Paralisação de rodoviários deixa parte de Ceilândia sem ônibus

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Cerca de mil rodoviários da Viação Planeta iniciaram uma paralisação às 13h desta terça-feira (5) no terminal do Setor O, em Ceilândia. De acordo com o Sindicato dos Rodoviários, a categoria protesta contra o não pagamento de reajuste salarial de 8%, acordado em assembleia no dia 12 de junho, e das horas extras.
“Os empresários pagaram o salário antigo, mas já fizeram os descontos da nova convenção”, afirma Luiz Cláudio Galvão, integrante do sindicato.
De acordo com Galvão, quase todas as empresas efetuaram o pagamento de forma incorreta e é possível que a paralisação afete o transporte público em outras áreas do DF. “O terminal do Setor O tem um grande contingente de rodoviários, e eles se rebelaram com o erro. Como a maioria das empresas pagou de forma errada, é possível que a paralisação possa se estender para outros terminais”, diz.
O diretor do DFTrans, Marco Antonio Campanella, afirmou que já estuda a possibilidade de colocar ônibus extras para atender a demanda na região do Setor O. "Hoje de noite vamos ter problemas. Como essa greve atinge ônibus de Ceilândia, já identificamos problemas na volta para casa, como longas filas e ônibus cheios", afirmou.
Campanella disse ainda que não conseguiu esclarecer com a empresa o que teria motivado o erro no pagamento dos funcionários. "Eles estão reunidos agora. Estou esperando o fim dessa reunião para que tudo se esclareça."
Representantes do Sindicato dos Rodoviários se reuniram no final da tarde desta terça com os empresários para tentar resolver o impasse. Os empresários informaram que houve uma mudança na forma de pagamento, que a alteração foi informada ao sindicato e que foi possível fechar um acordo. Os rodoviários devem voltar ao trabalho ainda na noite desta terça, informou o sindicato da empresas de transporte público do DF.
A Viação Planeta, que reúne as empresas Pioneira, Satélite, Cidade Brasília e Planeta, é responsável por linhas em Taguatinga, Ceilândia, Samambaia, Gama, Paranoá, Lago Sul, Plano Piloto, Santa Maria e Brazlândia.


Fonte: G1.com.br

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960