Região Metropolitana de Porto Alegre pode ter bilhetagem única

sábado, 27 de julho de 2013

Um projeto piloto de bilhetagem única para o transporte da região Metropolitana deve ser implantado no ano que vem. O anúncio foi feito nessa terça-feira, em Porto Alegre, durante a Oficina Sistema Integrado de Transporte - Bilhete Único, evento promovido pela Metroplan e Secretaria de Obras Públicas Irrigação e Desenvolvimento Urbano. Na ocasião, foi apresentado o Plano Integrado de Transporte e Mobilidade Urbana, que busca a integração do transporte público da região, que compreende cerca de 4 milhões de habitantes.

"Em 11 meses será implantado projeto piloto de bilhetagem única, junto com a Copa do Mundo", disse o presidente do Conselho Deliberativo Metropolitano e prefeito de Canoas, Jairo Jorge. Segundo ele, provavelmente será uma integração utilizando o eixo do trem. O secretário estadual de Obras Públicas, Luiz Carlos Busato, ressaltou que, hoje, o eixo Norte é o que se apresenta com mais possibilidade para iniciar a implantação, já que conta com todos os modais implantados.
O projeto contempla a bilhetagem eletrônica com uso de cartão. O sistema de tarifação será dividido em 13 bacias (referente aos municípios), em função das distâncias médias entre elas e valor para deslocamento dentro de cada uma, além de integração multimodal sem acréscimo tarifário. A interoperabilidade permitirá o uso do mesmo cartão em todo o trajeto. Além da união tarifária, será necessário integrar a rede estrutural intermodal, de intervenções urbanísticas-ambiental, de controle e informação ao usuário, de financiamento, e institucional, que prevê formar o Consórcio Metropolitano de Transporte. "A maior barreira é institucional, criar um consórcio de gestores para fazer a integração plena, operacional e tarifária entre municípios e sistema metropolitano", disse o diretor superintendente da Metroplan, Oscar Escher.

A implantação do plano deve ser concluído em 2033. O metrô de Porto Alegre terá importante papel no plano, constituindo eixo de orientação e assegurando conexão entre os corredores de transporte e ligação entre 32 bairros. Porém, os prazos para a obra ainda são incertos. "Estão sendo revistos custos. Tanto o governador quanto o prefeito de Porto Alegre estão trabalhando junto ao governo federal", assegurou Escher.

Informações: Correio do Povo

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960