No Dist. Federal, Após dia de caos, ônibus voltam a circular normalmente nesta sexta-feira

sexta-feira, 6 de julho de 2012

O Sindicato dos Rodoviários do Distrito Federal reafirmou que a paralisação deve acabar às 4h desta sexta-feira (5/7). No próximo domingo (8/7) haverá nova assembleia. Caso nenhum acordo seja firmado, os rodoviários prometem parar novamente na próxima semana.

Os rodoviários não trabalharam durante todo dia, reivindicando reajuste salarial de 7,88%. A paralisação pegou de surpresa muitos brasilienses e alterou o trânsito do Distrito Federal.

Para tentar amenizar o tumulto, o metrô começou a funcionar meia hora mais cedo, às 5h30, com dois trens a mais circulando em horário de pico. O trabalho desses trens extra foi suspenso às 9h, retornou às 16h30 e a previsão é retomar às 23h30, horário de maior movimento.

O metrô também alterou o embarque e desembarque na Estação Central até às 20h desta quinta-feira. As faixas exclusivas de ônibus e táxis foram liberadas para carros de passeio do fim da manhã até meia-noite. A medida foi tomada para evitar o congestionamentos nas vias EPTG, EPNB, W3 Sul, W3 Norte e Setor Policial Sul.

Com toda a frota de ônibus do Distrito Federal parada, carros, vans e ônibus que fazem transporte pirata chegaram a cobrar até R$ 20 para transportar os passageiros. Na Rodoviária do Plano Piloto, os passageiros fizeram fila para aguardar os veículos de transporte ilegal no mesmo local em que os ônibus do Departamento de Transporte Urbano do Distrito Federal (DFTrans) costumam parar.

A procura por táxis aumentou consideravelmente durante o dia. De acordo com o administrador da Rádio Táxi Distrital, Marcondes Gurgel Fernandes, o número de chamados aumentou mais de 50% durante o dia. “Fora as chamadas que não conseguimos atender, devido a grande procura e aos engarrafamentos”, completa Gurgel.

Informações do Correio Braziliense
 
 

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960