Em BH, Caixa aprova verba para implantação do Move na avenida Amazonas

segunda-feira, 22 de agosto de 2016

O prefeito Marcio Lacerda (PSB) anunciou, na noite desta quinta-feira (18), que o contrato para a construção do BRT Move na avenida Amazonas está sendo revalidado pela Caixa Econômica. O banco deve liberar cerca de R$ 200 milhões para a obra. O anúncio foi realizado durante inauguração do comitê de campanha de Délio Malheiros (PSD).
Foto: Gabriela Guimarães

“Hoje, a Caixa ligou para o nosso secretário de Finanças e disse que está revalidando o contrato de liberação financiamento para a implantação do BRT Move na Avenida Amazonas. Isso significa que ainda precisa ter uma autorização do Ministério da Fazenda para iniciar a liberação”, ressaltou o prefeito.

Se a União liberar o financiamento - que já havia sido adiado devido a crise econômica -, o Executivo municipal irá concluir o projeto para a construção do sistema. E, logo depois, será aberto o processo licitatório para as obras. Com isso, o processo de implementação do BRT Move deve ficar a cargo da a próxima gestão.

O BRT na avenida Amazonas foi anunciado pela Prefeitura de Belo Horizonte em outubro de 2014. Na época, o valor estimado para a obra, era de R$ 547 milhões. Sendo que, R$ 377 milhões seriam da própria prefeitura e, o restante de um financiamento do governo federal.

Segundo os estudos preliminares da administração municipal, o sistema prevê 9 km de corredor central exclusivo para ônibus e uma via em cada sentido, entre a avenida Paraná e o Anel Rodoviário. O conceito original para a obra não exige desapropriações e recebe o nome de Expresso Amazonas. 

Por Francisny Alves
Informações: O Tempo

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960