Curitiba terá novos biarticulados Volvo

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Depois de alguns anos sem ônibus novos, Curitiba, no Paraná, dá inicio à renovação da frota da cidade em 2018. A a primeira grande entrega será de 25 biarticulados Volvo, marca escolhida pelas empresas operadoras do transporte coletivo da capital paranaense.“A Volvo é especialista em sistemas organizados de transporte público em massa. Temos o orgulho de ter a melhor tecnologia, que traz mais conforto para passageiros e motoristas, menor custo de operação e maior confiabilidade. 

Estamos trabalhando nesta área nos últimos 30 anos. Isso não se constrói da noite para o dia”, afirma Fabiano Todeschini, presidente da Volvo Buses Latin America. Os novos ônibus começarão a ser produzidos no início do ano. 100% do financiamento às empresas que fizeram a aquisição foi viabilizado por meio da Volvo Financial Services, braço financeiro da marca.
Os ônibus Volvo têm presença destacada no sistema de transporte de Curitiba. 

O biarticulado foi inventado pela montadora especialmente para atender uma demanda da cidade, nos anos 90. Desde então, a Volvo se especializou neste tipo de veículo, conquistando liderança absoluta neste mercado com uma tecnologia única de motor central, que traz capacidade e conforto superiores. Na América Latina, a frota circulante de biarticulados da marca é de cerca de 700 veículos, o que representa cerca de 99,9% de participação no segmento. Em Curitiba há 155 biarticulados Volvo em operação atualmente.

Nova geração de veículos

Os novos biarticulados de Curitiba são do modelo B340M Gran Artic, última geração de veículos da marca, com avançadas tecnologias de segurança e conforto. “O motor, o comportamento dinâmico no rodar e a eletrônica embarcada estão muito melhores nesta nova versão. Os passageiros e motoristas vão sentir a diferença.”, afirma Gilberto Vardânega, diretor comercial de ônibus da Volvo no Brasil. Com 28 metros de comprimento, os novos ônibus de Curitiba transportam 270 passageiros. A montadora ainda tem uma versão com 30 metros e capacidade de 300 passageiros.

Os biarticulados Volvo têm motor central, posicionado abaixo do piso. É a melhor solução para associar alta capacidade de passageiros, conforto acústico e térmico. “Nossos veículos permitem aproveitamento total do espaço interno para transportar mais pessoas. Além disso, com o motor central o motorista não fica exposto diretamente a ruído e calor, que são um problema em veículos com motor grande como os biarticulados. O motor central é uma configuração que só a Volvo tem e que nos permitiu conquistar a confiança de todos os mercados que operam biarticulados na América Latina e em outros continentes”, assegura Todeschini. Atualmente os biarticulados da marca circulam em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia, Bogotá, Cidade da Guatemala, Quito, além da própria Curitiba. Este tipo de veículo roda também em vários países fora da América Latina.

Com ônibus articulados e biarticulados Volvo, o sistema de transporte de Curitiba passou a ser uma referência mundial. Batizado internacionalmente de BRT – Bus Rapid Transit – o modelo serviu de inspiração a muitas outras metrópoles como alternativa viável para a mobilidade urbana, especialmente em países em desenvolvimento. Atualmente, destacam-se na América Latina os BRTs de Bogotá, Cali, Rio de Janeiro, Curitiba e Goiânia. Todos operam veículos da marca Volvo.

Novas Carrocerias

Além dos benefícios dos chassis Volvo, os biarticulados de Curitiba terão carrocerias com novo design externo e melhorias no espaço interno, iluminação, portas entre outras.

Informações: Via Trolebus
READ MORE - Curitiba terá novos biarticulados Volvo

Governo Federal investirá R$ 330 milhões no Metrô DF

O Governo Federal investirá R$ 330 milhões para o metro do Distrito Federal. De acordo com o ministério das Cidades, o Governo do Distrito Federal vai licitar duas etapas do empreendimento Expansão e Modernização do Metrô – trecho de Samambaia e modernização da Linha 1 – e do Viaduto EPIG (Parque da Cidade/Setor Sudoeste), do Sistema de Transporte de Passageiros Eixo Oeste.

