Porto Alegre: EPTC vai realizar contagem de ciclistas nas vias

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Técnicos da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) vão realizar contagens de viagens de bicicleta em vias da Capital. O objetivo da ação é mapear o número de ciclistas e obter dados para a instalação de ciclovias futuras, além da qualificação das existentes. 

A medição ocorrerá por meio de um equipamento móvel, doado pelo Itaú (empresa patrocinadora do projeto BikePoa), que poderá ser instalado tanto em vias como em ciclovias. “Ele possui laços que são colocados no asfalto, não contando veículos automotores, só bicicletas. A partir disso, um software repassa os dados e nós poderemos avaliar o perfil, horários de maior e menor circulação, assim como a demanda, se há muitos ou poucos ciclistas no local”, afirma o gerente de Projetos Especiais da EPTC, Antônio Vigna. 

O primeiro teste do equipamento, realizado dia 22 de abril, na ciclovia da Ipiranga, próximo à Azenha, teve 280 ciclistas circulando, entre 15h e 19h. Os dados das pesquisas também serão disponibilizados a organizações não-governamentais, associações e aos interessados pelo tema. As primeiras vias que terão contagens de ciclistas, nos próximos dias, será a avenida Ipiranga e a rua José do Patrocínio (ambas possuem ciclovias). 

Ciclovias – Porto Alegre conta com 25 quilômetros de espaços exclusivos para quem utiliza bicicleta. As implantações das ciclovias tiveram início em 2009, com a criação do Plano Diretor Cicloviário. O ponto mais recente é a ciclovia da Érico Veríssimo, com 500 metros, que interliga as ciclovias da José do Patrocínio e da Ipiranga. Além disso, a cidade conta com 40 estações e 400 bicicletas compartilhadas no sistema BikePoa.  

Informações: EPTC


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960