São Paulo: SPTrans lança Portal do Estudante

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

A SPTrans informa que os alunos que  necessitam do Bilhete Único de Estudante terão a partir deste ano uma nova ferramenta para agilizar a renovação e a solicitação do benefício.

Visando diminuir as filas nos postos de atendimento, o Portal do Estudante é uma forma rápida de acesso ao sistema para solicitar e acompanhar o pedido de renovação  e solicitação do bilhete. Além da solicitação, os estudantes podem obter informações sobre o andamento do processo e fazer compra de créditos on-line.

Para consultar o cadastro, basta o aluno entrar no Portal do Estudante (http://scapub.sbe.sptrans.com.br/portalEstudante/index.jsp), digitar o RG e data de nascimento e conferir a situação da matrícula.

Lembramos que caso a matrícula não esteja cadastrada, o estudante deve solicitar à instituição de ensino que o cadastro seja enviado à SPTrans.

Fonte: SPTrans
READ MORE - São Paulo: SPTrans lança Portal do Estudante

Estação de metrô Uruguai, na Tijuca, ficará pronta em 2013

O secretário estadual de Transportes, Júlio Lopes, e o presidente da concessionária Metrô Rio, José Gustavo de Souza Costa, deram incío, na manhã desta quarta-feira, na Tijuca, à construção da estação Uruguai. Segundo Júlio Lopes, a previsão de inauguração é março de 2013, um ano antes do prazo estabelecido no contrato.
O evento foi realizado nas esquenas da ruas Itacuruçá e Conde de Bonfiim, onde vai funcionar um dos cinco acessos da primeira estação refrigerada do Rio. Ela terá um sistema de plataforma de porta, que irá otimizar o ar condicionado, e com isso a estação será climatizada.
A estação Uruguai fica a 1100 metros da Saens Peña, e terá 7 mil metros quadrados, que já foram escavados. A obra agora consiste, explica Júlio Lopes, na sinalização do túnel e na construção da estação propriamente dita, o que deve durar cerca de 24 meses. Depois de pronta, ela deve beneficiar 20 mil pessoas. Lopes explicou também que depois que ela estiver funcionando, as paradas de ônibus que fazem integração com o metrô serão transferidas para a nova estação, desafogando o trânsito na Praça Saens Peña.

Fonte: O Globo
READ MORE - Estação de metrô Uruguai, na Tijuca, ficará pronta em 2013

