Usuários do transporte coletivo de Curitiba reclamam da integração dos ônibus

domingo, 11 de julho de 2010


Segundo a URBS, em Curitiba e Região Metropolitana 2,3 milhões de passageiros utilizam o transporte público diariamente. Porque a troca de linhas só pode ser feita em terminais e estações-tubo, passageiros acabam tendo que ficar mais tempo nos ônibus, o que contribui para a lotação dos ônibus.




READ MORE - Usuários do transporte coletivo de Curitiba reclamam da integração dos ônibus

Fortaleza: Avenida Alberto Craveiro terá o sistema BRT


Segundo a Prefeitura Municipal de Fortaleza (CE), o projeto BRT (Bus Rapid Transit) para a Avenida Alberto Craveiro irá abranger a complementação da ligação viária entre o setor hoteleiro principal da cidade ao Estádio Castelão, com o objetivo de melhorar o trânsito das pessoas durante a Copa 2014. Os serviços serão compostos de drenagem, terraplenagem, pavimentação, urbanização, paisagismo e sinalização viária, entre outros. Estão inseridas, no custo do projeto, as ações necessárias ao alargamento da via, que ficará com quatro faixas de trânsito até o Castelão.
O BRT, ou TRO (Trânsito Rápido de Ônibus), é um transporte coletivo sobre pneus, rápido, flexível, de alto desempenho, que combina elementos físicos e operacionais em um sistema integrado, com uma imagem de qualidade e identidade única. O conceito evoluiu a partir dos corredores exclusivos para ônibus, como alternativa ao metrô para o transporte de massa.
Além de segregar o tráfego geral e impor medidas de prioridade na circulação, o que facilita o trânsito das pessoas, o BRT também proporciona redução dos tempos de embarque e desembarque de passageiros, por ser composto de veículos com grande número de portas e de plataformas niveladas ao piso do ônibus. Outras vantagens são o pagamento fora do veículo, as estações fechadas e seguras e os mapas de informação em tempo real.

Fonte: Portal da Transparência
READ MORE - Fortaleza: Avenida Alberto Craveiro terá o sistema BRT

VLT para a Copa do Mundo em Brasília


Em Brasília, a obra de mobilidade urbana prevista para melhorar o tráfego de pessoas durante a Copa 2014 é implementação de um sistema de VLT (Veículo Leve sobre Trilhos). O primeiro trecho já projetado para ser construído, chamado de Linha 1/Trecho 1 (Aeroporto/Terminal da Asa Sul), vai ligar a Estação Sul, no Setor Policial Sul, ao início da W3 Sul, com a extensão de 6 km, segundo o Ministério das Cidades.
O VLT é um trem urbano de passageiros cujo tamanho permite que sua estrutura de trilhos se encaixe no meio urbano existente. Tem menor capacidade e velocidade que os trens de metrô, porém produz menos poluição e barulho.

Fonte: Portal da Transparência
READ MORE - VLT para a Copa do Mundo em Brasília

Ônibus a hidrogênio começa a rodar em até três meses


Um ônibus movido a hidrogênio começa a circular com passageiros antes do final do ano em várias linhas do corredor ABD (São Mateus – Jabaquara) da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), em São Paulo. A expectativa é a de que, na Copa do Mundo de 2014 e nas Olimpíadas de 2016, o Brasil já utilize esse tipo de veículo, que é capaz de reduzir a poluição do ar nas grandes cidades.

Segundo Ivan Carlos Regina, da gerência de planejamento da EMTU, não existem diferenças significativas de desempenho operacional entre esse ônibus e os convencionais. A diferença se dá no aspecto da poluição ambiental, pois o ônibus movido a hidrogênio não apresenta nenhuma emissão de material particulado (mistura de poeira e fumaça) ou gases de efeito estufa.

Ônibus semelhantes aos modelos paulistanos já estiveram em uso nos Jogos de Inverno de Vancouver. Mas, de acordo com especialistas, por conta do custo mais alto na fabricação, a popularização desse tipo de veículo ainda deve demorar algumas décadas.

Em São Paulo, por exemplo, o projeto do ônibus a hidrogênio que agora está sendo testado pela EMTU já tem mais de dez anos.

Fonte: Gazetaweb
READ MORE - Ônibus a hidrogênio começa a rodar em até três meses

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960