São José dos Campos apresenta projeto do metrô de superfície

segunda-feira, 26 de novembro de 2012


O Instituto de Pesquisa, Administração e Planejamento (Ipplan) de São José dos Campos apresentou nesta segunda-feira (26) o projeto de construção do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) da cidade. De acordo com o instituto, foram quase dois anos de estudos para o novo meio de transporte público que deve ser implementado até 2030.

Segundo o Ipplan, o número de passageiros que vão usar o sistema de transporte coletivo na cidade por dia poderá saltar dos atuais 330 mil para 495 mil. Pelo atual projeto, o VLT terá 94 quilômetros de extensão e 8 linhas que seriam construídas por etapas.

A primeira delas ligaria a zona sul à região central passando pela Avenida Andrômeda. As outras linhas passariam pela Estrada Velha, Avenida dos Astronautas, zonas leste, norte e oeste e duas na região central.

De acordo com Cynthia Gonçalo, diretora do instituto, a construção do VLT só seria viável com o auxílio de verbas do governo federal. Por isso, o projeto foi incluído no PAC 2, o Programa de Aceleração do Crescimento.

“Atende todas as diretrizes do PAC 2 Mobilidade. O projeto já está protocolado lá, ele tem um custo de R$ 1,1 bilhão. Envolve todo o crescimento de demanda da habitação, da demanda de transportes, crescimento de emprego, crescimento da população até 2030”, explicou.

A expectativa do atual prefeito, Eduardo Cury (PSDB), é que a população comece a usar o VLT em quatro anos, mas para isso o projeto precisa ser aprovado pela próxima gestão, do petista Carlinhos Almeida. A próxima gestão vai analisar o projeto, ver se eles concordam em fazer um VLT, um metrô de superfície em São José e começar a implantação.

“O governo federal vai dar a resposta agora em dezembro, no começo de janeiro sobre a aprovação dos recursos. Em dando a sinalização, a licitação pode ocorrer no ano que vem e começar as obras no final de 2013, 2014, e dentro de três anos, somando hoje quatro anos, você pode ter as primeiras linhas sendo operadas”, disse.

O Ministério das Cidades confirmou que o projeto do VLT foi protocolado em agosto e está em análise. Já o prefeito eleito, Carlinhos Almeida (PT), informou que tem interesse em implantar o metrô de superfície, porque considera uma boa alternativa para a cidade.

Do G1 Vale do Paraíba e Região

READ MORE - São José dos Campos apresenta projeto do metrô de superfície

Terminais Integrados da Região Metropolitana do Recife sofrem com falta de policiamento

Se já não bastasse as filas, excesso de demora, desorganização, desconforto entre outros, um fator que vem chamando atenção é a falta de policiais dentro dos terminais de integração.

E o que vimos e ouvimos dos usuários foi a falta de segurança principalmente hos horários de pico e nos finais de semana.

Um dos grandes exemplos é o terminal integrado de Igarassu, onde foi contado pelos usuários que vândalos invadem e furam as filas, entram pelas janelas e o fato mais curioso desta desordem, é que um destes vândalos chegou a colocar um cavalete que fica no terminal para dentro do ônibus. 

E essa situação também acontece nos TI da Macaxeira e do Barro

No TI da Macaxeira por exemplo, pudemos observar que não havia um sequer policial naquele momento, na qual com a chegada do ônibus Igarassu/Macaxeira, dezenas de pessoas começaram a invadir o coletivo sem deixar na área destinada ao desembarque, o que deixou a situação muito confusa, pois usuários que tentavam descer do ônibus se esbarravam nas pessoas que tentavam subir de maneira incorreta.

E o TI do Barro não foge a regra, mesmo com promessas de melhora devido a ampliação sendo executada, a falta de policiais e também de orientadores de filas deixam os usuários totalmente prejudicados, principalmente nas linhas alimentadoras, onde entram primeiro os mais fortes e inconscientes e depois entram as pessoas que não entram no empurra empurra.

