Nova paralisação de ônibus vai acontecer nesta sexta-feira no Grande Recife

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Os rodoviários aprovaram, por unanimidade, paralisar as atividades nesta sexta-feira, das 4h às 8h, mesmo horário em que cruzaram os braços na segunda-feira passada. A decisão foi votada durante assembleia da categoria, realizada esta manhã, na sede do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários, bairro de Santo Amaro, no Recife.

A reunião, realizada na garagem do prédio, na Rua Araripina, apresentou também a proposta de realizar a nova paralisação de advertência a partir das 16h. Os objetivos seriam aumentar a participação dos motoristas que trabalham à tarde e provocar menos transtornos à população.Outra assembleia está marcada para as 15h30, no mesmo local.

Na terça-feira passada, o ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST) Barros Levenhagen reconsiderou a decisão que suspendeu o reajuste de 10% para motoristas, fiscais e cobradores. Mas a categoria permanece insatisfeita, uma vez que o efeito suspensivo relativo ao vale-alimentação, diárias, auxílio-funeral e indenização por morte ou invalidez foi mantido, restringindo o reajuste a 6%.

Os pisos com valores de R$ 1.765,50 para motoristas, R$ 1.141,69 para fiscais despachantes e R$ 812,13 para os cobradores estão mantidos até a votação pela Seção de Dissídios Coletivos do TST, que deve acontecer no próximo dia oito de setembro. (com informações de Paulo Trigueiro)

Informações: Diário de Pernambuco


READ MORE - Nova paralisação de ônibus vai acontecer nesta sexta-feira no Grande Recife

Natal terá mais corredores exclusivos de ônibus

O modelo de corredor exclusivo de ônibus implantado na avenida Bernardo Vieira, em 2007, será copiado para outras avenidas de Natal. A prefeitura aguarda a conclusão dos projetos executivos para 9,7 quilômetros de corredor semi-exclusivo do transporte público na capital potiguar – projeto orçado em R$ 125 milhões do PAC Grandes Cidades (PAC 2) e tenta a aprovação junto ao governo federal de recursos para projetos executivos relativos a outros 10,5 km de corredor exclusivo de ônibus. Ainda sem prazo para implantação desse sistema, a parte dos estudos, que está mais adiantada, deve terminar até o fim do ano.

O secretário adjunto de Trânsito da Semob, Walter Pedro da Silva, explica que estão sendo elaborados os projetos para corredores semi-exclusivos de ônibus nas avenidas Coronel Estevam (av. 9) e Hermes da Fonseca/Salgado Filho. Na primeira, o corredor acompanhará toda a extensão da avenida, somando 6 km alternados entre faixas exclusivas e semi-exclusivas. Já na Hermes, o trecho entre a avenida Bernardo Vieira e a rua General Cordeiro de Farias, em Petrópolis, somará outros 3,7 km de corredor semi-exclusivo.

A previsão de conclusão dos projetos é até dezembro deste ano. Ele estima em dois anos o prazo de execução das obras. Quando forem concluídos, os projetos seguem para fase de contratação seguida de execução. Em relação aos corredores exclusivos serão implantados na Salgado Filho, aproximadamente 1 km entre a Bernardo Vieira e a Amintas Barros; 7,3 km na Prudente de Morais, da avenida da Integração à General Cordeiro de Farias; e cerca de 2 km na avenida Presidente Bandeira (av. 2), da av. 9 à Bernardo Vieira. 

Mas, Walter Pedro conta que ainda aguarda autorização do governo federal para iniciar os projetos executivos dos corredores exclusivos. Essas obras junto à implantação de 1054 novos abrigos de transporte público, além de uso de concreto nas faixas de ônibus, estão orçados em R$ 1,3 bilhões, oriundos do PAC 3. “Mas ainda é necessário dar mais consistência aos projetos para definir o valor”, adianta Walter Pedro. 

Por Pedro Andrade e imagem de Magnus Nascimento
Informações: Tribuna do Norte

READ MORE - Natal terá mais corredores exclusivos de ônibus

Câmara aprova projeto que obriga ônibus a ter GPS em Campinas

A Câmara de Campinas (SP) aprovou, na noite desta quarta-feira (27), em segunda discussão, o projeto de lei que obriga que as empresas de transporte público instalem GPS nos ônibus. No entanto, de acordo com a Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano (Transurc), todos os veículos da cidade já possuem o dispositivo.

Segundo a justificativa do projeto, que é de autoria do vereador Cidão Santos (PPS), a medida vai reduzir os atrasos dos ônibus e, consequentemente, diminuir a quantidade de usuários que ficam concentrados nos pontos aguardando a passagem dos coletivos.

Questionado sobre o fato dos ônibus já possuírem o dispositivo, o vereador Cidão Santos afirmou que tinha conhecimento que alguns já possuíam GPS, mas não sabia que eram todos. Além disso, ele ressaltou que no texto do projeto também consta a criação da central de monitoramento, o que valida a medida.


De acordo com o projeto votado nesta noite, as empresas terão 120 dias para se adequar à nova lei, caso contrário terão que pagar multa de 1000 ufics, que é a Unidade Fiscal da cidade. Atualmente, cada Ufic vale R$ R$ 2,6277.

De acordo com a Transurc, todos os ônibus possuem o dispositivo já que o item é obrigatório nos contratos de concessão do transporte público desde 2006, mas os equipamentos são usados apenas para controle interno das empresas porque a cidade ainda não possui uma central de monitoramento.

De acordo com a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec), a implantação da central requer verificações técnicas que demandam muito tempo. Segundo o secretário de Transportes da cidade, Carlos José Barreiro, a central definitiva será implantada no início de 2015.

Informações: G1 Campinas e Região
READ MORE - Câmara aprova projeto que obriga ônibus a ter GPS em Campinas

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960