Em Fortaleza, Greve de motoristas e cobradores de vans é encerrada

domingo, 30 de dezembro de 2012

A greve dos motoristas, cobradores e fiscais de vans foi encerrada após a reunião que ocorreu durante a manhã deste sábado (29), no Ministério Público do Trabalho (MPT), entre o Sindicato de Transporte Complementar (Sindvans) e o Sindicato dos Empregados em Transporte Alternativo da Cidade de Fortaleza (Sintraafor).

A categoria estava em greve desde a meia-noite da última quinta-feira (27).

Segundo informações da assessoria do MPT, o reajuste ficou entre 11% e 12,3 %, dependendo da função exercida, e os motoristas devem receber um salário-base de R$ 963. A produtividade ficou acertada no valor de R$ 38, 52, o que gera um salário de R$ 1.1001,52.

Já os fiscais, vão receber um salário de R$ 745, com a produtividade de R$ 28,71 incluída. Os cobradores vão receber um valor de R$ 707, 85 com a produtividade de R$ 28,31.

Na última sexta-feira (28), um reajuste linear de R$ 10% foi levado para a consulta, mas houve recusa dos motoristas.  O vale-refeição foi estipulado no valor de R$ 8,25 e uma cesta básica de R$ 55. 

Estabilidade
De acordo com responsável pela mediação, o procurador regional do trabalho, Gérson Marques,  também ficou assegurada estabilidade dos trabalhadores no emprego por 30 dias. Com a assinatura da convenção coletiva da categoria, o documento será enviado para homologação na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE, antiga DRT). “Prevaleceu o bom senso em ambas as partes e encontrou-se uma solução capaz de atender aos interesses de todos e, sobretudo, não sacrificar ainda mais os usuários do sistema alternativo de transporte neste período de fim de ano”, ressaltou Gérson Marques.

Informações: Diário do Nordeste

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960