Faixa exclusiva de ônibus tira duas toneladas de dióxido de carbono por dia

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

A criação das faixas exclusivas para ônibus na cidade de São Paulo ajudaram a reduzir níveis de poluição. No caso da estrutura montada no Corredor Norte-Sul, a medida tem retirado da cidade cerca de duas toneladas de dióxido de carbono diários da atmosfera.

A capital paulista criou mais de 350 quilômetros de faixas exclusivas desde o ano passado, e este projeto foi apresentado nesta segunda-feira (10) pelo prefeito Fernando Haddad durante plenária sobre o tema na 66ª Reunião Geral da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), em Campinas (SP).

“No Corredor Norte-Sul, que é o principal da cidade, são duas toneladas de dióxido de carbono a menos na atmosfera. Só pela diminuição da queima de diesel em único corredor, que tem em torno de 25 quilômetros. Nós fizemos mais de 350 quilômetros [de faixas exclusivas] e em uma, que é menos de 10% do total, o ganho ambiental é enorme”, disse Haddad.

O prefeito destacou ainda sobre a Lei de Incentivo à Zona Leste, a criação de duas centrais mecanizadas e a Parceria Público-Privada (PPP) da Iluminação Pública, que substituirá todo o parque por LED, mais econômica que o modelo atual.

No caso do Incetivo a Zona Leste, um dos ganhos em gerar emprego nas zonas afastadas do centro, é evitar grandes quantidades de deslocamentos, uma vez que existem poucos postos de trabalho nesta região.

A 66ª Reunião Geral da FNP reunirá cerca de 600 pessoas nos debates da que abordarão entre muitos temas, os desafios para o barateamento da tarifa do transporte coletivo urbano e o papel dos governos locais nos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Fonte: Via Trolebus

Leia também sobre:

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960