No Recife, Linhas Ibura e UR-11/Ipsep atendem a Imbiribeira nos horários de pico

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Os usuários das linhas 110 – Ibura/IPSEP e 190 – UR-11/IPSEP terão mais uma opção de deslocamento nessas linhas a partir de segunda-feira (31). É que elas passarão a realizar atendimentos na Av. Pinheiros, no bairro da Imbiribeira.

A novidade acontecerá nos dias úteis e aos sábados. Os ônibus também terão alteração no itinerário, passando a fazer o seguinte trajeto: Rua Jean Emile Favre, Rua Arquiteto Luis Nunes, Avenida Pinheiros, Avenida Mascarenhas de Morais, Rua Jean Emile Favre...


Para mais informações, os usuários devem entrar em contato com a Central de Atendimento ao Cliente, no 0800.081.0158.

READ MORE - No Recife, Linhas Ibura e UR-11/Ipsep atendem a Imbiribeira nos horários de pico

Tarifa do transporte coletivo em Rio Preto subirá de R$ 2 para R$ 2,30

A tarifa do transporte coletivo de São José do Rio Preto (SP) vai aumentar de R$ 2 para R$ 2,30 a partir desta sexta-feira (4). O aumento representa 15% a mais no bolso dos usuários de ônibus e foi divulgado nesta terça-feira (1º) no Diário Oficial do município.

O motivo do aumento, segundo a prefeitura, é a redução no subsídio que a prefeitura repassa ao transporte público desde 2011. Além disso, o prefeito, Valdomiro Lopes (PSB), considera que, ainda assim, o valor da passagem na cidade é considerada baixa se comparada a cidades do mesmo porte de Rio Preto.

A prefeitura disse que despesas com o transporte coletivo, como óleo diesel e outros itens, aumentou e o subsídio precisou ser reduzido. Desde 2011, a prefeitura banca parte das passagens do usuário para que o repasse feito pelas empresas não caía no bolso do usuário. Segundo a prefeitura, 130 mil pessoas utilizam o serviço em Rio Preto por dia.

Informações: G1 Rio Preto e Araçatuba

Leia também sobre:
READ MORE - Tarifa do transporte coletivo em Rio Preto subirá de R$ 2 para R$ 2,30

Metrô-DF terá vagão exclusivo para mulheres durante todo o funcionamento

A partir desta terça-feira (1º), o uso do carro exclusivo para mulheres e pessoas com deficiência será liberado durante todo o período da prestação do serviço metroviário, das 6h às 23h30, de segunda a sábado, e das 7h às 19h, aos domingos e feriados. A ampliação para o período integral atende a reivindicações dos próprios usuários, que manifestaram essa vontade na ouvidoria da Companhia.

O carro exclusivo para mulheres e pessoas com deficiência é o primeiro carro, que fica logo após a cabine do piloto. Adotado em 1º de julho de 2013, em cumprimento à Lei Distrital 4848/2012, o carro exclusivo foi ganhando a adesão de usuários, que logo se tornaram os maiores fiscais da exclusividade.

Apesar de a Lei não prever punição aos infratores, o Metrô-DF faz, por meio do CSO (Corpo de segurança Operacional), a abordagem dos desavisados e desatentos, sempre de forma educativa. Quando há flagrante de desrespeito, o usuário é convidado a se retirar e, se houver resistência, pode ser encaminhado à Delegacia de Polícia e responder por crime de desobediência.

Em abril deste ano, o Metrô-DF deu início a uma campanha para o uso correto do carro exclusivo. A presença mais efetiva das regras de uso junto aos usuários aumentou o número de reclamações contra o descumprimento da Lei. Diariamente, cerca de 20 usuários passaram a contatar a ouvidoria para relatar casos de desobediência e pedir a ampliação do benefício.

Como era

Desde a implantação, em 2013, a exclusividade era aplicada apenas aos horários de pico da manhã (das 6h às 8h45) e da tarde (das 16h45 às 20h15), de segunda a sexta-feira.

