Conheça 10 estações de metrô mais deslumbrantes do mundo

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Mais do que pontos de transporte público subterrâneo, algumas estações de metrô são verdadeiras atrações turísticas. Seja por sua arquitetura, sua decoração ou suas obras de arte, estas estações de metro deslumbrantes selecionadas pelo jornal espanhol El Pais merecem uma visita na próxima viagem.

Komsomolskaya, Moscou, Rússia
Muitas das 182 estações de metrô de Moscou, por onde passam mais de nove milhões de passageiros diariamente, são verdadeiras obras de arte. Mas nenhuma delas é tão especial quanto a estação de Komsomolskaya, na linha Koltesvaiya, numa mistura de palácio barroco, galeria de arte e registro histórico da União Soviética. Impressionantes lustres, colunas de mármore e mosaicos inspirados num famoso discurso de Stalin fazem parte dos destaques da estação.

T- Centralen, Estocolmo, Suécia
A rede de metrô da capital sueca é uma das mais modernas do planeta e é conhecida por alguns como “a galeria de arte mais longa do mundo”, já que praticamente todas suas estações contam com obras artísticas de diferentes tipos.  A mais curiosa das estações é a de T-Centralen, onde a rocha natural do local onde foi escavada foi deixada à mostra. Arcos rústicos decorados com figuras tradicionais em branco e azul, murais e colunas com mosaicos dão à estação de T-Centralen um estilo único.

Baker Street, Londres, Inglaterra
Imortalizada por Arthur Conan Doyle e seu detetive Sherlock Holmes, que morava no local, a rua de Baker Street homenageia seu mais famoso habitante (fictício) na estação  homônima do metrô de Londres.  Usada como ponto de acesso para os marcos turísticos da capital inglesa, como o Museu de Cera Madame Tussauds e Regent Park, a estação conta com diferentes referências ao personagem, como desenhos em azulejos e até uma estátua.

Hollywood/Vine, Los Angeles, Estados Unidos
Com um estilo kitsch típico de Hollywood, a estação rende homenagem ao mundo do cinema. Projetores antigos, esculturas de automóveis e falsas palmeiras fazem parte da curiosa decoração deste ponto imperdível para cinéfilos. A estação serve de acesso para a Calçada da Fama e suas estrelas com nome dos artistas desenhadas no chão.

Westriedhof, Munique, Alemanha
Sóbria e de baixo perfil, a estação de Westriedhof da cidade de Munique recebeu uma iluminação que transformou esta obra de concreto e linhas retas num cenário digno de um videoclipe dos anos oitenta. Gigantescas lâmpadas coloridas, com tons azuis, amarelos e vermelhos, fazem desta simples estação um verdadeiro  espetáculo de luzes.

Burjuman, Dubai
Assim como o resto do país, o metrô de Dubai esbanja luxo e ostentação. As estações apresentam linhas modernas e decorações inspiradas nos quatro elementos: terra, ar, fogo e água. Uma das estações da rede que mais se destaca é a de Burjuman, também conhecida como Khalid Bin Al Waleed, com estilo marinho e abundância de luzes azuis e lâmpadas imponentes.

Estação de Flora, Praga, República Tcheca
Longe do estilo clássico e art nouveau que caracteriza a arquitetura de Praga, a estação de Flora leva seus passageiros a um cenário de ciência-ficção, com revestimentos geométricos que criam perspectivas longas e elegantes que desaparecem em meio aos túneis. Flora é, sem dúvida, a estação mais impactante das que compõem a rede de metrô da capital tcheca.

Namur, Montréal, Canadá
Relativamente moderno, o metrô de Montréal começou a ser construído na década de 60 e, desde o começo, suas estações foram usadas para expor obras de artistas canadenses. Situada na linha Orange, a estação de Namur se destaca principalmente por sua enorme escultura de alumínio pendurada no teto, com estruturas interligadas que lembram moléculas e dão um ar mágico ao local.

Sintagma, Atenas
Em uma cidade repleta de vestígios históricos como Atenas, é impossível realizar obras importantes sem encontrar numerosas maravilhas arqueológicas no caminho. O processo de escavação dos túneis do metrô da capital grega, iniciado no começo da década de 90, precisou de uma importante cooperação entre engenheiros e arqueólogos do Ministério da Cultura. Em baixo da estação de Sintagma, no cruzamento das linhas 2 e 3, foram encontrados, entre outros, termas romanas, esculturas, uma antiga estrada e um aqueduto.

Universidade de Chile, Santiago, Chile
Entre as diferentes estações de metrô do planeta onde se avistam obras de arte ao redor do planeta, poucas se comparam com a estação Universidad del Chile da capital chilena. Ali, os passageiros encontram uma variedade de obras digna de uma galeria de arte, com um mural gigante do artista chileno Mario Toral, repassando a história do país com um estilo que mistura um estilo heroico soviético com art déco.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960