Tarifa de ônibus em Santos sobe para R$ 2,90

sábado, 21 de janeiro de 2012

Usuários do transporte coletivo de Santos vão precisar separar mais um pouco do orçamento mensal para pagar a passagem. O Diário Oficial publicou nesta sexta-feira os decretos sobre o aumento da tarifa. A medida começa a valer à zero hora do próximo domingo. As passagens dos ônibus convencionais passarão de R$ 2,65 para R$ 2,90. As viagens nos veículos seletivos passam de R$ 3,20 para R$ 3,50.
Motivos
De acordo com a Administração Municipal, o aumento do preço das passagens se deve ao aumento dos gastos com a folha de pagamento e benefícios dos funcionários das permissionárias, além da elevação de outros insumos que compõem o custo do transporte coletivo, como depreciação da frota e combustível.

Outro fator considerado para tornar necessária a readequação das tarifas, também segundo a Prefeitura, foi a renovação das frotas.

No transporte convencional, operado pela Viação Piracicabana, 140 novos veículos foram incorporados ao sistema, em substituição aos carros mais antigos, o que corresponde a 46% do total de 305 ônibus.

Até o início de fevereiro, segundo a Prefeitura, todos os ônibus terão recursos de acessibilidade para deficientes, antecipando a meta estipulada em lei federal, que obriga os municípios a adaptarem os veículos convencionais até o final de 2014.

Nas linhas seletivas, entraram em operação no início do ano 10 veículos novos e dotados de elevadores próprios para o embarque e desembarque de cadeirantes.
Estudantes
Os estudantes contarão com desconto de 50% no valor da passagem no sistema convencional. No Cartão Transporte (CT), continuará sendo descontado o valor de R$ 2,65 para os créditos efetuados até sábado. Quem possuir cartões múltiplos adquiridos até este dia também poderá utilizá-los até que se esgotem os créditos.

No transporte seletivo, pessoas com mais de 65 anos, cadastradas na CET, continuam com o desconto de 50% sobre a tarifa normal. Os passes são vendidos exclusivamente no Serviço de Atendimento ao Cidadão da CET, na Av. Rangel Pestana, 126, Vila Mathias, de segunda a sexta-feira, das 8 às 16h30.
Cálculo
O cálculo da tarifa é feito por meio de uma planilha de custos, de acordo com metodologia do Geipot, órgão ligado ao Ministério dos Transportes.

O valor obtido é influenciado diretamente pelas características de cada sistema de transporte, tais como idade média da frota, tipo de veículo, folha de pagamento dos empregados, número de gratuidades, quantidade de passageiros transportados e quilometragem percorrida.
 
De A Tribuna On-line


''Curtir e Seguir’' o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Tarifa de ônibus em Santos sobe para R$ 2,90

Recife: Aumento nas passagens começa a valer neste domingo

O reajuste nas tarifas de transportes coletivos da RMR, definido em 6,5%, começa a vigorar a partir deste domingo (22). O aumento das passagens foi decidido pelo Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM), em votação realizada nesta sexta-feira (20). No encontro, 13 representantes foram a favor da proposta vitoriosa (realizada pelo governo), 3 se abstiveram, 2 representantes faltaram e 1 votou a favor da proposta dos empresários (voto de Fernando Bandeira, presidente da Empresas de Transporte Integrado, Urbana/PE, que solicitava um aumento de 17,2%). O reajuste nas passagens dos transportes coletivos da RMR teve como base de cálculo o índice de Preços do Consumidor Amplo (IPCA).

No serviço convencional, a tarifa do Anel A sobe de R$ 2 para R$ 2,15; a tarifa B sobe de R$ 3,10 para R$ 3,25; a  D, de R$ 2,45 para R$ 2,60; e a G, de  1,30 para 1,40. Aos domingos, as tarifas dos Anéis A,D e G sobem de R$ 1 para R$ 1,10; e a do Anel B, de R$ 1,55 para R$ 1,65.    

O sistema de transporte público metropolitano atende a 2 milhões de usuários todos os dias. São 26 mil viagens feitas diariamente na Região Metropolitana do Recife, por 3 mil ônibus. 18 empresas administram os coletivos que servem a 385 linhas.



Siga o Blog Meu Transporte pelo Facebook
READ MORE - Recife: Aumento nas passagens começa a valer neste domingo

Salvador tem a tarifa de ônibus mais cara do Nordeste

Apesar de ainda não ter sofrido reajuste neste ano, a tarifa dos ônibus municipais em Salvador é a mais cara entre as capitais do Nordeste. O último reajuste na capital baiana ocorreu em janeiro de 2011, quando a tarifa passou de R$ 2,30 para R$ 2,50.

