Haddad supera meta de faixas de ônibus com mais de 400 km de vias para o transporte coletivo

quinta-feira, 2 de junho de 2016

A prefeitura de São Paulo, a sete meses do final da gestão Fernando Haddad, superou em quase o dobro a entrega de faixas exclusivas de ônibus, concluindo 412,6 quilômetros de vias com prioridade para a circulação de ônibus na capital paulista. A meta do programa de governo era de 150 quilômetros. Os números constam do Ciclo Participativo de Planejamento e Orçamento (CPPO), o Planeja Sampa, canal digital de acompanhamento de metas organizado pela Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Gestão.

Quando a gestão Haddad começou, em janeiro de 2013, a cidade contava com 90 quilômetros de faixas para os ônibus. Sem as vias exclusivas, os ônibus acabam presos no meio do congestionamento de automóveis, o que é um erro grave segundo especialistas em mobilidade urbana.

“Quando começou a discussão com os pré-candidatos à prefeitura eu palestrei para eles sobre transporte coletivo e frisei que não existe solução em cima do automóvel. A cidade precisaria ter, no mínimo, 400 quilômetros de faixas exclusivas de ônibus preferencialmente à direita para tirá-los da imobilidade, porque estavam presos no congestionamento dos automóveis”, diz o consultor em engenharia de transporte Horácio Figueira. “Em uma faixa exclusiva de ônibus que aparentemente está ociosa passam mais pessoas por hora do que na faixa de automóveis, toda parada.”

O número de pessoas que utiliza ônibus diariamente está em elevação. Segundo os Indicadores de Referência de Bem-Estar no Município (Irbem), da organização não governamental Rede Nossa São Paulo e do Ibope, lançados em 19 de janeiro, 71% dos entrevistados (1.512 pessoas entre 30 de novembro e 18 de dezembro de 2015) afirmam usar ônibus como meio de transporte diário na cidade. Na pesquisa do ano anterior, eram 68%.

A mesma pesquisa mostrou, no entanto, que a população continua descontente com serviços de transporte e com trânsito na capital paulista. A nota média foi de 3,9, em uma escala de zero a dez, registrando ligeira queda em relação à pesquisa anterior (4,1).

A construção de corredores de ônibus, no entanto, foi menor: da meta de construir 150 quilômetros novos de corredores, apenas 51,2% foram alcançados, segundo o Planeja Sampa. Foram concluídos 56 quilômetros. Está contratada a construção de 40,8 quilômetros e mais 71 quilômetros estão em fase de licitação ou licenciamento. A diferença entre corredores e faixas é que, nos primeiros, é necessária uma estrutura própria em termos de resistência do piso, planejamento das paradas e terminais. As faixas, em geral, são um segmento da própria rua reservado aos coletivos, com proibição de uso por automóveis em horários determinados.

A prefeitura está bem perto também de alcançar a meta de implementação de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas estabelecida no Plano Cicloviário Municipal, que prevê 400 quilômetros de vias para bicicletas até o final de 2016. Desde junho de 2014, a gestão implementou 380,7 quilômetros. Antes da administração de Haddad, São Paulo tinha 64,7 quilômetros de vias destinadas a bicicletas.

por Sarah Fernandes
Informações: Rede Brasil Atual
READ MORE - Haddad supera meta de faixas de ônibus com mais de 400 km de vias para o transporte coletivo

Em Salvador, Linhas da Lapa e de Pirajá são integradas ao metrô

O governo estadual aceitará, a qualquer momento, um acordo proposto pela prefeitura de Salvador para integrar as 27 linhas alimentadoras da Estação Pirajá e as 117 da Lapa ao metrô. 
Raul Spinassé l Ag. A TARDE

Com isso, caso o acordo seja confirmado, os usuários de transporte poderão, a partir do dia 10 de julho, utilizar 144 linhas de ônibus e os trens do metrô na sequência, durante duas horas, pagando apenas uma tarifa de R$ 3,30 pelos dois serviços utilizados, conforme A TARDE já havia antecipado.

Segundo o secretário de Mobilidade de Salvador, Fábio Mota, o acordo proposto ao estado define o próximo dia 12 como data para a integração das linhas da Estação Pirajá. Já as linhas da Lapa seriam integradas ao sistema metroviário no dia 10 do próximo mês.

Até o fechamento desta edição, a proposta ainda não havia sido oficialmente aceita, mas, de acordo com fontes ouvidas pela equipe de A TARDE, a intenção da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (Sedur) é dar um fim ao imbróglio, que já dura mais de dois anos. Nesta quarta-feira, 1º, o órgão voltou a confirmar, em nota, que a integração acontecerá, mas não confirmou a data.

