Mercedes-Benz vende 170 ônibus para renovação de frota em Recife

quinta-feira, 30 de junho de 2022

Frotista 100% Mercedes-Benz, o Grupo Paulo Chaves, de Recife (PE), adquiriu 170 ônibus da marca para renovação de frota. Todas as unidades são do modelo OF 1721, sendo 85 para a empresa Caxangá e 85 para a Metropolitana. Ambas atuam no transporte urbano e metropolitano da Grande Recife, operando na capital do Estado e nas cidades de Olinda e Jaboatão dos Guararapes.
Equipados com carroçarias Marcopolo, os novos ônibus foram comercializados pela Rodobens Veículos Comerciais, concessionário Mercedes-Benz de Jaboatão dos Guararapes.

“Nos últimos 10 anos dos 45 do nosso Grupo só trabalhamos com produtos Mercedes-Benz. Nossa frota em Recife chega a 700 ônibus, sendo 380 da Caxangá e 320 da Metropolitana”, informa o diretor executivo Paulo Chaves Junior. “Além disso, temos mais 200 unidades na Transportes Guanabara, na Grande Natal, no Rio Grande do Norte”.
De acordo com o cliente, apesar dos impactos da pandemia, que reduziu o número de passageiros, o Grupo volta a renovar sua frota. Para celebrar essa retomada, os primeiros ônibus que entraram em operação ganharam uma decoração especial para as viagens inaugurais e foram recebidos por representantes das comunidades atendidas e usuários. “Nós até cortamos fita em frente aos ônibus. Também realizamos um café da manhã com busólogos para apresentar os novos veículos e criamos no Instagram as páginas Vou de Caxangá e Vou de Metropolitana”, diz Paulo Chaves Junior. “Essa renovação de frota é motivo de comemoração para nossa empresa e para os usuários”.


O Grupo Paulo Chaves tem predileção total pelo OF 1721. “Além do bom desempenho, é um veículo que nos traz excelente resultado em termos de consumo, o que é essencial devido ao custo do diesel”, afirma Paulo Chaves Junior. “O OF 1721 também nos proporciona uma manutenção simples, todos os mecânicos entendem bem e, com isso, não há demora na oficina, garantindo disponibilidade dos ônibus para a operação e, consequentemente, para os usuários. Outra importante vantagem da padronização da frota com o OF 1721 é que isso nos traz redução de custos com peças”.

OF 1721 é o campeão de vendas de ônibus do Brasil
“É uma satisfação e um orgulho muito grande seguir contando com a preferência do Grupo Paulo Chaves, que é uma referência no transporte coletivo urbano da Grande Recife”, afirma Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. “Ainda mais por verificar, novamente, o sucesso do OF 1721, nosso campeão histórico de vendas, que oferece robustez e resistência nas severas operações do transporte de massa. Além disso, os ônibus da nossa marca são reconhecidos no mercado pelo reduzido consumo e baixo custo operacional, contribuindo para a obtenção da rentabilidade desejada pelos clientes e pelo ótimo nível de conforto e segurança que oferece aos usuários e ao motorista”.

Atendimento especializado aumenta as vantagens para os clientes
A forte presença da marca nas vendas de ônibus para a Região Metropolitana de Recife demonstra o êxito do trabalho que a Mercedes-Benz desenvolve na região visando maior aproximação com clientes. “Isso inclui, por exemplo, o atendimento especializado dos concessionários Center Bus, o que é o caso da Rodobens de Jaboatão dos Guararapes”, ressalta Walter Barbosa. “Eles oferecem uma estrutura voltada exclusivamente para ônibus, na qual os clientes encontram uma equipe de profissionais treinados para tal finalidade, com gerentes, vendedores e assessores ao frotista”.

Por meio do Center Bus, é dado todo apoio ao cliente, desde o processo de vendas até o treinamento de seus motoristas e mecânicos, além da disponibilização de oficinas volantes, devidamente equipadas, para atender às necessidades de assistência técnica dos frotistas onde eles precisarem.

