São Paulo recebe mais de 3.500 ônibus novos

sábado, 1 de junho de 2019

O prefeito Bruno Covas, o secretário de Mobilidade e Transportes, Edson Caram, e o presidente da SPTrans, Paulo Cézar Shingai, vistoriaram na manhã desta sexta-feira (31) 10 ônibus novos, dos mais de 3,5 mil que a cidade já recebeu desde janeiro de 2017, na garagem da empresa Transcap, na Zona Oeste.

A empresa é responsável por operar 26 linhas de ônibus, que transportam, em média, 141,2 mil pessoas em dias úteis e atendem bairros como Butantã, Pinheiros e Santo Amaro. Sua frota é de 304 veículos com idade média de 4 anos e 1 mês, dos quais 126 foram entregues nesta gestão.

Até o momento, o sistema já conta com 3.527 ônibus novos, todos com ar-condicionado, acessibilidade, suporte para Wi-Fi, entrada USB, e motores Euro V, menos poluentes.

A frota municipal de 14.322 ônibus tem sido renovada gradativamente e com isso o sistema já tem 13.793 veículos acessíveis, chegando ao percentual de 96,3% de acessibilidade.

A renovação da frota dos ônibus que circulam na cidade é indispensável para garantir a qualidade na prestação do serviço à população, sempre com foco na redução de emissão de poluentes, conforto e acessibilidade.

Informações: SPTrans
READ MORE - São Paulo recebe mais de 3.500 ônibus novos

Terminais integrados do Recife serão privatizados

O Governo de Pernambuco pretende privatizar a gestão dos 26 Terminais Integrados de transporte coletivo da Região Metropolitana do Recife (RMR). Edital de chamamento público para concorrer à Parceria Público-Privada (PPP) foi publicado no Diário Oficial de Pernambuco nesta sexta-feira (31). Segundo a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), o objetivo é melhorar os terminais com as parcerias privadas. 

O documento está vinculado ao Programa de Parcerias Estratégicas do Estado (PPPE), cuja Lei nº 16.573/2019 foi sancionada pelo governador Paulo Câmara no último dia 21. Estudos detalhados sobre a PPP serão apresentados depois pela Seduh segundo a secretaria. As propostas apresentadas pelas empresas privadas poderão abranger apenas um, alguns ou todos os terminais e devem ser apresentadas até 1º de julho.

As propostas apresentadas deverão apresentar estudos de modelagem operacional, econômico-financeira, jurídica, urbanística e de engenharia e arquitetura. Os serviços administrados pela gestão privada serão administração, manutenção, conservação e requalificação dos terminais. As empresas poderão explorar comercialmente os espaços.

Uma Comissão Especial de Avaliação irá analisar os estudos apresentados. Podem participar pessoas físicas e jurídicas, nacionais ou estrangeiras. No entanto, devem preencher os requisitos presentes nos editais, disposto no site da Seduh. Atualmente, cerca de 1,8 milhão de passageiros circulam diariamente nos terminais integrados da RMR, segundo dados do Grande Recife Consórcio de Transporte Metropolitano.

Informações: Folha PE



Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Terminais integrados do Recife serão privatizados

Fortaleza: Especialistas em mobilidade são contra entrada de ''app'' em corredores de ônibus

Tramita na Câmara Municipal de Fortaleza um projeto de indicação que autoriza veículos de transporte particular por aplicativos, como Uber e 99, a trafegarem nas faixas exclusivas para ônibus 24 horas por dia. A proposta é do vereador Paulo Martins (PRTB) e foi apresentada no último dia 22.
Foto: Júlio Cezar

"Além de gerar economia para os motoristas desses aplicativos, essa mudança diminuiria muito o tempo das viagens dos passageiros", defende o parlamentar. O projeto estabelece que a regulamentação e fiscalização da lei será atribuição da Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor). O vereador acredita que a proposta será votada em junho, antes do recesso parlamentar. Se aprovado, o texto segue para o prefeito Roberto Cláudio (PDT), que decidirá se a matéria retorna à Câmara em forma de mensagem.

Segundo a Etufor, a capital cearense conta com 111,4 quilômetros de faixas exclusivas, distribuídas em 37 vias. A estimativa do órgão é que 50 mil motoristas de aplicativos atuem na Capital. Procurada pelo O POVO, a Prefeitura de Fortaleza informou que não irá se posicionar, uma vez que esta ainda não foi votada.

A Uber e a 99 não confirmam o número de motoristas associados em Fortaleza. Em nota, a 99 afirmou que "busca dialogar e cooperar com o poder público, em todo o País, em busca de regulamentações que contemplem tanto a geração de renda dos motoristas parceiros quanto a liberdade de escolha dos usuários para se locomover". Já a Uber declarou que "envia, regularmente, comunicações para os motoristas parceiros informando sobre detalhes e procedimentos da regulação em curso".

Para o professor Mário Azevedo, do departamento de Engenharia de Transportes da Universidade Federal do Ceará (UFC), a proposta é "absurda", "equivocada" e "não faz qualquer sentido".

"Quando você coloca faixa exclusiva, você está querendo ter velocidade, melhorar o tempo, que significa uma coisa boa para as pessoas, porque elas vão chegar mais cedo", argumenta.

Na avaliação do especialista, as faixas exclusivas para ônibus foram expandidas nos últimos anos, aumentando a eficiência do sistema de ônibus da Capital, mas ainda são necessárias mais faixas em outros corredores, dando prioridade ao transporte coletivo. "(Aprovar o projeto) é estragar uma coisa que ainda não está nem pronta", critica.

Outro impacto da medida estaria nos custos. "Vai acabar congestionando as faixas exclusivas. Mais tempo de viagem significa mais ônibus, mais gasto de combustível, maiores custos. Você teria que aumentar a tarifa", aponta o pesquisador.

O presidente executivo do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Ceará (Sindiônibus), Dimas Barreira, também criticou o projeto. "Cada pessoa que sai de um transporte coletivo para um automóvel ocupa 17 vezes mais espaço e amplia o entupimento das vias, prejudicando a cidade e a maioria das pessoas. A Lei da Mobilidade (12.587/2012) é clara e assertiva ao priorizar os meios coletivos em detrimento dos individuais", opina.

Quem também questiona a proposta é o presidente do Sindicato dos Taxistas do Ceará (Sinditaxi), Francisco Moura. "Essa permissão só congestionaria as vias exclusivas, atrapalhando a fluidez do trânsito. Uber e 99 não são transporte público", afirma.

Informações: O Povo 


Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página
READ MORE - Fortaleza: Especialistas em mobilidade são contra entrada de ''app'' em corredores de ônibus

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960