O atual preço supera o valor cobrado em capitais como Recife e Fortaleza, cujo valor atual é de R$ 2. No Recife, foi aprovado nesta sexta-feira (20) o reajuste de 6,5% no preço da passagem de ônibus, que vai valer a partir do domingo (22).

Na capital pernambucana, estudantes e representantes de movimentos populares realizaram, na manhã desta sexta, um protesto contra o aumento. O Batalhão de Choque tentou impedir a passagem dos manifestantes. Tiros de bala de borracha e spray de pimenta foram usados pela polícia para conter as pessoas.

Também tiveram reajuste neste ano João Pessoa (4,7%) e Teresina (10,5%).

Confira os valores atuais no Nordeste:
Aracaju - R$ 2,25
Fortaleza – R$ 2
João Pessoa – R$ 2,20
Maceió – R$ 2,10
Natal – R$ 2,20
Recife – R$ 2,15
Salvador – R$ 2,50
São Luís – R$ 2,10
Teresina – R$ 2,10

No restante do país, São Paulo possui a tarifa mais cara: R$ 3, sendo seguida por Florianópolis (R$ 2,90), Rio de Janeiro (R$ 2,75) e Manaus (R$ 2,75), Porto Alegre (R$ 2,70), Cuiabá (R$ 2,70) e Campo Grande (R$ 2,70).

Com informações do G1.


READ MORE - Salvador tem a tarifa de ônibus mais cara do Nordeste

São Paulo: Com novos trens, Metrô quer reduzir intervalo de viagens

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), entregou na manhã desta sexta-feira duas novas composições do Metrô, que foram reformadas com novos sistemas de ar condicionado e câmeras de vigilância. Os dois novos trens, o sétimo e oitavo entregues até aqui na gestão do tucano, vão integrar as linhas 1 (Azul, norte-sul) e 3 (Vermelha, leste-oeste). O objetivo é reduzir o tempo de espera nas plataformas para até 90 segundos.
Foto: André Naddeo/Terra
Até 2014, serão integrados às duas linhas, de forma gradativa, um total de 98 trens (48 para a Linha 1 e 42 para a Linha 3), num investimento total do Estado na ordem de R$ 1,75 bilhão, via consórcio formado por três empresas do ramo.

"Se fizermos as contas, como cada trem possui seis carros, serão entregues no total 588 carros para a população. Com isso, até 2014, vamos diminuir o intervalo das composições de 105 segundos, na Linha 1, para 90 segundos, na hora do rush. O mesmo acontecerá na Linha 3, onde diminuiremos o tempo de 105 para 85 segundos", explicou o governador.

Questionado sobre os problemas de superlotação que afetam a rede, principalmente nos horários de pico, Alckmin mais uma vez se apoiou nos números para exaltar as melhorias no transporte público do seu mandato à frente do estado paulista.

"Isso não acontece todos os dias. Somente o Estado de São Paulo, para vocês terem uma ideia, dá conta de 70% do transporte público brasileiro. Os outros 30% são outras capitais, como Salvador e Rio de Janeiro, somadas. Acho que isso explica o quanto estamos investindo permanentemente nesta questão", afirmou, sem citar a fonte deste levantamento.

Duas mil pessoas a mais por trem
Além das câmeras de vigilância (quatro internas por carro e duas externas na cabeceira da composição) do sistema de ar condicionado, os trens modernizados vão oferecer ainda aos usuários informações audiovisuais e em braile sobre cada estação, junto a um maior controle de frenagem e tração e componentes eletrônicos que vão diminuir o consumo de energia.


"Cada um destes trens comporta duas mil pessoas. Vamos aumentar, já até 2013, a capacidade do Metrô em 20%. E como o Brasil é um país tropical, é fundamental também que tenhamos um bom sistema de ar condicionado", completou Alckmin.

Fonte: Terra


READ MORE - São Paulo: Com novos trens, Metrô quer reduzir intervalo de viagens

Em Salvador, Governo e Prefeitura assinam convênio para implantação da Linha 2 do metrô na capital

Por volta das 16h (horário de Brasília) desta sexta-feira (20), representantes do Governo da Bahia e das prefeituras de Salvador e Lauro de Freitas (na Região Metropolitana) assinaram um termo de anuência relativo à implantação do projeto de mobilidade urbana da Grande Salvador. O plano prevê a implantação da Linha 2 do metrô, ligando o Acesso Norte, em Salvador, ao município de Lauro de Freitas, passando por toda a Avenida Paralela, e ainda a implantação das vias alimentadoras.

A Linha 1 do metrô está em construção há 12 anos e, segundo a prefeitura vai começar a operar no segundo semestre de 2012, com apenas seis quilômetros de extensão. O tramo vai do bairro da Lapa à Rótula do Abacaxi. Para viabilizar o funcionamento do metrô no primeiro ano, a Prefeitura de Salvador vai receber R$ 33 milhões do Ministério das Cidades, para subsidiar a passagem do metrô e as operações do sistema.