Os empreendimentos foram selecionados em 2012 no âmbito do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC Mobilidade Grandes Cidades).

Em um rápido discurso, Temer disse que o pleito atendia pedidos antigos de parlamentares do Distrito federal e que “mobilidade urbana é um dos grandes desafios do nosso tempo”. “Estamos renovando o país, colocando o país no século XXI”, afirmou.

O governador do DF, Rodrigo Rollemberg, disse no discurso que a obra é “estratégica” e agradeceu o “apoio importante” dado pelo presidente Temer.

Informações: Isto É
READ MORE - Governo Federal investirá R$ 330 milhões no Metrô DF

No DF, Prazo para atualizar cadastro do cartão especial é ampliado

O prazo para realizar a atualização de cadastro dos usuários do transporte público do DF com deficiência ou doença crônica que, por lei, dão acesso à gratuidade foi prorrogado para o dia 2 de março. O processo pode ser feito pela internet, no portal do Bilhete Único. O prazo anterior era o dia 31 de janeiro. 

Quem tiver dificuldades em fazer o cadastro ou não tiver acesso à internet pode procurar a Estação da Cidadania (112 Sul) ou um dos núcleos disponibilizados pela defensoria pública.

Extrato

A partir desta quarta-feira (24), o repasse dos extratos previdenciários poderá ser feito diretamente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para o Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans).

Com isso, o interessado não precisará se deslocar a uma agência do instituto. A mudança é fundamental para pessoas com deficiência que têm como requisito obrigatório apresentar o extrato como comprovante de renda.

Para que o repasse seja feito, o usuário dos cartões de pessoa com deficiência física tem de autorizar a transmissão dos dados em um dos postos da Defensoria Pública ou na Estação 112 Sul.

A facilidade beneficia quem não tem acesso à internet, já que é possível fazer a atualização pelo site do Bilhete Único e também imprimir o extrato pelo site do INSS.

Informações: DFTrans
READ MORE - No DF, Prazo para atualizar cadastro do cartão especial é ampliado

Começa a valer tarifa de R$ 3,55 para ônibus em João Pessoa

A tarifa de ônibus sobe de R$ 3,30 para R$ 3,55 em João Pessoa a partir desta segunda-feira (22). O valor já é o sancionado pelo prefeito da Capital, Luciano Cartaxo (PSD), três meses depois de ter passado por outro reajuste, sob determinação da Justiça, quando saiu de R$ 3,20 para R$ 3,30. O aumento é pouco maior que 7%, mais que o dobro da inflação que está em torno dos 3%.

Segundo a Prefeitura de João Pessoa, o valor aprovado no Conselho de Mobilidade Urbana foi de R$ 3,65, reivindicado pelo Sindicato das Empresas de Transporte Coletivos Urbanos de João Pessoa (Sintur/JP). Porém, o prefeito sancionou um valor menor.

Segundo o superintendente de Mobilidade Urbana, Carlos Batinga, o levantamento técnico elaborado pela Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP) mostra que o principal impacto foi o aumento no preço do diesel, cujo acumulado alcançou a marca de 12,6%.

“A variação no preço do combustível é quem mais contribui para a adequação, seguida da redução do número de passageiros que utilizam o transporte público, que apresentou queda de 5,9%, além do aumento no salário dos operadores de transportes, que foi de 6%”, disse.

O Sintur-JP informou que o valor debitado nos cartões Passe Legal continua sendo de R$ 3,30 para créditos inseridos até o dia 21 de janeiro. O valor antigo, nessa condição, será debitado durante 30 dias após a entrada em vigor da nova tarifa.