Essa situação do TI do Barro já foi denunciada aqui no Blog diversas vezes, pois os motoristas dessas linhas alimentadoras desembarcam os usuários na área de embarque causando esse transtorno.

E o que dizer da insegurança, onde as paradas dessas linhas alimentadoras são completamente escuras deixando os usuários totalmente prejudicados.

Blog Meu Transporte
READ MORE - Terminais Integrados da Região Metropolitana do Recife sofrem com falta de policiamento

Linhas de ônibus de Manaus estarão disponíveis em guia impresso

Um guia com a lista das linhas de ônibus que trafegam pelas ruas de Manaus será lançado na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), na terça-feira (27). O projeto desenvolvido pelo grupo "Trânsito Manaus" traz na versão impressa o conteúdo já disponível online por meio do site Ônibus Manaus.
Foto: Frank Cunha/G1 AM
Cerca de cinco mil exemplares do guia foram impressos e a ideia é distribuir em hotéis, centros comunitários e postos de atendimento ao turista. “Queremos atender não só o usuário de transporte coletivo de Manaus, mas também os turistas. Muita gente visita a cidade, se hospedagem em locais simples e faz uso dos ônibus”, disse o CEO do Trânsito Manaus, Luiz Eduardo Leal.

A iniciativa visa atender a uma parcela de usuários que não disponibilizam acesso à internet em casa ou em dispositivos móveis. A necessidade contou com o apoio da Comissão de Transporte, Trânsito e Mobilidade da Aleam.

"Muita gente comentava que algumas pessoas não tinha acesso à internet no celular. Trocamos ideia com o deputado [estadual] Marcelo Ramos [PSB] e ele nos apoiou”, afirmou Leal.

Informações: G1 Amazonas

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Linhas de ônibus de Manaus estarão disponíveis em guia impresso

Em Teresina, Ônibus estão sempre lotados e demoram bastante

Os usuários de ônibus coletivos de Teresina estão revoltados com a demora e a diminuição da frota nos últimos dias na cidade, segundo eles, a espera por um coletivo chega a mais de 01 hora.

Paradas lotadas são visiveís e muitos tem que se arriscarem para poder chegar em casa, pois a espera por outro ônibus não compensa.

Para pegar o ônibus, muitas pessoas tem que correr do trabalho para não perder o ônibus.

Passageiros se sentem humilhados por terem um sistema de transporte tão ruim com na cidade.

Segundo a Strans, é necessário um levantamento para aumentar a frota e consequentemente observar aonde será preciso melhorar o serviço.

Informações: TV Clube


READ MORE - Em Teresina, Ônibus estão sempre lotados e demoram bastante

Em Fortaleza, Duas novas linhas de ônibus passam a funcionar na cidade

No intuito de facilitar o deslocamento dos usuários dos terminais de Messejana e Conjunto Ceará em direção aos bairros Papicu e Aldeota, respectivamente, a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor) disponibilizará a partir desta segunda-feira (26) duas novas linhas de ônibus: (096) Cj. Ceará/Barão de Studart e (019) Messejana/Papicu/Manibura.

O objetivo desta medida é aumentar o número de viagens dos coletivos e redistribuir melhor a demanda de passageiros, ofertando novas opções de ligações entre as áreas da cidade que têm maior procura.

Conforme a programação operacional definida pela Etufor, a linha (096) Cj. Ceará/Barão de Studart iniciará o itinerário no Terminal do Conjunto Ceará e trafegará por vias de grande circulação como a Bezerra de Menezes, Domingos Olímpio, Antônio Sales e Barão de Studart.  No sentido volta, a partir da Rua Pereira Filgueiras, terá percurso expresso, sem paradas para embarque e desembarque até o Terminal do Conjunto Ceará.
A operação acontecerá de segunda a sexta-feira somente nos horários de pico da manhã, entre 5 e 9 horas. Inicialmente, a frota disponibilizada será de oito veículos, podendo ser redimensionada.