No Rio, Jardim Botânico e Botafogo terão faixa para ônibus

A prefeitura definiu os prazos para a implantação das faixas preferenciais de ônibus que serão instaladas nas zonas Sul e Norte — após à implantação da faixa da Avenida Nossa Senhora de Copacabana, marcada para 19 de fevereiro: em março será a vez da Rua Barata Ribeiro. Ainda no primeiro semestre, o sistema será implantado entre Jardim Botânico e Botafogo. E, na segunda metade do ano, a Zona Norte começará a ser beneficiada (Radial Oeste, Vinte e Quatro de Maio, Marechal Rondon, Vinte e Oito de Setembro e Teodoro da Silva).
Em toda a Nossa Senhora de Copacabana serão proibidas paradas para carga e descarga em qualquer horário, para garantir o fluxo do tráfego.
— As duas faixas da direita da Nossa Senhora de Copacabana serão preferenciais para ônibus. Radares e agentes de trânsito vão garantir que os carros usem as pistas apenas para entrar em garagens, centros comerciais, ou para dobrar nas ruas que dão mão à direita — disse o Secretário municipal de Transportes, Alexandre Sansão.
A sinalização da avenida e da Rua Barata Ribeiro, além da operação do sistema por dois anos, custará R$ 2,4 milhões. Para garantir que o novo sistema funcione na prática, a prefeitura vai instalar diversos radares, que funcionarão em rede e conectados a programas que fazem a leitura das placas dos veículos. Os carros que insistirem em circular nas faixas preferenciais serão multados — somente os que entrarem na faixa para acessar uma garagem ou entrar numa rua à direita não serão punidos.
— Voltei um pouco ao passado para identificar o que não deu certo e para identificar erros. Temos tecnologia mais moderna e reorganizamos os ônibus, que deixarão de concorrer entre si. Antes, tínhamos 45 empresas concorrendo pelos passageiros. Agora, são quatro consórcios, a concorrência é inútil. Vamos acabar com ciclo vicioso no qual havia mais ônibus, que andavam vazios e causavam engarrafamentos — afirmou Sansão.
A Secretaria municipal de Transportes espera que a velocidade passe de 13 Km/h para 24 Km/h. Nos BRTs, nos quais os ônibus trafegam em corredores exclusivos, a velocidade média é de cerca de 30 Km/h. Além disso, o número de viagens por hora na Nossa Senhora de Copacabana passará de 419 para 320, redução de 24%. Por outro lado, o número de passageiros por viagem aumentará 30%, de 23 para 30. Os ônibus também pararão em menos pontos.
As 18 paradas da via serão divididas em três grupos alternados (linhas que vão para o Centro; que ficam na Zona Sul; e que vêm de outras regiões, mas não vão para o Centro). A distância máxima dos pontos de um mesmo grupo de linhas será de 500 metros. Ou seja, estando em qualquer lugar da Avenida Nossa Senhora de Copacabana, a parada mais próxima ficará a, no máximo, 250 metros.
— Vamos treinar motoristas e sabemos que os usuários vão ter que andar um pouco mais, mas nada que não seja razoável — diz Sansão.
Há faixas preferenciais previstas para toda a cidade. Segundo o coordenador geral de concessão da SMTR, Antônio Andrade Jofre, a prefeitura vai priorizar o transporte coletivo, responsável por transportar 75% dos cariocas.

READ MORE - No Rio, Jardim Botânico e Botafogo terão faixa para ônibus

Campo Grande: Sinalização em paradas de ônibus organiza o trânsito

A Prefeitura de Campo Grande por meio da Agetran (Agencia Municipal de Transporte e Trânsito) deu início nesta semana a sinalização das paradas dos pontos de ônibus localizados na Avenida Afonso Pena. A benfeitoria atende 23 paradas de ônibus. A sinalização está divida em duas partes, a pintura horizontal e a colocação de tachas.
Os trabalhos estão sendo providenciados devido às recorrentes reclamações, por parte dos usuários, sobre os motoristas que estacionam indevidamente nos pontos de ônibus. O único ponto que não será sinalizado é o ponto de ônibus localizado na avenida Afonso Pena, esquina com a rua Alagoas, devido a sua proximidade com a esquina.
Segundo o chefe dos agentes de trânsito da Agetran, Éder Vera Cruz, cabe relembrar que estacionar em pontos de ônibus é uma infração, prevista no CTB (Código de Trânsito Brasileiro), sendo uma multa média, no valor de R$ 85,13 (80 UFIR), com 04 pontos na CNH (Carteira Nacional de Habilitação). O condutor fica sujeito à remoção do veículo, como medida administrativa.
Para João Rezende da Assetur, sinalizar os pontos de ônibus é mais uma ação da Prefeitura e da Agetran, que vem priorizar o transporte coletivo, não em razão das empresas, mas por seus usuários. “Sinalização dos pontos agiliza o trânsito e traz mais segurança a todos que trafegam nas ruas de nossa Capital”, comenta.
“Essas medidas mudam para melhor a sinalização dos pontos de ônibus e a instalação dos pontos Pague Fácil é com certeza mais uma prova de que, tanto, a administração do Prefeito Nelson Trad, como o Diretor Rudel, da Agetran, estão comprometidos com a melhoria no transporte coletivo de Campo Grande.”

Fonte: MS Aqui
READ MORE - Campo Grande: Sinalização em paradas de ônibus organiza o trânsito

Em Londres, Super ciclovias aumentam em 70% os usuários

As super-ciclovias de Londres são responsáveis por um espectacular crescimento do número de ciclistas na cidade, revela um estudo realizado pela empresa Transport of London.
Segundo o estudo, em Outubro de 2010 contabilizaram-se mais 70% de ciclistas a circularem pelas ruas da cidade, comparativamente ao ano anterior.
As seguras e rápidas ciclovias de dois sentidos, pintadas de azul juntamente com a aposta de uma sistema de aluguer de bicicletas serão a causa para que os londrinos optem cada vez mais pela bicicleta na hora de se deslocarem na cidade.