O Conselho Municipal de Mobilidade Urbana (CMMU) é formado por representantes da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob), Secretaria de Planejamento (Seplan), Secretaria de Meio Ambiente (Semam), Secretaria de Educação e Cultura, Secretaria Executiva do Orçamento Participativo, Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), Sindicato Intermunicipal dos Condutores Autônomos de Veículos Rodoviários, Taxistas, Caminhonetes, Escolares e Auxiliares de Condutores na Paraíba (Sindtáxi), Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Passageiros e Cargas no Estado da Paraíba, Secretaria de Infraestrutura (Seinfra), Sindicato das Empresas de Transportes Coletivos Urbano no Município de João Pessoa (Sintur), Diretório Central dos Estudantes (DCE/UFPB), Diretório Central dos Estudantes (DCE/UNIPÊ) e União Pessoense de Estudantes Secundaristas (Upes).

Informações: Portal Correio
READ MORE - Começa a valer tarifa de R$ 3,55 para ônibus em João Pessoa

Sexta sem Carro no Centro Histórico de SP

Com o fechamento de  vias do Centro Histórico da cidade para o trânsito de carros e motos, na próxima sexta-feira, dia 26 de janeiro, das 6h às 18h, pela CET, para a ação “Sexta sem Carro”, que será repetida toda última sexta-feira do mês, a SPTrans reforça as orientações aos usuários sobre as linhas de ônibus disponíveis em vias como o Viaduto do Chá e as ruas Líbero Badaró e Boa Vista.

Confira abaixo as informações sobre a oferta de ônibus na região:

Rua Boa Vista - 10 Linhas

2002/10 - TERM. PQ. D. PEDRO II - TERM. BANDEIRA
408A/10 - MACHADO DE ASSIS-CARDOSO DE ALMEIDA
4112/10 - STA. MARGARIDA MARIA-PÇA. DA REPÚBLICA
4113/10 - GENTIL DE MOURA-PÇA. DA REPÚBLICA
508L/10 - TERM. PRINC. ISABEL-ACLIMAÇÃO
7411/10 - CID. UNIVERSITÁRIA-PÇA. DA SÉ
8615/10 - PQ. DA LAPA-TERM. PQ. D. PEDRO II
908T/10 - TERM. PQ. D. PEDRO II-BUTANTÃ
930P/10 - TERM. PQ. D. PEDRO II-TERM. PINHEIROS

CT01/1 -  CIRCULAR-TURISMO

Rua Líbero Badaró - 13 linhas

2002/10 - TERM. PQ. D. PEDRO II -TERM. BANDEIRA
408A/10 - MACHADO DE ASSIS-CARDOSO DE ALMEIDA
4112/10 - STA. MARGARIDA MARIA-PÇA. DA REPÚBLICA
4113/10 - GENTIL DE MOURA-PÇA. DA REPÚBLICA
508L/10 - TERM. PRINC. ISABEL-ACLIMAÇÃO
702C/10 - JD. BONFIGLIOLI-METRÔ BELÉM
702U/10 - CID. UNIVERSITÁRIA -TERM. PQ. D. PEDRO II
7411/10 - CID. UNIVERSITÁRIA-PÇA. DA SÉ
8615/10 - PQ. DA LAPA-TERM. PQ. D. PEDRO II
908T/10 - TERM. PQ. D. PEDRO II-BUTANTÃ
909T/10 - TERM. PINHEIROS-TERM. PQ. D. PEDRO II
930P/10 - TERM. PQ. D. PEDRO II-TERM. PINHEIROS
CT01/1 - CIRCULAR-TURISMO

Viaduto do Chá - 13 linhas

2002/10 - TERM. PQ. D. PEDRO II-TERM. BANDEIRA
408A/10 - MACHADO DE ASSIS-CARDOSO DE ALMEIDA
4112/10 - STA. MARGARIDA MARIA-PÇA. DA REPÚBLICA
4113/10 - GENTIL DE MOURA-PÇA. DA REPÚBLICA
508L/10 - TERM. PRINC. ISABEL-ACLIMAÇÃO
702C/10 - JD. BONFIGLIOLI-METRÔ BELÉM
702U/10 - CID. UNIVERSITÁRIA-TERM. PQ. D. PEDRO II
7411/10 - CID. UNIVERSITÁRIA-PÇA. DA SÉ
8615/10 - PQ. DA LAPA-TERM. PQ. D. PEDRO II
908T/10 - TERM. PQ. D. PEDRO II-BUTANTÃ
909T/10 - TERM. PINHEIROS-TERM. PQ. D. PEDRO II
930P/10 - TERM. PQ. D. PEDRO II-TERM. PINHEIROS

CT01/1 - CIRCULAR-TURISMO

Técnicos da SPTrans estarão acompanhando e monitorando a operação dos ônibus na região. Para mais informações ligue 156 ou acesse www.sptrans.com.br.