Já a linha (019) Messejana/Papicu/Manibura, que funcionará nos dias úteis com cinco ônibus disponíveis, será uma opção mais rápida para quem deseja ir ao Terminal do Papicu. A nova ligação reforçará o atendimento já realizado pela linha (068) Messejana/Papicu/Via Cambeba. A única diferença é que não entrará no Cambeba, seguirá pelas vias Frei Cirilo, José Leon, Washington Soares, Eng. Santana Júnior e Lauro Nogueira.


Informações: ETUFOR

Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Em Fortaleza, Duas novas linhas de ônibus passam a funcionar na cidade

Tarifa de ônibus em Poços de Caldas vai custar R$ 2,80

O prefeito Paulo César Silva anunciou, na sexta-feira (23), que o valor da tarifa básica do transporte coletivo passará a ser de R$ 2,80. A autorização para o reajuste, publicada por meio de decreto, neste sábado (24), passará a vigorar em 1º de dezembro.

A Auto Omnibus Circullare, que explora o serviço no município, solicitou, no dia 15 de outubro, aumento da tarifa de R$ 2,50 para R$ 3,00, alegando desequilíbrio econômico-financeiro ocasionado, entre outros fatores, pelo aumento dos valores dos salários, combustíveis e impostos diversos, além da queda do Índice de Passageiros por km (IPK) que, em 2000, era de 2,77 e, hoje, é 1,92.

Na quinta-feira (22), a Comissão Municipal de Transporte Público e Tarifas Correlatas protocolou, na Secretaria Municipal de Governo, a documentação referente ao pedido de reajuste e propôs, de acordo com a análise dos dados levantados, que a tarifa chegasse ao valor de R$ 2,93.

No entanto, o prefeito Paulo César Silva, depois de análise da documentação apresentada e levando em consideração também o interesse do passageiro, autorizou o reajuste de 12%. “A empresa pleiteou que o valor da tarifa subisse para R$ 3,00. Já a Comissão Tarifária autorizou R$ 2,93, mas vamos conceder R$ 2,80, para atender o interesse dos usuários”, explicou o prefeito Paulo César Silva.
Ele também destacou que o município estuda duas novas formas de melhorar a questão, trazendo benefícios diretos para a população e cumprindo o contrato com a concessionária. “Temos que reconhecer que a empresa tem feito a parte dela na aquisição de ônibus, segurança e adequações. Nossa equipe técnica está analisando a possibilidade de envio para a Câmara de um projeto que prevê a redução do ISSQN de 5% para 2%, o que impactaria diretamente nos custos da empresa. Estudamos também a viabilidade, juntamente com os advogados da concessionária, de uma audiência de conciliação para que possamos evitar que o município tenha que, no futuro, arcar com indenizações”, informou.

O prefeito ressaltou, ainda, que com o reajuste, a Prefeitura corre novamente o risco de sofrer questionamentos judiciais, já que não contemplou integralmente o pedido da empresa.

Contrato

O contrato entre o município e a empresa concessionária do transporte coletivo estabelece a obrigatoriedade do município em manter o equilíbrio econômico-financeiro da concessão durante todo o prazo contratual.

O contrato com a Circullare foi assinado em 26 de novembro de 2004, seguido por um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) proposto pelo Ministério Público, em 29 de novembro de 2005.

O prefeito alertou que a empresa está praticamente há dois anos sem reajustes, já que, em 2010, a Comissão Tarifária chegou ao valor de R$ 2,50, referente ao ano de 2009, quando não houve aumento, mas o valor passou para R$ 2,30. A tarifa de R$ 2,50 passou a vigorar somente a partir de julho de 2011.

READ MORE - Tarifa de ônibus em Poços de Caldas vai custar R$ 2,80

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960