transporte coletivo sofrem alterações

Paranaguá: Tarifa de ônibus será reajustada


A tarifa de ônibus no município de Paranaguá, no litoral do Estado, passará a custar R$ 2,10 a partir da próxima segunda-feira. Depois de dois anos sem reajuste, a passagem, que hoje é R$ 1,90, vai aumentar depois de solicitação feita pela empresa que faz o transporte urbano da cidade, a Viação Rocio Ltda. De acordo com informações da prefeitura de Paranaguá, a tarifa de ônibus aos domingos, que custa R$ 1, vai permanecer no mesmo valor. A empresa chegou a apresentar planilha de custos que sugeria o aumento para R$ 2,30, cerca de 20% a mais que o preço hoje praticado. “Após reunião do Conselho Municipal de Transporte Coletivo, nós deliberamos o aumento para R$ 2,10, baseado no aumento dos custos apresentados pela Viação Rocio”, explica o secretário municipal de Serviços Urbanos, Rudolf Amatuzzi Franco.O documento encaminhado pela empresa ao conselho municipal para justificar o aumento tem como base o preço do combustível, depreciação da frota de veículos, desgaste dos pneus dos ônibus, folha de pagamento e plano de saúde dos funcionários, entre outros gastos.
Segundo o secretário, o reajuste pode ser pedido cada vez que os custos relacionados ao transporte coletivo variam 5% para mais ou para menos. A frota da linha urbana de Paranaguá é composta por 48 ônibus que transportam em torno de 520 mil passageiros por mês.

READ MORE - Paranaguá: Tarifa de ônibus será reajustada

Maceió: Justiça obriga SMTT a fiscalizar clandestinos


Uma decisão do desembargador James Magalhães, publicada no Diário Oficial desta sexta-feira (27), está obrigando a Prefeitura de Maceió a fiscalizar a prática de transporte clandestino dentro da cidade e aplicar aos infratores as sanções previstas em lei.


A ação inicial também pedia o reconhecimento da obrigação da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito – SMTT em realizar a fiscalização e a aplicação das penalidades cabíveis no caso da realização do transporte clandestino feito por complementares e táxi-lotação, o que não foi atendido pelo magistrado.


O principal argumento utilizado pelo Sindicato das Empresas é o fato de que no ‘perímetro urbano do Município de Maceió os serviços de transporte público de passageiros é de exclusividade das empresas de ônibus regulares, não havendo tal exploração por parte dos clandestinos que, além de comprometerem a relação contratual das empresas legalmente habilitadas a realizar o tal serviço, atinge ainda o equilíbrio econômico delas’. Para conceder decisão em favor da entidade, James Magalhães alegou que ‘quando constituída a exclusividade, o poder concedente tem de assegurar ao concessionário a exploração em regime de monopólio. A exploração indevida por um terceiro representa infração ás prerrogativas do próprio poder concedente, além de frustrar o direito do concessionário à remuneração a ele garantida’, defendeu.

READ MORE - Maceió: Justiça obriga SMTT a fiscalizar clandestinos

Urbelândia - MG: Juiz determina que tarifa de ônibus volte a R$ 1,90


O juiz da 1ª Vara de Fazenda Pública, João Ecyr Mota Ferreira, determinou ontem em medida liminar que a passagem do transporte coletivo de Uberlândia deve voltar a custar R$ 1,90. A decisão deveria passar a valer “imediatamente” após a Prefeitura ser notificada. A Procuradoria do Município, entretanto, informou às 18h30 de ontem, que “protocolou, na mesma Vara, um pedido de embargo de declaração para esclarecer alguns pontos da liminar, para que a mesma possa ser cumprida” e que a tarifa será mantida em R$ 2,20 até que haja novo parecer judicial. A determinação, que suspende o reajuste de 15,8% da tarifa, que passou de R$ 1,90 para R$ 2,20 no dia 19 de janeiro, foi baseada em uma Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público (MP). No documento, os promotores estaduais pediram a suspensão do decreto nº 11.522/09 sob o argumento de que o Município concedeu o reajuste sem realizar nova licitação para a concessão do serviço.

Decisão visa a usuários



O juiz da 1ª Vara de Fazenda Pública, João Ecyr Mota Ferreira, argumentou no texto da liminar que a determinação do retorno imediato da tarifa do transporte público de Uberlândia para R$ 1,90 foi baseada no fato de que, se a ação civil pública proposta pelo Ministério Público for julgada procedente, os usuários sofreriam “danos irreparáveis” por terem sido submetidos a uma tarifa mais cara.Além disso, o juiz determinou que as empresas poderão recorrer aos cofres públicos “caso venham a sofrer danos materiais”, mediante prova. O presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Triângulo Mineiro, José Luiz Rissato, disse ontem que a ação das concessionárias depende do posicionamento da Prefeitura.Rissato adiantou que, se a tarifa voltar a R$ 1,90, as empresas vão avaliar a possibilidade de não renovar os contratos emergenciais que vencem no próximo dia 15 de abril, “diante da insuficiência da receita tarifária para assumir com os custos básicos da operação dos serviços”.

READ MORE - Urbelândia - MG: Juiz determina que tarifa de ônibus volte a R$ 1,90

Brasil: População idosa


A Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – FIBGE divulgou, em novembro de 2008, estudo sobre a projeção da população brasileira para 2050 apontando que esta apresenta um acelerado processo de envelhecimento. Os dados revelam um aumento gradativo do percentual da população em idade ativa (15-64 anos) que chegará a 70,70% em 2020. O estudo evidencia, ainda, o aumento da população idosa (de 65 anos ou mais) que entre 2008/2010 apresenta percentual entre 6,5 e 7,0% da população. Em 2020, esta terá aumentado para quase 10% (9,23), enquanto que em 2050, a população a partir de 60 anos corresponderá a quase 30% (29,75) do total da população brasileira. Em meio à elevação da expectativa de vida reflexo dos avanços no campo da medicina e das melhorias das condições de vida dos brasileiros e brasileiras, novas relações se estabelecem entre o espaço urbano e a população idosa dentre elas a mobilidade urbana.


O passe-livre para os idosos contribuiu, sobremaneira, para essa autonomia como também para o estabelecimento de novas práticas sociais, de modo que muitos idosos puderam realizar suas próprias atividades, o que poderíamos chamar de uma competência de mobilidade, citando o francês Jacques Levy. A competência de mobilidade permite ao indivíduo fazer escolhas e estabelecer seus percursos/itinerários pelo espaço urbano a exemplo de visitas a um parente em outro bairro da cidade, ir ao banco para retirar mensalmente a aposentadoria, deslocar-se para os postos de saúde e hospitais da cidade, ou seja, realizar deslocamentos rotineiros relacionados com atividades domésticas, de trabalho e de família. Entretanto o que está em questão é a relação entre o idoso e a sua mobilidade no espaço urbano. Com relação ao transporte público, como não se inquietar com o acesso dos idosos aos ônibus do sistema de transporte coletivo? Com a impaciência de alguns motoristas quando páram para a subida de idosos nos coletivos? E, ainda, como subir as escadas íngremes dos ônibus frente às limitações que a própria idade trás? Tudo isso já deveria ter sido pensado e posto em prática pelos órgãos competentes, tendo em vista uma demanda já latente e que tende a crescer nas próximas décadas.

READ MORE - Brasil: População idosa

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960