Assessoria de Imprensa - SPTrans
READ MORE - Sexta sem Carro no Centro Histórico de SP

Apenas quatro dos 15 trens adquiridos pela Trensurb em 2014 estão em circulação

Apenas quatro dos 15 trens adquiridos pela Trensurb em 2014 estão em circulação. Nos últimos dias, mais duas composições ficaram fora de uso por recorrência de problemas. O cronograma revisado de entrega de todos os trens série 200, proposto pelo Consórcio FrotaPoa, previa a conclusão dos reparos até 16 de outubro do ano passado. No entanto, o prazo foi descumprido pelo fornecedor em duas oportunidades.

Por meio de nota, a Trensurb destacou que, de acordo com os termos do contrato estabelecido com o consórcio, a direção da empresa determinou a aplicação de nova multa contratual correspondente a 2% do valor total do negócio. Já havia sido aplicada uma multa anterior de 1% do total. O valor do contrato é de R$ 243,7 milhões.

A Trensurb também afirmou que “busca as devidas reparações dos prejuízos decorrentes da não circulação dos trens”. Ainda conforme a empresa, está mantida a suspensão de todos os pagamentos.

Na última segunda-feira, representantes da Trensurb estiveram reunidos com dirigentes das empresas Alstom e CAF, que formam o consórcio, para voltar a cobrar uma solução definitiva. Um novo cronograma para a entrega dos trens deve ser apresentado até o final de fevereiro.

Informações: Correio do Povo
READ MORE - Apenas quatro dos 15 trens adquiridos pela Trensurb em 2014 estão em circulação

Tarifa de transporte em São Paulo sofreram reajuste em janeiro

As tarifas básicas do Metrô, dos trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e de ônibus na capital paulista ficaram 5,26% mais caras no último dia (7). O valor passou de R$ 3,80 para R$ 4.

Já o reajuste das tarifas integradas dos ônibus municipais com os trens do Metrô e da CPTM será de 2,44% e o Bilhete Único Integrado subirá de R$ 6,80 para R$ 6,96. O Bilhete Mensal custa agora R$ 194,30 ; o valor integrado entre ônibus e trens, R$ 307,00; o Bilhete 24 Horas  R$ 15,30 no caso do uso apenas em ônibus ou R$ 20,50 integrado entre os modais). A tarifa escolar passará de R$ 1,90 para R$ 2.

A Secretaria Estadual dos Transportes Metropolitanos informou que o aumento das tarifas básicas ficou abaixo da inflação acumulada desde a última correção, em janeiro de 2016 (9,25%). O governo paulista argumentou que foram feitos reajustes "para adequar a receita ao custo dos sistemas. Durante o ano de 2017, a tarifa básica se manteve inalterada, graças a um esforço conjunto da prefeitura e do governo do estado, para não impactar no orçamento dos cidadãos que dependem do transporte público”.

O comunicado informa ainda que não haverá mudança no sistema de gratuidades para idosos, estudantes e desempregados. Em 2017, 312 milhões de passageiros foram beneficiados, o equivalente a mais de R$ 2 bilhões.