Informações: R7.com

READ MORE - Metrô-DF terá vagão exclusivo para mulheres durante todo o funcionamento

Em dois anos, 7 linhas de trens de São Paulo têm entrega adiada

As duas obras em andamento da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e cinco das sete obras do Metrô de São Paulo registram ao menos dois anos de atraso em relação às promessas originais de entrega do governo estadual.
Germano Lüders/EXAME.com

Duas dessas - a conclusão da Linha 4-Amarela e a construção da Linha 18-Bronze, o monotrilho que vai para o ABC - não têm previsão de retomada (ou início) das obras.

No caso da CPTM, além da Linha 13-Jade, há expectativa de entrega do prolongamento da Linha 9-Esmeralda até Varginha, no extremo sul da cidade.

Seriam duas estações: Mendes-Vila Natal e Varginha, ambas depois do atual terminal, a Estação Grajaú. Prometidas para 2014, as obras só saem em 2016.

O jornal O Estado de S.Paulo pediu para falar sobre o assunto com o atual secretário dos Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni, mas não obteve resposta.

No metrô, o caso da Linha 4 é resultado de uma briga entre o Estado e o grupo espanhol Corsán, que saiu da empreitada afirmando que o Metrô não conseguia entregar projetos no prazo, entre outros fatores. O Metrô disse que a empresa não cumpria cronogramas.

Há ainda atraso na Linha 5-Lilás do Metrô, paralisada em 2012 por suspeita de ações de cartéis das construtoras, mas que também foi atrasada por causa da descoberta em seu trajeto de uma adutora perto da Estação Adolfo Pinheiro. Além dela, há os monotrilhos das zona sul e leste, cujos atrasos não foram detalhados.

Informações: Exame Abril

Leia também sobre:
READ MORE - Em dois anos, 7 linhas de trens de São Paulo têm entrega adiada

Em Petrolina, Aplicativo informa horário que ônibus chega ao ponto

Quem depende de transporte coletivo em Petrolina, no Sertão de Pernambuco, já pode ter acesso ao 'CittaMobi', um aplicativo gratuito que transmite em tempo real, através de GPS, a localização dos ônibus que fazem linha na cidade. Através da tecnologia, os passageiros vão saber o tempo estimado de chegada dos ônibus aos pontos de embarque e desembarque e ainda traçar um percurso desejado.

O aplicativo 'CittaMobi' é gratuito, basta buscar e baixar na loja virtual de dispositivos móveis como smartphones e tablets. O acessso também pode ser realizado por computadores pelo site do CittaMobi . Os usuários podem utilizar da ferramenta para consultar todas as linhas que fazem embarque e desembarque na cidade e saber o horário que os ônibus passarão no ponto escolhido.

Duas empresas oferecem o serviço de transporte coletivo no município. “Toda frota estará dotada de GPS e os ônibus vão transmitir a localização em tempo real para a Central de Monitoramento e o aplicativo captará essas informações”, explica o diretor-presidente da Empresa Petrolinense de Trânsito e Transporte Coletivo (Epttc), Paulo Valgueiro.

Cidades como Campinas, Maceió, Recife e Salvador já fazem uso da ferramenta. De acordo com Valgueiro, a implantação em Petrolina vai proporcionar mais comodidade aos passageiros. “As vantagens é você ter a certeza de quando o ônibus vai passar e não precisa estar no ponto de ônibus esperando, o passageiro pode se programar”, conta Valgueiro.

O outro ponto positivo do aplicativo é em relação à fiscalização do transporte coletivo pela EPTTC. “Montamos uma Central de Monitoramento com três pessoas e tem um fiscal que faz as autuações. Cada um monitorando uma empresa. E o aplicativo mostra se está faltando um carro, se o ônibus não passou no ponto, se houve atraso e isso fica tudo registrado por dias.Tinhamos 30 fiscais na rua para dar conta da demanda de toda a cidade. Hoje precisa apenas de três fiscais em cada turno e sobra fiscais para os demais serviços”, argumenta Valgueiro.

Informações: G1 PE

READ MORE - Em Petrolina, Aplicativo informa horário que ônibus chega ao ponto

Cuiabá ganha mais 02 faixas exclusivas de ônibus

Mais duas faixas exclusivas para o tráfego do transporte coletivo em Cuiabá começaram a funcionar nesta segunda-feira (31). As faixas para os coletivos ficam na Avenida Tenente Coronel Duarte (Av. da Prainha), no trecho entre a praça Bispo Dom José até a Av. Mato Grosso, e na Av. Mato Grosso até a Av. Prainha. As outras faixas exclusivas da capital ficam nas avenidas Getúlio Vargas e Isaac Póvoas.

