Tarifa de metrô no Brasil é a mais cara do mundo

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Usar metrô no Brasil pesa mais no bolso do que em qualquer outro lugar no mundo, segundo estudo do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec).

Foi pesquisado o impacto das tarifas de metrô em 19 grandes cidades em relação ao salário mínimo local, sempre considerando a menor tarifa disponível.
Foto: Rafael Mulinari

As quatro primeiras cidades do ranking são brasileiras. A capital federal lidera, com a tarifa de adulto por R$ 3. Ao final do mês, o trabalhador que ganha salário mínimo desembolsa 22% da sua renda com o transporte.

Em seguida aparece o Rio de Janeiro, onde a tarifa é de R$ 3,10, mas o salário é um pouco maior, e esse gasto representa 20,4% no fim do mês. Em São Paulo a proporção é de 19% da renda e, em Belo Horizonte, 13%.

A avaliação é ainda pior quando considerado o tamanho da malha. A capital paulista, por exemplo, tem 74,3 km de metrô, muito menos do que Paris, que tem 213 km e onde o gasto é de 4,82%.

O balanço que o Idec faz é que os preços de metrô pagos no Brasil são muito elevados, considerando o poder aquisitivo e a baixa extensão das linhas. "É caro e ineficiente se comparado a outras cidades", disse a "O Estado de S.Paulo" Adriana Charoux, coordenadora do estudo.


Informações: O Estado de S.Paulo

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960