Abertas propostas para mobilidade urbana entre Salvador e Lauro de Freitas

terça-feira, 31 de maio de 2011

Os envelopes de sete empresas e consórcios que participam da Proposta de Manifestação de Interesse (PMI) de Mobilidade Urbana foram abertos, nesta segunda-feira (30), no auditório da Secretaria do Planejamento (Seplan). Coordenado pela Secretaria do Planejamento, o PMI definirá o modal a ser implantado no Acesso Norte, interligando os municípios de Salvador e Lauro de Freitas. As propostas consistem de estudos de viabilidade técnica, ambiental e financeira.
De acordo com o chefe de gabinete da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur), José Eduardo Copolla, a próxima etapa será a análise das propostas pelo Grupo de Trabalho Executivo (GTE) juntamente com uma consultoria. A previsão é que isso seja feito, no prazo de 15 dias, quando serão agendadas audiências públicas para definir o modal ligando Lauro de Freitas ao Acesso Norte, na Rótula do Abacaxi, tendo como uma das exigências a integração com o metrô.
Além de determinar o tipo de transporte, será definido o modelo de gestão do sistema. Entre as opções de modelo de transporte está o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) e o Bus Rapid Transit (BRT).
A abertura do processo PMI foi para tentar obter modelo de transporte e de modelagem mais ampla no sentido de dar viabilidade técnica e econômica, disse Copolla. O propósito é possibilitar a integração física com o metrô e o restante do sistema de transporte da cidade, facilitando o acesso de um lugar a outro com a utilização de um bilhete único.
Após os processos de análise e de formatação do modelo de modal será realizada a licitação final para escolha da empresa ou consórcio que executará a obra. De acordo com o chefe de gabinete da Sedur, a previsão é que a construção do modal seja iniciada em dezembro com recursos do Programa de Aceleracao do Crescimento (PAC) da Copa. Os investimentos previstos são de R$ 570 milhões, incluindo a contrapartida do Governo do Estado.
As empresas que apresentaram propostas foram o Consórcio Odebrecht Transporte S/A e Setps, o Consórcio Camargo Correa e Construtora Andrade Gutierrez, a Metropasse, a Queiroz Galvão, a Prado Valladares Arquitetos, Invepar e ATP Engenharia.


Fonte: Governo da Bahia

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960