OF 1721 oferece opções de suspensão metálica ou pneumática
Além de atender ao transporte urbano de passageiros, o OF 1721 é indicado também para fretamento contínuo, como o transporte de funcionários, e fretamento eventual, em caso de grupos de turistas, além de transporte rodoviário de curtas distâncias. Nestes casos, recebem carroçarias com características de ônibus rodoviários.

Desenvolvido para receber carroçarias de até 13,2 metros, o OF-1721 vem equipado com o motor eletrônico OM-924 LA de 4 cilindros, que oferece potência de 208 cv a 2.200 rpm e torque de 780 Nm de 1.200 a 1.600 rpm. Este motor se destaca pela economia no consumo de combustível e por um alto torque em baixas rotações.

Informações: Mercedes-Benz
READ MORE - Mercedes-Benz vende 170 ônibus para renovação de frota em Recife

Avanços tecnológicos na mobilidade urbana prometem mais qualidade de vida

Semáforos inteligentes, carros autônomos, iluminação guiada por sensores e outras tecnologias estão tornando os grandes centros urbanos mais sustentáveis e eficientes, melhorando a qualidade de vida das pessoas. Em entrevista ao Jornal da USP no Ar 1ª Edição, Clovis Armando Alvarenga Netto, professor do Departamento de Engenharia de Produção e colaborador do Centro de Estudos Sociedade e Tecnologia (Cest) da Escola Politécnica (Poli) da USP, garante que “o Brasil não está fora disso [tudo]”. O movimento das cidades inteligentes e os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU) são as linhas mestras de ações que guiam as melhorias.


Na mobilidade, algumas das possibilidades são a indicação de caminhos menos congestionados e os locais mais seguros para a prática de uma atividade específica, além da redução dos deslocamentos com as reuniões virtuais, que também permitem a comunicação com pessoas muito distantes. A análise estatística das regiões e dos horários nos quais há maior concentração de emissão de poluentes para um futuro remanejamento é outro avanço. 

A tecnologia pode atender ao aspecto psicológico da caminhabilidade das ruas, que é quando as calçadas estão bem conservadas, sem buracos e riscos de acidentes. “As pessoas querem poder andar na rua, andar a esmo, para ver o que está acontecendo, ver movimento de pessoas, vitrines e coisas parecidas”, conta o professor. Com a informação de quais comércios e outros atrativos há naquela localidade e seus horários de funcionamento, as pessoas podem se programar melhor antes de sair de casa.

Obstáculos a serem superados
O professor explica também que, na prestação de serviços aos cidadãos, há três elementos importantes a serem considerados: a tecnologia em si, as pessoas envolvidas com isso e os processos de geração de valor dela para a sociedade. Um dos entraves pode ser a viabilidade econômica da inovação. 

O modelo de negócios dos totens, que, “fazendo propaganda de vários tipos de produtos ou serviços, é uma forma de as empresas, de a iniciativa privada entrar no circuito, fazer aportes de investimento para que aquele totem seja disponibilizado”, cita o professor. O setor público também pode trazer esses projetos à vida, sem deixar de se preocupar com a proteção dos dados das pessoas.

Informações: Jornal da USP
READ MORE - Avanços tecnológicos na mobilidade urbana prometem mais qualidade de vida

Lei que inclui autistas em assentos preferenciais do transporte coletivo em Caxias é sancionada

O projeto de lei que facilita o acesso de autistas ao transporte coletivo de Caxias do Sul foi sancionado pelo prefeito Adiló Didomenico nesta segunda-feira (27). Com a sanção, o símbolo das Pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA) é inserido no adesivo do ônibus que sinaliza os públicos dos assentos preferenciais, como as Pessoas com Deficiência (PCDs) e os idosos. 
O projeto foi proposto pelo vereador Rafael Bueno a partir de sugestões encaminhadas pela advogada Andrea Argenta Stefenon e pela assistente social Nicole Caprini, e aprovado na Câmara dos Vereadores antes de ser sancionado. Todos os 240 ônibus da Visate serão adesivados e a primeira leva de impressão é de 500 adesivos.

