Funcionários da CPTM suspenderam paralisação no fim da tarde

quarta-feira, 3 de junho de 2015

A categoria decidiu, em assembleia realizada nesta tarde, voltar ao trabalho e esperar nova proposta de reajuste salarial da CPTM. O encontro de conciliação no TRT (Tribunal de Regional do Trabalho) deve ocorrer no próximo dia 11, quando uma nova assembleia da categoria decidirá se retoma ou não a greve.

A CPTM estima que aproximadamente 500 mil passageiros foram prejudicados pela paralisação no período da manhã. As linhas 7 e 10 funcionaram parcialmente e as 11 e 12 ficaram totalmente paradas. Apenas as linhas 8 e 9 funcionam normalmente desde o início do dia.

Mais cedo, passageiros revoltados com a greve provocaram um tumulto na estação Francisco Morato, na região metropolitana de São Paulo. Um muro chegou a ser derrubado por vândalos e a Polícia Militar chegou a usar bombas de gás. Uma pessoa foi detida sob suspeita de provocar os atos de vandalismo.

Negociação 

Na última reunião com a categoria a CPTM fez duas propostas : a primeira de conceder reajuste de 7,72% nos salários e de 10% nos benefícios e a segunda de aumento de 8,25% nos salários e benefícios. Os trabalhadores pedem 9,29%. A inflação acumulada desde o último reajuste, em maio de 2014, foi de 6,65%, segundo o IPC/Fipe.

Decisão liminar (provisória) concedida na semana passada pelo vice-presidente judicial do TRT, desembargador Wilson Fernandes, determina que, em caso de greve, 90% dos maquinistas e 70% dos demais funcionários trabalhem nos horários de pico (das 4h às 10h e das 16h às 21h) e que 60% atuem nos demais períodos.

Pelo descumprimento da decisão, a CPTM informou que já encaminhou ao TRT um pedido de abusividade da greve, aplicação de multa e julgamento de dissídio.

Informações: A Tribuna

Leia também sobre:
READ MORE - Funcionários da CPTM suspenderam paralisação no fim da tarde

Em Maceió, Usuários já sentem melhorias após primeiro dia da faixa exclusiva

O funcionamento da faixa exclusiva para ônibus nas avenidas Comendador Leão e Dona Constança, nos bairros do Poço e Mangabeiras, respectivamente, teve início na segunda-feira, 1º de junho. Como esperado, o primeiro dia foi considerado tranquilo e a faixa azul, como é conhecida a demarcação pela cor que separa as demais faixas, já vem mostrando bons resultados.

De acordo com a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), mais de 8.500 passageiros circulam diariamente pelas duas importantes vias da parte baixa da cidade nas linhas de ônibus, que agora passam a ter um lado da pista exclusivo para dar mais celeridade aos veículos públicos coletivos  que trafegam na região.

A nutricionista Bárbara Moraes aprovou e comentou a mudança. “Eu sou adepta desse meio de transporte e a faixa exclusiva trouxe agilidade para os ônibus que passam por aqui. Pude perceber que o fluxo dos coletivos está muito mais organizado. Antes, os ônibus mal paravam nos pontos devido à grande quantidade de veículos e hoje, felizmente, não vejo mais esse problema”, afirma.

José dos Santos é motorista de ônibus há 11 anos. Segundo ele, a faixa exclusiva tem ajudado muito, principalmente no cumprimento dos horários. “Antes, levava de 20 a 30 minutos para chegar ao Maceió Shopping, na Avenida Dona Constança. Agora, passei a fazer o mesmo trajeto numa média de oito minutos”, disse.

“É necessário também que os condutores de veículos particulares colaborem com o nosso trabalho e respeitem a faixa exclusiva”, acrescentou o motorista. Para uma maior compreensão do uso correto da faixa exclusiva, equipes da SMTT estão presentes nas duas avenidas desde o início desta semana, fazendo o trabalho de orientação aos condutores da região.

A faixa exclusiva nas avenidas Comendador Leão e Dona Constança funciona das 6h às 20h, exceto nos finais de semana e feriados. Durante todo o mês de junho, equipes de educadores de trânsito, agentes de trânsito e fiscais de transportes da SMTT estarão nas vias apenas conscientizando condutores e motoristas de ônibus sobre o período de adaptação.

A partir do mês de julho, quem transitar de forma irregular pela faixa, por onde os condutores de outros veículos só devem transitar para ter acesso às ruas e aos estabelecimentos comercias por no máximo duas quadras, será multado.

Nicollas Albuquerque / Ascom SMTT
Informações: Governo de Alagoas

READ MORE - Em Maceió, Usuários já sentem melhorias após primeiro dia da faixa exclusiva

O fim dos trólebus da Nova Zelândia

Wellington, capital da Nova Zelândia não terá mais trólebus rodando até 2017. A cidade possuí atualmente 50 km de linhas, e após recomendações do Conselho Regional “Greater Wellington” fechará seu sistema.