Segundo levantamento da Semob, nos trechos onde funcionam as novas faixas exclusivas circulam diariamente 211 carros numa faixa de três quilômetros. Por hora passam pelos trechos 126 carros e, por dia, são realizadas 1.441 viagens. No sentido centro-bairro estão instaladas quatro paradas de ônibus e no sentido bairro-centro, mais cinco.

As vias receberam sinalização horizontal e também vertical, com placas indicando que a faixa é exclusiva para ônibus de segunda a sexta-feira, das 6h às 20h, e aos sábados, das 7h às 14h.

Segundo a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob), a partir desta terça-feira (1º) os agentes de trânsito deverão intensificar o monitoramento das vias e ainda a orientação aos motoristas.

A partir da próxima semana, o condutor que desrespeitar a faixa vai cometer infração de trânsito, informou a Semob. Conforme alterações no Código de Trânsito que entraram em vigor há um mês, trafegar na faixa exclusiva à direita é considerada infração gravíssima e sujeita a multa de R$ 191,54. O carro poderá ser apreendido e o motorista ainda poderá perde 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Outras faixas
A primeira faixa exclusiva para ônibus foi implantada em setembro de 2013, com início na Av. Isaac Póvoas e término na Av. Generoso Ponce com a Av. Prainha. A segunda começou a funcionar em abril do ano passado na Av. Getúlio Vargas, entre a praça Alencastro e a rua Estevão de Mendonça, próximo ao Choppão.

Informações: G1 MT

READ MORE - Cuiabá ganha mais 02 faixas exclusivas de ônibus

STTU modifica rota de 20 linhas intermunicipais dentro de Natal

Aos poucos a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU) vai implementando uma série de medidas para dar maior fluidez ao sistema de transportes coletivos de Natal, com a implantação de  corredores exclusivos e semi-exclusivos de ônibus nas duas principais vias de entrada e saída da cidade: avenidas Senador Salgado Filho/Hermes da Fonseca e avenida Prudente de Morais. 

Para isso, a STTU informa que, já a partir deste sábado (5),  pelo menos 20 linhas de seis empresas de transportes intermunicipais deixarão de voltar ao  interior pela avenida Salgado Filho, onde será implantada uma faixa semi-exclusiva, nos dois sentidos, entre a avenida Bernardo Vieira (Lagoa Seca) e o viaduto do 4º Centenário, em Lagoa Nova.

O secretário municipal adjunto de Transportes, Clodoaldo Cabral Trindade Júnior, explica que entre 80 e 100 intermunicipais deixarão de circular pela Salgado Filho, onde, segundo ele, "o trânsito está muito saturado". 

Clodoaldo Cabral disse que os ônibus intermunicipais farão o trajeto de volta pela avenida Prudente de Morais, exceto três linhas que vêm de Macaiba, Parnamirim e Regomuleiro (São Gonçalo do Amarante), que farão um pequeno percurso dando a volta em frente ao Midway Mall, seguindo pela Bernardo Vieira e voltando à Prudente de Morais a partir da rua Romualdo Galvão.

O secretário adjunto argumentou que, em capitais como Recife (PE), Fortaleza (CE) e em João Pessoa (PB), já existem  faixas exclusivas e semi-exclusivas de ônibus. "Nós estamos caminhando pra isso, desde que no começo de agosto, fizemos a proibição de conversão à direita, no horário de pico das 17 às 19 horas, dos veículos que vinham das avenidas Bernardo Vieira, Antonio Basílio e Nascimento de Castro para a avenida Salgado Filho", disse.

Segundo Cabral, desde o dia 3 do mês passado a STTU vem estudando a viabilidade de criação desses corredores para o transporte coletivo. "Realmente, nós observamos que a maioria dos automóveis e outros veículos não trafegam pelo lado direito dos ônibus, já andam na segunda e terceira faixas".

De acordo com o secretário adjunto de Transportes, com messa medida a fluidez do trânsito na avenida Salgado Filho melhorou depois que os motoristas começaram usar, com mais frequências, corredores de saídas como avenidas Prudente de Morais, São José e Jaguarari.