 —  Este projeto, além de garantir acessibilidade para as pessoas com autismo, vai gerar visibilidade na causa. As pessoas vão buscar entender mais o que significa o laço do autismo e romper muitas barreiras de preconceitos que tem na sociedade e de desconhecimento para que a gente possa gerar mais política públicas  —  destaca Bueno, lembrando que o projeto foi construído por “várias mãos”, como as mães de crianças com TEA, a Visate e as Secretarias de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM) e Segurança Pública e Proteção Social (SMSPPS). 
O símbolo do autismo que é visto nos adesivos é um laço com estampa de quebra-cabeça. 

O primeiro adesivo foi colocado logo após a sanção em um ônibus da Visate, que estava estacionado no Largo da Prefeitura. O ato teve acompanhamento de mães e responsáveis por pessoas com autismo e dos representantes da concessionária. Também participaram os secretários Alfonso Willenbring, do Trânsito, e Paulo Roberto Rosa da Silva, da Segurança Pública e Proteção Social, e a secretária Grégora Fortuna dos Passos, de Governo, além do vereador Velocino Uez.

Como fazer o cartão de transporte coletivo para pessoas com autismo 

Pais, mães ou responsáveis de pessoas com autismo devem seguir o mesmo procedimento de pessoas com deficiência para tentar conseguir a gratuidade no transporte coletivo. Para isso, devem procurar uma UBS (Unidade Básica de Saúde) ou uma entidade que auxilie PCDs (Pessoas com Deficiência) para que um médico dê um atestado. 

No mesmo local, um cadastro será feito para a pessoa com TEA. Por isso, os pais ou responsáveis devem levar os seguintes documentos: 

Documento de identificação de todos os membros que moram na residência (como RG e CPF);
Comprovante de renda de todos os membros da família com mais de 16 anos; 
Comprovante de residência ou domicílio;
Atestado médico com CID (código da Classificação Internacional de Doenças)

Após o cadastro, os pais ou responsáveis devem procurar o setor de Acessibilidade da Secretaria de Trânsito, Transportes e Mobilidade (SMTTM). A secretaria está localizada na Rua Moreira Cesar, nº 1666, bairro Pio X. 
Se o pedido for aprovado, ele é repassado para Visate. 

Informações: Zero Hora
READ MORE - Lei que inclui autistas em assentos preferenciais do transporte coletivo em Caxias é sancionada

Linhas de Metrô e VLT de Fortaleza geram economia de 93,8 milhões e mudam vidas

Balanço Socioambiental do ano de 2021 revela que os deslocamentos de passageiros sobre trilhos no ano passado geraram uma economia de R$ 93,8 milhões em diversos setores da sociedade. Esse é o montante de custos que deixaram de acontecer por haver menor fluxo de ônibus, carros e motos nas ruas, devido ao funcionamento das linhas de Metrô e VLT, de janeiro a dezembro. Se compararmos com o ano anterior, a economia gerada cresceu 12%, já que em 2020, os benefícios socioambientais do metrô e VLT contabilizaram R$ 83 milhões.
Operando com três linhas em Fortaleza e Região Metropolitana, o Metrofor é responsável diariamente por parcela significativa dos deslocamentos públicos necessários para as atividades econômicas. No conjunto de suas linhas, a empresa oferta trens elétricos que operam sem queimar combustível, nem emitir gases poluentes, e também viagens rápidas, sem enfrentar lentidão do trânsito.
Em 2021, foram mais de 4 mil toneladas de CO2 que deixaram de ser emitidas na atmosfera, graças ao funcionamento da Linha Sul do Metrô de Fortaleza. Tais vantagens favorecem o bem estar e a saúde da população. Além disso, as viagens de ônibus, carros e motos que deixam de ser realizadas por causa da operação dos trens, é traduzida em preservação da vida, através do não acontecimento de acidentes, que em muitos casos deixariam vítimas fatais e feridos, demandando gastos, como tratamentos de saúde e pagamentos de seguro

