Fortaleza: Prêmio propõe boas práticas

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Como melhorar a qualidade de vida dos usuários e funcionários do transporte público em Fortaleza e minimizar os danos causados pelos engarrafamentos, demora, lotação e greves? Pensando em soluções práticas para esses problemas, a Associação Nacional dos Transportes Público (ANTP) fez workshop, ontem de manhã, como o tema "Como melhorar o desempenho das organizações de transporte e trânsito". Durante o evento, foi apresentado também o 8º ciclo do prêmio ANTP de Qualidade, voltado para dirigentes de organizações do setor e com a finalidade de auxiliar os grupos a adotarem modelos de gestão orientados para a excelência do desempenho e a qualidade dos serviços visando à Copa do Mundo de 2014, que terá Fortaleza como uma das subsedes.

O workshop é um estímulo para que novos grupos se agreguem ao prêmio ANTP de Qualidade e melhorem seus serviços. "Temos uma metodologia com 160 indicadores de qualidade, como o diálogo entre os órgãos gestores. No caso da Copa, as obras devem ser feitas de modo racional e ficarem para usufruto da população mesmo após o fim dos jogos", disse o secretário executivo da ANTP, Alexandre Rocha que veio à Fortaleza convidar novas empresas para participarem do prêmio.

Das 25 empresas de transporte urbano na capital, apenas cinco a aderiram às metas prevista na premiação e assumiram compromissos com os planos a fim de garantir um melhor trajeto, com menos estresse, demora e chateação. O resultado será divulgado em outubro de 2011 na cidade do Rio de Janeiro.
Em FortalezaAtualmente, 25 empresas de ônibus operam o transporte público na Capital cearense

Frota Cadastrada
Empresas associadas: 1.817 ônibus urbanos e 303 metropolitanos, conforme dados de maio de 2010

Linhas Urbanas233 linhas de ônibus regulares, sendo 172 integradas aos terminais fechados e 61 não integradas. Há, ainda, 22 linhas "corujões" regulares, que operam a partir das 00h

Número de funcionários11.594


Share |

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960