Obras de Mobilidade Urbana em Salvador para a Copa 2014 são as mais adiantadas

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Parte de uma série de encontros com os governadores e prefeitos das 12 cidades-sede dos jogos da Copa 2014, o ministro dos Esportes, Orlando Silva, fez uma visita técnica nesta sexta-feira (11), acompanhado do governador Jaques Wagner, às obras da Arena Fonte Nova. Eles puderam conferir, com demais autoridades, a finalização da fase de terraplenagem e a cravação das estacas para o início dos trabalhos de concretagem.

Segundo o governador, a decisão em contratar fornecedores baianos é uma política do Estado, com a intenção de fortalecer a cadeia produtiva. “Assim como 95% do material demolido foi reciclado e foi usado aqui na obra, 70% de tudo que é contratado na obra é de fornecedores baianos”.
Em coletiva à imprensa, o ministro afirmou que Salvador tem todas as condições de receber a abertura da Copa 2014 e destacou que o governo estadual e a prefeitura apresentaram suas credenciais ao Comitê Organizador da Fifa local, enumerando a participação e o envolvimento do trade turístico para divulgar a hospitalidade baiana e sua capacidade de ofertar diversos serviços. “Neste momento, o estádio da Copa 2014 em Salvador está na frente”.
Para Wagner, além do engajamento da classe artística para trazer a abertura da Copa 2014 para Salvador, é necessário o apoio da imprensa. “Assim como todo o Rio de Janeiro se abraçou para que o Brasil conquistasse a oportunidade de sediar as Olimpíadas 2016, é importante que vocês participem dessa campanha, que tem como objetivo transformar a ação em uma iniciativa popular”. E sinalizou que a adesão de todos é essencial para o desenvolvimento do trade turístico baiano e para a geração de empregos.
Reforma e ampliação do aeroporto
Orlando Silva declarou que há alguns desafios a serem cumpridos, como o dos aeroportos, e destacou as intervenções específicas no de Salvador, como um pátio de aeronaves e um terminal de passageiros com uma determinada capacidade, mas explicou que esse é um problema de todos os estados. Ele informou que nos próximos dias a presidenta Dilma deve anunciar mudanças na lógica de funcionamento da Infraero, com impacto positivo, o que vai agilizar as obras de infraestrutura aeroportuária.
Estão em análise as propostas das empresas interessadas em elaborar os projetos de reforma e adequação do terminal de passageiros, ampliação do pátio de aeronaves e construção de torre de controle. Serão investidos R$ 45,1 milhões, e as obras estão previstas para começar no próximo ano, com duração de 12 meses para sua conclusão.
O ministro ressaltou que os aeroportos já têm em torno de R$ 6 bilhões de recursos reservados. “Não haverá surpresas, e o que for investimento para a Copa 2014 terá os recursos preservados”. Ele garantiu que os cortes públicos anunciados esta semana, de R$ 55 bilhões, pelos ministérios do Planejamento e da Fazenda, não vão afetar as obras de infraestrutura das cidades-sede.
Mobilidade urbana
De acordo com Orlando Silva, há duas semanas, a presidenta Dilma anunciou, em São Paulo, que a realização da Copa 2014 é uma das prioridades absolutas. “Essa declaração vai repercutir também na gestão orçamentária. Parte importante das obras já está contratada, com financiamento definido. Mobilidade urbana abrange recursos de R$ 12 bilhões em 50 projetos, sendo que R$ 8 bilhões, de financiamento do governo federal, já têm contrato assinado”.
O projeto básico para construção de um corredor exclusivo para ônibus, ligando o aeroporto de Salvador ao Acesso Norte, está em fase de finalização. A licitação deve ser lançada em abril. O sistema de transporte que será implantado é o BRT (sigla em inglês de Bus Rapid Transit), que utiliza veículos articulados e biarticulados e tem capacidade para atender 30 mil passageiros por hora, em cada sentido. O investimento previsto é de R$ 570,3 milhões. As obras devem começar em setembro deste ano e finalizadas em agosto de 2012.
O governador afirmou que o ponto de partida é o estádio, e depois o cumprimento do compromisso de mobilidade, sobretudo a intervenção que vai unir o aeroporto ao Acesso Norte. As obras seguem o cronograma, que tem dezembro de 2012 como o prazo para que o estádio fique pronto e possa receber a Copa das Confederações 2013. “Tudo que está sendo feito foi balizado em atender, em primeiro lugar, o interesse público, que é fazer o melhor equipamento para a primeira capital do Brasil, ao custo mais adequado e pensando que é um desafio de revalorização de todo o Centro Antigo de Salvador”.

2 comentários:

Planeta Laranja disse...

Depois que a copa acabar tudo volta como era antes. Puro conto de fadas.

Cláudio Lima disse...

Essas obras são mais do que essenciais para Salvador. O trânsito está cada dia mais complicado devido a adição de novos carros nas ruas da nossa capital. Precisamos valorizar e dar um voto de confiança ao transporte público. Que venha o BRT já.

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960