Ele informou que já na noite de segunda-feira (31), equipes da STTU começariam a pintar a sinalização horizontal da ciclofaixa da avenida Salgado Filho, que posteriormente será implementada na avenida Prudente de Morais, compartilhada pelas linhas intermunicipais de transportes de passageiros, que continuam tendo acesso ao centro de Natal pelas avenidas Salgado Filho e Prudente de Morais. "Só a volta é que tem essas modificações", continuou ele, exceto para as linhas intermunicipais de Parnamirim que se dirigem e voltam do bairro da Cidade Alta, em Natal. 

Segundo a STTU, atualmente circulam pela avenida Salgado Filho 1.800 ônibus diariamente, além de 7.500 carros particulares em horário de pico, que transportam 590 mil pessoas, das quais 370 mil são usuárias do transporte coletivo, que já teve faixa semi-exclusiva testada em 2013 entre Neópolis e o centro da cidade.

Mudanças de percursos: volta dos ônibus intermunicipais
Mudanças de percursos: volta dos ônibus intermunicipais

 Novo trajeto para ônibus provenientes da avenida Presidente Bandeira


 Novo trajeto para ônibus provenientes da rua Potengi
 Novo trajeto para ônibus provenientes da Prudente de Morais

Trajeto para ônibus que utilizam a Antônio Basílio também terá mudanças

Informações: Tribuna do Norte

READ MORE - STTU modifica rota de 20 linhas intermunicipais dentro de Natal

Governo do Estado discute implantação de BRTs em 120 quilômetros na Grande Florianópolis

Cento e vinte quilômetros de pistas exclusivas para o transporte coletivo, com prioridade ao BRT (bus rapid transit – transporte rápido por ônibus), é o projeto que está sendo discutido pelo governo do Estado, após mais de dois anos de análises do Plamus (Plano de Mobilidade Urbana Sustentável da Grande Florianópolis). Na última semana, técnicos do Plamus apresentaram ao governador Raimundo Colombo (PSD) e ao secretário de Estado de Planejamento, Murilo Flores, a proposta de implementação deste sistema e discutiram a viabilidade. 

A perspectiva é de que em até cinco anos os primeiros 52 quilômetros do trecho inicial que compreende 87 quilômetros, possam ser implantados, começando pela Via Expressa, um dos principais gargalos de acesso à Ilha de Santa Catarina. O desafio é implantar até 2018 o primeiro trecho de oito quilômetros da Via Expressa.

Ainda não há prazos nem valores assegurados oficialmente, mas a proposta é fazer uma PPP (Parceria público-privada) para viabilizar o projeto e dar início às obras no final de 2016. A estimativa é de que os 87 quilômetros custem cerca de R$ 900 milhões.

Na prática, um ônibus que hoje leva de 30 a 40 minutos para atravessar a Via Expressa em horários de pico poderia atravessá-la em dez minutos na pista exclusiva. “É uma redução drástica de tempo. O BRT simplifica o sistema de linhas, mas não reduz a oferta. Seriam poucas linhas, mas muito eficientes. O sistema atual de transporte funcionaria como alimentador dessas linhas troncais. Seria um sistema complementar ao de hoje”, explica Guilherme Medeiros, coordenador técnico do Plamus.

A rede de pistas para os BRTs incluiria os municípios de Florianópolis, São José, Palhoça e Biguaçu. A perspectiva é de que o primeiro trecho a ganhar estas vias seja a completa extensão da Via Expressa ao Ticen (Terminal Integrado do Centro), pelo grande fluxo de carros e de congestionamento em horários de pico. A Via Expressa tem duas pistas em cada sentido. Com o projeto, seria criada mais uma pista em cada sentido e as vias centrais seriam destinadas exclusivamente aos BRTs. Este traçado ainda seria integrado ao futuro anel viário do Centro da Capital.

Prioridade para o transporte coletivo

Durante dois anos, uma equipe de técnicos integrou o Plamus para discutir e apresentar soluções para os problemas de mobilidade urbana na Grande Florianópolis. Agora, com a pesquisa praticamente concluída, discute-se as alternativas encontradas para melhorar a mobilidade na região. “Toda a rede de transporte público terá que ser ajustada, otimizada, porque hoje a gente observa sobreposição de linhas, sistema que não funciona de forma eficiente, nem para quem opera nem para os passageiros. Dentro disso, entra o BRT como um dos principais elementos para fazer essa mudança”, diz Guilherme Medeiros.

