Em Los Angeles, ''A capital do carro'', Sistema BRT incentivou mais o uso do transporte público

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Uma grande campanha de comunicação foi implementada em Los Angeles, a capital mundial do carro, para aumentar o número de usuários do transporte público e tentar reduzir a dependência do automóvel. A região tem quase 18 milhões de habitantes e possui o maior sistema de ruas expressas – várias pistas rápidas – em todo o mundo com mais de mil quilômetros desse tipo de via. Apesar disso, o resultado de atração dos usuários foi alcançado e o transporte de passageiros valorizado, segundo Maya Emsden – diretora da Metro, a agência que coordena todo o sistema de transporte público nos 70 municípios da região de Los Angeles.
A implantação de uma linha de BRT na cidade – Orange Line – integrada ao sistema de metrô fez com que o sistema tivesse 6 milhões de embarques, em média, nos primeiros meses.
Confira os principais trechos da entrevista feita com Maya.

Quais ferramentas de comunicação foram usadas por Los Angeles (LA) para atrair passageiros para o transporte público e reduzir a quantidade de automóveis nas ruas?
Fizemos uma campanha durante cinco anos, entre 2003 e 2008. Reunimos em uma só marca os diferentes gestores de transporte da região, de mais de 70 cidades do condado de LA, para ter um sistema de informação único, como atendimento a mídia, usuários, etc., trabalhando em conjunto. Fizemos também campanhas publicitárias, principalmente com outdoors, que têm um impacto muito grande na cidade. Como boa parte da população anda de carro, foi a forma mais eficiente. Incluímos anúncios em boletins de trânsito nas rádios, publicidade em jornais. O que gerou excelentes resultados também foi a contratação de agentes jovens para explicar como funciona nosso sistema de transporte nas universidades e escolas. Eles se tornaram advogados do sistema.

Qual o custo disso?
Nossa despesa com publicidade é de US$ 800 mil a US$ 1 milhão de dólares por mês.

Como a internet está sendo utizada?
Disponibilizamos ao Google Trânsito as informações do nosso sistema para dar como alternativa o metrô e o ônibus nas consultas de deslocamento na cidade através do Google Mapas. Disponibilizamos também um programa para os smartphones, cada dia mais utilizados, para consultar através de mapas como usar o sistema de transporte público. Além disso, cinco pessoas alimentam um blog, conectado ao Facebook, para contar sobre as viagens feitas pelo sistema. Milhões de pessoas usam o Google e somente milhares acessam nosso site, por isso paramos de tentar fazer as pessoas acessarem nosso site e trabalhamos com as “palavras-chave” no Google. Aumentamos nossa relevância nas buscas por informações de trânsito em Los Angeles. - Heliberton Cesca


1 comentários:

Anônimo disse...

É O QUE FALTA AQUI EM SAO PAULO.
MELHORAR O TRANSPORTE PUBLICO COLETIVO DE TODAS AS REGIOES , E INCENTIVAR QUEM TEM CARRO DEIXAR O CARRO EM CASA E IR DE ONIBUS/BUSAO MESMO .
A CMT DEVERIA TENTAR E A SPTRANS, DEVERIA CRIAR UM PROJETO INCENTIVANDO O CIDADAO DEIXAR SEU CARRO EM CASA E IR DE ONIBUS.
DO JEITO QUE TÁ , NAO DÁ É MELHOR IR DE CAVALO QUE ÍR DE ONIBUS, POIS OS TRANSPORTES PUBLICOS VIVEM SUPERLOTADOS, ISSO QUANDO CUMPREM TODAS AS OFERTAS DE VIAGENS.
AS EMPRESAS DEVERIAM ADOTAR MEDIDAS PARA PEGAR ESSE PESSOAL QUE VAI DE CARRO TODOS OD DIAS INCLUSIVE NOS FINAIS DE SEMANA, ASSIM AS ESSAS EMPRESAS QUE JA GANHAM MUITO , GANHARAO MUUIITOOO MAAIIS. AUMENTANDO SEUS LUCROS E MELHORANDO O TRANSITO NAS CIDADES.
BASTA UMA AÇAO CONJUNTA ENTRE GOVERNOS, SECRETARIAS, E EMPRESARIOS .
CARLOS DE COTIA PARA O BRASIL.

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960