Jornal do Ônibus, interação com o público

sábado, 1 de maio de 2010


Afixado há 17 anos nos ônibus de Belo Horizonte, veículo de comunicação presta inúmeros serviços à população

Um jornal de serviços, com textos leves que retratam as inúmeras atividades desenvolvidas pela administração municipal na capital e que abriu espaço para instituições governamentais e não-governamentais para veicular informação de interesse público para a população. Presente há 17 anos no cotidiano da cidade, o Jornal do Ônibus é o veículo de comunicação da Prefeitura de Belo Horizonte com os 1,5 milhão de passageiros/dia do Sistema de Transporte Coletivo da capital.

Em cada edição do jornal são veiculadas notícias de trânsito e transporte, projetos executados pela Prefeitura, campanhas de saúde, a exemplo das relacionadas à vacinação, concursos públicos, eventos culturais, manifestações religiosas e diversos serviços gratuitos prestados à população por instituições públicas, privadas e não-governamentais.

No formato cartaz, os textos de até três linhas ganham forma leve e bem-humorada nos traços do publicitário e artista plástico Adão Rodrigues, responsável pelas ilustrações que dão forma à publicação. "O Jornal do Ônibus é bem-humorado, mas é muito sério em função do imenso público que atinge", afirma Adão Rodrigues. O publicitário inspira seus personagens retratando a realidade do usuário do ônibus. "Passei a observar com mais detalhes quem anda de ônibus, inclusive fotografando pessoas. O resultado está publicado no jornal, com personagens gordinhos, usando sacolas, bolsas, relógios e outros acessórios", revela Rodrigues.

Criado em fevereiro de 1994, pela Assessoria de Comunicação Social da Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte S.A. (BHTRANS), o Jornal do Ônibus é um dos mais importantes veículos de comunicação da empresa para dialogar com a sociedade. "O Jornal do Ônibus é uma mídia de sucesso e estratégica para a BHTRANS e a Prefeitura ao criar um relacionamento estreito e diário com os passageiros de ônibus da capital", afirma Ramon Victor César, diretor-presidente da BHTRANS.

O Jornal do Ônibus divulga mensagens de interesse público, sem cunho político ou comercial. A partir de 2001, passou a publicar fotos de pessoas desaparecidas. De lá para cá, ajudou a encontrar 16 pessoas, sempre com a colaboração dos passageiros. Em 2002, a seção Gentileza Urbana, que já existia desde a criação do jornal, deu início à publicação das sugestões enviadas pelos próprios usuários de ônibus, citando o nome e o bairro da pessoa que enviou a sugestão. Nesse espaço são relatados exemplos de comportamento das pessoas dentro do ônibus, sobre a prática do respeito mútuo e da convivência social. "A interatividade com o público é grande e os exemplos divulgados com uma boa dose de humor retratam fielmente a realidade que acontece dentro dos veículos do transporte público. Os exemplos divulgados contribuem para melhorar as viagens nos coletivos a partir da mudança do comportamento dentro deste espaço público que é o ônibus", explica Ronan Aguiar, jornalista e editor do Jornal do Ônibus.

O Jornal do Ônibus foi vencedor do Prêmio da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (ABERJE), na categoria Boletim Externo, nos anos de 1996 e 2006, graças aos textos curtos e de fácil assimilação, linguagem direta e um projeto gráfico voltado para o público usuário dos ônibus.

Fonte: BHTrans

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960