A ideia é que o projeto BRT se integre aos trechos de corredores prioritários que a Prefeitura de Florianópolis está implantando na cidade com verba do Ministério das Cidades. A parte do governo do Estado, de forma público-privada, seria para que uma empresa privada implantasse e operasse o sistema, remunerado sempre de acordo com o desempenho.

Informações: Notícias do Dia Online

READ MORE - Governo do Estado discute implantação de BRTs em 120 quilômetros na Grande Florianópolis

Metrô do Recife soma mais de 100 assaltos neste ano

O metrô do Recife tem se transformado em um transporte do medo. Só este ano já foram registradas mais de 100 ocorrências de roubo ou furto dentro dos vagões. E nos últimos 30 dias, um total de cinco assaltos, mais de um por semana. Um número que assusta e já resulta em morte. Ontem, um policial civil à paisana reagiu a um assalto e matou dois suspeitos dentro do vagão, na Estação Largo da Paz, em Afogados. Perto dali, a polícia apreendeu um menor que confessou que estava indo à estação matar um desafeto, mas foi apreendido antes pelos policiais. 

O principal sistema de transporte de massa da Região Metropolitana transporta cerca de 400 mil usuários por dia, mas a insegurança traz medo não apenas para os usuários, mas também para os trabalhadores. Depois de três paralisações no ano passado, o Sindicato dos Metroviários participa hoje de uma audiência pública em Brasília para pedir por uma solução para a onda de terror. 

Ontem, de acordo com informações fornecidas por funcionários da estação, os três homens embarcaram na estação Imbiribeira, Zona Sul, por volta das 14h. E logo que o trem iniciou o movimento, eles anunciaram o assalto. Um policial civil à paisana estava presente no vagão e deu voz de prisão aos homens. Um deles estava armado com um revólver calibre 38 e teria tentado atirar três vezes, mas a arma falhou. Com isso, o policial reagiu e deu dois tiros. O segundo tentou pegar a arma do morto para atirar e também foi morto. Já o adolescente não teria reagido e foi apreendido e encaminhado para o Departamento de Proteção à Criança e ao Adolescente(DPCA). Os suspeitos não foram identificados. O Instituto de Medicina Legal IML) vai aguardar dez dias para o reconhecimento. 

De acordo com a perita do Instituto de Criminalística Vanja Coelho, não houve uma troca de tiros e os suspeitos foram atingidos de forma letal. O policial civil prestou depoimento na DPCA acompanhado do Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol). “Ele agiu em defesa da própria vida e dos usuários”, afirmou Áureo Cisneiros, presidente do Sinpol. 

De acordo com a assessoria da CBTU, o departamento de segurança já vinha monitorando o movimento dos suspeitos, que sempre ocorria no mesmo horário. Algumas imagens fornecidas pela CBTU podem servir de prova da ação dos assaltantes. 

O presidente do Sindicato dos Metroviários, Diogo Morais, disse que serão feitas novas mobilizações para pedir por mais segurança. “Na próxima semana, vamos nos reunir em assembleia e discutir nossas posições no futuro”. Ele relembrou do plano de segurança que está sendo elaborado, que prevê contratação de funcionários e a possibilidade parceria com a Polícia Militar. “O documento está pronto, mas ainda não foi apresentado oficialmente. Continua em debate”, apontou. Já a CBTU informou que está em busca de mais recursos para nomeação dos candidatos aprovados em concurso.