O estudo técnico do Metrofor considera todos esses fatores para calcular a monetização dos benefícios socioambientais gerados pelo transporte sobre trilhos. Mas nenhum resultado é tão impactante quanto a transformação na vida de quem usa as linhas de metrô e VLT no seu dia a dia e desfruta dos benefícios.
É o caso do estudante universitário Yuri Magalhães, que estuda Ciências da Computação, e usa o VLT Parangaba-Mucuripe para ir às aulas. “Essa é uma maneira mais sustentável de se movimentar. Tem o ganho de tempo e de dinheiro, pois eu não posso estar gastando com ônibus ou combustível, e é muito prático e útil”, afirma ele. Veja abaixo os detalhes do estudo:

Informações: Metrofor
READ MORE - Linhas de Metrô e VLT de Fortaleza geram economia de 93,8 milhões e mudam vidas

No DF, Lançado edital para expansão do metrô em Samambaia

A Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) lança edital de licitação para a expansão da linha 1 do Metrô, no ramal Samambaia. A licitação prevê a extensão da via em 3,6 quilômetros, a partir do Terminal Samambaia.
No novo trecho, haverá duas estações, uma próxima à UPA de Samambaia e outra, que passará a funcionar como terminal, próxima ao Centro Olímpico. Serão instaladas ainda três subestações retificadoras de energia, que, além de atender ao novo trecho, reforçará a capacidade energética do sistema. Estão previstos três viadutos e quatro passarelas de pedestres.

Com investimentos da ordem de R$ 362 milhões, a previsão de duração das obras é de quatro anos. O projeto de expansão deve beneficiar uma população de 10 mil pessoas.

“A expansão do metrô é uma necessidade da nossa população. Em nosso governo já inauguramos três estações – duas na Asa Sul e uma em Taguatinga – e agora vamos cuidar da expansão da linha buscando melhorar a mobilidade no DF”, disse o governador Ibaneis Rocha.

Para o presidente do Metrô-DF, Handerson Cabral, a iniciativa reforça o projeto desta gestão, liderada pelo governador Ibaneis Rocha, de proporcionar ao brasiliense mais conforto e eficiência na sua mobilidade.

“Entendemos que o transporte metroviário é um modal importantíssimo para garantir uma mobilidade mais segura e confortável à população do DF. Continuamos trabalhando na modernização do nosso sistema e, agora, chegou o momento de dar a largada na expansão que os moradores de Samambaia esperam há muito tempo”, afirmou.

“O transporte sobre trilhos está consolidado como modal mais eficiente. Nosso governo agora anuncia essa expansão, aguardada há mais de dez anos. E não vamos parar por aí: já estamos trabalhando na expansão de Ceilândia”, diz o secretário de Transporte e Mobilidade, Valter Casimiro.

Atualmente, o Metrô-DF tem 42,5 quilômetros de extensão e 27 estações operacionais: três delas (EPQ, 106 Sul e 110 Sul), inauguradas nos últimos três anos. Por dia, passam, em média, 130 mil pessoas pelo Metrô-DF – antes da pandemia, a demanda de usuários chegava a 160 mil/dia.

Metrô-DF também está trabalhando no edital de licitação para a construção de uma passarela de acesso à Estação EPQ, que será lançado nos próximos dias. Trata-se de uma reivindicação da população de Águas Claras, para garantir um acesso mais seguro à EPQ.

*Com informações do Metrô-DF
READ MORE - No DF, Lançado edital para expansão do metrô em Samambaia

Governo do Estado vai subsidiar transporte coletivo de Campo Grande para evitar reajuste

O Governo de Mato Grosso do Sul vai subsidiar o valor da passagem dos estudantes da rede estadual de Educação para que não haja aumento da tarifa de ônibus em Campo Grande. Reunião entre o governador Reinaldo Azambuja e a prefeita Adriane Lopes nesta tarde definiu o repasse, desde que o Consórcio Guaicurus o aprove também.


Para Azambuja, é preciso ter não apenas aprovação, mas garantia das empresas de ônibus de que com o repasse estadual, não haverá reajuste na passagem. “Não adianta fazer esse aporte e ter aumento pro usuário regular. Para custear e fazer esse repasse para a prefeitura, tem que ter garantia do consórcio e se concordarem, vamos lavrar o convênio”, sustentou.