Veja os novos valores das tarifas:

Tarifa do Metrô: de R$ 3,80 para R$ 4

Tarifa da CPTM: de R$ 3,80 para R$ 4

Tarifa dos ônibus municipais (SPTrans): de R$ 3,80 para R$ 4

Integração ônibus + trens (Metrô/CPTM): de R$ 6,80 para R$ 6,96

Bilhete Diário comum (24 horas): de R$ 15 para R$ 15,30

Bilhete Diário integrado (24 horas): de R$ 20 para R$ 20,50

Bilhete Mensal comum: de R$ 190 para R$ 194,30

Bilhete Mensal integrado: de R$ 300 para R$ 307

Edição: Carolina Pimentel
Informações: Agência Brasil
READ MORE - Tarifa de transporte em São Paulo sofreram reajuste em janeiro

Tarifa de ônibus em São Luís aumenta para R$ 3,10

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) informa o reajuste na tarifa de prestação do serviço de transporte público de São Luís. O valor da passagem das linhas integradas passa de R$ 2,90 para R$ 3,10 e o das não integradas - atualmente de R$ 2,20 e R$ 2,50 - passa a ter preço único de R$ 2,70. Os novos valores tarifários fixados por Decreto Municipal entram em vigor a partir da 0h desta segunda-feira, dia 22 de janeiro de 2018.

Segundo a SMTT o reajuste tarifário atende às regras do contrato de concessão do serviço. O último reajuste concedido às empresas que operam o sistema de transporte público da capital maranhense tinha ocorrido em março de 2016, há quase dois anos.

Informações: Imirirante
READ MORE - Tarifa de ônibus em São Luís aumenta para R$ 3,10

Passagem de ônibus sobe para R$ 4 na Grande Goiânia

Reunião da Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC) decidiu, na tarde desta segunda-feira (22), aumentar o valor da passagem de ônibus na Grande Goiânia de R$ 3,70 para R$ 4. A nova tarifa começa a vigorar em 48 horas, ou seja, já na próxima quarta-feira (24).

Inicialamente, a Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos (CMTC) apresentou um estudo pleiteando reajuste para R$ 4,05. O documento havia sido analisado e teve o respaldo da Agência Goiana de Regulação (AGR). Segundo a CMTC, o cálculo do aumento foi feito com base no preço dos custos do transporte e um dos fatores que mais pesou foi o valor do combustível.

O prefeito de Goiânia, Íris Rezende (PMDB), sugeriu arredondar o valor para R$ 4 por "praticidade" e teve aprovação da maioria dos membros. Ele defendeu ainda a criação de mais linhas na região metropolitana e disse que o aumento na passagem não é suficiente para melhorar a qualidade do transporte.

"Arredonda o valor para R$4, sejamos práticos. Não é esse reajuste que vai resolver, temos que nos debruçar diante da questão do transporte coletivo da região metropolitana de Goiânia. Queremos criar linhas de todos os bairros que passem pelo centro e voltem. Que atendam a toda a população", afirmou.

Outras medidas
Ainda durante reunião da CDTC, Marlúcio defendeu que os pontos de ônibus sejam terceirizados para que empresas fiquem responsáveis pelas estruturas. Ainda segundo ele, seria necessária nova licitação para resolver os problemas do transporte coletivo.

"O aumento do salário mínimo da população foi de 1,81%. O que é proposto aqui é 9,6%. Meu voto é contra. Precisamos investir primeiro para cobrar da população. Vamos resolver esses problemas com uma licitação séria e transparente para empresas assumirem", acrescentou.

A proposta de que os pontos de ônibus sejam administrados por empresas foi apoiada pelo presidente da CMTC, Fernando Meireles. "Os municípios não integravam a CMTC. Hoje atendemos 19 municípios e não ajudam em nada com estrutura", pontuou.

O vereador Clécio Alves apresentou duas propostas no intuito de evitar o aumento das tarifas. Segundo ele, a qualidade do transporte coletivo na capital não justifica o preço, que deveria ser diminuído e não aumentado.

"O primeiro seria que os terminais hoje passassem a ser geridos pelas prefeituras da região metropolitana de acordo com suas proporcionalidades. Segunda sugestão é terceirização dos terminais. Só com isso vamos tirar essa responsabilidade desse encargo", sugeriu.

A proposta de que os municípios da região metropolitana assumam os terminais não foi aprovado. Já a terceirização foi apoiada pelos demais membros da reunião e será feito estudo de caso da ideia.

Informações: G1
READ MORE - Passagem de ônibus sobe para R$ 4 na Grande Goiânia

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960