Prefeitura de Bauru anuncia melhorias após aumento de passagens

domingo, 9 de maio de 2010


Dois dias depois de anunciar o reajuste na tarifa do transporte coletivo, o prefeito Rodrigo Agostinho (PMDB) informou que vai determinar a contratação de uma nova modelagem do sistema de transporte coletivo, em Bauru. A última foi feita durante a administração de Nilson Costa, no início deste década.

Com isso, o chefe o Executivo espera ter um amplo diagnóstico atualizado sobre o tema no município. “Ela (nova modelagem) vai apontar as linhas que estão hoje precisando de um número maior de veículos e até mesmo mudanças em outras que estão deficitárias. A ideia é fazer um amplo diagnóstico nesse setor de transporte de Bauru, ver onde está precisando de ônibus, aonde está faltando”, afirma.

A prefeitura vai licitar ainda a aquisição de 300 pontos de ônibus contendo cobertura e assentos dentro da lei de acessibilidade, para serem implantados nas regiões de maior fluxo de usuários. No mês de agosto, também devem ser incorporados à frota do sistema 22 novos carros, todos com plataforma de acessibilidade. Com isso, segundo a prefeitura, 80% da frota com acessibilidade estará circulando em Bauru.

Nessa semana, Agostinho negociou com as empresas concessionárias do transporte coletivo urbano o aumento da tarifa, em média, em 5%, junto com a extensão do desconto de 25% concedido a estudantes que utilizam o sistema. A medida, embora esteja sendo submetida à avaliação do Conselho de Usuários do Transporte Coletivo após a negociação já ter sido realizada pelo Executivo, aumenta a faixa de acesso ao desconto nas passagens dos atuais 18 para 25 anos.

O chefe do Executivo contou que ajustou com as empresas que operam o transporte coletivo em Bauru a tarifa básica a R$ 2,10, contra os R$ 2,00 atuais, uma atualização de 5%. Já para quem pagar em dinheiro o valor sairia de R$ 2,15 para R$ 2,25, um aumento de 4,65%.

A tarifa integrada que tem o aval do prefeito deixaria os atuais R$ 2,46 para ir a R$ 2,60 (elevação de 5,69%). Ele também vai implantar bônus com desconto de 10% no valor da tarifa nos horários entre picos aos usuários com cartões cadastrados. O bônus entre picos será permitido de segunda a sábado, das 09h30 às 11h30, e das 13h30 às 15h30. O benefício não contempla domingos e feriados, quando vão vigor as tarifas normais.

Bolsa Transporte

O representante da Federação da União das Associações dos Moradores de Bauru e Região no Conselho de Usuários do Transporte Coletivo Urbano de Bauru, Rubens de Souza, protocolou junto ao órgão uma série de pedidos, entre eles a instituição da Bolsa Transporte, que seria repassada aos que preencherem requisitos sócio-econômicos e de garantia da mobilidade urbana, como os cadastrados do Programa federal Bolsa Família (PBF) na cidade.

“O objetivo é atender a população de baixíssima renda que está cadastrada dentro do programa de inclusão do governo federal de transferência de renda. As famílias atendidas se enquadrariam nesse critério ou outro adotado pela prefeitura. Essas pessoas que não têm condições de pegar ônibus acabam ficando excluídas do sistema de transporte coletivo”, afirma.

Em Bauru, 8.880 famílias receberam o benefício no mês de abril, segundo dados da Caixa Econômica Federal (CEF). “Seria uma forma de você fazer a inclusão da pessoa na mobilidade urbana.” Uma cópia da solicitação foi enviada à Câmara Municipal e ao prefeito Rodrigo Agostinho (PMDB). O requirimento será discutido na próxima reunião do Conselho, na segunda-feira. O chefe do Executivo vê a implantação da medida com dificuldades. “Eu teria de subsidiar isso.

A prefeitura teria que comprar essas passagens para poder fazer a distribuição, e a gente teria muita dificuldade na questão de definir critérios para a concessão desse benefício. Enfim, precisaria ter uma estimativa de valor. Não é algo muito simples. Não dá para fazer com que as empresas de ônibus assumam esse ônus”, comentou.

Fonte: Jornal da Cidade de Bauru

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960