O convênio foi assinado por Edvaldo Brito, prefeito em exercicio de Salvador, Jaques Wagner, governador da Bahia e Moema Gramacho, prefeita de Lauro de Freitas. João Henrique, o prefeito de Salvador, viajou na última terça-feira (17) para a Espanha para conhecer a funcionalidade dos sistemas metroviário de três das principais cidades espanholas, Madri, Barcelona e Bilbao.

INVESTIMENTO - Em novembro do ano passado, a presidente Dilma Rousseff anunciou, em Salvador, a liberação de R$ 1,6 bilhão para a realização de obras de mobilidade urbana na capital baiana, entre elas a construção da Linha 2 do metrô. Da verba destinada pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade Grandes Cidades, parte é do Governo Federal (R$ 1 bilhão) e o resto (R$ 600 milhões) será financiado pela União ao Governo do Estado.

Gustavo Maia
Do NE10/Bahia


READ MORE - Em Salvador, Governo e Prefeitura assinam convênio para implantação da Linha 2 do metrô na capital

Em Porto Alegre, Rodoviários rejeitam proposta e decidem manter estado de greve

O Sindicato dos Rodoviários de Transporte Coletivo de Passageiros Urbanos de Porto Alegre decidiu, após assembleia, manter o estado geral de greve iniciado na última quinta-feira (19). De acordo com a categoria, a proposta de reajuste salarial de 7% oferecida pela Associação dos Transportadores de Passageiros (ATP) da Capital no final da tarde desta sexta-feira (20) é insatisfatória e representa um retrocesso nas negociações com o sindicato.
FREDY VIEIRA/JC

"O sindicato patronal precisa entender que as nossas perdas salariais são enormes. Eu, como muitos de meus colegas, saio de casa para ganhar R$ 60,00 por dia trabalhado", declarou o vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários, Marcelo Fraga. "Nossa profissão envolve um fator de risco muito grande. Já ouvi histórias de vários motoristas e cobradores que foram assaltados e acabaram indo a óbito enquanto estavam trabalhando. Ganhamos muito pouco para correr esses riscos e transportar em segurança mais de 900 passageiros por dia”, complementou.

Durante a reunião realizada na sede do sindicato, na Avenida Venâncio Aires, próximo a esquina com a Avenida João Pessoa, o grupo manteve o trânsito congestionado por quase uma hora. Segundo Fraga, isto é apenas o começo de uma série de retaliações que pretendem realizar enquanto as demandas não forem atendidas. O líder sindical afirma que se outras propostas não forem oferecidas pela ATP até o dia 26 de janeiro, quando a presidente Dilma Rousseff vem a Capital para o Fórum Social Temático, a categoria pretende realizar uma paralisação de mais de 24 horas. 

A chamada "operação tartaruga" – que reduziu o número de funcionários das empresas de transporte público na Capital – já dura mais de um dia. Os funcionários de empresas como Carris, Conorte e STF protestam por um reajuste salarial de 22% acima da inflação. A ATP ainda não se manifestou sobre a decisão do grupo.




READ MORE - Em Porto Alegre, Rodoviários rejeitam proposta e decidem manter estado de greve

Prefeitura de Fortaleza inicia obras de mobilidade urbana para Copa do Mundo

As obras de mobilidade urbana em Fortaleza para a Copa do Mundo de 2014 iniciam-se na próxima terça-feira (23). As intervenções terão início na Via Expressa, no trecho entre as avenidas Abolição e Alberto Sá.

Serão realizados os serviços de fresagem (raspagem do asfalto), recapeamento e sinalização, no mesmo padrão do Programa de Transporte Urbano de Fortaleza (Transfor). A interdição da via acontecerá de forma parcial, com uma das faixas por sentido sendo bloqueada por vez. Assim, não será necessário desvio de trânsito e das linhas de ônibus que transitam no local.

A intervenção na Via Expressa faz parte da primeira licitação das obras de mobilidade urbana da Prefeitura, com um valor de cerca de R$ 145 milhões. O valor total para as obras de mobilidade urbana na cidade de Fortaleza que competem à Prefeitura é de R$ 26,5 milhões. Desse valor, R$ 206,6 milhões são provenientes da Caixa Econômica Federal e R$ 54,9 da Prefeitura de Fortaleza, esse último valor envolvendo desapropriações e indenizações. O Prazo de conclusão de todo o pacote de obras é agosto de 2013.




READ MORE - Prefeitura de Fortaleza inicia obras de mobilidade urbana para Copa do Mundo

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960