SPTrans estuda pré-embarque em Corredores e Faixas Exclusivas

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Os pontos e paradas de ônibus instaladas nos eixos de corredores e faixas exclusivas podem ganhar serviço de pré-embarque na cidade de São Paulo, de acordo com a São Paulo Transportes – SPTrans.

O estudo está sendo feito após a gerenciadora constatar que a “operação pré-embarque”, instaladas em alguns terminais, reduziu em média 10 minutos o tempo de embarque. O tempo caiu de 12 minutos para um minuto e 10 segundos.

O serviço se assemelha bastante as paradas instaladas em corredores do tipo Bus Rapid Transit (BRT) e Bus Rapid Service (BRS), este último aplicado em faixas exclusivas.

No final do mês de agosto, a empresa já havia divulgado estudava um novo modelo de parada de ônibus visando a integração das linhas. Os pontos podem ser identificados pelas letras A, B, C e D, além da instalação de demarcações nas calçadas para auxiliar os passageiros. O projeto prevê 160 pontos de conexão.

Por que melhora o pré embarque melhora a fluidez

O conceito do pré embarque é dar agilidade ao veículo, sem que o passageiro tenha que aguardar a fila formada antes da catraca, já que o pagamento é feito na própria parada.

Este conceito é aplicado no Expresso Tiradentes, usado no sistema de Curitiba e segue o conceito do sistema metroferroviário. Os passageiros efetuam o pagamento nas paradas, e embarcam através das portas traseiras e centrais do veículo.

READ MORE - SPTrans estuda pré-embarque em Corredores e Faixas Exclusivas

Zona Sul de SP ganha 90 ônibus novos com ar-condicionado e wi-fi

A partir do próximo dia 3 de outubro de 2015, passageiros de seis linhas de ônibus na zona Sul da Capital Paulista vão contar com 90 veículos zero quilômetro dotados de tomada USB, conexão 4 G à internet por wi-fi e ar-condionado, além de portas elétricas, consideradas mais seguras e silenciosas que as atuais pneumáticas.

Os veículos foram adquiridos pela Transwolff, empresa que teve origem na Cooper Pam, cooperativa de transportes.

Por causa da licitação dos transportes da Capital Paulista, que vai reunir os operadores em SPEs – Sociedades de Propósito Específico, as cooperativas se transformam em empresas.

Entre os 90 veículos novos da Transwolff, estão ônibus do tipo midi (micrão), com 25 passageiros sentados e 28 em pé cada, e convencionais, que são modelos que acomodam cada um, 36 sentados e 37 passageiros em pé.

As linhas que vão receber os veículos novos são:

6075-21 – Jd. Aruan – Term. Varginha,
6118 -10 – Jd. Icaraí – Term. Santo Amaro,
6030-10 – Unisa – Term. Santo Amaro,
6016-10 – Jd. Noronha – Term. Grajaú,
6044-10 – Dom José – Term. Campo Limpo
7055-10 – Jd. Guarujá – Term. Campo Limpo
O presidente da Transwolff, Luiz Carlos Pacheco, disse que a vantagem desta renovação de frota é levar mais conforto aos passageiros de áreas mais distantes da cidade.

“O importante também é que esses veículos irão circular nas áreas mais periféricas da zona sul, o que é motivo de muito orgulho para a empresa”, relatou Pacheco em nota.

A Transwolff tem cerca de 1200 veículos e transporta diariamente em torno de 700 mil pessoas.

A renovação ocorre a poucos dias da apresentação do edital definitivo da licitação dos transportes em São Paulo, que prevê contratos de 20 anos, renováveis por mais 20 se necessário. Os contratos somam R$ 70 bilhões por período de 20 anos e deve haver uma reformulação nas linhas da cidade.

Por Adamo Bazani
Informações: Ônibus Brasil

Leia também sobre:
READ MORE - Zona Sul de SP ganha 90 ônibus novos com ar-condicionado e wi-fi

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960