READ MORE - Em Londres, Super ciclovias aumentam em 70% os usuários

Grande Recife: Moradores de Caetés III reclamam da demora em linha ônibus

Os moradores de Caetés III estão insatisfeitos com o número de ônibus que atende o bairro de Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife. Os usuários da linha Caetés III, que vai para o Terminal Pelópidas Silveira, em Paulista, reclamam da demora. “É muito difícil, porque a gente que precisa ir para Olinda só tem essa opção. A gente passa um bom tempo esperando. Eu trabalho em Olinda, sempre chego atrasada, porque ainda tenho que descer em Paulista”, conta a auxiliar administrativo Cristiane de Souza.

A equipe do NETV 1ª edição mostrou no dia 20 de agosto de 2010 que o antigo Terminal de Caetés III estava desativado e abandonado. No dia 14 de dezembro, uma parada nova havia sido instalada, mas permanecia a reclamação dos moradores quanto à demora dos ônibus.

De acordo com os moradores, a nova parada de ônibus, instalada há menos de dois meses no lugar onde era o antigo Terminal de ônibus de Caetés III, está sem uso. “Os ônibus entram e retornam para Paulista. Ele vem de Paulista e passa direto. Essa parada só serve de enfeite e para gastar o dinheiro da gente”, critica o mecânico André Targino.

As pessoas que precisam pegar um transporte para Olinda têm dificuldades. “São 40, 50 minutos esperando. A gente acaba perdendo a hora do trabalho”, conta a dona de casa Alda de Andrade Lima.

A presidente em exercício do Grande Recife Consórcio de Transportes, Taciana Ferreira, reafirmou que quem usa o cartão VEM, pode pagar apenas uma passagem para ir para Olinda. “A pessoa tem a opção de pegar o Caetés III/Olinda indo até o terminal de Abreu e Lima e de lá pegar o Abreu e Lima/Olinda.  Vai inserir o cartão e verificar que não será descontado. Só quem paga em espécie terá que pagar uma nova tarifa”, diz.

Em relação à parada de ônibus abandonada, Taciana garantiu que até o dia 27 de janeiro, o Grande Recife terá uma resposta para os usuários. “Vamos verificar se a parada pode ser inserida no itinerário da linha”, diz.


READ MORE - Grande Recife: Moradores de Caetés III reclamam da demora em linha ônibus

Linha 5 do Metrô de São Paulo tem licitação anulada

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse hoje que dificilmente a licitação da Linha 5 – Lilás do Metrô de São Paulo poderá ser aproveitada. De acordo com ele, o Metrô já declarou a anulação do processo licitatório e deu prazo para que as empresas envolvidas recorram.
“Dificilmente a licitação vai poder ser aproveitada e provavelmente vamos ter de fazer uma nova licitação”, afirmou Alckmin. “As empresas estão recorrendo, o governo vai reavaliar e, se mantiver a decisão, vamos ter de fazer uma nova licitação”, afirmou.
Segundo ele, o governo está estudando a possibilidade de que a nova licitação seja feita por meio de Parceira Público-Privada (PPP), aos moldes do que foi com a Linha 4 – Amarela.
Em outubro do ano passado, o jornal Folha de S.Paulo publicou que houve fraude na licitação dos lotes da Linha 5 do Metrô paulista. O jornal registrou em cartório o nome das empresas que venceriam os lotes meses antes da abertura dos envelopes com as propostas.
 
READ MORE - Linha 5 do Metrô de São Paulo tem licitação anulada

Trens do Metrô de Fortaleza passam por testes estáticos

Os dois primeiros trens unidades elétricas (TUEs) que vão operar na Linha Sul do Metrô de Fortaleza já estão passando por testes estáticos no Centro de Manutenção, em Pacatuba. Estão sendo avaliados todos os sistemas, tais como de ar-condicionado, elétricos, de iluminação, de fechamento e abertura de portas.

