São Paulo: Porque não houve redução de IPI no transporte coletivo?

terça-feira, 30 de junho de 2009

A solução para a mobilidade na cidade de São Paulo está na redução do número de veículos em circulação e na melhoria do transporte público. A opinião é do prefeito da capital paulista, Gilberto Kassab, que enfatizou a necessidade de ampliação do metrô.
Mesmo assim, o prefeito recebeu bem a decisão do governo federal de prorrogar por mais três meses a alíquota menor do IPI incidente sobre automóveis. A redução do imposto, que será gradualmente retirada nos três últimos meses do ano, visa estimular a venda de carros.
"A medida é correta, até pela questão do emprego (no setor automobilístico)", comentou Kassab. "O transporte público não tira o direito do cidadão de ter um carro particular, mas ter não significa usar", afirmou hoje o prefeito.
Segundo ele, ao ter um transporte público como opção rápida e econômica, como o metrô, o paulistano deixaria o carro em casa para ir trabalhar e haveria mais qualidade ambiental.
READ MORE - São Paulo: Porque não houve redução de IPI no transporte coletivo?

Rio: Motoristas de vans serão recebidos por representantes do governo

Segundo a coordenação da Federação das Cooperativas do Transporte Alternativo, o objetivo da manifestação é conseguir que sejam licitadas as 1.805 linhas existentes de vans, e não apenas 641, como prevê a licitação do governo. Eles também querem que o processo de licitação seja discutido com todas as partes envolvidas. Mais cedo, o protesto provocou congestionamento em diversos pontos da cidade. Na Avenida Brasil, a lentidão era registrada na altura do Trevo das Margaridas até o Caju. A Rodovia Presidente Dutra tinha 6 km de engarrafamento. Grande parte do congestionamento era causado pela passagem de vans na rodovia.
No dia 23, os motoristas de vans se reuniram em frente ao Palácio Guanabara. Houve tumulto.

Nota do Detro
Em nota, o Detro Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) lamentou os transtornos causados pela manifestação e explicou que "para a elaboração do edital de licitação para o transporte complementar, representantes da categoria foram ouvidos e contemplados em muitas de suas solicitações".
O Detro informou, ainda, que "o processo licitatório para o transporte é previsto na Constituição e, no estado do Rio atende a uma exigência do Ministério Público. Até julho, o departamento espera concluir todos os lotes desta primeira etapa, incluindo a Região Metropolitana, lembrando que o decreto do governador Sérgio Cabral prevê a realização de novas concorrências em localidades e trajetos que apresentarem, na prática, demanda para tal".
READ MORE - Rio: Motoristas de vans serão recebidos por representantes do governo

Urbelândia - Transporte coletivo deve ser estimulado

William Rodrigues, doutor em planejamento urbano e de transportes, define a problemática do engarrafamento em Uberlândia como preocupante. “Os congestionamentos ocorrem em casos pontuais, em horários em que há muita entrada e saída de veículos”, disse. A alternativa mais viável para evitar que o problema se intensifique é, segundo ele, estimular o uso de transporte coletivo e bicicletas. Para isso, Willian Rodrigues explica que é necessário que haja investimentos no setor, a fim de tornar o serviço confortável, seguro, eficiente e com diferentes opções de integração.“São medidas sofisticadas adotadas por outras cidades e países para diminuir a quantidade de deslocamento com carros. Porém, é uma situação a média e longo prazo, porque, para a pessoa deixar de sair de carro, o uso do ônibus tem que ser muito atrativo. Não dá para simplesmente obrigar”, afirmou o especialista. Diminuir áreas de estacionamento, construir ciclovias e criar um planejamento que proporcione flexibilidade e liberdade que hoje só o uso do carro oferece. Um exemplo seria a criação de uma passagem que pudesse ser utilizada durante uma hora, para que o usuário tenha a possibilidade de realizar outras atividades usando o transporte coletivo.
READ MORE - Urbelândia - Transporte coletivo deve ser estimulado

Rio: Começam a circular as novas linhas de ônibus para Zona Oeste

Começou a funcionar na manhã desta segunda-feira as novas linhas de ônibus da Zona Oeste. De acordo com o Diário Oficial do Rio, os coletivos vão reforçar trechos dos itinerários de linhas principais que costumam trafegar com excesso de passageiros. Os ônibus começaram a circular na manhã desta segunda.
Segundo a Secretaria Municipal de Transportes, a linha 866 (Campo Grande - Cinco Marias) é um serviço de viagem parcial, com cinco microônibus, que saem de Campo Grande, seguem pela Estrada do Margarça e retornam pela Estrada da Pedra. O itinerário atende as comunidades de Cinco Marias, Jardim Guaratiba e Pingo Dágua, na periferia da Pedra de Guaratiba. A linha principal (Pedra de Guaratiba - Campo Grande) quando passa nesses locais já está carregada e sem oferta de assentos vagos.
A linha 882 (Pingo da Água/ Barra da Tijuca, via Pedra), é também um serviço de viagem parcial que sai de Pingo D'Água, próximo ao cruzamento da Estrada da Pedra com a Avenida Dom João VI, seguindo pela Estrada da Matriz, em Pedra de Guartatiba e, em seguida, para a Barra da Tijuca. O serviço, operado por dez ônibus urbanos, vão reforçar o trajeto da linha principal (Santa Cruz - Barra da Tijuca via Pedra) que também circula com os veículos lotados.
READ MORE - Rio: Começam a circular as novas linhas de ônibus para Zona Oeste

Cubatão-SP: Novo sistema de ônibus é criticado no Município

Reclamações e dúvidas. Assim foi marcado o primeiro dia do novo sistema de ônibus urbano de Cubatão.
Uma das dúvidas era referente aos créditos no cartão de transporte da Piracicabana, a antiga operadora. Existiam usuários com e o mesmo não foi aceito no ônibus municipal.
Outra reclamação foi referente à identificação da linha, que é feita com visor digital. Enquanto na parte da frente do veículo aparece intercaladamente o nome da linha, na de trás vai o número.
Agentes de trânsito da CMT explicaram que, quanto aos créditos da Viação Piracicabana, os usuários tiveram até sexta-feira para trocar o cartão. Agora o mesmo só poderá ser usado nos ônibus intermunicipais.
READ MORE - Cubatão-SP: Novo sistema de ônibus é criticado no Município

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960