"O passageiro vai ser beneficiado com esse acordo, porque vai fazer o percurso rápido, com ar-condicionado do metrô e sem pagar mais uma tarifa", defendeu Mota, sem dar certeza sobre as datas da integração. "Ainda espero a confirmação do governo", disse, à tarde.
No comunicado, a Sedur informou que a integração entre o sistema metroviário e as linhas de ônibus urbanas e metropolitanas poderá ser feita com o cartão do metrô, o Metropasse, ou o SalvadorCard.

"No sentido ônibus-metrô, o valor total da passagem será debitado no primeiro uso, no acesso ao ônibus. No sentido contrário, será descontado R$ 3,30 ao passar o cartão no sistema do metrô", diz a nota.

Por causa dessa integração, a prefeitura tenta popularizar o uso do bilhete avulso. Desde abril, cartões são distribuídos gratuitamente pela Semob.

Atualmente, segundo a secretaria, 12% das passagens de ônibus de Salvador são pagas por meio do sistema de bilhetagem. Em São Paulo, de acordo com SPTrans, esse número é de 66,5%.
A meta da prefeitura é atingir números próximos aos da capital paulista, segundo Fábio Mota.

Internet livre
Na próxima semana, 228 ônibus de Salvador passarão a disponibilizar internet sem fio para os usuários de transporte coletivo.

A intenção, de acordo com o titular da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob), Fábio Mota, é aumentar a utilidade do Cittamobi, aplicativo para smartphones no qual passageiros podem verificar horários e percursos de coletivos, além de fazer críticas ao sistema e propor soluções.

"Essa ação é um ganho grande para a população, que vai passar a ser protagonista do sistema, usando o Cittamobi com uma internet de qualidade", afirmou Mota, destacando que 760 mil pessoas já fizeram o download da ferramenta, disponível nas versões Android e iOS (para iPhones).

O gestor disse, ainda, que a previsão é colocar a internet em todos os 2.700 ônibus da frota da capital baiana até fevereiro de 2017.

Para utilizar o serviço, o passageiro precisa preencher, no aparelho, um formulário onde informará e-mail e CPF. "O wi-fi não será uma opção sem motivação. A ideia é ajudar as pessoas a acessarem o Cittamobi com mais facilidade e rapidez, sem gastar o pacote de dados do passageiro", concluiu Mota.

[veja abaixo as linhas que serão integradas com o metrô].




Informações: A Tarde
READ MORE - Em Salvador, Linhas da Lapa e de Pirajá são integradas ao metrô

Grande Recife: Terminal Integrado Cosme e Damião será entregue neste sábado

Os usuários da Região Metropolitana do Recife (RMR) passam a contar, a partir deste sábado (4), com mais um equipamento do Sistema Estrutural Integrado (SEI). O Terminal Integrado Cosme e Damião, localizado no bairro Loteamento Santos Cosme e Damião, ao lado da estação de metrô, inicia suas operações com linhas convencionais do sistema. Atualmente, o TI funciona nos dias de jogos na Arena Pernambuco com linhas especiais que ligam o terminal ao estádio. 

O Governo do Estado, através da Secretaria das Cidades investiu 20 milhões na construção do TI Cosme e Damião. O equipamento, que conta com uma área construída de 4.162 m², beneficiará cerca de 7 mil usuários por dia, que terão ligação com outros municípios da RMR, através da linha interterminal. Ele oferece uma estrutura funcional, incluindo os requisitos relacionados à acessibilidade para usuários com mobilidade reduzida. Este terminal também está equipado com lanchonete, banheiros acessíveis, Central de Atendimento ao Cliente, rampas de acesso, escadas fixa e rolante, elevador, piso tátil (que facilita a orientação de pessoas com deficiência visual e visibilidade reduzida), e mecanismos antiderrapantes, para evitar quedas e escorregões. 

Com a inauguração do TI, a linha 2489 – Bairro dos Estados/TI Caxangá deixará de operar e será substituída pela linha circular 2456 – TI Cosme e Damião (Circular) que atenderá as comunidades de Viana e Santo Antônio. Outra mudança acontecerá com a 2459 – Loteamento Santos Cosme e Damião que passará a se chamar 2459 – TI Cosme e Damião/TI Caxangá e terá dois itinerários, um pela Av. Belmino Correia, em Camaragibe, e o outro atendendo o Bairro dos Estados. Ao todo, 10 veículos irão realizar 127 viagens por dia com um intervalo de 10 a 25 nos horários de pico. As duas linhas do Terminal irão operar com anel A (R$2,80).