Conforme Adriane, esse repasse será feito até dezembro, último mês de mandato de Azambuja, e também data-base da tarifa do transporte coletivo. “Nós já zeramos o ISS, pagamos a passagem dos alunos municipais e dos deficientes e agora – deixando claro que não é uma obrigação do Estado – o Estado vai fazer esse repasse”, sustentou.

Serão necessários cerca de R$ 1,2 milhão por mês para custear o serviço e dar fôlego às empresas do transporte coletivo. Entre todas as gratuidades concedidas, a tarifa dos alunos da rede estadual representa a maior fatia, representando pouco mais de 40% do benefício.

O diretor-presidente da Agems (Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul), Carlos Alberto Assis afirma que a equipe técnica da agência será reunida ainda hoje para trabalhar em cima de números, que ainda estão sendo ajustados.

Na reunião, foi citado que na Capital, os estudantes da rede estadual realizam 218 mil viagens no mês, o que corresponde a R$ 959,2 mil pelo mesmo período em repasse.

Segundo informações da SED (Secretaria de Estado de Educação), Mato Grosso do Sul tem 191 mil estudantes matriculados e desses, 43,8 mil estudam na Capital. Entretanto, somente 20% deles usam o transporte coletivo, o que corresponde a 8.760 alunos. - CREDITO: CAMPO GRANDE NEWS

Informações: Campo Grande News
READ MORE - Governo do Estado vai subsidiar transporte coletivo de Campo Grande para evitar reajuste

Linha Turismo de Curitiba vai funcionar todos os dias do mês de julho

Com as férias escolares, a Linha Turismo, que normalmente não opera às segundas-feiras, vai funcionar todos os dias no mês de julho. O objetivo é que mais pessoas possam passear e aproveitar a temporada de inverno na cidade.


A previsão da Urbanização de Curitiba (Urbs), que gerencia a linha turística, é que o movimento de passageiros no mês de julho dobre em relação a junho.

Além disso, com o avanço da vacinação e o fim das restrições da pandemia, a expectativa é que o número de passageiros em julho fique próximo ao do mesmo mês de 2019, antes da chegada da covid-19. Em julho de 2019, antes da pandemia, a Linha Turismo chegou a transportar 81.410 turistas, contra 42.282 em junho de 2019.

"As pessoas voltaram a viajar e Curitiba é um destino muito procurado nas férias de inverno", diz Ogeny Pedro Maia Neto, presidente da Urbs. A capital conta com uma série de atrações dentro da programação Inverno Curitiba 2022, nas áreas de gastronomia, cultura, artesanato, arte, esporte e lazer e formação étnica.
Um destaques é a Oficina de Música, que começa nesta quinta-feira (30/6) e acontece pela primeira vez fora do verão. Na 39ª edição, a Oficina terá cerca de 200 apresentações de música erudita à popular brasileira em espaços por toda a cidade: teatros, parques, cinemas, bares e igrejas. 

A programação do Inverno Curitiba, que começou em 15 de junho e vai até 31 de julho, inclui ainda outros destaques, como o  Festival de Inverno Centro Histórico, reunindo os bares e restaurantes da região, além de Feiras Especiais de Inverno, feiras noturnas gastronômicas e o Sabores do Pinhão.

Curitiba na Linha Turismo
O passeio na Linha Turismo é feito em um ônibus de dois andares (double deck) e passa por 26 pontos turísticos, como Museu Oscar Niemeyer, Ópera de Arame, Parque Barigui, Passeio Público e Parque Tanguá. São 48 quilômetros percorridos em cerca de três horas em locaisonde é possível apreciar a arquitetura, história, memória, arte e a natureza da capital paranaense. 

O roteiro começa na Rua 24 Horas, no centro da Cidade, mas é possível iniciar o trajeto em qualquer um dos pontos. O bilhete dá direito a embarques ilimitados na linha, em um período de 24 horas, após a sua primeira utilização de embarque.