Até o fim de março, um trecho de dois quilômetros entre as estações Virgílio Távora (antiga Novo Maracanaú) e Raquel de Queiroz (Pajuçara) deve ser eletrificado para que sejam iniciados os testes com o trem em movimento. O Metrô deve entrar em operação até o fim de 2011. 

Os dois equipamentos que estão no Centro de Manutenção fazem parte de um conjunto de 20 trens, que formarão 10 composições de 80 metros, cada. Cada composição é formada por três carros: duas caixas com cabine nas extremidades (o que permite que o trem ande nas duas direções sem precisar fazer retorno) e uma caixa só para passageiro no centro. O valor investido pelo Governo do Estado na aquisição dos trens foi de R$ 240 milhões.

Os trens são movidos à tração elétrica. Cada composição de 80 metros tem capacidade de transporte de até 900 passageiros. O equipamento possui assentos acolchoados, bagageiro, sistema de ar-condicionado e são dotados de comunicação sonora e visual para orientação dos usuários. Durante o trajeto, o veículo poderá atingir até 80 km/h.

O novo meio de transporte tem também câmeras internas e externas, que contribuem para a segurança dos usuários. O condutor poderá, por exemplo, saber se todos os passageiros já entraram para poder seguir viagem. O equipamento também atende às normas de acessibilidade. As portas do trem são largas, garantindo a entrada de cadeirantes e pessoas com dificuldades de locomoção, e possuem sensor para orientar pessoas com deficiência visual. Nas composições, há assentos com cinto de segurança destinados exclusivamente a cadeirantes.

Após a implantação da Linha Sul, o Metrô de Fortaleza, com a integração plena entre os modais de transporte, terá capacidade de transportar cerca de 350 mil pessoas por dia numa primeira etapa. A projeção é que em 2014 sejam beneficiados 675 mil passageiros.

READ MORE - Trens do Metrô de Fortaleza passam por testes estáticos

São Paulo: Chuva pejudica transporte na Grande ABC

A chuva forte que atingiu o Grande ABC ontem às 18h, provocou pontos de alagamentos e deslizamentos de terra em Ribeirão Pires. Também chove forte em Santo André, São Bernardo e Mauá. O transporte público ficou comprometido e os principais corredores de trânsito ficaram congestionados.
Por conta das tempestades, a recomendação das autoridades é de que as pessoas não deixem suas casas ou seu local de trabalho.
Assim como na quinta-feira, o Rio Tamanduateí transbordou e provocou o alagamento das pistas da Avenida dos Estados, que tem carros ilhados com pessoas ainda dentro dos veículos.
A chuva também já prejudica o fornecimento de energia elétrica e parte do Centro de Santo André está às escuras. Também falta luz no Jardim Zaíra, em Mauá.
Ao menos dez casas foram inundadas na Travessa Oros, na Vila Curuçá, em Santo André. "Estou com meus vizinhos puxando a água, mas não estamos conseguindo", contou a dona de casa Faustina da Glória Camargo, 58 anos.
Na Vila América, em Santo André, onde também não há energia elétrica, a água invadiu as ruas e ondas começam ser formadas com a passagem dos veículos pelas vias alagadas.
No Centro de São Bernardo, na região do Paço Municipal, também foram registrados pontos de alagamentos, assim como em parte da Avenida Pereira Barreto, uma das divisas com Santo André.
Na Rua Professor Rubião Meira, no bairro Planalto, em São Bernardo, moradores também relataram a ocorrências de enchentes.
Em São Caetano, a Avenida Guido Aliberti, perto do limite com São Bernardo, está alagada e tem trecho intransitável. A Avenida Prosperidade, a Estrada das Lágrimas e a Praça Mauá também estão inundadas.
Já em Ribeirão Pires, a chuva provocou quatro pontos de alagamento: Avenida Francisco Monteiro, na altura do cemitério; alguns pontos de Ouro Fino Paulista, na região da Rodovia Índio Tibiriça e Estrada do Soma e Avenida Huberto de Campos, na altura da Vila Sueli.
Na linha 10-Turquesa da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), que atende o Grande ABC, os trilhos também ficaram parcialmente cobertos pelas águas.
Os trens circularam apenas nos trechos Luz-São Caetano e Mauá-Rio Grande da Serra. A Operação Paese (serviço de ônibus gratuitos) foi acionada para fazer o transporte dos usuários entre as estações São Caetano e Mauá.
Segundo a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), quase toda extensão do Corredor Metropolitano ABD ficou sem energia elétrica, o que impede o funcionamento dos trólebus. Apenas veículos a diesel operaram.