Para possibilitar maiores deslocamentos aos usuários, a linha 2456 - TI Cosme e Damião (Circular) fará integração temporal com a estação de metrô de Camaragibe, deste modo, também podendo ter acesso ao Terminal Integrado de Camaragibe. Já os passageiros da linha 2459 – TI Cosme e Damião/TI Caxangá poderão migrar diretamente para as linhas do Via Livre BRT Leste/Oeste através da integração temporal com as estações Areinha, Barreiras e Padre Cícero. Ou seja, os usuários que possuem o Vale Eletrônico Metropolitano (VEM) Estudante, Trabalhador, Comum e Livre Acesso terão até duas horas, após ter embarcado na sua linha de origem, para validar novamente o VEM sem pagar uma nova passagem.

Com a inauguração deste terminal, o Sistema Estrutural Integrado passa a contar com um total de 22 TIs em operação, são eles: Aeroporto, Afogados, Barro, Cabo, Cajueiro Seco, Camaragibe, Cavaleiro, Caxangá, Igarassu, Jaboatão, Joana Bezerra, Macaxeira, PE-15, Pelópidas Silveira, Recife, Tancredo Neves, TIP, Xambá, Largo da Paz, Prazeres, Santa Luzia e Cosme e Damião.


Confira abaixo o novo itinerário das linhas:

2459 – TI Cosme e Damião/TI Caxangá (Via Belmino Correia)

Sentido TI Cosme e Damião/TI Caxangá: TI Cosme e Damião, Rua Boa Esperança, Av. Portugal, Rua Vale do Siriji, Rua Rodrigo Delamare, Rua do Guarani, Rua Elisa Cabral de Souza, Rua Antonio Rodrigues, Rua Teófilo Melo, Av. Belmino Correia, Rua Av. Joaquim Ribeiro, Ponte Marechal Castelo Branco, Av. Caxangá, Av. Afonso Olidense, Rua Rodrigues Ferreira, Av. Caxangá, TI Caxangá.

Sentido TI Caxangá / TI Cosme e Damião: TI Caxangá, Ponte Marechal Castelo Branco, Av. Joaquim Ribeiro, Av. Belmino Correia, Rua Pio X, Rua Severino G. da Silva, Rua Elisa Cabral de Souza, Rua Guarani, Rua Rodrigo Delamare, Rua Vale do Siriji, Av. Portugal, Rua Boa Esperança, TI Cosme e Damião.


2459 - TI Cosme e Damião/TI Caxangá (Via B. dos Estados)

Sentido TI Cosme e Damião/TI Caxangá: TI Cosme e Damião, Rua Boa Esperança, Av. Portugal, Rua Vale do Siriji, Rua Rodrigo Delamare, Rua do Guarani, Rua Elisa Cabral de Souza, Av. Pernambuco, Av. Joaquim Ribeiro, Ponte Marechal Castelo Branco, Av. Caxangá, Av. Afonso Olidense, Rua Rodrigues Ferreira, Av. Caxangá, TI Caxangá.

Sentido TI Caxangá/TI Cosme e Damião: TI Caxangá, Ponte Marechal Castelo Branco, Av. Joaquim Ribeiro, Av. Dr.Belmino Correia, Av. Joaquim Ribeiro, Av. Pernambuco, Rua Elisa Cabral de Souza, Rua Guarani, Rua Rodrigo Delamare, R. Vale do Siriji, Av. Portugal, Rua Boa Esperança, TI Cosme e Damião.


2456 - TI Cosme e Damião (Circular)

Sentido TI Cosme e Damião/Av. Belmino Correia: TI Cosme e Damião, Rua Arapongas, Rua Pres. Honório Hermeto, Rua Bernardo Ribeiro, Rua Tomaz Ferreira, Rua Barão de Cerro Largo, Rua Pres. Honório Hermeto, Rua Afonso Ferreira Maia, Rua Barão de Cerro Largo, Rua Tomaz Ferreira, Rua Pres. Honório Hermeto, Rua Fernão Lopes, Rua Sta. Leopoldina, Rua Paran Correia, Rua Jacobina, Rua Oscar de Albuquerque, Av. Belmino Correia.