O pagamento, de R$ 50, pode ser feito com cartão de crédito, débito ou em dinheiro. São aceitas as bandeiras Visa, Mastercard e Elo. Saiba mais sobre a programação aqui

Serviço: Linha Turismo
Funcionamento: todos os dias no mês de julho
Horário: das 8h30 às 17h30
Ponto inicial: Rua 24 horas
Crianças menores de seis anos não pagam tarifa

Inverno Curitiba
O Inverno Curitiba 2022 é uma iniciativa da Prefeitura para promover a cidade como destino turístico. Reúne atividades culturais, gastronômicas, de economia criativa, esporte e lazer, de sustentabilidade e inovação dos setores público e privado. A programação começa no dia 15 de junho, vai até 31 de julho e pode ser conferida no portal Inverno Curitiba
READ MORE - Linha Turismo de Curitiba vai funcionar todos os dias do mês de julho

Em SP, Motoristas decidem retomar operação após ordem judicial

Motoristas e cobradores da cidade de São Paulo decidiram retomar o serviço após assembleia no final da tarde desta quarta-feira, 29, segundo a SPTrans, da Prefeitura. 

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) havia considerado abusiva a greve da categoria e ordenado a retomada da operação essencial imediatamente sob multa de R$100 mil diários em caso de descumprimento.

O TRT também havia autorizado o desconto do dia não trabalhado pelos motoristas e cobradores e multou a entidade em R$50 mil pela paralisação desta quarta-feira. O serviço está começando a ser retomado de forma gradual.

A mesma decisão do TRT ratificou o reajuste de 12,47% acordada entre as partes após a paralisação do dia 14 deste mês. Representantes dos trabalhadores argumentam que apenas uma parte de suas reivindicações foi atendida, como o aumento salarial, mas restam outros pedidos pendentes e, por isso, decidiram por nova interrupção das atividades nesta quarta.

Motoristas e cobradores pedem hora de almoço remunerada, Participação nos Lucros e Resultados (PLR) e plano de carreira, entre outros benefícios.

Apesar de o trânsito durante a tarde ter ficado dentro da média, a volta pra casa do paulistano também deve se complicar, uma vez que os ônibus ainda não voltaram a rodar em quantidade normal. Esta foi a segunda paralisação do mês e pouco menor do que a do dia 14, quando 13 das 24 empresas da cidade ficaram paradas, em um total de 6.500 ônibus fora das ruas. Nesta quarta, 12 empresas foram afetadas e 6.008 coletivos deixaram de atender a população.
Após a última paralisação, no dia 14 deste mês, o sindicato patronal concedeu reajuste salarial de 12,47%. Representantes da categoria argumentam que apenas uma parte de suas reivindicações foi atendida, como o aumento salarial, mas restam outros pedidos pendentes e, por isso, decidiram por nova interrupção das atividades nesta quarta.

Conforme o Ministério Público do Trabalho, houve uma tentativa de conciliação entre empregadores e motoristas de ônibus com prazo até 1º de julho para que fossem prestadas informações sobre as reivindicações.

No entanto, a ausência de concordância em relação à participação nos lucros, horas extras e hora de refeição remunerada fez o sindicato decidir pela nova paralisação em assembleia realizada na terça-feira, 28.

Segundo a procuradora, a fixação de novas regras para horas extras, PLR e hora de refeição remunerada, que impõem "elevado ônus financeiro" às empresas, "escapa ao poder normativo da Justiça do Trabalho" e devem ser negociadas de forma autônoma entre as partes.

Informações: Exame
READ MORE - Em SP, Motoristas decidem retomar operação após ordem judicial

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

Trens elétricos da linha 17- Ouro do Metrô de São Paulo são produzidos de forma sustentável pela BYD

WEG criou Ônibus Solar, que já percorreu 100 mil km sem uma gota de combustível

Ônibus híbrido da VW usa motor de Golf e roda 200 km sem recarga

Informativos SPTrans

Nova mobilidade urbana revela o futuro dos deslocamentos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Consórcio Recife renova sua frota com 35 novos ônibus

Barcelona dá transporte gratuito para quem deixar de usar carro

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960