Porto Alegre terá mais 9 quilômetros de faixa exclusiva

segunda-feira, 1 de junho de 2020

Começa nesta sexta-feira (29), mais uma etapa de liberação de faixas exclusivas para ônibus em Porto Alegre. Serão contemplados novos trechos nas Avenidas Mauá, João Goulart, Loureiro da Silva e Ipiranga, além da região do Túnel da Conceição.

Táxis também terão autorização para usar o espaço. Ao todo, 8,9 quilômetros terão faixa azul. O funcionamento delas ocorrerá no horário das 6h às 9h e das 16h às 20h, com exceção do Túnel da Conceição, que será das 6h às 20h.

– Sendo planejadas para dar um tempo menor de deslocamento aos ônibus, sim, é uma boa medida, pois serve de atrativo para utilização desta modalidade. O usuário valoriza muito o tempo. Quanto aos táxis, é uma forma de valorizar os mesmos frente aos veículos de aplicativos. Mas só elas (as faixas) não vão resolver os problemas – avalia o engenheiro civil e doutor em Transportes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) João Fortini Albano.

Na Avenida Ipiranga, o trecho que ganhará faixa específica está localizado no sentido do bairro ao Centro entre as avenidas Antônio de Carvalho e João Pessoa. Esse é o segundo trecho da via que está ganhando espaço exclusivo para ônibus. Em janeiro de 2019, 900 metros da Ipiranga no sentido do Centro ao bairro, entre as avenidas Elias Cirne Lima e Antônio de Carvalho, receberam a pintura que identifica o espaço.

"A implantação de faixas exclusivas para o transporte coletivo é uma das principais políticas públicas para o barateamento dos custos do transporte. A 'disputa' do ônibus com o automóvel, pelo mesmo metro quadrado de asfalto, acima de tudo, é antidemocrático", destaca a Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP).

Até agora, o Programa de Priorização do Transporte Coletivo já entregou 17 quilômetros de faixa exclusiva para ônibus. A ideia da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) é ter mais 22 quilômetros em uso pela cidade.

Informações: Zero Hora

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960