Sentido Av. Belmino Correia/TI Cosme e Damião: Rua José Izidio, Rua Daize de Araujo, Rua do Sol, Rua Arapongas, Rua Fernão Lopes, Rua Bernardo Ribeiro, Rua Tomaz Ferreira, Rua Barão de Cerro Largo, Rua Pres. Honório Hermeto, Rua Afonso Ferreira Maia, Rua Barão de Cerro Largo, Rua Tomaz Ferreira, Rua Arapongas, TI Cosme e Damião.

Para mais informações, os usuários podem entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente (0800.0810158) ou acessar o site: www.granderecife.pe.gov.br.

Informações: GRCT
READ MORE - Grande Recife: Terminal Integrado Cosme e Damião será entregue neste sábado

Sem recursos, Metrô do Recife pode parar em julho

“Estou no metrô desde 1983. Eu nunca vi uma situação como essa.” É assim que o novo superintendente regional da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), o engenheiro mecânico Leonardo Villar, define o atual estado de degradação do modal no Recife. Com metade do orçamento previsto para 2016 – R$ 51,8 milhões – já utilizada e problemas como estoques insuficientes, são necessários R$ 100 milhões para manter o sistema em funcionamento até o fim do ano, sem contar com investimentos. É o dobro do que havia sido previsto para o ano inteiro e, sem esses recursos, o metrô já pode parar em julho.

Para defender o aumento da verba repassada pelo governo federal, o superintendente fez um paradoxo entre o alcance do metrô e o orçamento: enquanto em 2002, quando eram atendidos aproximadamente 200 mil passageiros, as verbas de custeio eram de R$ 72 milhões, hoje, com o dobro do número de passageiros, é de R$ 51,8 milhões. Foi justamente o aumento do aporte financeiro o motivo da reunião entre Villar e o atual ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), em Brasília, nessa terça (31).

Informações: Ne10
READ MORE - Sem recursos, Metrô do Recife pode parar em julho

Definido início da implantação do BRT em Belém

Já estão na estrada, a caminho da capital paraense, os primeiros ônibus do sistema BRT Belém. São 15 veículos que, até o final deste mês, começam a operar na primeira etapa da fase experimental, com integração total e gratuita com linhas que trafegam na área de Icoaraci e Augusto Montenegro.

Nesta primeira etapa, os ônibus BRT Belém circularão do Terminal Mangueirão à estação Antônio Baena, com retorno em São Brás, com uma velocidade média de 25 a 50km/h pela canaleta exclusiva, num percurso com extensão total de 9,4km e com paradas nas estações localizadas em frente ao Mangueirão e próximo à Rua da Marinha e Entroncamento, além das estações na Almirante Barroso próximo à avenida Júlio César e à Antônio Baena, todas em construção. O serviço funcionará inicialmente no horário de 6h às 20h, sendo que a frequência média dos veículos BRT Belém nos horários de pico será de cinco minutos e, fora de pico, de oito minutos.

No Terminal Mangueirão, os ônibus BRT Belém terão inicialmente integração com as linhas Jardim Sideral-Dom Pedro II, C. Maguari – Ver o Peso (A. Barroso), Icoaraci – A. Barroso, Cabanagem – Ver o Peso, Águas Negras – São Brás, Tapanã – Ver-o-Peso, Tapanã II – Ver-o-Peso, Tapanã-Felipe Patroni, Cordeiro de Farias – Ver-o-Peso, Cordeiro de Farias – Pte Vargas, Canarinho / Tapajós – Ver-o-Peso e Tenoné – Pátio Belém, totalizando uma frota de 58 veículos. Dessa relação, as linhas Icoaraci-Almirante Barroso e Canarinho/Tapajós – Ver-o-Peso serão apenas alimentadoras, indo até o Terminal Mangueirão para fazer a integração e depois retornando à origem. As demais serão no modelo expresso, ou seja, vão entrar no Terminal Mangueirão, fazer embarque e desembarque de passageiros lá e seguir viagem expressa, sem parada, pela canaleta do Mangueirão até São Brás, de onde seguem até seus respectivos destinos no centro de Belém.

‘Neste início de fase experimental não vamos tirar nada e sim somar, dando à população mais uma opção de viagem pagando apenas uma passagem. O usuário pode seguir de expresso do início ao fim do trajeto, pode fazer a integração com o BRT Belém e desembarcar em uma das estações da Augusto Montenegro e Almirante Barroso, pode fazer a integração entre ônibus alimentadores e entre expressos e alimentadores no Terminal Mangueirão ou mesmo optar por seguir viagem normalmente no ônibus parador, que é como chamamos aquele que vem do lado de fora da canaleta’, explica Gilberto Barbosa, diretor geral da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém, órgão que irá gerenciar o sistema.