READ MORE - São Paulo: Chuva pejudica transporte na Grande ABC

Metrô de Teresina implantará sistema com dois trens simultâneos

A Companhia Metropolitana de Transporte Público (CMTP) deve implantar até o final do mês de fevereiro o sistema onde dois trens atuarão concomitantemente na linha do metrô. Isso ocorre após a adição de um novo veículo mais leve e que consome menos combustível pela empresa.
Segundo o diretor da Companhia do Metrô, Antônio Sobral, o trem irá reforçar o sistema de transporte rodoviário e suprir a grande demanda dos passageiros da região do grande Dirceu. “Nos horários de pico, o trem anda superlotado ou ficam passageiros nas paradas”, pontua. Ele explica que o novo veículo poderá transportar 300 pessoas, contra 800, do trem atual, mas com a vantagem de consumir metade do combustível e andar a até 60km/h.
O sistema duplo só será possível após a implantação de linhas de cruzamento nas estações, o que já ocorre na estação próximo à avenida Frei Serafim e está em fase de acabamento no bairro Renascença e no terminal final.
READ MORE - Metrô de Teresina implantará sistema com dois trens simultâneos

Usuários enfrentam filas para embarcar na estação Barra Funda do Metrô

Uma fila de quase 200 metros se formou antes da catraca da estação Barra Funda do Metrô, por volta das 20h50 desta terça-feira (18). As portas da estação estavam semifechadas e, segundo usuários ouvidos pelo R7, funcionários da empresa informaram que a situação era reflexo de um problema na estação Brás.

Os passageiros relataram que foram orientados a entrar em uma filha única para ter acessar ao metrô. Já a empresa informou que a situação é reflexo dos problemas que os trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) enfrentaram por conta das chuvas, que atingiram a capital, no final da tarde. 

O Metrô informou que "há um número acima da média no horário na estação Barra Funda" e que funcionários estão controlando a entrada dos passageiros.

Fonte: R7.com
READ MORE - Usuários enfrentam filas para embarcar na estação Barra Funda do Metrô

Turismo no Metrô de São Paulo: É possível conhecer quase tudo, gastando quase nada

O marco zero, na Praça da Sé, está a poucos metros de onde se acredita ter a Vila de São Paulo de Piratininga começado, no Pateo do Colégio. Também mais alguns passos e podemos conhecer o Solar da Marquesa, o Centro Cultural e o Largo do Café. Esses são alguns dos pontos de um único roteiro idealizado pela São Paulo Turismo e o Metrô para se conhecer a cidade de São Paulo. Existem outros quatro, todos com histórias e curiosidades deliciosas de saber.
O passeio acontece aos fins de semana e só é cancelado de chover. Conheça os pontos de cada um deles.

Roteiro da Luz
O roteiro da Luz parte da Estação Sé destino Estação Luz e inclui em sua visitação a própria Estação da Luz, o Parque da Luz, Café Pinacoteca, Pinacoteca do Estado, Museu de Arte Sacra, e termina embarcando n a Estação Tiradentes com destino Estação Sé.
São necessários 2 bilhetes de metrô e as saídas são todos os sábados e domingos, às 14h. Com chuva o roteiro é cancelado e 25 pessoas é o limite de participantes por saída.