Entre as razões para a extinção está o custo de manutenção e infra-estrutura além da inflexibilidade do sistema que ocasiona em velocidades mais lentas em relação aos ônibus a diesel. Os sessenta trólebus restantes serão substituídos por veículos a diesel e diesel-elétricos híbridos.

A retirada da infraestrutura deverá custar aos cofres públicos mais de 20 milhões de dólares. Os Trólebus operam em Wellington desde 1949, e são até o momento o único sistema da Oceania.

Na contra-mão, outros países expandiram a rede de trólebus, sobretudo na Europa. Aqui no Brasil o sistema já correu risco de ser extinto, mas ganhou novo fôlego com veículos mais modernos e a reforma da rede elétrica.

Por Renato Lobo
Informações: Portal Via Trolebus
READ MORE - O fim dos trólebus da Nova Zelândia

Passe Livre para estudantes começa a funcionar em Ponta Grossa

Após quase 6 meses do anúncio de que os estudantes teriam direito ao Passe Livre no transporte coletivo, o benefício começou a funcionar nesta quarta-feira (3) em Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais do Paraná. Ao todo, 1.508 alunos são beneficiados.

O Passe Livre prevê duas passagens diárias de graça nos ônibus da Viação Campos Gerais (VCG) para os estudantes dos ensinos fundamental, médio, técnico e superior que morem a mais de 2 quilômetros da escola ou faculdade e tenham frequência de 85%.

A Lei do Passe livre foi sancionada pelo prefeito no início da tarde de terça-feira (2). O projeto foi aprovado na segunda-feira (1º) por todos os vereadores e prevê o repasse de R$ 1,05 milhão. O valor sairá da Secretaria Municipal de Educação.

Relação de pontos para recarga e consulta de créditos:
- Supermercado Tozetto, no Jardim Carvalho;
- Supermercado Tozetto, na Vila Oficinas;
- SuperMuffato, próximo à garagem da VCG
- Shopping Total, em frente loja do O Boticário;
- Autarquia de Trânsito na Rua Balduíno Taques, antigo Clube GuaÍra;
- Prefeitura;
- Terminais de ônibus, nas cabines dos coordenadores de tráfego.

Ainda dá tempo
Os estudantes que não compareceram ao mutirão de entrega dos cartões devem entregar a documentação solicitada na Prefeitura de Ponta Grossa. Veja abaixo os documentos necessários.

Como passaram do prazo estabelecido, os alunos não receberão o cartão de imediato. Eles deverão comparecer ao Terminal Central para a retirada após o requerimento ser deferido pela Autarquia Municipal de Trânsito e Transporte (AMTT).

Devido ao tempo necessário para o repasse do recurso para a VCG, os cartões solicitados a partir de agora só estarão com créditos a partir de julho.

Documentos necessários para estudantes do ensino médio:
- RG ou certidão de nascimento do aluno;
- CPF do aluno;
- Comprovante de endereço (conta de conta de água ou de luz, carnê de IPTU, contrato de aluguel, correspondências bancárias, de órgãos públicos ou comerciais, entregues pelos Correios);
- RG do representante legal do aluno (para menores de 18 anos);
- CPF do representante legal do aluno (para menores de 18 anos);
- Declaração de inexistência de vaga em escola a menos de dois quilômetros da residência do aluno (Para alunos que não estudam em instituição mais próxima de sua residência);
- Contrato de prestação de serviço de educação, comprovando bolsa de 100% (para estudante de instituição privada);
- Termo de Guarda ou Termo de Encaminhamento do Conselho Tutelar (para alunos que não estão sob cuidados do pai ou da mãe).

Documentos necessários para estudantes do ensino superior:
- RG ou certidão de nascimento do aluno;
- CPF do aluno;
- Comprovante de endereço (conta de conta de água ou de luz, carnê de IPTU, contrato de aluguel, correspondências bancárias, de órgãos públicos ou comerciais, entregues pelos Correios);
- RG do representante legal do aluno (para menores de 18 anos);
- CPF do representante legal do aluno (para menores de 18 anos);
- A folha resumo do Cadúnico, constando que o mesmo ou seus pais (no caso dos menores de idade) são beneficiários de um dos programas Bolsa Família, Telefone Popular, Bolsa Verde, Minha Casa Minha Vida faixa I ou Tarifa Social de Energia Elétrica;
- Para estudante de instituição privada, contrato de prestação de serviço de educação, comprovando bolsa de 100%.

Informações: G1 PR

READ MORE - Passe Livre para estudantes começa a funcionar em Ponta Grossa

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960