Ao optar pelo BRT Belém, o usuário tem a vantagem, nesta primeira etapa, de fazer a viagem do Mangueirão até a Antônio Baena com conforto, pois os veículos têm 104 lugares, são refrigerados e possuem sistema Wi-Fi gratuito, além de ter um ganho no tempo de viagem, já que a logística do BRT faz o percurso em tempo reduzido. Se a escolha for por um dos expressos que fazem a integração no Terminal Mangueirão também há ganho de viagem, pois os ônibus que atualmente se tornam expresso apenas do Entroncamento até São Brás farão o percurso expresso desde o Mangueirão, com ganho de até 20 minutos. Isso tudo sem contar com o fato de que, uma vez dentro do Terminal Mangueirão, o usuário pode fazer a integração em qualquer uma das linhas que desejar.

‘O usuário pode vir num ônibus expresso e trocar por um BRT ou por outro expresso, ou até mesmo pode pegar um alimentador e retornar à origem, tudo com uma única passagem. Esse último caso vai beneficiar, por exemplo, quem está em um dos conjuntos, como Sideral, e quer ir para Icoaraci. Com uma passagem a pessoa pode sair do conjunto em um dos expressos, descer no Terminal e pegar um ônibus que esteja seguindo rumo a Icoaraci’, comemora Gilberto.

A passagem poderá ser paga nos ônibus expressos e alimentadores, em uma das estações ou dentro do Terminal Mangueirão. ‘O pagamento será feito na origem do usuário. Se ele iniciar a viagem em um ônibus comum pagará a passagem no ônibus. Se for na estação ou no terminal, o serviço será pré-pago na entrada, não haverá a figura do cobrador dentro do BRT Belém. Uma vez dentro do sistema ele pode circular de forma universal e gratuitamente fazendo os transbordos’, detalha. Em todos os casos o Vale Digital, o Passe Fácil Estudantil e as gratuidades previstas em lei serão preservadas e tanto o terminal quanto as estações terão acessibilidade para idosos e deficientes físicos (inclusive o embarque e desembarque do BRT Belém nas estações e terminal será em nível, sem degraus).  

Serviço experimental

O caráter experimental de um serviço BRT é uma prática adotada em todas as cidades onde o modelo é implantado. Serve, entre outros motivos, para que a população e os operadores do sistema se acostumem com o novo fluxo viário, correções estruturais sejam realizadas caso necessário, e o sistema vá sendo ampliado ao longo do tempo, com a inserção de novas linhas alimentadoras, aumento da quantidade de estações, etc.

‘A fase experimental é regra, porque não é possível que o sistema durma de um jeito e acorde de outro, ainda mais em Belém, onde vivemos um modelo de sistema em vigor há cerca de 40 anos e que agora vai começar a mudar. Isso tem que ser feito de forma responsável, por etapas’, justifica o diretor geral da Semob. 

Informações: ORM News
READ MORE - Definido início da implantação do BRT em Belém

Justiça determina manutenção de cobradores em SP

Os ônibus da capital paulista do sistema estrutural devem continuar a ter cobradores, segundo decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo. A informação é do Sindmotoristas – Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo.

A entidade estima que dos 32 mil cobradores, em torno de 13 mil já foram demitidos em 2015, sobretudo das linhas dos bairros, que eram operadas por cooperativas, e que a pouco tempo se transformaram em empresas, por determinação da prefeitura. O Sindmotoristas diz que a permanência dos trabalhadores garante 24 mil empregos.

O sindicato recorreu a justiça e a administração municipal perdeu nas instâncias estaduais. Depois, está última recorreu ao STF – Supremo Tribunal Federal. Mas o ministro Gilmar Mendes entendeu que este caso deve ser julgado pela justiça em São Paulo.

A prefeitura afirma que 96% dos passageiros pagam a passagem por meio do bilhete único, e que a manutenção dos postos de trabalho causa um impacto financeiro de R$ 1 bilhão. O prefeito Fernando Haddad afirmou que não haveria demissões, e que os trabalhadores seriam reaproveitados em outras funções.

Os projetos de sistemas de corredores de ônibus do tipo BRT (Bus Rapid Transit) preveem pagamento antecipado nas paradas, dando agilidade e velocidades aos coletivos.

Por Renato Lobo
Informações: ViaTrolebus
READ MORE - Justiça determina manutenção de cobradores em SP

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960