Roteiro na Paulista
O roteiro na Paulista tem início na estação Sé com destino à estação Brigadeiro. Os locais visitados são: a Casa das Rosas, Grupo Escolar Rodrigues Alves, Hospital Santa Catarina e Instituto Pasteur, Após novo embarque com destino a estação Trianon-Masp o visitante conhece o Parque Trianon, Feirinhas do Masp, com novo embarque Trianon-Masp e finalização na Estação Sé.
São necessários 3 bilhetes de metrô, com saída todos os domingos, às 9h. A duração média é de 3 horas e em caso de chuva o roteiro é cancelado. Máximo de 25 participantes por saída.

Roteiro Teatro Municipal
O roteiro Teatro Municipal sai da estação Sé com destino a estação Anhangabaú e visita a Ladeira da Memória, o Shopping Light, o Teatro Municipal, Monumento a Carlos Gomes e Fonte dos Desejos, Viaduto do Chá, Praça do Patriarca, Faculdade de Direito Largo do São Francisco, Igreja de São Francisco de Assis, Igreja da Ordem 3ª de São Francisco, Escola de Comércio Álvares Penteado,
Igreja de São Gonçalo, Fórum João Mendes e Tribunal de Justiça, Capela do Menino Jesus e Santa Luzia, Igreja Nossa Senhora da Boa Morte, Igreja da Ordem 3ª do Carmo e Estação Sé.
Apenas um bilhete de metrô é necessário, com saída às 14h somente aos domingos. Em caso de chuva o passeio é cancelado e a duração média é de 3 horas. Limite de 25 pessoas por saída.

Roteiro Turismo na Sé
O roteiro Turismo na Sé inicia-se na estação Sé com destino a estação São Bento e inclui a Igreja de São Bento, Largo de São Bento, Praça Antônio Prado, Rua 15 de Novembro, Rua do Comércio, Largo do Café, Praça do Patriarca, Igreja Santo Antônio, Rua da Quitanda, Centro Cultural Banco do Brasil, Pateo do Collegio, Capela do Beato Padre Anchieta, Casa Nº 1, Beco do Pinto, Solar da Marquesa, Centro Cultural da Caixa Econômica, Praça da Sé, Marco Zero Catedral da Sé.
Apenas 1 bilhete do Metrô é necessário e as saídas são todos os sábados e domingos em dois horários, às 9h e as 14h. A duração média do passeio é de 3 horas e se chover o roteiro é cancelado. O número de participantes é de 25 po saída.

Roteiro Memorial da América Latina
O roteiro Memorial da América Latina parte da estação Sé com desembarque na estação República. A partir daí os pontos visitados, além da própria estação são a Praça da República, Edifício COPAN, Edifício Itália e Secretária da Educação. Um novo embarque com destino a estação Barra Funda, com visita interna Memorial da América Latina, próximo ao terminal de passageiros, onde o turista pode inclusive tomar o ônibus de retorno para a cidade de Sorocaba.
Para este roteiro, que sai somente aos domingos, às 9h, são necessários 3 bilhetes do metrô. Com um máximo de 25 participantes, a duração média do passeio é de 3 horas e, em caso de chuva, é cancelado.

SAIBA MAIS
Informações no balcão do Turismetrô, localizado na Estação Sé, que funciona de segunda a sexta das 9h às 13h; e das 14h às 18h, ou pelos telefones (11) 2958-3714 - segunda a sexta, das 8h às 17h e (11) 7716-5141 - segunda a sexta, das 9h às 18h; sábado e domingo, das 8h às 17h.
Bilhetes necessários para cada roteiro -
Turismo na Sé - um bilhete unitário do Metrô - sab e dom - 9h e 14h
Turismo na Paulista - três bilhetes unitários do Metrô - dom 9h
Turismo na Luz - dois bilhetes unitário do Metrô - sab e dom 14h
Memorial da América Latina - três bilhetes unitários do Metrô - domingo - 9h
Teatro Municipal - um bilhete unitário do Metrô - dom 14h
Alguns dos locais citados, a visitação é apenas externa, enquanto outros são visitados inclusive internamente. Todos os roteiros são realizados juntamente com guia capacitado e bilíngue.

READ MORE - Turismo no Metrô de São Paulo: É possível conhecer quase tudo, gastando quase nada

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960