Saiba mais

4 km é a distância entre as estações Joana Bezerra 
e Imbiribeira

5 assaltos foram registrados neste trecho nos últimos 30 dias 

12h às 15h é o horário 
em que os bandidos costumam agir 

Eles embarcam, anunciam o assalto, desembarcam na estação seguinte e ordenam que os passageiros só desçam uma estação depois

400 seguranças 
atuam no metrô, mas não têm permissão para usar armas de fogo 

380 mil passageiros  
utilizam o sistema diariamente

28 estações  
compõem o sistema

40 trens 
formam a frota do metrô

R$ 1,60 é o valor do bilhete  
cobrado pelo Metrorec, 
o menor do país

Em 2014 

De viagens realizadas por passageiros no metrô

R$ 31 milhões 
é o valor da dívida acumulada entre 2012 e 2014 do Grande Recife Consórcio com a CBTU-Metrorec

O dinheiro da dívida é equivalente a 

-2 novos trens

-19,4 milhões de bilhetes de metrô

-100 vezes o gasto anual do Metrorec com a depredação gerada pelo vandalismo

Informações: Diário de Pernambuco

READ MORE - Metrô do Recife soma mais de 100 assaltos neste ano

Grande Vitória terá sistema de integração nos ônibus

Um novo sistema de mobilidade urbana em Vitória promete viagens mais rápidas e econômicas na capital. A partir do dia 3 de outubro, a prefeitura implanta o Integra Vitória, que interligará as linhas de micro-ônibus aos ônibus convencionais. Dessa forma, o passageiro pode pegar dois ônibus pagando apenas uma tarifa.

Com esse sistema, os cidadãos terão mais alternativas para circular pela cidade. Serão criadas 16 linhas. Aproximadamente 21 mil passageiros de mais de 20 bairros, como São Pedro, São Benedito e Santo Antônio, serão beneficiados.

O novo sistema vai reduzir o tempo de espera dos ônibus nos bairros, segundo a prefeitura, e ampliar a possibilidade de deslocamento com a maior oferta de linhas para destinos diversos.


Com apenas uma passagem, quem pegar o micro-ônibus pode fazer a baldeação para um coletivo convencional nos pontos de integração.

"O Integra Vitória melhora a mobilidade na cidade e dá mais opção para a população ir a outros bairros, pagando apenas uma passagem. O novo sistema é mais eficiente e inteligente", disse o prefeito Luciano Rezende em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (31).

Ele deu um exemplo. "Hoje, quem está em Jardim Camburi e deseja ir para Goiabeiras pega dois ônibus e paga duas passagens. Com o Integra Vitória, o bairro ganhará um micro-ônibus para os usuários fazerem a integração na avenida Adalberto Simão Nader e, então, acessar as linhas que circulam no interior de outros bairros, sem nenhum custo adicional", explicou.

Como fazer
Para usar o sistema, o usuário do transporte coletivo pegará o micro-ônibus em seu bairro e, ao longo do trajeto, desembarcará em um ponto de integração, localizado em um importante corredor viário da cidade e que será sinalizado com placa. Os coletivos menores circularão nos bairros e alcançarão as principais avenidas para baldeação.

Os passageiros farão a baldeação em 46 pontos de integração e terão meia hora para pegar um ônibus convencional.

O inverso também será possível, ou seja, sair do convencional e pegar o micro-ônibus. Basta usar qualquer Cartão Siga Vitória (Cidadão, Estudante, Serviços e Vale-transporte).

A integração não será realizada de meia-noite às 4h30. Segundo o secretário de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana, Josivaldo Andrade, nesse período não circulam micro-ônibus.

Mobilidade
Para melhorar o deslocamento e a mobilidade dos usuários, 16 linhas terão seus trajetos reformulados nos bairros. O destino final das linhas mudará e, com isso, o nome delas também.

Se antes, um micro-ônibus levava as pessoas de um ponto a outro da cidade, com o Integra Vitória, o coletivo irá até um ponto de integração, onde o usuário terá acesso a linhas que levam para qualquer outro ponto da capital. Todas as linhas alimentadoras ganharão números novos e pequenos, sempre pares e começando com zero, de 012 a 042.

As linhas convencionais não terão mudanças nos números e itinerários.
"O Integra Vitória vai melhorar o trânsito e a capital ganhará em mobilidade. Os moradores terão viagens mais rápidas. O tempo de espera nos bairros vai reduzir. Os pontos de integração terão muitas linhas que levarão os passageiros a qualquer ponto da cidade. O sistema ganha em eficiência e gera economia para o usuário", afirmou a secretária de Desenvolvimento da Cidade, Lenise Loureiro.

Informações: G1 ES
READ MORE - Grande Vitória terá sistema de integração nos ônibus

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960